domingo, 17 de janeiro de 2021

Inep receberá laudos para quem foi diagnosticado com doença infectocontagiosa

Quem foi diagnosticado com doença infectocontagiosa, incluindo COVID-19, após o dia 16 de janeiro, terá nova chance para apresentar laudos médicos 



Participantes que tiveram sintomas ou diagnóstico de COVID-19 na véspera ou no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo, 17 de janeiro, poderão apresentar exames e laudos médicos que comprovem a condição. A Página do Participante receberá os pedidos de reaplicação entre 25 e 29 de janeiro. Os inscritos que tiverem a solicitação aprovada farão as provas nos dias 23 e 24 de fevereiro. O mesmo vale para outras doenças infectocontagiosas previstas no edital do Enem. 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recebeu os primeiros pedidos e comprovantes da condição entre 11 e 16 de janeiro. Neste sábado, às 12h (horário de Brasília), o sistema foi fechado para que os pedidos fossem avaliados e os participantes recebessem a resposta antes da aplicação. 

Regras – Para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. 

São doenças infectocontagiosas para fins de solicitação da reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e COVID-19. A aprovação ou a reprovação da solicitação deverá ser consultada, também, na Página do Participante. 

Enem – Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas para o Enem 2020. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Anvisa aprova uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca

 


Por unanimidade, os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a covid-19. A decisão depende de publicação no Diário Oficial e de comunicação aos laboratórios para entrar em vigor.

A maioria na direção da agência foi alcançada às 14h54, quando o diretor Alex Machado Campos tornou-se o terceiro a votar favoravelmente à imunização em caráter emergencial com as duas vacinas.

No início da tarde, as três áreas técnicas da Anvisa haviam recomendado a aprovação do uso emergencial. As gerências de Medicamentos, de Monitoramento de Produtos e de Inspeção e Fiscalização Sanitária deram parecer favorável. A recomendação, no entanto, precisava ser submetida à diretoria do órgão.

A primeira diretora a ler o voto foi a relatora do caso, Meiruze Freitas. Ela aprovou o uso emergencial, mas fez ressalvas. Disse esperar que o Instituto Butantan responda, até o fim de fevereiro, sobre os resultados sobre a imunogenicidade (capacidade de produção de anticorpos) da CoronaVac, produzida pelo Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A relatora destacou não haver alternativa terapêutica às vacinas. A diretora disse ter tomado a decisão com aval da ciência e após trabalho árduo dos técnicos da Anvisa nos últimos dias. “Guiada pela ciência e pelos dados, a equipe concluiu que os benefícios conhecidos e potenciais dessas vacinas superam seus riscos. Os servidores [da Anvisa] vêm trabalhando com dedicação integral e senso de urgência”, disse Meiruze ao ler o voto.

O segundo voto foi dado pelo diretor Romilson Mota, que acompanhou a relatora. De acordo com ele, o grave cenário da pandemia de covid-19 e o “indicativo de colapso” na rede de saúde justificam a aprovação.

Terceiro a votar, Alex Machado Campos acompanhou os demais diretores. Ele foi seguido pela diretora Cristiane Jourdan Gomes e pelo diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. A votação foi concluída por volta das 15h20.

Após a reunião, a decisão será publicada na página da Anvisa na internet, no extrato de deliberações da diretoria. Existe a possibilidade de o Diário Oficial da União publicar uma edição extra com o resultado da votação.

O uso emergencial pode ser liberado após a publicação oficial e assim que houver comunicação formal aos laboratórios. No caso da CoronaVac, a relatora do caso pediu a assinatura de um termo de compromisso, que também precisa ser publicado em Diário Oficial.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sábado, 16 de janeiro de 2021

Prefeitura de Cabo Frio realiza fiscalização para conter avanço da Covid

 


Dando continuidade as ações de ordenamento do comércio da Rua Porto Alegre, na noite de ontem, a Prefeitura de Cabo Frio realizou mais uma operação de fiscalização, que resultou em 16 autuações e seis notificações. Agentes da Fiscalização de Posturas estiveram em todos os estabelecimentos verificando o atendimento às normas de ordenamento e cumprimento do Decreto Municipal Covid-19.

A determinação é que os bares e restaurantes não obstruam as calçadas, mantenham distância de dois metros entre as mesas, para garantir distanciamento social e não utilizem som alto.

"É importante dizer que a operação não acabou. Seguiremos fiscalizando todos os estabelecimentos da cidade. Na Rua Porto Alegre vamos verificar a conduta dos que foram notificados. Se continuarem descumprindo o decreto e o Código de Posturas, serão autuados", afirmou o coordenador Geral de Posturas e Licenciamento, Paulo César Pereira Alves.


 Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos no exame do Enem 2020

 



O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começa a ser aplicado neste domingo (17) para milhões de estudantes em todo o país. Este ano, por causa da pandemia, os estudantes terão que seguir uma série de regras e, caso tenham sido diagnosticados com covid-19 ou apresentem sintomas da doença ou de outras doenças infectocontagiosas, devem comunicar o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pelo telefone 0800-616161 e não precisam comparecer ao exame. Eles poderão fazer o exame na reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Antes de sair de casa, os participantes devem conferir os locais onde farão as provas, no Cartão de Confirmação de Inscrição, na Página do Participante. Embora não seja obrigatório, a recomendação é que levem o cartão para a necessidade de verificar alguma informação até a hora da aplicação. 

Caso necessitem comprovar a participação no exame, os estudantes podem, também na Página do Participante, imprimir a chamada Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Para fazer o exame alguns itens são obrigatórios. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista. Os participantes que não estiverem com máscara de proteção facial não poderão ingressar no local de prova. 

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem. 

Como a prova é longa, é também recomendado que os candidatos levem lanche e água e/ou outras bebidas, com exceção de bebidas alcoólicas que não são permitidas e podem levar à eliminação do candidato. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Vasco joga contra o Coritiba em busca de vitória para se afastar do Z-4

 


O Vasco recebe o lanterna Coritiba neste sábado (16), no estádio de São Januário a partir das 21h (horário de Brasília), com o objetivo de somar mais três pontos na 30ª rodada do Campeonato Brasileiro para se afastar de vez da zona do rebaixamento. 

Após a primeira vitória sob o comando de Vanderlei Luxemburgo (no clássico contra o Botafogo no último domingo), o Cruzmaltino, que ocupa a 15ª posição com 32 pontos, tenta somar mais três pontos para deixar a zona perigosa para trás de vez. Já o Coritiba tem uma missão mais complicada, quando se pensa em fugir do rebaixamento, pois ocupa a lanterna da classificação com apenas 22 pontos.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 13 milhões

 As apostas podem ser feitas até as 19h, no horário de Brasília 



A Mega-Sena sorteia neste sábado (16) um prêmio de R$ 13 milhões.

As seis dezenas do concurso 2.335 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. 

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país ou pela internet. 

O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Sacola Cheia - Supermercados Fluminense









 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA