terça-feira, 8 de maio de 2018

Petrobras tem lucro de R$ 6,9 bilhões no 1º trimestre, alta de 56%


Prédio da Petrobras no Centro do Rio 
   Pedro Teixeira / Agência O Globo

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 6,961 bilhões no 1º trimestre de 2018. O resultado representa uma alta de 56% frente ao mesmo período do ano passado (R$ 4,45 bilhões).
Trata-se do melhor resultado trimestral nominal desde o 1º trimestre de 2013, quando petroleira registrou lucro líquido de R$ 7,69 bilhões, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica. Ou seja, trata-se do maior lucro desde o início a Lava Jato, cuja primeira operação foi realizada em março de 2014.

Já as vendas da Petrobras cresceram 9% no 1º trimestre ante os 3 primeiros meses de 2017, para R$ 74,46 bilhões. Na comparação com o 4º trimestre, entretanto, houve queda de 3%.
Segundo a Petrobras, a alta do lucro foi determinada pelos seguintes fatores:

       Ganho de R$ 3,223 bilhões com a venda dos campos de Lapa, Iara e Carcará.

·                   Aumento dos preços internacionais do petróleo, que resultou em maiores margens nas exportações.
·                   Maior lucro com vendas combustíveis e derivados.
·                   Maiores margens e volumes na comercialização de gás natural.
·                   Menores gastos com ociosidade de equipamentos e redução das despesas. 

No consolidado de 2017, a Petrobras teve prejuízo líquido de R$ 446 milhões, acumulando 4 anos consecutivos de perdas.

Redução do endividamento

A dívida líquida da Petrobras encerrou o 1º trimestre em R$ 270,7 bilhões, ante e R$ 280,7 bilhões em dezembro do ano passado. Em dólares, a queda do endividamento líquido foi de US$ 84,8 bilhões para US$ 81,4 bilhões, representando uma redução de 4%, segundo a estatal.

Pagamento de dividendos

 

A Petrobras anunciou que função do lucro apurado no 1º trimestre foi aprovada a antecipação de Juros sobre Capital Próprio, no valor de R$ 0,05 por ação, igualmente para preferenciais e ordinárias.
No final de abril, os acionistas da Petrobras aprovaram uma mudança no estatuto da petroleira que define o pagamentos de dividendos intercalares ou dos juros sobre o capital próprio a cada trimestre.

Produção cai no 1º trimestre


A produção total de petróleo e gás natural da Petrobras no 1º trimestre somou 2,68 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,582 milhões no Brasil, 4% inferior na comparação com o mesmo período de 2017. Segundo a estatal, a queda refletiu, principalmente, as paradas programadas e o desinvestimento em Lapa.
Já a produção de derivados caiu 7%, enquanto a venda doméstica recuou 9% na comparação anual, impactada, segundo a Petrobras, pelo "aumento da importação de terceiros e perda de participação de mercado da gasolina para o etanol".
Em relação ao trimestre imediatamente anterior, houve queda no volume de vendas de gasolina e diesel. A petroleira destacou, entretanto, que teve recuperação da participação no mercado de diesel.

G1


COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe