Mostrando postagens com marcador S.O.S POLÍCIA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador S.O.S POLÍCIA. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Governador do RJ anuncia programa Segurança Presente no interior do estado; veja o vídeo



O govenador Wilson Witzel inaugurou nesta segunda-feira (20/01) a Operação Segurança Presente em Copacabana e no Leme. Essa é a 19ª base do programa no estado e a primeira a funcionar diariamente ao longo de 18 horas. Os 44 agentes fixos, entre policiais militares, civis egressos das Forças Armadas e assistentes sociais, atuarão nos dois bairros entre 8h e 2h. 

Segundo o governador, o programa é bem-sucedido por aproximar os agentes da população e por realizar um trabalho de assistência social nos locais onde foi implantado.

- Fico feliz com a instalação de mais uma base do Segurança Presente. É um programa diferenciado porque é um programa de polícia de proximidade e que tem a participação de agentes civis e de assistentes sociais, que dão atendimento aos moradores de rua. Ao longo deste ano, vamos estender a outros bairros e ao interior do estado – afirmou Witzel.

O secretário de Governo, Cleiton Rodrigues, destacou o reconhecimento do programa pela população:

- Copacabana não poderia ficar sem o Segurança Presente. Este é um programa conquistado pela população e considerado um êxito total. É uma ação de segurança pública de proximidade com os moradores - disse.

Além de representantes de associações de moradores do bairro, também estiveram presentes à inauguração do Copacabana Presente os secretários de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo; de Cultura, Danielle Barros; e do Gabinete de Segurança Institucional, almirante José Luiz Corrêa.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Criança de 3 anos morre após ser jogada de janela pelo padrasto na Zona Norte do Rio



Uma criança de 3 anos morreu após ser arremessada pela janela pelo padrasto no início da tarde de hoje, no Cachambi, Zona Norte da cidade. O menino Enzo Almeida Pelegrini chegou a ser socorrido e levado para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resisitiu. O padrasto pulou pela janela após ter jogado a criança e morreu na hora.
Camila Cerqueira, a mãe de Enzo Almeida Pelegrini, contou na delegacia que mantinha um relacionamento com Luiz Eduardo Lopo, de 38 anos, há oito meses. Ela disse que suspeitava que ele sofresse de problemas psiquiátricos, embora não fizesse nenhum tipo de tratamento.
Muito abalado, o pai do menino, Adriano Bruno Peregrino da Silva, esteve no hospital para levar a documentação da criança e não quis falar com a imprensa. Ele contou a um policial militar, que trabalha na unidade de saúde, que brigava há um ano e meio pela guarda do filho na Justiça.
De acordo com o depoimento de Camila, eles dormiram na última noite no apartamento dele, na Rua Cachambi, e acordaram bem. No início da tarde, Luiz começou a gritar e arremessar objetos do apartamento, que fica no quarto andar. Em seguida, ainda de acordo com a mãe do menino, ele desceu e passou a se jogar na frente aos carros. Logo após, Luiz Eduardo subiu novamente e arremessou a criança. Quando Camila retornou ao térreo para socorrer o próprio filho, o padrasto da criança se jogou. Luiz Eduardo Lopo morreu na hora.
Na delegacia, Camila contou que morava com a mãe até esta segunda-feira, em Brás de Pina. No entanto, após uma briga envolvendo Luiz, sua mãe não permitiu que eles continuassem por lá.

Vizinhos dizem que surtos do padrasto eram comuns

O relato da vizinhança, porém, contradiz o depoimento de Camila. No local, os vizinhos dizem que os surtos do homem eram comuns e que ele fazia uso de drogas.
— Era muito agressivo quando estava sob efeito de drogas. A PM já foi acionada várias vezes para cá por conta de escândalos que ele promovia — disse uma mulher.
Uma técnica de enfermagem que trabalha proximo ao prédio onde tudo aconteceu, viu quando Luiz se jogou da cobertura, no 5° andar.
— Ele, literalmente, deu um mortal e se jogou de cambalhota — contou.
Ela tentou socorrê-lo, mas o homem morreu na hora.
— O rapaz que mora no apartamento ao lado contou que durante a noite foi muita confusão, muita gritaria e barulho de coisas quebrando — revelou ela.
Os moradores da Rua Cachambi ficaram inconformados.
— Estava trabalhando quando recebi a notícia. Fiquei espantado — disse um rapaz.
Entre os objetos lançados por Luiz, havia um pote contendo um pó branco.
A delegada Marcia Beck ainda vai ouvir o pai biológico da criança, a mãe de Camila e a mãe de Luiz. Os depoimentos devem ser prestados ao longo da semana.
A perícia foi acionada para o local. A polícia informou que as investigações estão em andamento na 23ªDP (Méier) para apurar os fatos. A mãe da criança encontra-se, neste momento, prestando depoimento na unidade policial.

ExtraOnline

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 30 de novembro de 2019

Sequestro na Lapa termina depois de mais de oito horas


Todos os reféns foram liberados e a polícia prendeu sequestrador

Depois de mais de oito horas de sequestro, os dois últimos reféns que estavam num bar da Lapa, no Rio de Janeiro, foram liberados, por volta das 22h40 de hoje (29). O sequestrador foi preso pelos policiais que invadiram o bar e imobilizaram o criminoso com o uso de uma arma de eletrochoque.
O sequestro começou por volta das 14h quando um homem armado com um facão invadiu o Bar da Preta e fez sete pessoas reféns, entre elas, funcionários da Empresa Brasil de Comunicação.
A invasão ao bar teria sido motivada por desavenças entre o sequestrador e a dona do estabelecimento.
"Neste momento, o tomador de reféns está preso e, sob cuidados médicos, será levado à delegacia. Nenhum refém ficou ferido", disse o porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Menina de 3 anos é espancada até a morte; mãe e padrasto são presos

Os dois chegaram com a criança já morta no hospital




Uma menina de 3 anos morreu vítima de espancamento na zona leste de São Paulo, nesta terça-feira (19). A mãe e o padrasto de Micaelly Luiza de Souza Santos são os principais suspeitos do crime e foram presos após levá-la ao hospital Planalto, que fica na região de Itaquera. As informações são do jornal Bom Dia SP. 

O principal suspeito de cometer as agressões é Ewerton Queirós Lourenço, de 30 anos, namorado da mãe da menina, Isadora Pereira de Souza, de 20 anos. Os dois chegaram com a criança já morta no hospital e foram detidos e levados ao 22º Distrito Policial de São Miguel, mas negam o crime. 

A causa da morte ainda será confirmada pelo laudo do Instituto Médico Legal (IML), mas o delegado local pediu a prisão temporária do casal por cinco dias e agora aguarda a decisão da Justiça. Em 5 de novembro, a jovem já tinha sido internada no hospital Tíde Setúbal, na Vila Dr. Eiras, com suspeitas de espancamento. 

Diretor do hospital, Carlos Alberto Velucci disse ao portal G1 que a criança chegou ao local com "hematomas na face, hematomas no tórax e nos membros". "Nós avisamos a delegacia, o conselho tutelar, tomamos as providências. Ela foi ao IML fez o corpo de delito, foi internada até o dia 18 [de novembro]", afirmou. 

Após a denúncia, a Justiça determinou que a avó materna de Micaelly passasse a ter sua guarda provisória por seis meses. Ao receber alta médica, no entanto, a avó levou a garota para a casa da mãe. 

A polícia diz que, em menos de 24 horas, Micaelly foi espancada até a morte e sofreu ainda violência sexual. Às autoridades, o casal disse que a menina caia muito e que esse era o motivo dos vários ferimentos e machucados. Para o delegado do caso, no entanto, as explicações foram insuficientes e sem sentido.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 19 de novembro de 2019

PM do Rio retira mais de 5 mil armas de circulação desde janeiro


Foram 451 fuzis, 2.735 pistolas e 2.049 revólveres

A Polícia Militar do Rio de Janeiro retirou de circulação, desde o início do ano, 451 fuzis, além de ter apreendido 2.735 pistolas e 2.049 revólveres. Por meio de seu perfil na rede social Twitter, a corporação classificou a marca como histórica e algo que demonstra “empenho e dedicação no combate ao crime”.
De acordo com a Subsecretaria de Inteligência da Polícia Militar, que realizou levantamento sobre a procedência dos 451 fuzis apreendidos em operações de combate às organizações criminosas, 94% dessas armas foram fabricadas no exterior, enquanto 6% são de origem nacional.
“O expressivo número de apreensões de fuzis demonstra, por um lado, a capacidade operacional dos policiais militares, mas, por outro, revela o poder do tráfico internacional de armas que abastece as facções criminosas”.
Também por meio das redes sociais, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, avaliou que não há como enfrentar o crime organizado sem “asfixiar” a circulação de armas. “Atingir a marca de 451 fuzis apreendidos pela Polícia Militar é a certeza de que estamos enfraquecendo a criminalidade”, destacou.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Lava Jato: PF faz operação no Rio contra lavagem de dinheiro



Policiais federais cumprem hoje (19) 19 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão em três estados brasileiros, em uma nova fase da Operação Lava Jato. A ação visa desarticular uma organização criminosa vinculada ao doleiro Dario Messer e tem, entre seus alvos, o ex-presidente do Paraguai Horácio Cartes, que governou o país vizinho de 2013 a 2018.
A operação é chamada de Patron, ou seja, “patrão” em português, uma referência ao apelido dado por Messer ao ex-presidente paraguaio.
De acordo com a Polícia Federal, as investigações identificaram 20 milhões de dólares que teriam sido ocultados por Dario Messer, dos quais 17 milhões foram colocados em um banco do arquipélago caribenho das Bahamas e o restante dividido entre doleiros, casas de câmbio, políticos e empresários do Paraguai.
Ainda segundo a PF, Cartes seria a pessoa de maior confiança de Messer no Paraguai e teria ajudado o doleiro a fugir de autoridades brasileiras e paraguaias.
Messer, por sua vez, teve sua prisão decretada em maio de 2018 pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro na Operação Câmbio, Desligo. Depois de ficar foragido por mais de um ano, ele foi preso em julho deste ano, acusado de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e participação em organização criminosa.
Os alvos que residem no Paraguai e nos Estados Unidos foram incluídos na lista vermelha da Interpol, a polícia internacional.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Em carta de suicídio, garota denuncia estupro por parte dos pais e casal é preso


Érica, de 19 anos, sofria abusos desde os 15. Ela chegou a contar sobre o crime para a mãe, que nada fez

Casal foi preso pelo crime de estupro após a filha cometer suicídio - 

A Polícia Civil do Maranhão prendeu um casal na cidade de Governador Newton Bello, no interior do estado, após a filha deles cometer suicídio. Érica Neves, de 19 anos, afirmou em carta de despedida que o motivo para tirar a própria vida foi o constante abuso sexual sofrido por ela dentro de casa.
Nos relatos, Érica afirmava que sofria abusos sexuais desde os 15 anos de idade. Ela disse, ainda, que tinha contado para a mãe sobre o crime, mas que a mulher não fez nada.
Após a denúncia, a polícia começou a investigar o caso e apreendeu os telefones de Érica, da mãe dela, Rosinete Lima Neves, de 40 anos, e do pai, Edmar Cavalcante Neves, de 46 anos. A troca de mensagens foi comprovada por perícia e o mandado de prisão dos dois foi executado.
Os dois foram presos pelo crime de estupro e foram encaminhados para presídios, onde aguardarão julgamento.


Fonte: Jornal ODia

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Feriadão deixou um morto e 64 feridos em rodovias federais do Rio



As rodovias federais que cortam o estado do Rio de Janeiro tiveram 57 acidentes nos quatro dias de operação especial do feriado de Proclamação da República. Uma pessoa morreu e 64 ficaram feridas, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Nos quatro dias de operação especial no ano passado, foram registrados 53 acidentes, com 52 feridos e cinco mortos.
No feriadão deste ano, foram feitos 4.624 autos de infração nas rodovias federais, entre as quais 720 por ultrapassagem proibida e 587 por passageiro ou motorista sem cinto, de acordo com a PRF.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Mãe mata filho porque ele não quis limpar a casa de madrugada


O delegado Dannilo Proto contou que a mulher acordou o filho por volta das 4h30 


Uma mulher foi presa suspeita de matar o próprio filho de 6 anos enforcado em Santa Helena de Goiás (GO). De acordo com informações da polícia, a mulher teria acordado o menino de madrugada para limpar a casa, mas ele não quis.  

O delegado Dannilo Proto contou que a mulher acordou o filho por volta das 4h30, que se recusou a limpar a casa. “Ela então deu duas cintadas nele, que correu para o quintal. Em seguida, ela o executou”, completou. 

A suspeita foi presa nessa quinta-feira (14/11/2019) e contou à polícia que agiu em um “estado de fúria”. Segundo o delegado, ela confessou o crime sem demonstrar arrependimento. “Ela confessou a execução do próprio filho durante a madrugada e na parte da manhã ligou para nós avisando”. 

A polícia informou ainda que a mulher está envolvida na morte de outro filho. Na ocasião, ela alegou que dormiu em cima da criança.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Jovem é apreendido após atirar em dois adolescentes em escola de MG



Dois adolescentes, alunos do 1º ano do ensino médio, foram feridos por disparos de garrucha em uma escola pública no Vale do Jequitinhonha no interior de Minas Gerais. O episódio ocorreu hoje (7), no início da manhã, na Escola Estadual Orlando Tavares, que funciona distrito de Ponto do Marambaia, pertencente ao município de Caraí, no nordeste no estado. 

Conforme relato do cabo Carvalho, da 232ª Companhia do 19º Batalhão da Polícia Militar, um dos adolescentes foi atingido no pescoço e outro sofreu “lesão leve na mão”. O disparo teria sido feito por um jovem de 17 anos, aluno do 2º ano do ensino médio, através de uma fresta da porta da sala de aula onde estavam os jovens, no momento que professores tentavam fechar a porta. 

A arma usada pertencia ao padrasto do autor do disparo. O jovem foi apreendido e o padrasto, de 80 anos, está preso na 232ª Companhia. A arma do crime tinha cano duplo e calibre 38. Além dessa arma, o jovem portava um facão. Na casa do adolescente apreendido também foi encontrada uma espingarda. Segundo a PM, nenhuma das armas tinha registro para posse legal. 

Os jovens feridos foram encaminhados ao Hospital Nossa Senhora Mãe da Igreja, na cidade Padre Paraíso, a cerca de 15 quilômetros do distrito. Nota assinada pelo presidente do hospital, Marcos Vinicius Alves Luiz, informa que um dos adolescentes feridos “recebeu transfusão sanguínea e permanece estável aguardando transferência para unidade de saúde avançada em Teófilo Otoni”. 

O presidente do hospital também afirma que as vítimas e os familiares receberam suporte de serviços de assistência social e atendimento psicológico “de forma imediata”. 
Motivo 

Segundo informado pela Polícia Militar, a causa motivadora do comportamento do adolescente que efetuou o disparo teria sido a não aceitação do término de namoro com uma estudante da mesma escola. Antes de atingir o colega, o adolescente tentou provocar incêndio com gasolina que levou até a escola. 

Em nota divulgada pela Secretaria de Educação, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, lamentou o episódio. “Recebi com muita tristeza a notícia de que dois jovens alunos ficaram feridos após um estudante invadir a escola (...) e atirar contra seus próprios colegas. Uma tragédia maior só não ocorreu graças ao trabalho e ação dos professores e alunos da escola” 

Na nota, Zema ainda descreve que determinou “que seja prestado todo o apoio à instituição de ensino, às famílias das vítimas, aos estudantes, pais, professores, demais funcionários e toda comunidade escolar. Representantes da Superintendência Regional de Ensino de Teófilo Otoni estão na escola e também dão todo o suporte aos estudantes no hospital”. 


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Motorista de carro morre após bater de frente com carreta na BR-040 em Juiz de Fora


O acidente ocorreu no sentido Rio de Janeiro. O trânsito na rodovia precisou ser parcialmente interditado


Um motorista, de idade ainda não divulgada, morreu em um acidente na tarde da última quinta-feira (31) no km 771 da BR-040, em Juiz de Fora. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele estava em um carro que colidiu com uma carreta.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu após o automóvel, com placas de Juiz de Fora, invadir a contramão. O condutor não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com a concessionária que administra o trecho, Via 040, o acidente ocorreu no sentido Rio de Janeiro (RJ) e o trânsito foi parcialmente interditado.

Ainda segundo informações da PRF, o condutor da carreta, com placas de Uberlândia, que transportava sabão, sofreu lesões leves e foi socorrido por uma ambulância da concessionária e encaminhado para uma unidade hospitalar, não informada.



G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Avião de pequeno porte cai sobre carros em BH e mata 3


Não há informações sobre feridos. Aeronave caiu em cima de carros, segundo o Corpo de Bombeiros




Uma aeronave caiu na manhã desta segunda-feira (21/10/2019) em Belo Horizonte (MG). O acidente ocorreu próximo ao Aeroporto Carlos Prates, na região noroeste da capital mineira, na rua Minerva. 


Havia, no avião, quatro tripulantes. O Corpo de Bombeiros da cidade confirmou, até o momento, a morte de três pessoas, mas não informou se eles estavam no avião ou se foram vítimas em solo. O acidente ocorreu por volta das 8h10. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o avião de pequeno porte caiu sobre carros. O número de veículos atingidos também não foi confirmado pela corporação. Quatro viaturas do resgate estão no local.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Mulher é morta a tiros em Itaperuna e ex-genro é detido como suspeito


Crime aconteceu na noite desta quarta-feira (16) no Morro do Castelo


Uma mulher de 47 anos foi morta com seis tiros na noite desta quarta-feira (16) no Morro do Castelo, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, e o ex-genro dela foi detido como suspeito.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na Rua Valdir Macedo e a vítima já estava morta quando os agentes chegaram ao local.

Ainda de acordo com a PM, familiares da vítima e testemunhas contaram aos policiais que o ex-genro já tinha ameaçado a mulher.

Os policiais fizeram buscas e encontraram o suspeito, que foi detido. A PM informou que nas casas do homem e da mãe dele foram encontradas munições e carregadores.

Ainda segundo a PM, o suspeito é envolvido no tráfico de drogas local e foragido da Justiça.

De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado na 143ª Delegacia de Polícia para apurar o caso e diligências preliminares já estão em andamento.


G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Motociclista morre em acidente na RJ-152, em Itaocara


Homem de 29 anos chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos


Um motociclista de 29 anos morreu após a moto em que ele estava bater no canteiro de um imóvel neste domingo (13) na RJ-152, na altura de Batatal, em Itaocara, no Noroeste Fluminense.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem foi socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Itaperuna e as causas do acidente são investigadas na 135ª Delegacia de Polícia de Itaocara.



G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 12 de outubro de 2019

Motorista morre e quatro passageiros ficam feridos em capotamento na BR-116 em Muriaé


De acordo com a PRF, o condutor de 45 anos perdeu o controle do carro de passeio, bateu em um barranco e capotou

Carro capotou na BR-116 em Muriaé — Foto: Rádio Muriaé/Gilson Junior

Um motorista morreu e quatro passageiros ficaram feridos em um capotamento na BR-116 em Muriaé, na manhã deste sábado (12).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor de 45 anos perdeu o controle da direção do carro de passeio, bateu em um barranco e capotou.

Segundo o Corpo dos Bombeiros, a corporação foi acionada. Chegando no local, alguns feridos estavam deitados no meio da pista, esperando atendimento e reclamando de dores.
Conforme os Bombeiros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou as vítimas para o Hospital São Paulo.



G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Mulher é encontrada morta dentro da geladeira no sul fluminense


Ione Angelica Maximo dos Santos, de 47 anos, estava desaparecida e os familiares dela à encontraram morta quando foram no local onde morava 




Uma mulher foi encontrada morta por familiares dentro de uma geladeira em Miguel Pereira, na região sul fluminense, no sábado (28).

Ione Angelica Maximo dos Santos, de 47 anos, estava desaparecida há alguns dias segundo a família.

De acordo com o irmão da vítima, eles desconfiaram do sumiço e ao verem uma notícia de que o companheiro dela estava morto em São Paulo, após uma troca de tiros com policiais na última quarta-feira (25), foram atrás dela em casa. 


O carro usado por ele estava com os documentos de Ione e a vítima era Juíza de paz. 


Segundo a 96ª DP (Miguel Pereira) foi aberta uma investigação para apurar as circunstâncias da morte de Ione Angelica Maximo dos Santos, de 47 anos, ocorrida em Vera Cruz, Miguel Pereira. 


Estão sendo realizadas buscas de testemunhas e imagens que possam ajudar a solucionar o caso. 

O corpo de Ione foi encaminhado para IML (Instituto Médico Legal) de Barra do Piraí e será enterrada nesta segunda-feira (30) no cemitério Jardim da Saudades, em Paciência, às 14h na capela dois. 


R7

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Mourão defende atuação de policiais e coloca em xeque versão de familiares de menina morta no Rio


O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta segunda-feira que a morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, por um tiro no Complexo do Alemão no Rio de Janeiro, foi resultado da guerra com o narcotráfico, defendeu a atuação dos policiais no caso e ainda colocou em xeque a versão dos familiares da garota de que ela foi atingida por disparo feito pela força de segurança pública estadual.

“É aquela história. É a palavra de um contra o outro. E vocês sabem muito bem que nessas regiões aí de favela, se o cara disser que foi traficante que atirou (contra a criança), no dia seguinte, ele está morto”, disse Mourão a jornalistas.

Mourão disse que o Estado tem de fazer suas operações e procurar de todas as formas possíveis a segurança da população, apesar de o narcotráfico colocar a população na rua e atirar contra as forças de segurança.

“Então, ele (narcotráfico) coloca em risco a própria gente que habita aquela região”, disse Mourão, citando o fato de que ele já lidou como general com essa questão quando comandou operações nos complexos do Alemão e da Maré.

Mourão admitiu que a “emoção” em torno da morte de Ágatha pode prejudicar o debate sobre uma eventual aprovação de uma proposta pelo Congresso que prevê o excludente de ilicitude a policiais que estiverem em situação de confronto.

“Óbvio que dentro de um clima de emoção pode prejudicar”, disse ele, ao ressalvar que a discussão sobre este assunto está sendo tratada pelo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Fogo em hospital particular no Rio deixa ao menos dez mortos e vários feridos




Um incêndio atingiu um hospital particular no bairro do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro, matando ao menos 10 pessoas e deixando pelo menos quatro bombeiros feridos, informou o Corpo de Bombeiros nesta sexta-feira.

O combate às chamas no Hospital Badim, da Rede D`Or São Luiz, começou na noite de quinta-feira e invadiu a madrugada, de acordo com nota dos bombeiros.

Cerca de 90 pacientes que estavam na unidade no momento do início das chamas precisaram ser transferidos para outras unidades, e o transporte contou com ambulâncias de diversos hospitais, além das viaturas dos bombeiros.

O incêndio teria sido causado por um curto-circuito no prédio antigo do hospital, que passou recentemente por uma obra para reformas e expansão, de acordo com suspeita dos bombeiros. A corporação, no entanto, destacou que a apuração de causas não faz parte do escopo de atuação do Corpo de Bombeiros.

Segundo testemunhas, o fogo se alastrou rapidamente, causando pânico e correria dentro da unidade. Médicos, enfermeiros e funcionários do hospital, além de parentes dos pacientes, se mobilizaram para socorrer pessoas internadas.

As vítimas fatais teriam inalado muita fumaça e tiveram intoxicação.

No momento do incêndio, havia 103 pessoas internadas no hospital, que lamentou o ocorrido. “O Hospital Badim mais uma vez externa sua imensa tristeza diante do ocorrido”, disse o hospital em nota.

A cidade do Rio de Janeiro decretou luto devido ao incêndio.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Justiça rejeita último recurso, e Viúva da Mega-Sena é condenada definitivamente por morte do marido



A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio rejeitou o último habeas corpus pedido pela defesa de Adriana Ferreira Almeida, a Viúva da Mega-Sena. Com essa decisão, se esgotam os recursos possíveis para ex-cabeleireira, que finalmente foi condenada definitivamente pelo assassinato do marido, o ex-lavrador e milionário René Senna, em janeiro de 2007.
"À mingua de ilegalidade ou abuso de poder contra a liberdade de locomoção da paciente, o habeas corpus desvia-se de sua finalidade e torna-se, por consequência, inadequado para o único fim de reformar a sentença condenatória do Tribunal Popular, que é o que remanesce", escreveu o desembargador Claudio Tavares de Oliveira Junior, relator do caso.
A defesa de Adriana — que foi condenada em primeira instância em dezembro de 2016 a 20 anos de prisão por ser mandante do assassinato do ex-marido — pedia, no habeas corpus, a diminuição da pena. O pedido foi negado por unanimidade.
Agora, Adriana só tem mais uma pendência com a Justiça: ela aguarda o último recurso do processo que vai definir a partilha da herança de René Senna, estimada em R$ 120 milhões. Apesar de a Justiça ter anulado o testamento que beneficiava a ex-cabeleireira, a filha do milionário recorreu da decisão. Renata Almeida Sena, de 32 anos, deseja a revalidação do testamento que beneficia a assassina de seu pai em detrimento do outro que dividia a herança entre ela e seus nove tios, irmãos do ex-lavrador.
No recurso, a defesa de Renata argumenta que Adriana não tinha intenção de matar o milionário quando o testamento foi assinado, três meses antes do crime e mais de um ano depois de Renê ganhar a bolada. O recurso deve ser julgado até o final do ano.
René Senna foi executada a tiros por dois homens contratados por Adriana, em janeiro de 2007, em Rio Bonito, na Região Metropolitana. De acordo com a sentença que condenou a cabeleireira, Adriana ordenou a morte do marido após ele ter dito que iria a excluí-la do testamento, pois havia descoberto que estava sendo traído.
Atualmente, ela cumpre a pena em um presídio do Rio. O sítio em que o casal vivia antes do crime — um dos bens mais valiosos da herança — está hoje abandonado.
Durante o julgamento em que foi condenada, Adriana disse que amava Renê e que sua vida era muito melhor quando ele estava vivo: “Eu tinha tudo”, afirmou, na ocasião. Após o crime, Adriana se casou novamente e incorporou o sobrenome do novo marido ao seu: hoje, ela assina Adriana Ferreira Almeida Nascimento.

ExtraOnline

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Estado inaugura unidade do Degase em Friburgo



O Governo do Estado inaugurou, na manhã desta terça-feira (10/09), a primeira unidade de internação do Novo Degase (Departamento Geral de Ações Socioeducativas), da Região Serrana, em Nova Friburgo. A nova unidade ( Cense Dr. Antonio Elias Dorea de Araújo  Bastos) tem capacidade para abrigar 50 jovens em conflito com a lei, e vai atender a Região Serrana e toda sua abrangência. Foi assinado também, o termo de parceria que estabelece convênio com a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), que ofertará 200 vagas de diferentes cursos para a nova unidade.

A cerimônia de inauguração contou com a presença de autoridades como o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes; o secretário Estadual de Cultura e Economia Criativa, Ruan Lira; o presidente da Faetec, Romulo Massacesi; o prefeito de Nova Friburgo, Renato Bravo e representantes da polícia militar, marinha e exército.

O secretário de educação do Estado, Pedro Fernandes, falou sobre a importância dos cursos profissionalizantes na ressocialização dos jovens.

- É imprescindível o menor que está cumprindo medida socioeducativa ser preparado para ingressar no mercado de trabalho para que não volte a cometer crime, e é através dos cursos profissionalizantes e da cultura que vamos tornar isso possível. Esse desafio é nosso e vamos dar todas as condições possíveis de ressocialização aos jovens do Degase para tornar isso uma realidade – disse o secretário.

 Segundo o diretor-geral do Degase, Marcio Almeida Rocha, a unidade vai atender adolescentes de municípios com baixo histórico de violência, isso evitará a coabitação com jovens oriundos de regiões mais violentas, além de possibilitar a família maior convívio com os adolescentes.

- A unidade vai possibilitar não só a melhoria no atendimento aos internos, como também, facilitará a presença dos familiares nas visitas, em reuniões com os professores da escola estadual que funcionará exclusivamente para atender os adolescentes, além de participar de encontros com as assistentes sociais de referência dos jovens. Tenho plena convicção que está unidade servirá de modelo para as demais unidades de internação do Estado – explicou Rocha.

O espaço conta com área de aproximadamente cinco mil metros quadrados e é voltado para internação, internação provisória e acautelamento exclusivo de adolescentes do sexo masculino, com idades entre 12 e 18 anos. A estrutura conta com o Colégio estadual Golfo Cândido da Silva, sala de leitura / biblioteca, cursos profissionalizantes, horticultura, aulas de jiu-jitsu, basquete, futsal e oficina de xadrez.

O Degase atende às normas do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), e os internos deverão ser separados por critérios de idade, compleição física e gravidade da infração.

Convênio com a Faetec

Foi assinado um termo de parceria entre o Degase e a Faetec que beneficia todas as unidades de internação com cursos profissionalizantes. O convênio inicia com oferta de 200 vagas para a nova unidade de Friburgo, com o objetivo de preparar os adolescentes para retornarem ao convívio com a sociedade. O intuito é dar condições para que eles conquistem uma vaga no mercado de trabalho ao saírem da instituição.

Serão ofertados cursos de auxiliar de eletricista e instalador predial de baixa tensão, empreendedorismo, pacote office, windows, redes sociais e tecnologias digitais de informação e comunicação.

Fora os cursos da Faetec, o Degase também oferecerá curso de teatro, promotor de vendas, vendedor, pintor de obra, encanador e carpinteiro. 

Além da assinatura do termo de Parceria, também será inaugurada a Sala de Leitura do CENSE de Friburgo em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa.


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA