sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Operação da Polícia Militar no Complexo da Maré




A Polícia Militar através do Comando de Operações Especiais (COE) realizou operação no Complexo da Maré desde a manhã da última quinta-feira (28/09). Policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) atuam nas comunidades Nova Holanda e Parque União. 

A operação é uma das ações desdobradas para localizar e prender criminosos envolvidos na disputa do tráfico da comunidade da Rocinha, na Zona Sul do Rio.

Na Nova Holanda, equipes do BAC apreenderam dois fuzis M16 e cerca de meia tonelada de drogas. Policiais do BPChq em vasculhamento no Parque União prenderam um homem com uma pistola calibre 9 mm, rádio comunicador e drogas. Ainda nesta comunidade, foi encontrada uma fábrica clandestina de bebidas alcoólicas.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Prefeitura esclarece sobre casos de meningite



A Prefeitura de Rio das Ostras informa à população que foi dada a entrada de dois jovens de 19 anos no Pronto-Socorro na última quinta-feira, dia 28, com quadro suspeito de meningite. No entanto, os pacientes foram sedados e entubados, e receberam a medicação antibiótica para o tratamento. Foram feitos todos os exames necessários para confirmação do diagnóstico dos pacientes.

De acordo com o coordenador médico do Pronto-Socorro, Rodrigo São Tiago Sanches, a unidade já conseguiu vaga para o jovem R.S.O, com quadro mais grave, no Instituto de Infectologia São Sebastião, no Rio de Janeiro, e o mesmo foi transferido no final da tarde desta quinta-feira. Já o paciente S.P.B  permanece em área de isolamento, mas sua vaga no Instituto também já foi solicitada.

Em vista desses dois casos, se fez necessária o uso de máscaras para a proteção de toda a equipe do Pronto-Socorro, devido ao contágio ser por via respiratória. Também como medida preventiva, foi suspensa a visita a pacientes internados, para diminuir o fluxo na unidade.

A Secretaria de Saúde de Rio das Ostras solicita, como precaução, que a população só procure o Pronto-Socorro em casos de extrema urgência nos próximos dias.  


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Censo Agropecuário 2017 em outubro: 21,43% dos estabelecimentos agropecuários do estado do Rio de Janeiro estão em Teresópolis



O prefeito em exercício, Sandro Dias, participou nesta quinta-feira, dia 28, do lançamento do CensoAgropecuário, Florestal e Aquícola 2017, que será realizado em todo o país a partir de outubro. Até 2018, recenseadores do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) percorrerão as propriedades rurais para traçar um retrato do campo no Brasil.

Organizada pelo IBGE, em parceria com o Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado, a solenidade foi realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Acompanhado pelo engenheiro agrônomo Kleber Cozzolino, representando a Secretaria Municipal de Agricultura, Sandro Dias pontuou a posição de destaque de Teresópolis neste segmento.

“De acordo com o IBGE, 21,43% dos estabelecimentos agropecuários do estado do Rio estão em Teresópolis. São unidades de produção dedicada total ou parcialmente a atividades agropecuárias, florestais e/ou aquícolas. Maior produtor de olerícolas folhosas do estado (alface, agrião, salsa, cebolinha etc), o município detém o maior PIB agropecuário entre os municípios fluminenses. Devemos ter um olhar especial para este setor”, assinalou.

O último censo foi realizado em 2007, quando Sandro Dias era secretário municipal de Agricultura. “Às vezes o campo é deixado de lado e as políticas públicas são fracas para a área. A expectativa com esse Censo Agro é que, utilizando as tecnologias disponíveis e criando comissões municipais, o levantamento tenha muito mais elementos para que se possa gerir melhor políticas públicas para o desenvolvimento do setor agropecuário e do homem do campo”, concluiu o prefeito em exercício.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Macaé participa da principal feira de turismo do país

45ª ABAV Expo Internacional de Turismo reúne profissionais do setor de todo o mundo, em São Paulo, de 27 a 29 de setembro



Com o objetivo de promover o potencial turístico da ‘Princesinha do Atlântico’, o Macaé Convention & Visitors Bureau e Secretaria de Turismo, em parceria com a Turisrio, participam da 45ª ABAV Expo Internacional de Turismo, que acontece em São Paulo, de 27 a 29 de setembro.

Realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), a feira é considerada a mais completa, tradicional e importante do setor de turismo no Brasil. O evento é destinado apenas aos profissionais da área e contará com cerca de mil expositores. A expectativa é receber mais de 23 mil participantes.

Durante o evento vai ser apresentado os atrativos turísticos de Macaé para agentes de viagens, operadores e prestadores de serviços, que são um dos maiores responsáveis pelo fomento do turismo nas cidades. A feira também recebe imprensa especializada, que descobre e divulga os destinos turísticos, além de autoridades e líderes do setor.

De acordo com Guilherme Braga de Abreu, presidente do Macaé Convention & Visitors Bureau o turismo é um mercado muito competitivo e estar presente na ABAV é uma grande oportunidade de fazer parte deste mercado e divulgar o município.

“Nosso objetivo é realizar contatos com profissionais da área para que conheçam os nossos atrativos. Temos serra e mar em um só lugar, além de sermos a segunda maior rede hoteleira do Estado e cada vez mais, nossa gastronomia ganha notoriedade. Estamos mostrando o potencial turístico de Macaé buscando impulsionar o turismo na nossa cidade”, destacou Guilherme.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Teste acha inseto em café Melitta e pelo de rato em farinha Sol



Proteste, associação de defesa do consumidor, divulgou nesta quinta-feira os resultados de um teste de segurança alimentar – com base no regulamento técnico da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – em amostras de oito marcas de café e farinha de trigo disponíveis no mercado. Entre as marcas testadas de café em pó – Caboclo, Pilão, Melitta e 3 Corações – e de farinha de trigo, Dona Benta, Renata, Sol e Rosa Branca – duas apresentaram quantidades de matérias estranhas, como fragmentos de insetos e roedores, superiores à permitida por lei.

Quantidade permitida

Conforme a legislação da Anvisa, a quantidade permitida de corpos estranhos nos alimentos analisados é de 60 fragmentos de insetos em 25 gramas de café em pó e 70 fragmentos em 50 gramas de farinha de trigo.
Os resultados mostraram que as amostras das marcas Caboclo e Pilão não indicaram a presença de matérias estranhas microscópicas ou microscópicas. Já a 3 Corações, apesar de estar dentro do limite permitido, apresentou 15 fragmentos na amostra de 25 gramas.
Em relação às marcas de farinha de trigo, a amostra da marca Renata indicou a presença de 33 fragmentos de inseto, já as das marcas Dona Benta e Rosa Branca apresentaram três e cinco fragmentos por 50 gramas, respectivamente.

Inseto morto

Por outro lado, o café Melitta apresentou uma quantidade superior à permitida pela vigilância sanitária. A amostra analisada revelou 13 fragmentos de 25 gramas e um inseto inteiro morto – que não está previsto na legislação. Segundo a Proteste, isso indica a possibilidade de falhas no processo de produção, manipulação ou armazenamento do produto.

Pelo de rato

Enquanto isso, na amostra da farinha Sol foram encontrados 25 fragmentos de insetos e um pelo de rato. Apesar de a quantidade de insetos estar dentro da lei determinada pela Anvisa, pelos de roedoresnão são permitidos nesses produtos. A agência autoriza um pelo de roedor para cada 100 gramas de produtos de tomate, por exemplo, mas esse regulamento não se aplica à farinha de trigo.

O que dizem as empresas

Em posicionamento enviado por e-mail a Melitta afirmou: “Em relação aos testes realizados pelo Instituto Proteste com um lote especifico do café em pó Tradicional embalagem Pouch 500g da Melitta do Brasil, a empresa afirma que desconhece os procedimentos utilizados para o teste dos produtos e reitera que prima pela qualidade, atende e respeita todas as regras da legislação aplicada pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
A marca tem como prioridade entregar a excelência no produto final e, para isso, possui diversos processos de controle, além de certificados que comprovam o alto nível de qualidade em seus processos, como o Selo de Pureza ABIC (Associação Brasileira da Indústria do Café), o Certificado ISO 9001 de gestão de qualidade, o Programa de Qualidade do Café da ABIC e o Programa de Boas Práticas de Fabricação.
A empresa afirma ainda que realiza análises periódicas com laboratórios independentes certificados e que em nenhum momento foram encontradas as irregularidades divulgadas pelo Instituto Proteste. Por respeito e responsabilidade ao consumidor, a Melitta do Brasil vai recolher o lote em questão para refazer as análises.”
Também por e-mail, a J.Macêdo, fabricante da farinha de trigo Sol, disse: “A J.Macêdo, fabricante da farinha de trigo Sol, tem laudos de laboratório credenciado pela ANVISA que atestam não ter sido identificada nenhuma inconformidade no mês de produção indicado pelo número parcial de lote divulgado pela Proteste. O mesmo vale para os meses anteriores e posteriores ao fato, no que se refere à presença de materiais estranhos. A J.Macêdo tem contraprovas dos lotes de produção e já os submeteu a exame em laboratório externo credenciado pela ANVISA, a fim de resguardar e dar a seus consumidores a garantia de seu rigor em relação aos seus procedimentos de fabricação.
A J.Macêdo afirma com base no número parcial de lote divulgado pela Proteste que nenhum lote produzido no mês em questão apresentou problemas, de acordo com os laudos citados acima. A Proteste também não comunicou a sua metodologia de amostragem, nem condições de armazenamento e coleta e nem se o laboratório que executou o teste é credenciado pela ANVISA.
Todas as unidades da J.Macêdo seguem rígidos controles de qualidade e rotinas de análise sistemática, com procedimentos de boas práticas de fabricação e controle de pragas minucioso. Se por algum motivo um produto se apresente fora da especificação, o lote inteiro do qual ele faz parte é descartado, conforme as regras da ANVISA e as melhores práticas de segurança alimentar.”
Após obter o número do lote utilizado pela Proteste, a  J.Macêdo, enviou a contraprova para um laboratório externo credenciado pela Anvisa. O novo laudo comprovou que o produto está totalmente de acordo com as exigências da agência reguladora. Ou seja, não foi encontrado nenhum material estranho que pudesse torná-lo impróprio para o consumo.
.A Selmi, empresa responsável pela farinha de trigo Renata disse por e-mail: “A Selmi, empresa com mais de 130 anos de mercado e que produz há mais de 50 anos a farinha Renata, reforça que mantem seu foco na total rigidez do controle de qualidade em toda a sua cadeia produtiva. A companhia afirma que, de acordo com o teste realizado, o produto segue as especificações permitidas pela legislação brasileira.”
Por e-mail, a Associação Brasileira da Indústria (Abic) esclareceu que “os limites estabelecidos [pela Anvisa] são seguros do ponto de vista da saúde e baseados nos métodos de produção de alimentos no Brasil. Todo produto agrícola está sujeito à presença de insetos na lavoura, tais como frutas, verduras, grãos e com o café não é diferente. A mais conhecida é a “broca do café” (Hypothenemus hampei), que é um artrópode (inseto) típico da cultura do café e é classificada pela norma como “sujidade leve”. Sua existência não indica falta de boas práticas na indústria de café, lembrando que insetos são usados também em controle biológico no campo e podem seguir junto com a matéria-prima. A


broca é um tipo de caruncho natural do grão e é um inseto não nocivo à saúde humana. A broca nasce na lavoura e se instala no grão enquanto ele está em crescimento na planta. Ela penetra dentro do grão de café na árvore ou após a colheita, o que torna impossível retirá-la de dentro dos grãos. Com o aumento da incidência de broca no cafezal, ocorre um aumento do número de grãos brocados nos lotes existentes no mercado.
A indústria de café tem adotado limites cada vez mais rígidos e menores para a presença de broca nos lotes de café que ela adquire. Isto tem sido um procedimento cada vez mais rigoroso por parte das indústrias e é uma exigência da ABIC aos seus associados em seus programas de qualidade e certificação. A ABIC tem mantido contatos frequentes com a Anvisa para interpretar o método de análise indicado pela norma para a avaliação do café. A conclusão é que o método de análise por quantificação de fragmentos é inadequado e não assegura confiabilidade aos resultados pois em testes realizados pela ABIC o mesmo produto pode apresentar resultados diferentes e com isto prejudicar a avaliação e as marcas testadas. O assunto ainda necessita de mais estudos e discussões.
Importante lembrar que o grão de café é torrado a 230ºC, moído e no preparo da bebida a água, junto com o pó de café passam por um coador e/ou filtro, eliminando qualquer possibilidade de algum fragmento estar presente na xícara do consumidor.(…) As indústrias associadas têm produtos certificados com o Selo de Pureza e Qualidade, e garantem a segurança alimentar. A presença da broca tem sido combatida e discutida exaustivamente com a Anvisa desde 2015, inclusive quanto à validação do método de análise e contagem dos fragmentos de broca. A Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC, reitera seu compromisso com a segurança alimentar e o respeito aos consumidores e vai ampliar seu monitoramento sobre os cafés no mercado, especialmente com relação a incidência da broca e com o espírito da autorregulamentação, que fez dos seus programas de certificação um exemplo em todo o mundo e no Brasil.” 
As empresas responsáveis pelas demais marcas citadas não se manifestaram sobre o assunto até o fechamento dessa matéria.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Indústria têxtil fluminense ganha novo estímulo

Número de empresas e empregos cresce após a prorrogação da Lei da Moda
 
Indústria têxtil fluminense apresenta crescimento
Foto: Rogério Santana
A prorrogação do incentivo fiscal aos setores têxtil e de confecção do estado até 2032, que foi sancionada pelo Governo do Estado no fim de agosto, traz novo estímulo às empresas do ramo. A Lei da Moda, como é conhecido o benefício, estipula em 3,5% o ICMS pago pelas empresas destes segmentos. Dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) apontam que o número de empresas do setor cresceu em 190% com a vigência da lei. Já a arrecadação de ICMS aumentou 295% até 2015.


Para a subsecretária de Comércio e Serviços, Dulce Ângela Procópio, a renovação da lei incentiva a retomada de investimentos no setor.


– O Estado do Rio é um gerador de tendências no ramo de moda, que são absorvidas pelas grandes capitais da moda, como Paris e New York. A prorrogação do incentivo fortalece a geração de empregos e a formalização de indústrias, até então familiares – disse Dulce.


Mapa do setor


A produção do setor (têxtil/confecção) fluminense está voltada principalmente para os ramos da Moda Íntima, na Região Serrana; Moda Praia, na Região dos Lagos; e Jeans, na Região Metropolitana. Nos últimos anos, a região Noroeste entrou no mapa do setor com a produção de moda noite (pijamas e roupas de festa).


As indústrias do segmento têxtil envolvem: os processos de produção de fibras, fiação, tecelagem, malharia e aviamentos, entre outros. Já a confecção atua com o desenvolvimento do produto: criação, modelagem, pilotagem, costura, beneficiamento e estamparia.

Mais de 53 mil trabalhadores no mercado


Segundo a Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais- 2016), do Ministério do Trabalho e Emprego, os setores de Confecção e Têxtil empregam, no mercado formal, mais de 53 mil trabalhadores.
A Região Metropolitana detém a maior concentração (55,89%), seguida pela Região Serrana (33,08%), Noroeste (3,54%), Norte (2,94 %), Médio Paraíba (2,47%), Baixadas Litorâneas (1,03%), Centro-Sul (1%) e Costa Verde (0,05%). 


Em números de estabelecimentos, a Região Metropolitana tem a liderança com 48%. A Região Serrana concentra 38,4%, Noroeste 4,5%, Norte 2,6%, Médio Paraíba 2,6%, Baixadas Litorâneas 2,3%, Centro-Sul Fluminense 1,3% e Costa Verde 0,3%.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Estado do Rio registra aumento no número de transplantes

Transplantes de córnea e rins realizados já superam o número do mesmo período do ano passado


Nesta quarta-feira, 27/09, é o Dia Nacional da Doação de Órgãos. Para comemorar a data, o Programa Estadual de Transplantes (PET) divulga um balanço dos transplantes de órgãos realizados no Estado do Rio, e mostra que todos os indicadores vêm aumentando quando se compara 2017 com 2016. A previsão é que o ano de 2017 tenha o melhor saldo de cirurgias desse tipo desde que o PET foi criado, há sete anos. Até agosto, foram realizados 966 transplantes no estado. No ano passado, durante todo o ano, foram 1.128.

O grande campeão por enquanto é o transplante de córnea, procedimento que já teve uma fila de espera de 10 anos e cuja média de espera atual é de oito meses. Entre janeiro e agosto de 2017, foram realizados 576 transplantes de córnea, o número supera todo o ano de 2016, quando foram feitos 575 procedimentos desse tipo. Outra boa notícia é que só em agosto foram realizados 106 transplantes de córnea, o antigo recorde mensal era de 96 cirurgias.

- Sabemos que a decisão de doar os órgãos de um parente é tomada no momento mais difícil, mas o debate constante desse assunto nos ajuda a aumentar o número de doações. Nossas equipes são incansáveis e o resultado que temos alcançado esse ano nos mostra isso claramente, apesar das dificuldades, estamos batendo recordes de doações, isso quer dizer que nosso objetivo de salvar vidas está sendo cumprido - disse Luiz Antonio Teixeira Jr., secretário de Estado de Saúde.

Outra cirurgia que está muito próxima de bater o recorde é o transplante de coração. Entre janeiro e agosto desse ano foram realizadas 9 cirurgias, mesmo número do ano passado inteiro. Os números de transplantes de rins também são significativos. No ano passado, até agosto, foram 233 procedimentos. Este ano, no mesmo período, foram 234.

- Este ano será um sucesso para o PET. Estamos quebrando todos os recordes, mas sabemos que a negativa das famílias ainda é o maior desafio a ser superado. A informação é nossa principal estratégia para que a doação de órgãos seja um assunto encarado com cada vez mais naturalidade entre os brasileiros. Acredito que estamos no caminho certo, a evolução nos números tem nos mostrado isso - explica Gabriel Teixeira, coordenador do Programa Estadual de Transplantes.

Aumento de doações – Em 2016, o PET encerrou o ano com taxa de doação em 13.8 PMP (por milhão de habitante). Já no primeiro trimestre de 2017 apresentou alta, chegando a 15.4 (PMP), o que representa uma variação positiva de 12%. Desde que foi criado, em abril de 2010, o programa já ultrapassou a marca de 8.593 transplantes de órgãos e tecidos realizados nos últimos sete anos.

Vidas que dependem do “sim” – A legislação brasileira determina que apenas parentes diretos de pacientes com diagnóstico de morte encefálica têm o direito de autorizar a doação de órgãos e tecidos. Não há nenhum documento que possa ser deixado em vida para garantir que a doação ocorra após a morte. Portanto, conversar entre as famílias e expor o desejo de ser doador é a forma mais importante de fazer com que essa vontade seja respeitada. Em 2016, entre as famílias entrevistadas pelas equipes de acolhimento familiar, 46% deram resposta negativa à doação. Já nestes seis primeiros meses de 2017, esse índice está em 45,5%.

- A conscientização da sociedade é muito importante, nas entrevistas, oferecemos à família que perdeu um ente querido o direito de doar os órgãos e, desta forma, salvar vidas que dependem disso – explica Patrícia Bueno, assistente social do PET e integrante da equipe de acolhimento familiar.

Doe+Vida – As equipes da Coordenação Familiar do PET também realizam, desde 2015, palestras de conscientização em empresas, instituições e diferentes entidades para falar sobre o assunto. Além disso, o programa disponibiliza o site www.doemaisvida.com.br, onde as pessoas que querem se declarar doadoras podem se cadastrar e compartilhar a vontade com familiares e amigos. Apesar de não ser um documento legal, uma vez que somente familiares diretos podem autorizar a doação, o cadastro visa estimular as famílias que discutam o assunto, busquem informações e compartilhem entre todos a vontade de ser doador. 


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Publicidade: Ortopedia Pádua


Uma loja completa na linha de produtos ortopédicos.

Palmilhas, muletas, bota imobilizadora, tipóia, imobilizador em oito, colete Putti, meias compressivas e artigos ortopédicos em geral.

Tudo o que precisa você encontra aqui.

O nosso prazer é cuidar de você!


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Publicidade: Total frio

Climatizando com estilo!

Com um atendimento personalizado, na Total Frio você tem uma equipe especializada com técnicos responsáveis e os melhores serviços de toda a região.

Na Total Frio a manutenção do seu equipamento é realizada com rapidez e qualidade.


Total Frio soluções em refrigeração


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Publicidade: Mais Bela Rede de Cosméticos


Aqui você encontra uma grande variedade de produtos de beleza.

Tudo o que você sempre quis.


Venha para a loja Mais Bela a mais completa da sua região!


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Publicidade: Hamburgueria Drigg’s Burguer

Se você está afim de saborear um delicioso hambúrguer, venha para a Hamburgueria Drigg’s Burguer.

Aqui você encontra o que há de melhor para satisfazer você cliente amigo. 

O nosso compromisso é levar até você o mais alto padrão de qualidade, com eficiência e rapidez.

Trabalhamos com um variado cardápio.


Venha conferir!


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Governo do Estado entrega investimentos para a cidade de Itaocara



O secretário estadual de Agricultura, deputado Jair Bittencourt, realizou a entrega de diversos materiais e máquinas na última sexta-feira (22), no município de Itaocara. Os investimentos totalizam mais de R$290 mil e contemplam 120 subprojetos, beneficiando 51 produtores familiares, em quatro microbacias hidrográficas. Em outubro, um novo repasse será feito, em um total de, aproximadamente, R$500 mil. 

Os investimentos, oriundos do programa Rio Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura, englobam roçadeiras, motopicadeiras, ordenhadeiras, tanques de resfriamento de leite, arame farpado, calcário agrícola, sementes, fertilizantes e adubos, entre outros, para incentivo a subprojetos econômicos, ambientais e sociais. 


No evento de entrega dos materiais, Jair Bittencourt ressaltou que, apesar das dificuldades do Estado, a Secretaria de Agricultura garantiu os recursos: “Mesmo com tudo o que passamos, conseguimos uma nova fase do Rio Rural, renovando os investimentos com o Banco Mundial para a continuidade do programa e poderemos permanecer beneficiando os produtores rurais”, disse.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 23 de setembro de 2017

Nova etapa de operação da PM contra crimes começa na segunda-feira no Noroeste Fluminense

Viaturas e motopatrulhas farão abordagens a veículos e pedestres




A"Operação Noroeste Seguro" terá uma nova etapa a partir desta segunda-feira (25) em nove cidades da área de abrangência do 29º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Itaperuna, no Noroeste Fluminense.

O objetivo é inibir roubos, furtos de veículos, porte de armas e tráfico de drogas, reforçando a segurança nos municípios por meio de ações repressivas e preventivas.

Viaturas e motopatrulhas farão abordagens a veículos e pedestres em pontos estratégicos das cidades e nas divisas com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Além de Itaperuna, o 29º BPM abrange também as cidades de ItalvaBom Jesus do ItabapoanaCardoso MoreiraVarre-SaiNatividadePorciúnculaLaje do Muriaé e São José de Ubá.

G1


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Fazenda deposita nesta sexta R$ 91 milhões referentes aos salários de agosto

Serão pagos os servidores com vencimento líquido de até R$ 2.744; com esses depósitos, 83,9% dos vencimentos do mês estarão quitados



A Secretaria de Fazenda deposita, nesta sexta-feira (22/9), os salários integrais de agosto para 34.885 servidores ativos, inativos e pensionistas, de todas as categorias, que recebem vencimento líquido de até R$ 2.744. Também serão quitados integralmente os vencimentos de agosto para os servidores da Secretaria do Ambiente e Inea (Instituto Estadual do Ambiente), com recursos próprios. Todos os depósitos realizados nesta sexta-feira somam R$ 91 milhões. Com esses depósitos, o Estado terá pago os salários de agosto para 83,9% do funcionalismo público.

No último dia 15/9, décimo dia útil, a Fazenda já havia depositado os salários integrais para os servidores que possuem remuneração líquida de até R$ 2.052. Na mesma data, foram pagos integralmente os vencimentos dos servidores ativos da Educação e do Degase e de todos os servidores ativos, inativos e pensionistas da Segurança - policiais militares e civis, bombeiros, agentes penitenciários e funcionários das secretarias de Segurança e de Administração Penitenciária e órgãos vinculados, e demais carreiras estratégicas.


Os vencimentos de agosto ficarão pendentes para 74.725 servidores ativos, inativos e pensionistas, em um total de R$ 384 milhões. O valor líquido da folha do Executivo é de R$ 1,6 bilhão. Os salários serão depositados ao longo do dia 22/9, mesmo após o fim do expediente bancário. De acordo com o resultado da arrecadação, a Fazenda anunciará, posteriormente, quando se dará novo depósito para os servidores que ainda não terão recebido os vencimentos até amanhã.


O secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, afirmou, nesta quinta-feira (21/9), em entrevista à rádio CBN, que o Estado trabalha para que o empréstimo de R$ 3,5 bilhões decorrente do Plano de Recuperação Fiscal saia o mais rápido possível. De acordo com Barbosa, a expectativa é de que o edital do pregão, que vai selecionar a instituição responsável pela operação financeira, seja publicado ainda neste mês de setembro. Após a publicação, o pregão terá que acontecer em até oito dias úteis.


– Esse é um processo completamente novo, tanto para o Estado do Rio, quanto para o Ministério da Fazenda, Secretaria do Tesouro Nacional e Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. A intenção do Estado é que, tão logo saia essa operação de crédito, o 13º de 2016 seja pago, bem como o Regime Adicional de Serviço (RAS) da área de Segurança. Além disso, esse valor daria estabilidade para que, por exemplo, o 13º de 2017 seja pago no mês adequado – afirmou o secretário.


A execução das ações que foram exigidas pelo governo federal para que o Estado pudesse aderir ao Plano de Recuperação Fiscal, de acordo com o secretário, estão em curso. A obrigação do Estado é apresentar o plano de execução das 11 medidas descritas no plano ao Conselho de Supervisão, formado por membros do Ministério da Fazenda, Tribunal de Contas da União e do Governo do Estado, e que acompanha todo o processo.


– O Plano de Recuperação Fiscal tem um prazo de execução. Nós estamos dentro do prazo estipulado, que é de 30 dias. No parecer do Conselho de Supervisão está estipulado que é necessário que o Estado apresente o plano de execução dessas 11 medidas. Várias medidas já estão acontecendo ou já aconteceram. Por exemplo, a alienação dos imóveis está prevista para o ano de 2018, o aumento da contribuição previdenciária e a alienação da folha de pagamento dos servidores já foram feitas.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Testes indicam que vacina contra zika pode prevenir a transmissão na gravidez


A vacina contra zika desenvolvida pelo Instituto Evandro Chagas (IEC) apresentou resultado positivo nos testes em camundongos e macacos. A aplicação de uma única dose da vacina preveniu a transmissão da doença nos animais e, durante a gestação, o contágio dos filhotes.
“É um dos mais avançados estudos para a oferta de uma futura vacina contra a doença para proteger mulheres e crianças da microcefalia e outras alterações neurológicas causadas pelo vírus”, informou o Ministério da Saúde.
Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (22) pela revista Nature Communications, segundo a pasta.
Os testes pré-clínicos foram realizados simultaneamente no Instituto Nacional de Saúde (NIH), Universidade do Texas e Universidade Washington, dos Estados Unidos, todos parceiros da pesquisa.
Os testes obtiveram sucesso em seu objetivo, que é impedir que o vírus zika cause microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central tanto nos camundongos quanto nos macacos. Já os testes em humanos devem ser realizados, a partir de 2019, na Fiocruz/Biomanginhos, no Rio de Janeiro.

Do grupo controle que não tomou a vacina, as fêmeas de camundongos tiveram aborto por conta da transmissão do vírus zika ou seus filhotes nasceram com microcefalia e outras alterações neurológicas.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Pedágio da BR-116, que liga Teresópolis ao Rio, ficará mais caro a partir de segunda-feira

Aumento de 5,62% foi autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

 A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou o aumento de 5,62% na tarifa de pedágio na BR-116, que liga os municípios de Teresópolis, na Região Serrana, ao Rio de Janeiro. A partir de segunda-feira (25), a tarifa passa de R$ 17,10 para R$ 18,10 na praça de pedágio principal, em Bongaba, no Rio; e de R$ 12 para R$ 12,60 nas praças de pedágio auxiliares.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União, podendo entrar em vigor a partir deste sábado (23), mas, de acordo com a CRT, concessionária que administra a rodovia, a nova tarifa passará a ser cobrada a partir da zero hora de segunda-feira.

De acordo com a CRT, o aumento de 5,62% segue o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que leva em consideração o índice oficial de inflação do país.

As praças de pedágio auxiliares ficam em Santa Guilhermina (km-122) e Santo Aleixo (km-114), no trecho da Baixada Fluminense.


G1


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Publicidade: Papelaria Arco-Iris Center

Se você acha que todo lápis de escrever é igual, melhor se ligar! 

Assim como você, cada lápis é de um jeito. Tem para escrita, desenho, sombreado, traço fino e grosso, cada um tem um jeito, mas todos aguardam por você na papelaria Arco-Iris.

O melhor sortimento de material escolar, desde o mais barato ao de maior qualidade em tecnologia. As últimas novidades do mercado te esperam na papelaria Arco-Iris.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

“A Fazenda”: Monique sofre acidente grave e é socorrida às pressas


Em um momento inesperado, uma das participantes do reality show “A Fazenda”, Monique Amin, sofreu um acidente na cozinha, durante a hora do almoço desta quinta-feira (21). Uma panela de água quente caiu em suas pernas e ela acabou sofrendo uma queimadura grave.

Yuri, que assim como ela, é ex-BBB, avisou aos peões sobre o acontecido. A equipe médica do programa então foi acionada às pressas e ela foi levada para serem prestados o socorro necessário. “A Monique deixou cair água quente na perna dela, se queimou”, explicou Yuri aos colegas.
“Queimou feio, mas já foi pro médico. Queimou bem feio, a pele até descolou”, disparou ele. Monique retornou logo em seguida com um curativo na coxa e acalmou a todos: “Já que eu me queimei fazendo esse café, me dá isso aqui para eu tomar. Já estou bem gente, tá tudo bem”.

Dinei, ao ficar sabendo da história, agravou a situação e colocou a culpa em Adriana Bombom: “Na hora que nós saímos ela deve ter ido pro fogão. Não sei se foi a Bombom que derrubou água fervendo nela ou foi ela mesmo, deve ter sido a Bombom, ela tava fazendo café”.

O momento deverá ser mostrado na edição desta quinta-feira (21), na Record.

TVFoco

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Governo estuda acabar com o horário de verão

A Casa Civil analisa o assunto com base em um estudo feito pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico


Uma proposta sobre a viabilidade de manter o horário de verão está  sendo analisada pelo governo federal. A Casa Civil analisa o assunto com base em um estudo feito pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico.

O horário de verão está previsto para começar no dia 15 de outubro deste ano. Em vigor no Brasil desde 1931, a alteração nos relógios que ocorre entre o fim e o início de cada ano visa distribuir melhor o consumo de energia, reduzindo custos operacionais. Isso ocorre em razão da maior incidência de luz natural no período. Com mais tempo de claridade, o acionamento de iluminação elétrica e também de outros aparelhos, como chuveiros, é postergado. diminuindo a demanda de carga no sistema elétrico do país.


A hora de verão atualmente abrange os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Veja

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Produção da Record está insatisfeita com Marcos Harter na “Fazenda”


Enquanto Marcos Harter causava em sua participação no “Big Brother Brasil”, onde engatou um romance com Emilly e chegou a ser acusado de agressão, sendo expulso na última semana do confinamento, em “A Fazenda” ele ainda não mostrou a que veio.

De acordo com o colunista Leo Dias, ele está dando trabalho na Record, fazendo com que os editores do reality show tenham um esforço dobrado para cortar as suas falas no programa. Isso porque o médico cirurgião não fala em outro assunto a não ser o “Big Brother”.Durante todo o dia, ele repercute os acontecimentos da atração concorrente, chegando a citar Boninho, o diretor, e Tiago Leifert, o apresentador do “BBB”. A Record tenta cortar tudo na edição que vai ao ar na TV, mas quem acompanha ao vivo confere tudo.

MARCOS FEZ REVELAÇÃO SOBRE SELEÇÃO DO BBB

Marcos , Marcelo Ié Ié, Ana Paula Minerato e Matheus estavam no quarto e, durante o bate-papo, começaram a conversar sobre como é a seleção do “Big Brother Brasil”, da Globo. Ié Ié, que, embora não tenha participado do reality concorrente, contou que apareceu de sunga para uma das avaliações.
“Entrei, pediram pra colocar uma sunga azul. Eu era mais fortinho, mais gostoso. Brincaram: ‘Quer dizer que você namora todas as mulheres do Brasil? Eu você não namora’. Eu disse: ‘É que eu seleciono quem eu quero mais, quem eu quero menos’. Aí todo mundo riu”.

Já Marcos, contou como foi sua seleção. “Tinha uma galera que ficava dispensando ali. Você passava e já tinha alguém falando no fone de quem tava acompanhando. Tipo ‘esse dorme’, ‘esse pode arrumar as coisas e ir’. Ou seja, fica pra próxima etapa ou não”.

TV Foco

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

VIII Circuito Musica Brasilis leva exposição interativa e espetáculo para SESI Itaperuna


Concerto faz uma homenagem aos 170 anos de nascimento da compositora Chiquinha Gonzaga



Entre os dias 30 de setembro e 06 de outubro, o Teatro do SESI Itaperuna recebe a exposição interativa "MUSICA BRASILIS - 5 séculos de música", que traça um panorama de cinco séculos de práticas musicais brasileiras de todos os tempos e gêneros. A mostra reunirá miniaturas de instrumentos, vídeos e instalações digitais. No dia do abertura (30/09), o projeto também apresentará o espetáculo cênico-musical 'Abram alas para Chiquinha Gonzaga', em homenagem aos 170 anos de nascimento da compositora. As programações integram o VIII Circuito Musica Brasilis, idealizado e dirigido pela cravista e pesquisadora Rosana Lanzelotte.

Exposição: 30 de setembro a 6 de outubro

Apoiada nos conteúdos reunidos ao longo de oito anos para o portal Musica Brasilis (www.musicabrasilis.org.br), que realiza um relevante trabalho de resgate e difusão de música brasileira, a exposição será dividida em cinco módulos:
 
Instrumental: miniaturas de instrumentos indígenas, europeus e africanos, além de totem interativo onde vídeos sobre os instrumentos podem ser acionados.

 
Jogo de compor: experiência lúdica na qual os visitantes "compõem" a partir de trechos pré-gravados, mexendo peças sobre o tablet. Desenvolvida em colaboração com o compositor Tim Rescala.

 
Jogo de Mix: visitantes customizam o volume de trilhas sonoras, para compreender como elas se somam para formar uma música. Elaborado a partir de software concebido pelo americano Stephen Malinowski.

 
Tempo: a primeira linha do tempo interativa da música brasileira, na forma de fichário infinito, que possibilita o acesso a informações e obras de compositores de todos os períodos e gêneros.


Vídeo Imagens da Música: revisitando a iconografia musical através dos séculos, o vídeo reconstitui os cantos dos tupinambás, anotados por Jean de Léry em 1557, passando pelos carros alegóricos que desfilaram no Carnaval de 1786, as práticas musicais dos escravos retratadas em gravuras de Debret, a música urbana pintada por Portinari até grafites do século XXI.
 
O time de especialistas envolvidos no projeto se conta ainda com a arte-educadora Suely Avellar, que coordena o programa educativo da exposição, que prevê visitas guiadas para grupos de estudantes.


Espetáculo: 30 de setembro

A apresentação 'Abram alas para Chiquinha Gonzaga' realiza uma homenagem aos 170 anos de nascimento da primeira compositora de relevância no país, que viveu entre os anos 1847-1935, e compôs o clássico "Abre-Alas". Chiquinha, que rompeu as barreiras de gênero, empunhou a batuta de maestrina, criou a primeira sociedade de arrecadação de direitos autorais no país - a SBAT - em 1917, escreveu operetas e vasta obra para piano. 

 
O programa, com obras de José Maurício Garcia Nunes, Chiquinha Gonzaga e H. Villa-Lobos, será apresentado pelos músicos José Staneck (harmônica), Marina Spoladore (piano) e Ricardo Santoro (violoncelo). A atriz Helena Varvaki reviverá a compositora Chiquinha Gonzaga, através do texto de Filomena Chiaradia, baseado na biografia da compositora de autoria de Edinha Diniz.


Serviço:


TEATRO SESI ITAPERUNA
Avenida Dep. José de Cerqueira Garcia, 883 - Pres. Costa e Silva. Tel: (22) 3811-9219/ 3811-9246.

Exposição: 30 de setembro a 6 de outubro
Horário: de seg. a sexta, das 9h às 13h e das 14h às 19h
Entrada gratuita
Equipe:
Concepção e curadoria: Rosana Lanzelotte
Pesquisa e conteúdos: Nívia Zumpano, Suely Avellar
Instalações digitais interativas: Superuber, Grama.CC
Programa educativo: Suely Avellar
Identidade Visual e sinalização: 6D
Produção Executiva: Cíntia Pereira

Espetáculo: 30 de setembro (sábado)
Horário: 19h
Ingressos: R$10 (vendas a partir de 1/9, de seg a sex das 8h às 20h)
- 50% de desconto para: idosos, estudantes até 15 anos (apresentando RG), estudantes acima de 16 anos (apresentando carteira estudantil) e para jovens entre 16 e 29 anos, pertencentes a famílias de baixa renda, mediante comprovação de matrícula CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal)
Lotação: 250 lugares


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA