quarta-feira, 3 de março de 2021

Boletim Covid-19 Pádua/RJ



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

5º Fest Verão Macuco terá competições de Vôlei e Futevôlei

 


A Gestão Municipal de Macuco mantém todos os protocolos recomendados pelas autoridades de saúde por conta da pandemia, que ainda não acabou e requer toda atenção e colaboração da população. Aos poucos as atividades serão retomadas, mas com responsabilidade e precaução. Na área esportiva a realidade não é diferente.

A Secretaria de Esporte está ultimando os preparativos do 5º Fest Verão Macuco, a ser realizado nos dias 12, 13 e 14 de março, no Centro Esportivo Gabriel Badini, no Rural Park, obedecendo às normas de segurança em saúde, incluindo a presença de profissionais específicos para aferir a temperatura dos atletas participantes.

                                     O prefeito Bruno Boaretto e o secretário Hugo Carvalho na edição de 2018

Durante os três dias de competição, duas modalidades estarão em disputa, Vôlei e Futevôlei, divididas em duas categorias, Regional e Municipal, envolvendo 128 competidores de cidades como Macuco, Aperibé, Cantagalo, Bom Jardim e outras. Para maior segurança, não será permitida a presença de público expectador. Entretanto, a boa notícia é que as partidas serão transmitidas em tempo real no Facebook da Prefeitura.

Um grupo de WhatsApp foi criado pelo secretário Hugo Carvalho visando facilitar a comunicação entre participantes e organização. Confira o link:

https://chat.whatsapp.com/BSAdIz9nUY1H0WOabJSkzL



Ascom Macuco



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Prefeito Geyves reforça a necessidade de permanência da prática das medidas sanitárias

 




Por conta da pandemia do novo coronavírus, o prefeito Geyves Maia Vieira, de Itaocara tem utilizado as redes sociais para intensificar e agilizar as informações sobre as ações do Poder Público municipal direcionadas à prevenção a propagação do vírus.

Geyves deu uma entrevista a Radio Embalo FM e reforçou o uso de máscaras e demais medidas referentes aos cuidados básicos de prevenção e segurança à disseminação do novo Coronavírus (Covid-19). Ele também reafirmou a importância do distanciamento social.

‘A Prefeitura reforça a importância das medidas de prevenção contra o novo coronavírus diante da situação atual. O nosso trabalho se baseia na busca por medidas que evitem ações mais drásticas. Precisamos do apoio de toda a população.

Importante ressaltar que mesmo que as pessoas não acreditem que medidas como máscara, álcool em gel e distanciamento sejam suficientes, devem pensar que alguns podem ser portador assintomático do novo Coronavírus. E aí fica o alerta. Os assintomáticos são vetores e, por não terem sintomas, acabam infectando sem saber. Temos que ter uma atenção especial’, afirmou Geyves.













COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Quarta Maluca - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 2 de março de 2021

Aprovadas medidas para beneficiar o setor leiteiro

CMN autorizou o financiamento para beneficiamento ou industrialização do produto e a ampliação de prazo de custeio para o setor




Por solicitação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou a contratação, até 30 de junho deste ano, com recursos obrigatórios, de Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP) para beneficiamento ou industrialização de leite. O limite de crédito é de até R$ 65 milhões, com taxa de juros de 6% ao ano e prazo de reembolso de até 240 dias.

Também foi ampliado de um ano para dois anos o prazo de reembolso para contratação de crédito de custeio pecuário para retenção de matrizes bovinas de leite.

Segundo o CMN, as medidas foram adotadas para evitar a descapitalização desse segmento e garantir o abastecimento do mercado. O aumento dos preços dos insumos para ração das vacas leiteiras, como milho e farelo de soja, levou à queda na relação de troca entre esses insumos e o leite.

Para 2021, não há expectativa de recuo no preço dos insumos e do custo da alimentação desses animais. Assim, dependendo do comportamento do preço do leite, a rentabilidade do setor pode ser prejudicada, o que pode induzir ao descarte precoce de matrizes leiteiras e, consequentemente, reduzir a oferta interna de leite.

Agricultura Familiar

Outras duas medidas aprovadas pelo CMN, também a pedido do Ministério da Agricultura, vão ao encontro dos interesses dos agricultores familiares. A primeira autoriza o financiamento de operações de investimento, na fonte Recursos Obrigatórios, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o que pode resultar em até R$ 1,5 bilhão em recursos novos para essa finalidade.

A segunda medida amplia o prazo de crédito de curto prazo às agroindústrias familiares de um para dois anos, também em operações do Pronaf.

Ambas as medidas também têm prazo de contratação até 30 de junho de 2020.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Defesa Civil de Teresópolis reúne líderes comunitários e apresenta projetos de prevenção para o 1º semestre

 


Realizado pela Secretaria Municipal de Defesa Civil neste sábado (27), no auditório da Igreja Lagoinha, na Várzea, o 1° Encontro de Líderes Comunitários reuniu representantes de associações de moradores da cidade e do interior. Em pauta, a apresentação da equipe da secretaria e de três importantes iniciativas a serem executados ainda no 1º semestre de 2021 pelo órg&atil de;o, dentro do plano da gestão do Prefeito Vinicius Claussen: a criação do Departamento de Proteção Comunitária, a implantação do projeto Engenheiro Comunitário de Defesa Civil e a extensão do Projeto Proteger Teresópolis para o bairro de São Pedro.

O encontro foi liderado pelo Coronel Albert Andrade, Secretário de Defesa Civil, e acompanhado pelo Secretário de Governo, Gilson Barbosa, e o Ouvidor Geral do Município, Leonardo Manso. Também contou com a presença do Deputado Federal Hugo Leal, da vereadora Érika Marra e de representante do 16º Grupamento de Bombeiro Militar e do 30º Batalhão de Polícia Militar.

“Tivemos uma participação bem ampla dos líderes comunitários, atendendo o objetivo de aproximar a Defesa Civil das comunidades para identificar problemas de forma antecipada e apresentar soluções. Teremos um cresciment o bem grande do nosso trabalho preventivo no período de outono e inverno, e a parceria das lideranças comunitárias é fundamental para o sucesso das ações planejadas”, avaliou o secretário da pasta, Coronel Albert Andrade.

“Todas as vezes que o poder público dialoga com as comunidades na área de prevenção é sempre sucesso, é a forma certa de administrar. Parabéns ao Prefeito Vinicius Claussen e ao Coronel Albert por aliar a experiência e o conhecimento de quem vive o dia a dia nos bairros às políticas públicas de governo. Considero muito importante essa união para evitar que as tragédias ocorram”, assinalou o Deputado Federal Hugo Leal.

Projetos

A primeira ação preventiva anunciada foi a criação do Departamento de Proteção Comunitária. A proposta é que o setor da Defesa Civil fique responsável pela interação com as lideranças comunitárias para a capacitação periódica dos voluntários dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil.

Outra iniciativa apresentada foi a implantação do projeto Engenheiro Comunitário de Defesa Civil, também chamado de Engenharia do Bem. A proposta é oferecer auxílio técnico aos moradores de áreas de risco que têm suas casas interditadas por problemas estruturais, mas que não possuem recursos para contratar os serviços de um engenheiro para a desinterdição do imóvel, dentro das exigências do Decreto Municipal 4.846/2017.

A expansão do Projeto Proteger Teresópolis para o bairro São Pedro também foi anunciada. Lançado e homologado em março de 2019, o projeto une a Defesa Civil Municipal e o Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) no mapeamento dos bairros mais vulneráveis aos desastres naturais, criando protocolos de prevenção e de socorro específicos para a realidade climática, topográfica e geológica de cada área. té o momento foram atendidos Vale da Revolta, Jardim Meudon, Coréia, Quinta lebrão, Fonte Santa e Fischer. Interrompido devido à pandemia de Covid-19, o Proteger Teresópolis está previsto para ser retomado em abril.

Parceria com a população

O secretário municipal de Governo e Coordenação, Gilson Barbosa, assinalou a importância do trabalho de rotina da Defesa Civil. “A intensificação das ações de prevenção também segue orientação do Prefeito Vinicius Claussen. A meta é ampliar a conscientização da população no período de estiagem, colocar as ações preventivas em prática e evitar ocorrências mais graves nos períodos de fortes chuvas”, comentou Gilson Barbosa.

O Ouvidor Geral do Município, Leonardo Manso, também marcou presença. “Esse é um importante processo de organização social para o poder público enxergar as reais necessidades dos bairros e construir políticas públicas que atendam de forma efetiva a população”, opinou o Ouvidor Geral.

Os líderes comunitários aprovaram a aproximação entre poder público e os representantes das associações de moradores. “Valeu muito esse encontro, porque ficamos por dentro dos projetos que serão realizados em breve”, resumiu Cirilo Santos, representante da Associação de Moradores da Granja Florestal. “Os líderes comunitários estão atentos às ações do Poder Executivo. É necessário tempo para as coisas acontecerem, mas percebemos as intenções e os bons caminhos para as realiza&c cedil;ões. Espero que esse diálogo contribua para transformar a realidade do nosso município”, concluiu Ruth Ferreira, presidente da Associação de Moradores do Parque do Imbuí.



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Dia da Mulher tem ações de saúde em Porciúncula

 


A Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenadoria da Saúde da Mulher, realiza no próximo dia 08 de Março uma ação de cidadania em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

O momento, dedicado à mulher porciunculense, tem início às 8 horas no Centro Cultural e contará com a presença das médicas Fabiane Simões e Maria do Carmo na abertura da campanha de prevenção do câncer de colo de útero e agendamento de preventivos.

O evento será realizado cumprindo os protocolos necessários de segurança e proteção contra o coronavírus, obedecendo recomendações da OMS e Decreto Municipal.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Emplacamento de automóveis e de veículos leves tem queda de 17,85%

 Em relação a janeiro, recuo é de 2,66%




As vendas de automóveis e veículos comerciais leves (como picapes e furgões) registraram queda de 17,85% em fevereiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2020 e caíram 2,66% em relação a janeiro, com o emplacamento de 158.237 unidades. Os dados foram divulgados hoje (2), em São Paulo, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Quando se somam caminhões e ônibus novos às vendas de automóveis e veículos comerciais leves, a queda foi de 16,71% na comparação anual e de 2,20% na comparação mensal, com o emplacamento de 167.384 unidades.

Já quando se considera o emplacamento de todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), a retração foi de 17,48% na comparação com fevereiro do ano passado, com a comercialização de 242.080 unidades. Já na comparação com janeiro deste ano, o recuo foi de 11,68%.

Argumentação

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a falta de componentes para normalizar a produção e o aumento de casos de covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus] podem explicar a retração.

“Na indústria, mesmo com os esforços das montadoras para aumentar a produção, a falta de disponibilidade de peças e componentes ainda persiste, fazendo com que algumas fábricas tivessem de paralisar, temporariamente, a produção em fevereiro, afetando, de forma importante, a oferta de produtos. Além disso, o aumento dos casos de covid-19, o que provocou o retrocesso da abertura do comércio em várias cidades, também contribuiu para a queda de vendas do mês de fevereiro”, disse.

Outro problema que, segundo ele, ajudou a provocar o recuo nas vendas foi o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no estado de São Paulo.

“Os preços dos veículos, tanto novos quanto usados, ficaram mais caros em São Paulo, em função do aumento de alíquota do ICMS, que passou de 12% para 13,3% para veículos novos e de 1,8% para 5,53% para usados, tornando os negócios das concessionárias e lojistas quase que impraticáveis”, finalizou.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Boletim Covid-19 Pádua/RJ



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Governo do Rio sanciona auxílio emergencial de até R$ 300

 



Apoiar quem mais precisa. Esse é o objetivo da sanção, nesta terça-feira (02/03), do Projeto de Lei 3.488, que garante auxílio emergencial de até R$ 300 a pessoas em situação de vulnerabilidade social. O governador em exercício Cláudio Castro assinou o PL em Nova Iguaçu, durante a abertura do Governo Presente Baixada, programa que transfere os gabinetes do chefe do Executivo e de seus secretários para diferentes regiões do Rio de Janeiro. Autor do projeto Supera Rio e presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o deputado estadual André Ceciliano participou da cerimônia.

Segundo o governador, o objetivo é que o pagamento do auxílio comece a ser feito no próximo mês, com recursos de fundos estaduais. A previsão é que mais de 200 mil famílias sejam atendidas pelo benefício.

- Essa nossa ação vai tirar muita gente da linha da pobreza. Matar a fome de muitos. Para garantir o auxílio, a ideia é usarmos recursos do Fundo de Combate à Pobreza e de outros fundos. Nossas equipes técnicas estão detalhando a regulamentação e, em cerca de dez dias, divulgaremos detalhes para a população. Todos os cuidados estão sendo tomados para que o Regime de Recuperação Fiscal não seja ferido, mas que a necessidade da população seja garantida - afirmou Cláudio Castro.

Para isso, será necessária, ainda, a aprovação da PEC para desvinculação dos fundos, que está em tramitação na Alerj. A iniciativa, de autoria do presidente da Casa, pretende ajudar financeiramente a população mais pobre do Rio de Janeiro. Para Ceciliano, esse dia é histórico para o Estado.

- O projeto, que teve apoio unânime dos deputados, representa mais uma iniciativa de um conjunto de ações para fazer o Rio voltar a crescer. O Estado é o primeiro do país a sancionar uma lei como essa. É importante ressaltar que, além do auxílio de até R$ 300, uma linha de crédito também beneficiará microempreendedores e autônomos - destacou Ceciliano.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Projeto para utilização pelo estado de novo equipamento no tratamento da covid, reduz em 60% internações em UTIs

 

                                  Divulgação Alerj


Com a confirmação de que novas variantes do coronavírus encontram-se em transmissão comunitária no Rio de Janeiro, o governo estadual poderá utilizar um novo instrumento para tratamento de pacientes com Covid-19. Trata-se do capacete Elmo, um mecanismo de respiração artificial que pode reduzir em 60% a necessidade de intubação em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Projeto de lei para que o Executivo adote o equipamento nas unidades de saúde foi apresentado na Alerj pelo deputado Anderson Alexandre (SDD). Outros 24 parlamentares assinaram pela urgência na votação da proposta.

A tecnologia, criada e produzida por pesquisadores do Ceará, já foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Diante dos bons resultados obtidos em pacientes, o governo cearense enviou ao Amazonas 65 equipamentos de respiração artificial, além de profissionais de saúde para ensinar as equipes de Manaus a usar o equipamento novo.

“O capacete Elmo, além de desafogar os leitos de UTI, evita efeitos decorrentes da intubação, como a sedação por longo tempo e o uso de medicamentos que prolongam o período de recuperação dos pacientes. Sem dúvida, poderá auxiliar muito o trabalho dos profissionais de saúde na recuperação de pacientes”, justifica o deputado Anderson Alexandre, que solicitou urgência na tramitação do projeto de lei 3666/2021.

Utilizando um mecanismo de respiração artificial não invasivo, o capacete Elmo pode ser aplicado em pacientes considerados de baixa e média complexidade.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 1 de março de 2021

Terça Verde - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Secretários Estaduais de Saúde divulgam carta aberta pedindo lockdown em todo o país

 Conass pede o reconhecimento legal do estado de emergência sanitária




Os secretários estaduais de Saúde divulgaram hoje (1º) uma carta aberta à nação em que pedem maior rigor nas medidas de restrição das atividades não essenciais, incluindo restrição total nas localidades onde a ocupação de leitos estiver acima de 85% e houver tendência de elevação no número de casos e óbitos por covid-19.

No documento, os membros do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) solicitaram a proibição de eventos presenciais como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e similares em todo o país. O conselho também requer a suspensão das aulas presenciais em todos os níveis da educação do país e toque de recolher nacional de segunda a sexta, das 20h até as 6h, e durante os fins de semana. O documento solicita também o fechamento de praias e bares, a adoção de trabalho remoto e o aumento da testagem contra a doença.

O Conass pede o reconhecimento legal do estado de emergência sanitária e a viabilização de recursos extraordinários para o Sistema Único de Saúde (SUS) e a implementação imediata de um plano nacional de comunicação para reforçar a importância das medidas de prevenção e esclarecer a população.

“Entendemos que o conjunto de medidas propostas somente poderá ser executado pelos governadores e prefeitos se for estabelecido no Brasil um ‘Pacto Nacional pela Vida’ que reúna todos os poderes, a sociedade civil, representantes da indústria e do comércio, das grandes instituições religiosas e acadêmicas do País, mediante explícita autorização e determinação legislativa do Congresso Nacional”, finaliza a carta.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Prouni abre inscrições para lista de espera nesta segunda-feira

 Candidatos têm até terça-feira para manifestar interesse



Interessados em entrar na lista de espera de bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) devem acessar a página de inscrição, com seu número e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente nesta segunda (1º) e terça-feira (2) e manifestar interesse em participar do processo. 

Diferentemente da segunda chamada, a espera não é automática. A inclusão na lista é exclusiva aos candidatos que participaram daquele processo seletivo do Prouni 2021 e não está aberta a novos inscritos.

O Prouni acontece sempre duas vezes por ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestre. Quem não for chamado em lista de espera, cujo resultado será divulgado em 5 de março, tem que esperar até a edição seguinte para tentar novamente. Essa etapa comporta todas as vagas não preenchidas dentre as 162 mil oferecidas durante primeira e segunda chamadas desta edição do Prouni.

Comprovação

No caso de candidatos pré-selecionados em lista de espera, o período para comprovar as informações declaradas no ato da inscrição é de 8 a 12 de março. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Divulgação

Os cursos disponíveis na lista de espera variam em cada edição. Como os resultados da espera vão sendo divulgados aos poucos, conforme a disponibilidade de vagas, o interessado deve acessar o sistema todos os dias, até o encerramento do período, para ver se foi contemplado. O Ministério da Educação não envia mensagens informando sobre a aprovação. Caso pré-aprovado, o candidato também deve ficar atento ao prazo para a apresentar documentação exigida como comprovantes de renda, identificação pessoal, endereço e escolaridade.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Estado do Rio pode ter fábrica de fertilizantes em área do Porto do Açu

 



A demanda por fertilizantes no Brasil cresce 4% ao ano, o dobro da taxa mundial. O país é hoje o maior importador do insumo no mundo e absolutamente dependente do fornecimento externo, importando mais de 90% dos fertilizantes consumidos hoje no país. O acesso ao gás natural, uma das principais matérias-primas utilizadas na fabricação dos fertilizantes, é um dos fatores decisivos para a instalação de plantas desse tipo. Isso torna o Rio de Janeiro, e principalmente o Porto do Açu, na região Norte do estado, estratégicos para os investimentos do setor.

Este foi o tema de reunião realizada neste mês entre representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, da empresa Prumo, responsável pelo Porto do Açu, e do Sindicato Nacional da Indústria de Matérias-Primas para Fertilizantes (Sinprifert).

- O Rio de Janeiro tem uma oportunidade única com o Açu. A instalação de uma indústria de fertilizantes, um insumo altamente estratégico e que tem contribuído para a maior competitividade do agronegócio brasileiro, é fundamental, bem-vinda e desejável para o estado - observa o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Soares.

Segundo Soares, melhorar a competitividade do gás natural do Rio é prioridade absoluta para o Governo do Estado, pois a consequência direta serão novos investimentos em indústrias intensivas, geração de empregos e a consolidação dos mais diversos encadeamentos produtivos.

- É importante que o gás produzido no Rio alimente a indústria fluminense - reforça.

No ano passado, o Porto do Açu inseriu o Rio de Janeiro no mapa do mercado de fertilizantes no Brasil, com a movimentação de 44 mil toneladas de fertilizantes – sendo que o Rio era o único estado da costa do país a não realizar este tipo de movimentação.

- Com o gás natural mais competitivo, existe a possibilidade de uma planta de fertilizantes ser instalada no Açu; e, no futuro, o produto ser escoado por ferrovia - afirma o diretor de Relações Institucionais da Prumo Logística, Eduardo Kantz.

De acordo com o diretor executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Matérias-Primas para Fertilizantes (Sinprifert), Bernardo Silva, estudos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) indicam que existe demanda para pelo menos quatro grandes plantas de fertilizantes nitrogenados no Brasil. Isso reduziria a dependência externa e das importações e daria um destino ao gás natural produzido no país, bem como outros grandes projetos minerários em desenvolvimento que poderiam revitalizar uma indústria tão estratégica para a retomada econômica pós-pandemia e a sustentabilidade da competitividade do agronegócio brasileiro.

- Existe um potencial enorme para reduzir a dependência brasileira do fornecimento externo de fertilizantes, transformando nossas riquezas minerais e do gás natural em desenvolvimento - explica ele, que concluiu: - Mas, para que isso aconteça, é essencial que o ponto de partida para esta mudança seja a isonomia tributária de ICMS para a produção interna e os importados, criando um campo de jogo nivelado e retirando as amarras que estão destruindo a indústria nacional - detalha Bernardo Silva.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Secretaria de Estado de Educação do Rio lança aplicativo para ensino remoto

 



Nesta segunda-feira, 1º de março, primeiro dia de aula da rede estadual, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) lança o Applique-se, aplicativo para ensino remoto que está disponível para baixar nas lojas virtuais dos sistemas Android e iOS. Nele, professores e alunos terão acesso a ferramentas de aprendizagem, como materiais didáticos e exercícios em arquivo de PDF, aulas em áudio e vídeo, além de acesso ao Google Classroom, plataforma que abarca as turmas de cada escola. O usuário poderá navegar pelo software 24h nos sete dias da semana, sem utilizar seu pacote de dados.

Até abril deste ano, os conteúdos no aplicativo estarão focados na revisão do ano letivo de 2020, divididos por anos e séries do Ensino Regular – do 6º ano do Fundamental à 3ª série do Ensino Médio - e fases e módulos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Isso significa que o aluno que hoje está na 2ª série do Ensino Médio, por exemplo, irá clicar no botão “1ª série”, que cursava no ano passado, e acessar o material.

A partir de maio, após avaliação de todos os alunos da rede estadual, o Applique-se também terá os materiais referentes à série ou ao ano de escolaridade em que o aluno está matriculado.

Todo o conteúdo disponível no novo App foi feito por professores e equipes pedagógicas e de tecnologia da própria secretaria.

- O lançamento do Applique-se faz parte do planejamento estratégico da Seeduc de trazer a educação fluminense para o século XXI. O aplicativo veio por conta da pandemia, mas ficará de legado para os alunos como uma ferramenta importante de aprendizado, em uma interface que dialoga com os jovens, hoje tão acostumados com a tecnologia – afirma o secretário de Estado de Educação, Comte Bittencourt.

A gratuidade da navegação acontece após adesão de todas as principais operadoras de celular ao serviço. Somente na hora de realizar o download ou se logar, o usuário utilizará seu pacote de dados, se não estiver em ambiente com wi-fi.

O Applique-se está disponível na Play Store para Android (versão 5.1 ou superior) e na App Store para iOS (versão 10.0 ou superior).

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Detran abre 8 postos no Noroeste Fluminense para quem quer fazer a identidade; veja as unidades




A partir desta segunda-feira, 1º de março, o Detran.RJ abrirá mais 34 postos para a realização do serviço de identificação civil. Com as novas unidades abertas, serão 84 postos atendendo. A medida só foi possível devido à regularização do processo de contratação da empresa que agora é devidamente licitado.

O atendimento está retornando gradativamente, pois a nova empresa prestadora de serviços de identificação está em fase de treinamento de seu quadro funcional. Por isso, nesta segunda-feira será possível retirar carteiras já prontas nas novas unidades abertas, localizadas no interior do Estado, e nos dias subsequentes agendar o serviço.

Nas unidades do Detran é possível emitir a 1ª e 2ª vias do documento, enquanto os postos do Poupa Tempo fazem exclusivamente a 2ª via.

O agendamento para os serviços pode ser realizado pelo site www.detran.rj.gov.br ou pelos telefones (21) 3460-4040, 3460-4041 e 3460-4042. O horário do agendamento por telefone continua ampliado, das 6h à meia-noite.

Veja as unidades que oferecem os serviços: 

- Aperibé;

- Cambuci;

- Italva;

- Miracema;

- Natividade;

- Santo Antonio de Pádua;

- São José de Ubá;

- Varre – Sai;

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Encarte Semanal - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Ministro da Infraestrutura pode ser candidato a governador do Rio em 2022

 

Marcello Casal Jr/AB



O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, pode ser candidato a governador do Rio em 2022. É o que especula o editor do jornal Correio da Manhã, Claudio Magnavita, a partir das movimentações do ministro, que almoçou com a bancada do Rio de Janeiro recentemente.

Este seria um plano B de Tarcísio, o Plano A é ser vice de Bolsonaro. Mas caso se confirme a sua pré-candidatura ao governo do Rio, atrapalha fortemente os planos de Castro, que contaria com céu de brigadeiro no campo do Centro e da Direita do Rio de Janeiro, tendo as máquinas do Governo Federal e Estadual a seu favor.

O Correio diz que outro possível candidato a governador do Rio, caso Tarcísio seja vice de Bolsonaro, é o atual vice-presidente, General Hamilton Mourão (Patriotas). Apesar da má relação com parte do bolsonarismo, é outro nome que atrapalha bastante o atual governador.

Até o momento, além de Claudio Castro, são especulados como pré-candidatos ao governo do Rio em 2022, Washington Quaquá (PT) e Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, talvez pelo PSDB.


Quintino Gomes Freire

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Único apostador da Mega-Sena leva prêmio de 49 milhões

 Próximo sorteio será quarta-feira



Único apostador acertou o concurso 2.348 da Mega Sena e ganhou R$ R$ 49.341.885,20 milhões. O sorteio foi realizado neste sábado (27) em São Paulo. As dezenas sorteadas foram: 02 - 03- 07 - 48 - 51 - 54.

A Quina teve 107 apostas e cada ganhador teve prêmio de R$ 38.652,61. A Quadra teve 6.601 apostas e cada ganhador levou prêmio de R$ 895,06.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Campanha de saúde vai divulgar informação segura sobre as doenças raras

 Dia Mundial é comemorado no último dia do mês de fevereiro




Uma campanha nas redes sociais, promovida pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), vai esclarecer à população e à classe médica a importância da divulgação de informação segura sobre as doenças raras, cujo Dia Mundial é comemorado no último dia do mês de fevereiro que, este ano, cai neste domingo (28). Para fazer uma analogia, os especialistas afirmam que a data é comemorada no último dia do mês de fevereiro, que é “um mês raro e quando é bissexto, é um dia raro”.

Doenças raras são doenças que acometem um número muito pequeno da população global. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, para ser caracterizada como doença rara, ela afeta 1,3 pessoa para cada 2 mil indivíduos. “Na verdade, são 65 pessoas a cada 100 mil habitantes, que dá mais ou menos 1,3 por 2 mil”, disse à Agência Brasil a endocrinologista Mariana Guerra, presidente da Comissão de Campanhas da SBEM.

A médica informou que existe em torno de 6 mil a 8 mil tipos de doenças descritas como raras na literatura, que estão presentes em várias especialidades médicas. A maioria delas aparece na infância e 80% são genéticas. Alguns exames são fundamentais para detectar a possibilidade de desenvolvimento de uma doença rara. Mariana Guerra destacou, nesse item, o teste do pezinho, realizado em bebês. Em sua modalidade básica, ele consegue identificar seis doenças, enquanto o teste do pezinho ampliado pode levar ao diagnóstico precoce de 45 doenças. “É muito pouco, mas já é o primeiro passo”, comentou a médica. Indicou também o ultrassom para percepção de alguma anormalidade que leve a uma investigação mais aprofundada. Outro fator que deve ser considerado são as doenças familiares.

Exemplos

No ramo da endocrinologia, por exemplo, uma doença rara é o hipotirodismo congênito (alteração metabólica em que a tireoide do bebê não é capaz de produzir as quantidades adequadas dos hormônios tireoidianos, o T3 e o T4, podendo comprometer o desenvolvimento da criança e provocar alterações neurológicas permanentes caso não seja devidamente identificada e tratada). Outro exemplo de doença rara é a acromegalia, que faz crescer as mãos, os pés, o nariz, a mandíbula; a doença de Cushing, em que a pessoa desenvolve um tumor que produz muito corticóide e isso gera excesso de peso, alteração de glicose e de pressão, entre outras consequências.

Em outros ramos da medicina também ocorrem doenças raras, como hemofilia (distúrbio em que o sangue não coagula normalmente), displasia cleidocraniana (causa alterações de desenvolvimento nas clavículas, nos ossos do crânio e outros do corpo, da face e nos dentes), fibrose cística (doença genética que compromete o funcionamento das glândulas exócrinas que produzem muco, suor ou enzimas pancreáticas), esclerose lateral amiotrófica (doença neurodegenerativa progressiva, que afeta o sistema nervoso e acarreta paralisia motora progressiva, irreversível, de maneira limitante, embora sem atingir o cérebro). O físico inglês Stephen Hawking era portador dessa última doença. Ele morreu no dia 14 de março de 2018.

Pandemia

A presidente da Comissão de Campanhas da SBEM destacou que, com a pandemia do novo coronavírus, tudo ficou mais difícil para as pessoas com doenças raras. “Muitos centros fecharam, as pessoas com medo da covid-19 deixaram de buscar atendimento em outros locais e, talvez, tenham perdido tempo de diagnóstico”. Assegurou a necessidade de se retomar o tratamento.

No Brasil, a estimativa é que 15 milhões de pessoas tenham doenças raras. A presidente da Associação Brasileira de Paramiloidose (ABPAR), Liana Ferronato, citou que a amiloidose hereditária, chamada também de paramiloidose ou polineuropatia amiloidótica familiar (PAF), é uma dessas doenças. Sem cura, genética e hereditária, a síndrome provoca a perda progressiva dos movimentos, atrofia muscular e insuficiência cardíaca.

"Um dos grandes problemas enfrentados pelos pacientes é o diagnóstico tardio. A gente sabe que, de modo geral, quanto mais tempo se perde para descobrir uma doença, mais grave ela se torna. Nas enfermidades raras isso não é diferente e, justamente por serem síndromes raras, é infelizmente comum que o diagnóstico demore, muitas vezes, por anos a fio, acarretando o agravamento dos sintomas e trazendo sequelas irreversíveis", afirmou Liana.

O Dia Mundial da Doenças Raras foi criado em 2008 pela Organização Europeia de Doenças Raras. A data é lembrada em mais de 60 países.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Satétite Amazonia 1 chega à órbita com sucesso e inicia transmissão de dados

 Programa permitirá teste de nova plataforma multimissão brasileira



Em apenas 17 minutos após o lançamento, ocorrido à 1h54 (horário de Brasília), o satélite Amazonia 1 alcançou o destino a 752 quilômetros de altitude da superfície da Terra. O lançamento ocorreu a partir do Centro Espacial Satish Dhawan, na cidade de Sriharikota, na província de Andhra Pradesh, na Índia, e marcou dois avanços tecnológicos do país: o domínio completo do ciclo de desenvolvimento de um satélite - conhecimento dominado por apenas vinte países no mundo - e a validação de voo da Plataforma Multimissão (PMM), que funciona como um sistema adaptável modular que pode ser configurado de diversas maneiras para cumprir diferentes objetivos. A afirmação foi feita por Mônica Rocha, diretora substituta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O lançamento do satélite - fruto de uma parceria entre o programa espacial brasileiro e a Índia - foi comemorado na madrugada de hoje (28) por técnicos, engenheiros e demais membros da equipe de desenvolvimento tecnológico do equipamento. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, acompanhou diretamente do centro de controle da missão na Índia, e fez questão de reafirmar a parceria entre os dois países. “Este momento representa o ápice desse esforço [de desenvolvimento do projeto], feito por tantas pessoas. Esse satélite tem uma missão muito importante para o Brasil. Essa parceria [entre Brasil e Índia] vai crescer muito. Portanto, muito obrigado pelo lindo lançamento, lindo foguete e por todo o esforço. As bandeiras [da índia e do Brasil] representam exatamente o que estamos fazendo aqui hoje: uma relação cada vez mais forte”, discursou o ministro para a equipe indiana após o anúncio do sucesso da missão.

“Estou extremamente satisfeito em declarar o sucesso do lançamento preciso do Amazonia 1 hoje. Nesta missão, a Índia e a ISRO [agência espacial indiana] estão extremamente honradas e felizes em lançar o primeiro satélite operado pelo Brasil. Minhas sinceras congratulações ao time brasileiro por essa conquista. O satélite está em órbita, os painéis solares se abriram e está tudo funcionando muito bem", afirmou o presidente da ISRO, K. Sivan ao final da operação.

O Amazonia 1 foi colocado em órbita pela missão PSLV-C51, da agência espacial indiana Indian Space Research Organisation (ISRO). Com seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas, o satélite tem por objetivo fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica, além de monitorar a agricultura no país.

Em entrevista exclusiva, o presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura, que acompanha a comitiva na Índia, disse que o momento é de expectativa e também de projeção do Brasil.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Sacola Cheia - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nova variante do coronavírus é identificada em Além Paraíba

 



A nova Cepa do novo coranavírus, que sofreu mutação em Manaus e que tem maior poder de transmissão, foi identificada no município de Além Paraíba. A Prefeitura reforçou a necessidade de cumprimento das medidas sanitárias de contenção da doença, com isolamento social, uso de máscaras e álcool em gel para combater a transmissão da doença.

O anúncio foi feito pela Secretária Municipal de Saúde, Bethânia Reis de Souza, por meio de nota oficial. 

Veja a nota:

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais emitiu relatório do estudo genético feito com linhagens de 22 genomas de SARS-CoV-2 detectadas no estado de Minas Gerais. Foram detectadas linhagem P.2 em amostras de 2 pacientes residentes no município de Além Paraíba. Das 22 amostras processadas, foram identificadas 15 genomas da linhagem P.2, três genomas da linhagem B.1.1.143 e B.1.1.28 cada, e uma genoma da linhagem B.1.1.33. As duas principais linhagens circulando no Brasil, desde fevereiro de 2020, são B.1.1.33 e B.1.1.28, ambas sem alterações significativas na proteína Spike (S). A linhagem P.2 contém a mutação E484K na Spike e já foi encontrada em todas as regiões do pais. A Secretaria Municipal de Saúde já identificou os portadores de tal variante e realizará investigação epidemiológica dos casos (desfecho, deslocamentos para outros municípios e contatos próximos) e reportará as conclusões para a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais.

A Secretária Municipal de Saúde alerta pela presente Nota a necessidade da população manter-se atenta ao cumprimento de todas as medidas de prevenção tais como: isolamento social, distanciamento, uso de máscaras, higienização das mãos e não participar de qualquer evento que cause aglomeração. A variante P2 tem maior capacidade de infectar as pessoas considerando que sua alteração facilita a penetração nas células. O momento não é de pânico, porém de cuidados redobrados.

Bethânia Reis de Souza

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Covid-19: Noroeste Fluminense evolui para bandeira vermelha

 



A 19ª edição do Mapa de Risco da Covid-19 mostra que a situação da pandemia se encontra em baixo risco (amarelo) em sete regiões do Estado do Rio de Janeiro: Baía da Ilha Grande, Médio Paraíba, Metropolitana I, Metropolitana II, Serrana, Baixada Litorânea e Norte. A Região Noroeste evoluiu da bandeira laranja para vermelha (risco alto), no último período. A Centro-Sul permanece em bandeira laranja (moderado). No geral, o Estado do Rio se mantém em bandeira amarela. A análise compara a semana epidemiológica 06 (de 7 a 13 de fevereiro) com a 04 (de 24 a 30 de janeiro) de 2021.

Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

O Rio de Janeiro apresentou uma redução do número de óbitos (-40%) e de casos de internações por síndrome respiratória aguda grave (-31%) na comparação do período analisado. As taxas de ocupação de leitos no estado se mantiveram baixas. Nesta sexta-feira (26.02), esse índice está em 62,1% para leitos de UTI e em 42,5% para leitos de enfermaria. Os resultados dos indicadores devem auxiliar na tomada de decisão dos gestores públicos, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Enfrentamento à Covid-19 – A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informa que, até o momento, recebeu do Ministério da Saúde (MS) 1.355.120 doses da vacina contra a Covid-19, sendo 974.120 da CoronavaVac e 381 mil da Oxford/AstraZeneca. Com a operação realizada na última quinta-feira (25.02), o total distribuído é 1.232.390 doses.

Balanço vacinação - A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informa que, até as 9h desta sexta-feira (26.02), 92 municípios registraram 457.108 pessoas imunizadas com a 1ª dose contra a Covid-19. Destas, 112.886 já receberam a 2ª dose. O balanço foi realizado por meio de busca ativa, a partir da gerência de Imunização da Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, junto às coordenações/gerências de imunização dos 92 municípios do estado. 

O balanço é atualizado diariamente e pode ser acompanhado pelo Portal Covid (https://vacinacaocovid19.saude.rj.gov.br/vacinometro).


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Prefeitura de Teresópolis adquire nova retroescavadeira

O recurso para a compra da máquina é proveniente de emenda parlamentar do deputado federal Felício Laterça

Foto: Bruno Nepomuceno



Teresópolis passa a contar com o reforço de uma máquina retroescavadeira nova, adquirida por meio de licitação, através do primeiro pregão eletrônico realizado pelo município. O recurso para a compra da máquina é proveniente de emenda parlamentar do deputado federal Felício Laterça.

“Agradecemos ao deputado Laterça pela emenda que destinou a verba para Teresópolis, o que possibilitou a nossa equipe de Projetos Especiais elaborar um projeto para a aquisição dessa retroescavadeira, que vai auxiliar nas ações de manutenção das vias públicas, na cidade e no interior”, salientou o Prefeito Vinicius Claussen.

A entrega técnica do equipamento ocorrerá na próxima segunda (1º de março), quando serão feitos os testes para comprovação do perfeito funcionamento da máquina. Após esses testes, a máquina entrará em operação para auxiliar nos serviços realizados nas ruas da área urbana e nas estradas da Zona Rural.

A retroescavadeira é do modelo UN40, com tração, cabine fechada, computador de bordo com luz de temperatura do líquido de arrefecimento do motor, motor de alta potência com baixa rotação nominal e comandos das caçambas frontal e traseira.


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Projeto de Lei cria programa ‘Gás Social’ para famílias de baixa renda

Proposta, que tramita na Câmara dos Deputados, facilitará o acesso ao insumo para prover a alimentação básica aos mais vulneráveis

Deputado federal Christino Áureo


A crise causada pela pandemia do novo coronavírus trouxe efeitos devastadores para a economia brasileira. E os primeiros a sentirem as graves consequências são os mais vulneráveis. Só em janeiro deste ano, mais dois milhões de pessoas foram empurradas para a pobreza, de acordo com estudo da Cátedra Ruth Cardoso do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). Com o objetivo de atender a essa camada social, tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 569/21, de autoria do deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), que cria o programa ‘Gás Social’. Ele visa o barateamento do preço botijão de gás, que, em fevereiro, teve aumento de 3,18%.

– Hoje, infelizmente, muitos brasileiros sem renda mínima não enxergam qualquer horizonte de cidadania em curto e médio prazo. Eles têm sido empurrados para a pobreza, impossibilitados de proverem seus meios de sobrevivência. Foi pensando nisso que ingressamos na Câmara com o Projeto de Lei que implanta o programa ‘Gás Social’. Ele tem por finalidade criar mecanismos emergenciais para facilitar o acesso ao gás de cozinha, para que os mais vulneráveis possam prover a sua alimentação – explica Christino Áureo.

De acordo com o PL 569/21, o programa subsidia o preço do gás de cozinha a famílias de baixa renda (que façam parte do Bolsa Família), por meio de uma tarifa social. O valor do benefício mensal será de 50% do preço do botijão, comercializado nos estabelecimentos credenciados pelo programa e entregue mediante a apresentação de cartões magnéticos, seguindo a definição em regulamento. A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil atuarão como agentes operadores.

Mais detalhes

Os recursos para o custeio do projeto vêm da arrecadação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), incidente sobre a importação e a comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e álcool (combustível). Para ter direito ao benefício, no entanto, a família deverá estar registrada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

– Diante das dificuldades impostas pela pandemia, com crescente aumento do desemprego, entendemos que a criação do programa aliviará um pouco a situação tão adversa vivida por famílias de baixa renda e colocará à disposição dos mais vulneráveis um meio de auxílio na produção de alimentos básicos, trazendo mais dignidade a essas pessoas. É um direito inalienável e que deve ser garantido a todos os brasileiros – conclui Christino Áureo.


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Reunião discute criação da Casa do Artesão em Varre-Sai

 




A Secretaria Municipal de Turismo de Varre-Sai, juntamente com a Emater-Rio, se reuniu no último dia 12, na sede da Emater-Rio, em Varre-Sai, com os artesãos do município. A abertura da reunião foi realizada pela supervisora local da Emater-Rio, Rosane Bendia e conduzida pela secretária municipal de Turismo, Fátima Pimentel.

A reunião contou ainda com a presença de representantes de órgãos parceiros na estruturação da Casa do Artesão como a secretária municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Maristela Louvain Fabri Moraes e a diretora de Cultura, Valderes Maria de Oliveira.

A Secretaria Municipal de Turismo, juntamente com a Emater-Rio, planeja estruturar um roteiro turístico no município.

“A Casa do Artesão é um espaço onde a gente vai poder agregar o artesanato local, tanto urbano quanto rural. Será um espaço comum de divulgação de um trabalho que já vem sendo feito pela Emater através de cursos, capacitações e eventos, agregando tudo isso ao desenvolvimento do nosso Turismo Rural”, afirmou a supervisora local da Emater.

A finalidade da reunião foi definir um regimento interno e para discutir as mudanças e adequações para a criação da Casa do Artesão.

“Foi uma conquista esperada por muitos e por muito tempo, o artesão ter seu próprio espaço. Será um local para divulgar e valorizar o seu trabalho, gerando renda”, afirmou a secretária municipal de Turismo, Fátima Pimentel.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Sexta da Padaria - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Boletim Covid-19 Pádua/RJ

 


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Macaé: professores discutem sobre retomada das aulas e imunização da classe

 Encontro acontece neste sábado, 27, às 14h, por meio de Assembleia Virtual



Vários municípios autorizaram o retorno das aulas presenciais durante a pandemia. Neste sábado, dia 27, às 14h, professoras e professores de escolas particulares poderão discutir temas como a deliberação sobre o calendário da retomada das aulas no Município e a campanha de mobilização pela vacinação dos docentes.

Mesmo a educação sendo reconhecida como atividade essencial pelo Governo do Estado, a comunidade escolar não compõe o grupo prioritário dentro do plano de imunização.

Serão discutidos também sobre as condições de trabalho e saúde necessárias para o restabelecimento das atividades; conveniência de paralisação das atividades em defesa da saúde, da vida e dos empregos dos trabalhadores da educação; Mobilização de Vacinação; entre outros temas.

Podem participar professores, filiados ou não ao Sindicato dos Professores de Macaé e Região (Sinpro), da Educação Infantil à Superior e cursos livres do setor privado.

O encontro vai acontecer em Assembleia Unificada Virtual, por meio da plataforma Google Meet. Para participar os professores de escolas particulares deve se inscrever por meio do e-mail assembleia.sinpromacae@gmail.com. A inscrição pode ser feita até sábado, dia 27, às 10h, informando nome completo, instituição que trabalha, números da identidade e CPF, segmento em que trabalha e função.

A Assembleia é uma realização do Sindicato dos Professores de Macaé e Região.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Cedae faz doação de 4 mil mudas para cambuci e são josé de ubá

 Este ano já foram doadas 23 mil plantas para reflorestamento em áreas de nascentes e matas ciliares



A CEDAE realizou nesta quarta-feira (24/02) mais uma entrega de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. Desta vez, foram doadas 4 mil plantas para os municípios de Cambuci (2 mil) e São José de Ubá (2 mil), no Noroeste Fluminense. Os municípios fazem parte da Região Hidrográfica do baixo Paraíba do Sul e Itabapoana.

Com essa ação, chega a 23 mil o número de mudas doadas pela CEDAE no Estado do Rio por meio do programa Replantando Vida este ano. Em Cambuci, as plantas serão usadas para a restauração florestal na microbacia do Valão da Onça. Já em São José de Ubá, elas serão plantadas para recuperação de áreas degradadas no Parque das Águas.

Além de Cambuci e São José de Ubá, já foram contemplados este ano projetos de reflorestamento nos municípios de Barra Mansa, Barra do Piraí, Laje do Muriaé, Pinheiral, Piraí, Queimados, Valença e Vassouras. Dentre as espécies doadas, destacam-se mudas de juçara, jabuticaba, pitanga, bacupari, bracatinga e jacarandá, entre outras.

As plantas foram cultivadas nos sete viveiros florestais da Companhia, que conta com a mão de obra de apenados dos regimes semiaberto, aberto e liberdade condicional. Eles integram o programa Replantando Vida, fruto de convênio firmado entre a CEDAE e a Fundação Santa Cabrini (FSC).

Em 2020, o programa distribuiu mais de 117 mil mudas de 121 espécies nativas da Mata Atlântica, que foram utilizadas em cerca de 80 projetos de restauração florestal em 34 municípios do Estado do Rio, além de Guaratinguetá, no interior de São Paulo.

Municípios e instituições interessadas em estabelecer parcerias para atividades de reflorestamento podem entrar em contato com a Companhia pelo e-mail replantandovida@cedae.com.br

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Alerj aprova prorrogação de calamidade pública em 10 municípios fluminenses

 

Foto: Prefeitura de Carmo-RJ

A Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro (Alerj) reconheceu a prorrogação do estado de calamidade pública para prevenção e enfrentamento à pandemia de coronavírus no Estado do Rio e em mais de dez municípios fluminenses. No caso da calamidade estadual, a prorrogação vai até primeiro de julho de 2021. Já com relação aos municípios, os prazos iniciais e finais estabelecidos em cada norma municipal devem respeitar como limite final a data de 31 de dezembro de 2021. A determinação é do projeto de decreto legislativo 56/2021, de autoria do deputado André Ceciliano (PT), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (24/02), em discussão única. O texto será promulgado pelo próprio Ceciliano, presidente do Parlamento Fluminense.

A norma altera a Lei 9.008/20, que reconheceu a calamidade pública estadual no ano passado e ratifica a legislação com base no decreto do Governo do Estado 47.428/21, que prorrogou a calamidade até julho de 2021. A medida também prorroga a calamidade pública de, ao menos, dez municípios até no máximo dezembro de 2021. São eles: Carmo, Conceição de Macabu, Engenheiro Paulo de Frontin, São Gonçalo, Rio das Ostras, Volta Redonda, Campos dos Goytacazes, Barra do Piraí, Magé e Sapucaia. O presidente Ceciliano publicará o texto em Diário Oficial na sexta-feira (26/02) e incluirá outros municípios que enviarem pedido de calamidade à Alerj nos próximos dias.

O reconhecimento do estado de calamidade pública permite que fiquem suspensas a contagem dos prazos e as disposições estabelecidas na Lei de Responsabilidade Fiscal - Lei Complementar Federal 101/2000, bem como o atingimento dos resultados fiscais e a limitação de empenho prevista. Todas as contratações realizadas durante o estado de calamidade deverão ser disponibilizadas na internet em um prazo máximo de 30 dias.

Ainda de acordo com o decreto, poderá ser constituída, no âmbito do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, uma Comissão Especial de monitoramento e controle social, composta por, no mínimo, cinco auditores, a fim de supervisionar as despesas efetuadas pelos municípios no período de vigência do estado de calamidade pública oficialmente reconhecido.

“Com a implementação do isolamento social, o inevitável aumento dos gastos com saúde e equipamentos de proteção e tratamento ao covid-19, assim como a previsão de uma crise financeira de efeitos ainda incertos, a decretação da calamidade pública tornou-se a única saída”, justificou o presidente da Casa.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Governo Estado repassa R$ 146 milhões para todas as 92 prefeituras fluminenses

 


O Governo do Estado repassou nesta semana R$ 146 milhões para os 92 municípios fluminenses. O depósito feito pela Secretaria de Fazenda refere-se ao montante arrecadado no período de 15 a 19 de fevereiro. Os valores correspondem à distribuição de parte da arrecadação de royalties do petróleo e dos tributos IPI, ICMS e IPVA às administrações municipais.

O total depositado no mês de fevereiro foi de R$ 1,14 bilhão. Desde o início deste ano, ao adicionar as cotas-parte e os repasses relacionados às transferências federais e à receita diretamente arrecadada pelo Estado, os municípios receberam um total acumulado de R$ 2,68 bilhões.

Os depósitos semanais são feitos por meio da Secretaria de Fazenda, conforme prevê a Lei Complementar nº 63, de 11 de janeiro de 1990. As consultas dos valores dos exercícios anteriores podem ser feitas no Portal do Tesouro do site da Fazenda (www.fazenda.rj.gov.br).

Os valores semanais transferidos aos municípios fluminenses variam em função dos prazos fixados na legislação vigente. Dependendo do mês, pode haver até cinco datas de repasses. As variações destes depósitos oscilam conforme o calendário mensal, os prazos de recolhimento tributário e o volume dos recursos arrecadados. A agenda de recolhimento tributário pelos contribuintes está concentrada no dia 10 de cada mês.

Índice de Participação dos Municípios

Os repasses aos municípios da arrecadação de royalties do petróleo e dos tributos IPI e ICMS são liberados de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios (IPM), apurados anualmente para aplicação no exercício seguinte, conforme determina a Constituição Federal e observado o disposto na Lei Complementar Federal nº 63, de 11 de janeiro de 1990, nas Leis Estaduais nº 2.664, de 27 de dezembro de 1996, e nº 5.100, de 04 de outubro de 2007, e no Decreto Estadual nº 47.432, de 29 de dezembro de 2020.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Técnicos do IEEA fazem inspeções em pontes e passarelas no Noroeste Fluminense

 


O Governo do Estado, por meio da Secretária de Infraestrutura e Obras (Seinfra), enviou, nesta quarta-feira (24/02), uma equipe de técnicos do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura (IEEA) para verificar as condições estruturais de pontes e passarelas nos municípios de Natividade e Porciúncula, no Noroeste Fluminense.

Recentemente, os dois municípios foram atingidos por fortes chuvas que podem ter prejudicado as estruturas das referidas obras de arte da engenharia, como são chamadas tecnicamente pontes, viadutos, passarelas e túneis.

O monitoramento dessas estruturas permitirá a formação de um banco de dados junto à Seinfra para orientar os programas de investimento, além de possibilitar a redução do colapso inesperado da estrutura.

Os técnicos ficarão no Noroeste Fluminense até esta sexta-feira (26/02).

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Bittencourt faz novo pedido ao governador para mudança no horário das barcas

 

                                  Deputado estadual Jair Bittencourt


Com a redução no número de viagens da linha aquaviária Praça XV - Praça Araribóia desde o dia 19 desse mês, o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jair Bittencourt (PP), encaminhou ao governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), um novo pedido para que as barcas voltem a circular nos horários anteriores ao período de isolamento social e medidas restritivas. O deputado considera um atentado à saúde pública a superlotação nas embarcações em meio à proliferação de novas variantes do coronavírus no estado.

A concessionária alega que a redução de passageiros é de 74% na travessia Rio-Niterói, com isso obteve autorização da Secretaria de Transportes para que as barcas operem com intervalos de até 30 minutos nos horários de pico (05h30 às 9h e 16h às 18h) nos dias úteis, e não mais de 15 minutos como ocorria desde outubro passado. Nos demais horários dos dias úteis e aos sábados, domingos e feriados, o intervalo de uma hora foi mantido.

Na justificativa ao governador, o deputado Jair Bittencourt pede ainda que a Agestranp realize fiscalizações nos horários de maior movimento, para constatar o número excessivo de passageiros que estão sendo transportados em cada embarcação.

“A existência de novos casos diários de Covid-19, inclusive com mortes de pacientes contaminados com as variantes brasileira e britânica, torna necessário que o poder público fiscalize as barcas e tome medidas necessárias para a segurança da população”, alerta Jair Bittencourt.

Em setembro do ano passado, o deputado já alertara em ofício ao governo estadual, que promoveu mudanças no horário das barcas no mês seguinte. “Estamos enfrentando mais uma vez o problema de aglomerações nas barcas, o estado não pode dar continuidade a esse atentado diário contra a saúde pública”, conclui o deputado Jair Bittencourt.



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA