Mostrando postagens com marcador Educação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Educação. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Governo do Estado vai inaugurar dois colégios militares na região Noroeste



O Governo do Estado vai inaugurar dois colégios militares no início deste ano na região Noroeste do estado. As inscrições começam já no dia 21 deste mês, por meio do site Matrícula Fácil, no endereço www.matriculafacil.rj.gov.br. O Rio de Janeiro chegará a 13 unidades de ensino deste modelo.

Os colégios estão localizados nos municípios de Miracema e Santo Antônio de Pádua.

- Essas vagas serão abertas na 2ª fase para atender alunos com vocação militar. É uma demanda da população - disse o secretário Pedro Fernandes.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Estado vai financiar 3 mil vagas em universidades particulares



A Secretaria de Educação vai financiar cerca de três mil vagas em universidades particulares para alunos da rede estadual de ensino em 2020. Os estudantes de 1.222 unidades escolares serão selecionados a partir do Programa Conhecer e ingressar nos cursos a partir do segundo semestre do ano que vem.

- Os melhores alunos do último ano do Ensino Médio, de acordo com o programa, serão escolhidos para ganhar a vaga, que serão distribuídas proporcionalmente ao número de estudantes de cada unidade - explicou o secretário de Educação, Pedro Fernandes.

As secretarias de Educação e de Desenvolvimento Econômico estão mapeando quais são as áreas profissionais com maior demanda para definir os cursos que abrirão oportunidades e as quantidades de vagas a ser oferecidas para cada um.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Projeto de lei prevê a proibição de alimentos com açúcar nas escolas de ensino infantil do estado do Rio


Deputado Gustavo Tutuca se destaca pelo intenso trabalho realizado

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro está discutindo um projeto de lei que pretende proibir o fornecimento de alimentos com açúcar nas instituições públicas e privadas de educação e ensino infantil. O projeto 1676, de autoria do deputado Gustavo Tutuca, abrange as crianças de zero a seis anos e pretende assegurar seu desenvolvimento nos aspectos físico, psicológico e intelectual.

Segundo Tutuca, a proibição do fornecimento de alimentos com açúcar nas escolas públicas e privadas pretende seguir a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS), que recomenda a redução no consumo do açúcar tanto para adultos, quanto para crianças.

- Precisamos garantir que a alimentação fornecida para nossas crianças nas instituições de ensino públicas e privadas sejam de qualidade, respeitando uma dieta equilibrada. Já está comprovado que o consumo de açúcar nos primeiros anos de vida podem viciar as papilas gustativas do bebê. A nossa intenção é, no que cabe ao Estado, preservar a qualidade de vida das nossas crianças – destacou o deputado.

O projeto segue agora para discussão e aprimoramento nas comissões da Alerj antes de seguir para votação em plenário.


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Governo do Rio nomeia 50 novos professores para a rede estadual de ensino



O governo do estado nomeou 50 novos professores para atuarem na rede de ensino. Os nomes foram publicados no Diário Oficial do Estado de quarta-feira (dia 4), nas páginas 4 e 5.

Esses novos servidores foram aprovados nos concursos feitos em 2011, 2013 e 2014. O governo cumpre uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que em abril determinou a convocação e foi contra um recurso ajuizado pelo estado. Em setembro, outros 180 professores foram convocados pela Secretaria estadual de Educação (Seeduc).

Mesmo com as convocações, a pasta alega que os prazos de validade dos concursos expiraram, de acordo com um parecer emitido pela Procuradoria-Geral do Estado. Por este motivo, o governo estadual ajuizou uma suspensão de tutela antecipada que será julgada no dia 13 pelo STF.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 30 de novembro de 2019

MEC vai liberar R$ 125 milhões adicionais para universidades

Parte dos recursos será destinados para a compra de painéis solares

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou hoje (29) que o governo vai disponibilizar R$ 125 milhões em recursos extras para as universidades federais. De acordo com o ministro, 65% dos recursos serão destinados para a aquisição de painéis solares e o restante para a conclusão de obras paradas ou em andamento.
“Estamos liberando recursos para investimentos em energia fotovoltaica renovável e isso vai liberar orçamento na veia para as universidades”, disse o ministro.
Os recursos, advindos de remanejamento do orçamento da Secretária de Educação Superior (Sesu), serão distribuídos para todas as 63 universidades federais, que em média receberão cerca de R$ 2,5 milhões. Mas, segundo o secretário de Ensino Superior, Arnaldo Lima, terão acesso a um volume maior de recursos as universidades que estiverem melhor classificadas em um ranking do ministério que avalia a qualidade e desempenho e que tenham o menor custo por aluno.
Para tanto, as universidades foram classificadas em cinco faixas. Quanto maior for a pontuação no ranking, maior será o volume de recursos recebidos.
De acordo com a assessoria do ministério, o objetivo é beneficiar as universidades que possuem menores condições orçamentárias de realizar esse tipo de investimento. A estimativa do Ministério da Educação é que após a implantação dos painéis haja uma redução média nas contas de luz das universidades de até 25,5 milhões por ano.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Enem: 1,2 milhão de inscritos faltaram; 376 foram eliminados


Abstenção é a mais baixa da história, avalia Weintraub



Cerca de 3,9 milhões de pessoas fizeram neste domingo (3/11) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os cerca de 1,2 milhão de faltosos representam 23% do total de 5,1 milhões de inscritos. Ao todo, 376 pessoas foram eliminadas por descumprirem as regras do exame. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

“Deu tudo certo, foi tudo perfeito, funcionou tudo bem. Tivemos a mais baixa abstenção da história”, avaliou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A taxa é mais baixa que a de faltas no primeiro dia de prova do ano passado, quando 24,9% dos inscritos não compareceram ao exame. 

O índice total de abstenções no Enem 2019 será fechado apenas após o segundo dia de aplicação, no próximo domingo (10). Quem não fez a prova neste domingo ainda poderá comparecer ao segundo e último dia do exame. 

O ministro avaliou o número de eliminados como baixo. Neste ano, o Enem passou a ter uma nova regra, candidatos cujos aparelhos eletrônicos que emitissem qualquer som, mesmo dentro do envelope porta-objetos seriam eliminados. 
Vazamento da prova 

Uma foto da prova de redação do Enem vazou hoje nas redes sociais. Segundo Weintraub, as investigações, a cargo da Polícia Federal, indicam que a foto foi tirada por um aplicador de prova. 

O ministro explicou que a suspeita de que tenha sido um aplicador se deve ao fato de que aparecem na imagem três provas de pessoas que faltaram ao exame e apenas aplicadores têm acesso ao caderno de provas de candidatos faltosos. A identificação é possível devido ao código de cada prova. “Houve a tentativa de macular, de colocar em xeque o Enem, ele foi um péssimo profissional, péssima pessoa ao fazer isso, mexe com a vida de 5 milhões de pessoas”, disse o ministro. 

Segundo o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, ao contrário dos participantes, que são eliminados se os celulares estiverem fora do envelope porta-objetos, os aplicadores podem portar os aparelhos. 

“Porque eles entram em contato com os coordenadores para reportar problemas ou pedir orientações”, explicou Lopes. No entanto, no momento de abertura dos malotes e distribuição das provas, os aplicadores são orientados a não portarem celulares. 

Segundo o ministro da Educação, apesar de a imagem ser verdadeira, o vazamento não causou prejuízo aos participantes, uma vez que a imagem foi divulgada após o início da aplicação: “O impacto foi zero”. 

O ministro defendeu uma punição severa ao culpado por divulgar a imagem: “O que a gente vai tentar fazer é escangalhar ao máximo a vida dele. Eu sou a favor sempre de que pessoa que é um transgressor pague o preço da transgressão dela”, disse. “A gente vai atrás de absolutamente tudo que puder fazer para essa pessoa pagar pela má-fé dela, pela falsidade, pela traição que ela cometeu. Absolutamente tudo. Se der para ser criminal, criminal, cível, absolutamente tudo que a gente puder fazer para essa pessoa realmente se arrepender amargamente de um dia ter vindo ao mundo”, complementou. 
Tema da redação 

O tema da redação deste ano foi Democratização do acesso ao cinema no Brasil. “Antigamente para ter acesso ao cinema, precisava de estrutura grande para produzir um filme e estrutura para ver o filme. Hoje, [a gente] vê o filme aqui”, disse levantando o celular. “Consegue fazer filme de coisa barata, isso democratizou”. 

Segundo o ministro, não há uma resposta única para a redação. “O objetivo da redação é a pessoa conseguir elaborar um texto com argumentos racionais tangíveis e bem escrito. Achei muito bom o tema, gostei do tema, porque tinha várias possibilidades”, disse. 

Sobre os conteúdos da prova como um todo, ele ressaltou que a orientação foi a elaboração de uma prova por meio da qual fosse possível selecionar pessoas qualificadas para entrar na faculdade: “O objetivo do Enem é selecionar as pessoas mais capacitadas. E acho que foi plenamente atendido”. Ele reafirmou que nem ele, nem o presidente do Inep tiveram acesso às provas com antecedência. “Tivemos contato com a prova hoje”. 

Os participantes fizeram hoje as provas de redação, ciências humanas e linguagens. No dia 10, farão as provas de matemática e ciências da natureza. 

A.Brasil

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Educação abre período de pré-matrículas para escolas estaduais



A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) vai abrir, na próxima terça-feira (5/10), o período de pré-matrículas para escolas da rede pública. Mais de mil unidades de ensino estaduais do Rio de Janeiro estarão com oportunidades disponíveis. As inscrições devem ser feitas pelo site www.matriculafacil.rj.gov.br, até o dia 4 de dezembro.

Na 1ª fase, os alunos devem escolher três opções de sua preferência, sendo que serão alocados em apenas uma unidade de ensino. A Seeduc esclarece que os estudantes são alocados obedecendo aos seguintes critérios, conforme o art. 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente, nesta ordem:

1 - preferência à pessoa com deficiência, conforme estabelecido no art. 54, III do Estatuto da Criança e do Adolescente;
2 - preferência para crianças e adolescentes até 18 anos incompletos, conforme previsto no art. 227 da Constituição Federal;
3 - permanência na Rede Pública de Ensino;
4 - proximidade da residência, conforme estabelece o art. 53, V do Estatuto da Criança e do Adolescente;
5 - em caso de empate, a prioridade será para o aluno mais novo.

Na página de inscrição, o aluno encontrará informações sobre como se inscrever; escolas com vagas disponíveis; idade para cada série ofertada; como e quando confirmar a matrícula na escola. O sistema informatizado é uma maneira democrática e prática para que estudantes de outras redes de ensino - municipal ou privada, por exemplo - tenham oportunidade de estudar em uma escola pública estadual.

No momento da inscrição, o interessado poderá escolher escolas que ofertam Ensino Médio Regular; Ensino Médio Integrado à Educação Profissional em tempo integral - em que o estudante também faz um curso técnico -; Ensino Médio Intercultural - que promove a proficiência de uma Língua Estrangeira -; Ensino Médio Inovador - com propostas curriculares inovadoras nas escolas -; unidades que ofertam Curso Normal (Formação de Professores); Educação de Jovens e Adultos (EJA) e, também, escolas de Ensino Médio em tempo integral com ênfase em Empreendedorismo.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, o número de unidades de ensino com turmas em tempo integral vai aumentar de 290 para 600, o que representa metade das escolas de ensino regular do estado. Nesses colégios, os cursos serão voltados à obtenção de empregos, em parceria com a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec). Além disso, os estudantes terão carga horária ampliada de Português, Matemática e Inglês.

– É importante esclarecer que não existe ordem de chegada no ato da inscrição pela internet. Ou seja, o aluno que fizer a inscrição no site no primeiro dia e o jovem que se cadastrar no último, terá a mesma chance, uma vez que o sistema é informatizado – informa o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

A relação de nomes dos alunos alocados será divulgada no site www.matriculafacil.rj.gov.br, no dia 20 de dezembro.

– Os alunos alocados devem confirmar a matrícula diretamente nas escolas entre os dias 6 e 8 de janeiro de 2020. Por isso, os estudantes e pais devem ficar atentos e acompanhar as informações por meio do site Matrícula Fácil e pela página da Seeduc no Facebook, no endereço www.facebook.com/seeducRJ – lembra o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS
A renovação de matrículas na rede pública estadual começa no dia 6 de novembro. O responsável - ou o próprio aluno, maior de 18 anos - deve ir à escola em que está matriculado para garantir a vaga no próximo ano letivo, até o dia 22 de novembro.

O procedimento de renovação de matrículas é simples. As escolas e os professores estão orientados a reforçar a necessidade de o estudante garantir a vaga para o ano letivo de 2020.

SERVIÇO:
INSCRIÇÕES PARA PRÉ-MATRÍCULA
Período de pré-matrículas pela internet: de 5 de novembro a 4 de dezembro (www.matriculafacil.rj.gov.br)
Resultado da alocação: 20 de dezembro
Confirmação da pré-matrícula: de 6 a 8 de janeiro de 2020 (na unidade em que o aluno foi selecionado)

RENOVAÇÃO DE MATRÍCULA
Período de renovação: de 6 de novembro a 22 de novembro
A renovação deve ser feita diretamente na escola onde o aluno estuda





COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Witzel inaugura a nova unidade da Faetec em Pádua




O governador Wilson Witzel e o vice-governador, Cláudio Castro, inauguraram, nesta quinta-feira (31/10), uma nova unidade da Faetec, no município de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste fluminense. A escola vai oferecer cursos de qualificação profissional, ensino técnico de nível médio e educação superior. No total, serão ofertadas 200 vagas a partir do ano letivo de 2020. 

- Santo Antônio de Pádua esperou mais de cinco anos para ver essa Faetec ser inaugurada. Nosso propósito na educação é amplo. Queremos dar oportunidade aos jovens na formação profissional - afirmou o governador.

Na área de cursos profissionalizantes, serão oferecidos: Informática; Excel; Montador; Reparador de Computadores; Manicure e Pedicure; Cabeleireiro; entre outros. Já para o ensino técnico de nível médio será ministrado o curso de Informática. E na educação superior, a nova unidade vai oferecer o curso de Pedagogia.  



Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, a escola vai qualificar ainda mais a mão de obra local e fortalecer a economia da região.

- A educação é o pontapé inicial para alavancar qualquer lugar. Por meio do ensino de qualidade da Rede, a população local vai poder competir igualitariamente no mercado de trabalho e, consequentemente, encontrará mais oportunidades. Desenvolver as potencialidades regionais é, sem dúvida, o caminho para o crescimento do nosso estado - disse o secretário.

A Faetec Santo Antônio de Pádua conta com 1.500 metros quadrados de área construída. O espaço será composto por seis salas híbridas; laboratório de cabeleireiro e de maquiagem; laboratório de manicure, pedicure e depilação e laboratório de informática. O novo prédio terá ainda três salas de aula; cinco salas para oficinas; biblioteca e auditório multimídia


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado



O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (22) orientações sobre o horário das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios. Como a aplicação segue o horário de Brasília, dependendo do local, os relógios podem estar até duas horas atrasados, e os participantes devem ficar atentos. Cerca de 5,1 milhões de pessoas estão inscritas para o exame. 
Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos e fechados em horários diferentes nos estados, isso porque, pela extensão territorial do país, existem diferentes fusos horários. Os estudantes que chegarem após o fechamento dos portões não poderão fazer o exame.
No dia 3 de novembro, os estudantes terão cinco horas e meia para fazer a prova. No segundo domingo de prova, 10 de novembro, o tempo será mais curto: cinco horas.

O acesso à sala de provas só será permitido com a apresentação de documento oficial de identificação com foto, conforme previsto em edital. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que o participante imprima e leve o cartão de confirmação da inscrição, que já está disponível na Página do Participante e no aplicativo do Enem.

Veja o horário das provas do Enem em cada estado:

Acre e 13 municípios do Amazonas (Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga): abertura dos portões às 10h, fechamento dos portões, 11h, término das provas, 17.

Amazonas (com exceção dos 13 municípios descritos acima), Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul: abertura dos portões, às 11h, fechamento dos portões, 12h, início das provas, 12h30, término das provas, 18h.

Demais estados: abertura dos portões, às 12h, fechamento dos portões, 13h, início das provas,13h30, término das provas, 19h.

O horário de término das provas é válido para o primeiro domingo do Enem. No segundo domingo, a prova terminará meia hora mais cedo.



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Governo do Rio de Janeiro vai climatizar todas as escolas públicas estaduais



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, vai climatizar todas as 1.222 escolas públicas estaduais do Rio de Janeiro. Cerca de 24 mil aparelhos de ar-condicionado foram comprados. Atualmente, apenas 4% das unidades de ensino possuem equipamentos adequados.

O primeiro carregamento, com 7 mil aparelhos, chegou nesta quarta-feira, dia 16, e foi entregue na sede da Polícia Rodoviária Federal, no bairro Irajá, Zona Norte. Até o início do próximo ano letivo, 100% das escolas receberão ar-condicionado.

Os aparelhos são do tipo inverter, que além de serem mais eficientes (econômicos), reduzindo em até 30% o consumo em relação aos aparelhos convencionais, são mais silenciosos, o que preserva a saúde vocal dos professores.


O governador Wilson Witzel; o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes; o superintendente da PRF, Silvinei Vasques; professores da rede estadual e membros da comunidade escolar receberam o carregamento.

Ao lado de alunos de Itaguaí, Witzel enumerou as ações que o Governo do Estado tem realizado para melhorar a Educação pública fluminense.

– O Rio de Janeiro está virando o jogo na Educação. Além dessa aquisição e entrega de aparelhos de ar-condicionado, o Governo do Estado vai investir em escolas em horário integral e militares, compra de equipamentos e mobiliários para unidades de ensino e, também, possibilitar capacitação técnica aos professores, entre outras iniciativas - disse o governador.

O secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, destaca que esta é a maior compra de aparelhos de ar-condicionado destinada a escolas no Brasil.

– O bem-estar e a qualidade do ambiente em sala de aula são essenciais para alunos e professores. Além do mais, em um estado como o Rio de Janeiro, em que o calor é um dos aspectos principais. Com os novos equipamentos, temos certeza que vai melhorar muito a condição de trabalho dos docentes, fazer com que os estudantes se concentrem mais no conteúdo, entre outros benefícios – declarou o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

Escola da PRF em parceria


O governador Wilson Witzel; o secretário de Educação, Pedro Fernandes; e o superintendente da PRF, Silvinei Vasques, fizeram uma vistoria no espaço em que será instalada a primeira escola da Polícia Rodoviária Federal do Brasil. O colégio funcionará em um prédio dentro das instalações da PRF, no bairro de Irajá, e receberá os primeiros alunos já no início do próximo ano letivo.

A unidade funcionará em horário integral, com carga horária ampliada em Português e Matemática. A escola também será vocacionada ao esporte, com componentes curriculares semelhantes aos dos colégios militares, contando com cursos de qualificação profissional para os alunos. A equipe diretiva será da PRF e os professores da rede estadual de ensino.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Minas é o único estado do Sudeste a aderir ao Programa das Escolas Cívico-Militares

O MEC vai liberar R$ 54 milhões para o programa em 2020, sendo R$ 1 milhão por escola 






Quinze estados e o Distrito Federal (DF) aderiram ao modelo de escolas cívico-militares do Governo Federal. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (1°), pelo Ministério da Educação (MEC), sendo que em três das cinco regiões do país - Norte, Centro-Oeste e Sul - , todas manifestaram interesse. 

Adesão ao programa: 

Centro-Oeste: Distrito Federa, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul 

Nordeste: Ceará 

Norte: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins 

Sudeste: Minas Gerais 

Sul: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina 

Nova etapa 

Agora o MEC inicia uma nova etapa com a abertura de período de adesão para os municípios. As prefeituras que quiserem participar do programa terão o prazo de 4 a 11 de outubro. Na seleção dos municípios será observada a capacidade de mobilização de profissionais da reserva das Forças Armadas. No caso de não haver efetivo nas cidades militares do Exército, da Força Aérea e da Marinha, eles serão substituídos por policiais militares e bombeiros das corporações estaduais. 

Outra prioridade é a implantar as escolas cívico-militares em unidades com estudantes em situação de vulnerabilidade social e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) abaixo da média do estado. “Nessa primeira fase começaríamos com duas escolas por estado, mas vamos reprogramar, ponderar, temos que analisar se alguns estados não vão querer e vamos poder deslocar mais de uma [escola] para o estado que queira”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. 

Na avaliação de Weintraub, a demanda foi alta e a expectativa é que cresça com a nova fase de abertura para adesão dos municípios. 

Escolas cívico-militares 

Nesse modelo de escola, os militares atuam como monitores para auxiliar na gestão educacional. O objetivo é melhorar a educação básica do País com a construção de um ambiente de parcerias e de maior vínculo entre gestores, professores, militares, estudantes, pais e responsáveis. 

O Centro de Ensino Fundamental (CEF) 19 de Taguatinga (DF), adotou o modelo cívico-militar há cerca de um mês. Antes, houve uma audiência pública e, em votação, 85% dos pais e da comunidade escolar aprovaram a adoção do modelo. 

A vice-diretora do CEF 19, Cristina da Silva Hosken, explicou que os militares cuidam da organização disciplinar dos estudantes e, mesmo com pouco tempo de implementação, já é possível perceber mudanças no ambiente escolar. 

“Estamos apenas com 30 dias da gestão compartilha na escola e pudemos observar nesse primeiro momento que é muito positiva a presença dos militares na questão dos atrasos, da disciplina dentro da escola, no uso do uniforme. Os alunos têm demonstrado mais interesse em estudar, a perspectiva é muito boa”, disse Cristina Hosken. 

O coordenador de disciplina do CEF 19, Tenente do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, J. Augusto, contou que a chegada dos militares transformou a escola em um ambiente mais calmo e organizado. Além disso, deu aos professores melhores condições para cuidar da parte pedagógica do ensino. 

“Conseguimos aliviar a pressão em cima dos professores, coordenadores. Além do professor ter que desenvolver o programa de aula dele, ele tinha que cuidar de disciplina, de organização de alunos. Então, hoje ele tem mais tempo para se dedicar ao aluno porque toda a parte de disciplina e organização estamos fazendo. Ele pode ter tranquilidade para exercer a função dele com eficiência”, afirmou o tenente. 

A estudante do CEF 19, Daniela Rizo, de 11 anos, gostou do modelo de gestão compartilhada implantado na escola. “Gostei muito porque estava muito tumultuado e agora estão todos saindo em fila, estão todos uniformizados, por isso que gostei dessa gestão compartilhada”, detacou. 

Para Elivan Emanuel, de 14 anos, a disciplina na escola também melhorou. “Ajudou bastante a escola que estava com um pouquinho de dificuldade na disciplina e na organização das salas. Antes os estudantes eram um pouco desrespeitosos com os professores, e agora estão respeitando mais”, disse. 
Implantação das escolas 

O MEC tem o objetivo de instalar 216 dessas escolas em todo o país até 2023. A iniciativa piloto, em 2020, contemplará 54 unidades Antes do lançamento do modelo do Governo Federal, o Brasil já contava com 203 escolas cívico-militares 

Para o ano que vem, o orçamento do programa é de R$ 54 milhões, R$ 1 milhão por escola. O dinheiro será investido no pagamento de pessoal nas instituições e na melhoria de infraestrutura, compra de material escolar, reformas, entre outras pequenas intervenções. 

As escolas em que haverá pagamento de pessoal serão aquelas em que existirá parceria entre o MEC e o Ministério da Defesa, que contratará militares da reserva das Forças Armadas para trabalhar nos colégios. 




MEC

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

MEC destina maior parte de verba desbloqueada para universidades



O Ministério da Educação (MEC) destinará 58% dos recursos desbloqueados para recompor o orçamento das universidades e institutos federais, anunciou hoje (30), em Brasília, o ministro da Educação, Abraham Weintraub. 

Os recursos, segundo o MEC, cobrirão despesas de custeio como gastos com água, energia elétrica, aquisição de materiais de consumo e outras prestações de serviço. 

O anúncio do desbloqueio do orçamento foi feito no último dia 20 pelo Ministério da Economia. A liberação está prevista no decreto 10.028 publicado no Diário Oficial da União na última sexta-feira (27). 

Ao todo, o governo desbloqueou R$ 8,3 bilhões do Orçamento deste ano. Entre os ministérios, o que teve maior liberação foi o da Educação, com R$ 1,99 bilhão. 

Do total desbloqueado no MEC, as universidades receberão R$ 1,156 bilhão. Com isso, essas instituições, que tiveram, em média, 30% dos recursos discricionários bloqueados no início do ano, seguirão com 15% dessas verbas contingenciadas, segundo Weintraub. 

No início do mês, outros R$ 584 milhões foram disponibilizados às instituições. Com a liberação, seguem bloqueados no MEC R$ 3,8 bilhões. 

“Tudo isso vem de recursos suados do pagador de imposto, de famílias que deixam de consumir para pagar”, disse o ministro da Educação. “Estamos administrando uma situação crítica com qualidade técnica”, explicou. 


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Rio paga quinquênio a professores da rede



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação (Seeduc), vai liberar, nos próximos dias, o pagamento da progressão funcional (conhecida como quinquênio) para a categoria do magistério. Neste primeiro momento, receberão 14.304 professores que já teriam direito ao benefício, desde 3 de maio de 2018.

O quinquênio é uma majoração salarial referente ao tempo de serviço do professor na rede, a cada cinco anos, e representa um acréscimo de 12% ao vencimento. Durante o anúncio, que aconteceu nesta sexta-feira, dia 20, no Palácio Guanabara, o governador Wilson Witzel destacou a importância do recurso e do trabalho dos professores da rede pública estadual.

– A educação é uma das principais pautas do nosso Governo. Esse é um trabalho silencioso, que poucos conhecem e que não se tem a dimensão do que vocês, professores, realizam. Trabalham para a formação e conscientização dos nossos futuros cidadãos não só na vida profissional, mas também da vida em sociedade – disse Wilson Witzel.

O secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, esclareceu que, em relação ao Regime de Recuperação Fiscal, não haverá aumento de despesa para o Governo, pois a Seeduc já dispõe deste recurso em caixa especificamente para esta aplicação.

– Também conseguimos, junto com o secretário da Casa Civil e Governança, José Luiz Zamith, que o quinquênio seja pago já no mês de outubro, em folha suplementar – pontuou Pedro Fernandes.

No evento também estiveram presentes o vice-governador, Cláudio Castro; o secretário da Casa Civil e Governança, José Luiz Zamith; e professores da rede pública estadual.


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Carteira estudantil digital começará a ser emitida em 90 dias



A carteira estudantil digital começará a ser emitida em 90 dias e será ofertada nas lojas Google Play e Apple Store. Com o documento, os estudantes vão poder pagar meia-entrada em shows, cinema, teatro e outros eventos culturais. O prazo começa a contar hoje (9), com a publicação da medida provisória (MP) que dispõe sobre o pagamento de meia-entrada no Diário Oficial da União.

O estudante que solicitar a carteira digital terá que consentir com o compartilhamento dos dados cadastrais e pessoais com o Ministério da Educação (MEC) para subsidiar o Sistema Educacional Brasileiro — o novo banco de dados nacional dos alunos, a ser criado e mantido pela pasta.
O MEC poderá usar essas informações apenas para formulação, implementação, execução, avaliação e monitoramento de políticas públicas. O sigilo dos dados pessoais deve ser garantido sempre que possível.
O estudante com idade igual ou superior a 18 anos e o responsável legal pelo aluno menor de idade responderão pelas informações autodeclaradas e estarão sujeitos às sanções administrativas, cíveis e penais previstas em lei na hipótese de fraude.
De acordo com a MP, a carteirinha digital poderá ser emitida pelo MEC; pela Associação Nacional de Pós-Graduandos; pela União Nacional dos Estudantes (UNE); pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); por entidades estudantis estaduais, municipais e distritais; diretórios centrais dos estudantes; centros e diretórios acadêmicos e outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes, conforme definido em ato do ministro da Educação.
O MEC poderá ainda firmar contrato ou instrumento congênere com a Caixa Econômica Federal para emissão gratuita ao estudante do modelo físico da carteira de identificação estudantil.
Segundo a MP, a nova carteira estudantil física solicitada em um ano será válida até 31 de março do ano seguinte e a digital, enquanto o aluno permanecer matriculado em estabelecimento que forneça os níveis e as modalidades de educação e ensino. O documento perderá a validade quando o estudante se desvincular do estabelecimento.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Estudantes votarão para escolher uniforme da rede pública estadual



A Secretaria de Estado de Educação deu início à votação dos novos uniformes da rede pública, que serão distribuídos gratuitamente aos alunos no próximo ano letivo. Após as etapas nas escolas e nas Diretorias Regionais, foram selecionados 15 modelos. Os estudantes poderão escolher um dos finalistas, que representará o protagonismo juvenil e a criatividade. A votação será por meio da página oficial da secretaria no Facebook, (www.facebook.com/seeducRJ), até o dia 10 de setembro. 


No total, serão distribuídos mais de 2 milhões de uniformes já para o ano letivo de 2020. Serão três uniformes para cada aluno, sendo duas camisas polo e uma de malha para as aulas de Educação Física. 


– É uma ação que envolveu as unidades escolares e agora está na etapa final. O desafio lançado para os estudantes foi pensar uma logo que representa o tema “Juventudes pela paz nas escolas”. Após 10 anos sem fornecer uniformes para os alunos, o Governo do Estado vai distribuí-los para todos os alunos da rede estadual – disse o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

domingo, 1 de setembro de 2019

Exposição de novos livros estimula o gosto pela leitura na escola Colina do Sol



Estimular os alunos a viajarem pelo universo literário e tomarem gosto pelo hábito da leitura. Essa é a proposta da exposição de novos livros da biblioteca do CEMP Colina do Sol, realizada na última sexta-feira (30). O novo acervo foi apresentado pela diretora da escola, Priscila Lemos, a ação aconteceu no pátio da escola, e mobilizou um grande número de alunos do 1º ao 3º ano.

No colégio, as crianças são estimuladas a frequentarem a biblioteca, que representa um espaço lúdico, de lazer e estímulo ao acesso aos livros, desde o 1º ano.




Os alunos, orientados pelos professores poderão escolher o livro desejado e levá-lo para casa por um prazo estipulado e depois devolvê-lo. O novo acervo foi adquirido pela Secretaria Municipal de Educação.




Marco Sameiro

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 9 de julho de 2019

Resultado do Fies está disponível na internet



O resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero e do P-Fies já está disponível para consulta na página do programa na internet e nas instituições de ensino superior participantes. O resultado foi divulgado pelo Ministério da Educação nesta terça-feira (9), por volta das 20h.
Nesta edição, foram ofertadas 46,6 mil vagas a juro zero. Os estudantes selecionados no P-Fies devem comparecer à instituição de ensino para validar as informações prestadas na hora da inscrição a partir desta quarta-feira (10). Já os selecionados na modalidade Fies devem complementar a inscrição no período de quarta-feira (10) a sexta-feira (12).
Quem não foi selecionado na modalidade Fies juro zero pode ainda participar da lista de espera, entre os dias 15 de julho e 23 de agosto.
Não há lista de espera do P-Fies. A pré-aprovação do financiamento na modalidade do P-Fies é de responsabilidade exclusiva dos agentes financeiros operadores de crédito que tenham relação jurídica estabelecida com instituições de ensino participantes.

A.Brasil

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Ministro nega ter havido corte em orçamento das universidades


Abraham Weintraub participou de live semanal com Bolsonaro

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou hoje (9) da transmissão semanal ao vivo do presidente Jair Bolsonaro no Facebook e rebateu as críticas por causa contingenciamento orçamentário das universidades e institutos federais. Ele voltou a dizer que o país passa por um processo de estabilização da situação econômica e que é preciso segurar os gastos no momento, mas negou haver corte. Weintraub ressaltou que salários e moradia estudantis não foram afetados.     
"O que a gente está fazendo com elas [universidades]? Geralmente, de orçamento, elas têm R$ 1 bilhão por ano. Algumas tem mais, algumas menos. Nesse momento, que todo mundo está apertando o cinto, a gente não está mandando ninguém embora. Todo mundo está recebendo em dia, professor, técnico, todo mundo. Toda ajuda de refeitório, moradia para os estudantes está preservada", destacou.
Para exemplificar que o corte é pequeno em relação ao orçamento total da pasta, Weintraub exibiu 100 chocolates dispostos sobre a mesa e disse que no segundo semestre o orçamento integral poderá ser recomposto. "A gente está pedindo três chocolatinhos e meio [mostrando os chocolates]. Não estamos cortando. Deixa pra comer depois de setembro. É só isso que a gente está pedindo. A gente está pedindo para segurar um pouco, 3,5% dos 100% [do orçamento]. Aí ficam espalhando que a gente está cortando tudo", afirmou.
No caso do contingenciamento das instituições federais de ensino, o Ministério da Educação (MEC) já havia informado "que o critério utilizado para o bloqueio de dotação orçamentária foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos". Segundo a pasta, foram bloqueados R$ 7,4 bilhões do total de R$ 23,6 bilhões de despesas não obrigatórias. No total, o orçamento anual do MEC, incluindo gastos obrigatórios, é R$ 149 bilhões.
"O bloqueio preventivo incide sobre os recursos do segundo semestre para que nenhuma obra ou ação seja conduzida sem que haja previsão real de disponibilidade financeira para que sejam concluídas", informou o MEC.
Em reunião com Bolsonaro, mais cedo, os governadores do Nordeste pediram a revisão do bloqueio orçamentário.


A.Brasil

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Estudantes podem renegociar Fies com Banco do Brasil pelo celular



Os estudantes que contrataram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pelo Banco do Brasil e estão com prestações em atraso podem renegociar os débitos pelo celular. A instituição financeira criou um espaço no aplicativo para formalizar as renegociações.
A ferramenta vale para estudantes que contrataram o financiamento até 2017, estão com atrasos acima de 90 dias e não são alvo de ações judiciais. O prazo de contratação vai até 29 de julho.
A ferramenta de renegociação de operações do Fies por dispositivos móveis é oferecida em caráter exclusivo pelo Banco do Brasil. Para acessá-la, basta entrar no aplicativo do Banco do Brasil, clicar no menu Solução de Dívidas e escolher a opção Renegociar Fies.

Condições

Por meio da renegociação, o estudante poderá incorporar as prestações em atraso ao saldo devedor, gerando novo valor para a parcela a ser pago até o fim da operação. Caso o período de amortização (pagamento do principal da dívida) seja inferior a 48 meses, o cronograma de pagamento será ampliado até completar esse período.
Em troca da adesão, o estudante terá de pagar uma entrada de pelo menos R$ 1 mil ou o equivalente a 10% do saldo consolidado da dívida vencida, prevalecendo o maior valor.
A renegociação exclusiva pelo aplicativo está disponível para as operações com garantia exclusiva do Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). A ferramenta também pode ser usada pelos clientes com fiador e para os serviços de consulta e de simulação. Nesses casos, porém, o cliente terá de ir a uma agência para concluir a renegociação iniciada no aplicativo.


A.Brasil

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 23 de abril de 2019

Aluno de 14 anos esfaqueia professor após se irritar com pedidos para participar da aula



Um professor de Língua Portuguesa foi esfaqueado na perna enquanto dava aula para uma turma do 9º ano do ensino fundamental numa escola estadual em Formosa do Oeste (PR). Segundo informações da delegacia da cidade, um aluno de 14 anos tirou uma faca da mochila por volta das 15h desta terça-feira após ter se irritado com pedidos para que participasse das atividades. O adolescente foi apreendido.
— O adolescente falou que tinha desavenças com o professor e que nesse dia não aturou mais e o esfaqueou. Foi guardando — contou um investigador da Polícia Civil do Paraná, por telefone. — Ele já tem um histórico de violência, já aprontava.
A mãe do estudante foi para a delegacia antes mesmo da chegada do jovem, que deixou a escola logo após o ocorrido. Ele foi apreendido cerca de uma hora depois. Foi descrito pela mãe como um adolescente com transtornos psicológicos que faz tratamento com medicamentos, de acordo com informações da delegacia de Formosa do Oeste.
O professor foi levado para uma UPA nas proximidades do colégio e, mais tarde, foi transferido para um hospital em Cascavel, onde há mais recursos para realização de exames. Segundo um post de seu irmão no Facebook, porém, os ferimentos não foram graves e ele passa bem.
ExtraOnline

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA