sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Prefeitura recupera asfalto na entrada de Porciúncula

A precariedade da rodovia RJ220 é motivo de grande preocupação tanto para os prefeitos da região quanto para os moradores das cidades que utilizam esta estrada. Tal situação levou o Governo de Porciúncula a incluir o perímetro urbano da rodovia  em um convênio firmado com o Governo do Estado, o que possibilitou a recuperação de quase 1 km de pista.
Durante a execução do serviço de recapeamento foi possível perceber o contraste entre o asfalto deteriorado e a parte da pista que já havia recebido a nova camada.
- Enquanto o Estado não inicia a recuperação de toda a rodovia, decidimos incluir pelo menos o trecho urbano neste convênio, melhorando as condições da entrada da cidade e principalmente gerando mais segurança aos motoristas – afirmou o prefeito de Porciúncula, Antonio Jogaib.
Além da recuperação do trecho urbano da RJ 220, o Governo de Porciúncula já havia firmado outro convênio com o Governo do Estado que está proporcionando o asfaltamento de mais de 6 km de ruas. E ao mesmo tempo em que trabalha para liberar o percentual final desta 1ª etapa, a Administração Municipal já articula para conseguir a 2ª etapa.

COMPARTILHE

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Comunidade do Bananal em Festa

As realizações do Governo Municipal esta mexendo com a população cardosense, prova disso foram às pessoas que estiveram presentes na localidade de Bananal na última sexta-feira (12 de agosto) e vibraram com as novas conquistas para a população de Cardoso Moreira.
Em seu discurso o Prefeito Gilson Nunes Siqueira agradeceu pelo crédito aos seus secretários e ao seu governo, e disse: Continuem acreditando no nosso trabalho, cobrem vocês tem direito e nós vamos realizar porque somos capazes e temos parceiros no Governo do Estado e no Governo Federal – afirmou o prefeito antes de inaugurar o Tanque de resfriamento de leite do Bananal, a sala do EJA e a sala de informática



COMPARTILHE

sábado, 13 de agosto de 2011

Prefeitura de Natividade quer pólo tecnológico no Noroeste

A criação de um polo tecnológico no Noroeste Fluminense que, uma vez implantado, será um grande impulso à economia da região, a mais pobre do Estado.

Após aprovar projeto piloto elaborado pela Secretaria de Administração, Fazenda e Planejamento, o prefeito de Natividade, Marcos Antônio da Silva Toledo, inicia esforços para conseguir recursos para viabilizar a criação de um polo tecnológico no Noroeste Fluminense que, uma vez implantado, será um grande impulso à economia da região, a mais pobre do Estado.
A ideia, como esclarece o secretario de Administração, Leandro Bazeth Levone, surgiu da necessidade de descobrir e desenvolver as vocações econômicas de Natividade e região, num momento em que paralelamente ao crescimento da economia nacional, notadamente, o Estado do Rio de Janeiro, fomentado pelos investimentos na atividade petrolífera.
Leandro explica que, apesar do crescimento do número de cursos técnicos e universitários implantados na região a falta de perspectivas profissionais vem formando uma legião de “desempregados qualificados”, que não conseguem se inserir no mercado de trabalho em suas respectivas áreas de atuação e acabam buscando empregos em outras regiões. “Foi, exatamente, este quadro levou-nos a elaborar o projeto abraçado pelo governo municipal”.
Para ele, a possibilidade de sucesso deste projeto se baseia na boa infraestrutura de geração de conhecimento e a disponibilidade de mão de obra qualificada. “A criação de atividades industriais e de serviços de base tecnológica permitirá à nossa região o desenvolvimento de um parque tecnológico de baixo impacto estrutural e de alto valor agregado, uma vez que empresas de tecnologia constituem a base da nova ‘sociedade do conhecimento’ e incentivam os demais setores da economia”.
O prefeito Taninho compartilha da opinião de Leandro, quanto à possibilidade do sucesso da iniciativa. “Outras regiões estão voltadas às atividades extrativistas e industriais, que lhes proporciona excelentes resultados. Existe uma grande demanda por tecnologia e o Noroeste Fluminense poderá suprir esta carência”.
O sucesso deste projeto ousado e inovador, segundo o prefeito Taninho, contribuirá para o desenvolvimento socioeconômico de Natividade e demais municípios da região, freando o êxodo da juventude local para outros centros, em especial para as áreas de extrativismo do petróleo. “Diante da falta de postos de empregos, nossos jovens se veem obrigados a buscar oportunidades na capital e nas regiões industrializadas e petrolíferas. Com este projeto, acredito que inverteremos este processo, retornando nossos jovens e, ainda, trazendo jovens de outras regiões, diante da oferta de muitos e bons empregos”.
No entanto, Leandro reconhece que o aproveitamento dessa oportunidade necessita de diversas parcerias, envolvendo vários segmentos, as quais serão construídas ao longo do processo.
No momento, o governo municipal está tomando os primeiros passos para conseguir, junto ao Governo do Estado e ao Governo Federal, recursos para a implantação do pólo tecnológico.
Convencido dos benefícios que a criação do pólo tecnológico trará à região e, principalmente, Natividade, Taninho faz questão de deixar claro que não medirá esforços para tornar o projeto uma realidade. “Estou confiante de conseguir que o Governo do Estado ou o Governo Federal, quem sabe os dois, aprovem a iniciativa e disponibilizem recursos suficientes para a implantação do polo tecnológico. Porém, se não lograrmos êxito nesta empreitada, não desistiremos da ideia e a implantação acontecerá com recursos próprios”.

COMPARTILHE

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Projeto estradas da produção atua em Cardoso Moreira

As obras de pavimentação das Estradas da Produção estão em ritmo acelerado e já está sendo concluída a recuperação da estrada do Maranhão, estrada que interliga a parte da zona rural de são Joaquim a outeiro atendendo centenas de produtores e comunidades rurais como São Joaquim, Vermelha, Outeiro, Bomba, Taquaraçu e outros.
As obras neste trecho são possíveis graças ao apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro através do Programa Estradas da Produção. 
(Recuperação e manutenção das estradas vicinais das regiões produtoras, facilitando o escoamento da produção e o trânsito da população rural).

COMPARTILHE

Itaperuna possui os assentamentos rurais mais produtivos do Estado

A cidade de Itaperuna mais uma vez ganha destaque no Estado do Rio de Janeiro. Depois de ser considerada a maior produtora de leite do Estado, segundo publicação do “Diagnóstico da cadeia produtiva de leite do Estado do Rio de Janeiro”, a cidade volta chamar a atenção. É que o município possui os assentamentos rurais mais produtivos do Estado, sendo eles, Floresta de Belém e Nova Esperança.

Com o intuito de fortalecer a agricultura familiar e ampliar a renda dos produtores que sobrevivem da atividade rural, o município ‘abraçou’ o projeto de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), através de uma parceria do SEBRAE, Banco do Brasil, BNDES, Ministério da Integração Social e com total apoio da Secretaria Municipal de Agricultura já está colhendo toneladas de resultados positivos.
O projeto PAIS é uma tecnologia social de baixo custo que visa o manejo agroecológico da produção. O modelo convida os produtores ao desenvolvimento sustentável, estimulando a agricultura orgânica por meio de um processo produtivo sem uso de agrotóxicos. Dessa forma, busca reduzir a dependência de insumos vindos de fora da propriedade, apoiando o manejo adequado dos recursos naturais, incentivando a diversificação da produção e evitando o desperdício de alimentos, água e energia.
“Recentemente foram colhidas 10 toneladas de abóbora. Nós acreditamos que o total da produção dos assentamentos deva ultrapassar 100 toneladas”, diz Décio Zampiér, secretário Municipal de Agricultura. A Secretaria apoia todo o processo, desde o preparo do solo até a comercialização, sempre primando pelo apoio logístico e a orientação técnica. O secretário ainda lembra que são 15 módulos de produção, possibilitando o consumo próprio de aproximadamente 200 pessoas. “Toda a produção excedente é comercializada”, garante o secretário.
Segundo Rogério Garcia de Almeida, técnico em agropecuária e consultor responsável, o segredo para o sucesso é o empenho da Secretaria de Agricultura, aliado ao empenho do produtor rural, juntamente com o apoio e a assistência técnica de todos os parceiros. Rogério ainda destacou os benefícios do canteiro em sistema de círculo. “Esse formato facilita todo o trabalho. O agricultor pode aproveitar melhor o espaço, além de criar uma harmonia com o ambiente. Já o esterco da galinha aduba os canteiros e a limpeza das hortas, alimenta as galinhas”, explica. O consultor ainda destacou a implantação do sistema de irrigação por gotejamento, que limita o desperdício de água e proporciona mais tempo disponível para o agricultor.
Agricultores estão bastante satisfeitos
O agricultor Jaime dos Santos Rodrigues está bastante satisfeito com os resultados. “Não dá para reclamar de nada do trabalho da Secretaria de Agricultura de Itaperuna. O serviço ficou muito bom. Agora, só estamos dependendo da parte de Deus. Precisamos de chuva”, diz. Luiz Pereira Gomes também está satisfeito com os resultados obtidos. “Estou comercializando os produtos. Já colhi aproximadamente 1.500 pés de alface”, destaca.
O produtor Augusto Estanhe é só sorrisos. Além de ter tido completa assistência, desde o preparo do solo à comercialização, recentemente ele economizou R$ 1.000 em frete. “Já comercializei abóbora e alface. No último frete, das abóboras que vendi, se fosse pagar gastaria R$ 1.000. A assistência da Secretaria de Agricultura é excelente, não tenho reclamações a fazer”, afirma Estanhe.
A diversidade dentro dos módulos de produção impressiona. São produzidos quiabo, abóbora, melancia, jiló, pepino, berinjela, tomate italiano, alface, cenoura, couve, abobrinha, salsa, mostarda, beterraba, chicória, feijão Guando, maracujá, almeirão, milho, cana, além de variada quantidade de frutas.

COMPARTILHE

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Aperibé investe em novos equipamentos

A atual administração investe em todas as linhas para prover o melhor para os munícipes. Desta vez foram adquiridos um trator com vários implementos agrícolas e uma retroescavadeira.
Para o prefeito as conquista que Aperibé tem conseguido atualmente se deve a uma administração séria e dedicada que é reconhecida pelos órgãos estaduais e federais. “Hoje você tem que trazer a tecnologia para todos os meios. A agricultura não pode ser feita só a braço e com o uso da tração animal. Têm que ter tratores, implementos agrícolas para cavar, fazer cerca e molhar a plantação. Ter toda uma estrutura mecanizada e com esses equipamentos vamos prover isso,”.
Estes equipamentos e mais dois caminhões foram adquiridos através de verbas de indicação de emendas parlamentares do senador Francisco Dornelles no valor de 450 mil e do deputado federal Fernando Lopes no valor de 300 mil.

COMPARTILHE

Compartilhe