quinta-feira, 2 de julho de 2020

Sexta da Padaria - Supermercados Fluminense


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Boletim Covid-19 Pádua/RJ




COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Pádua e outras cidades do Noroeste vão receber respiradores para pacientes de Covid-19



As secretarias de saúde de municípios afastados da capital do Rio de Janeiro começaram a receber respiradores solicitados pelo deputado Anderson Alexandre (SDD) ao governo estadual. Objetivo é permitir que pacientes de Covid-19 possam realizar tratamento nas próprias cidades, ou garantir um deslocamento sem prejuízo à saúde dos pacientes, já que os equipamentos solicitados pelo parlamentar podem ser usados também nas ambulâncias de transporte.

Além da cidade de Silva Jardim, que recebeu nesta semana respirador enviado pela Secretaria de Estado de Saúde, também foram formalizados pedidos de equipamentos para os municípios de Aperibé, Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Cordeiro, Itaboraí, Itaocara, Rio Bonito, Rio das Ostras, Santo Antônio de Pádua, São Pedro da Aldeia, São Sebastião do Alto, Tanguá e Trajano de Moraes.

Deputado estadual Anderson Alexandre
“É com compromisso e união de autoridades que promovemos melhorias na Saúde, assim vamos superar a pandemia do coronavírus. Trabalhamos para resgatar o bem-estar da população interior e todo Estado do Rio de Janeiro”, afirma o deputado estadual Anderson Alexandre.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

MEC traz orientações sobre medidas de prevenção para volta às aulas

O protocolo está disponível no portal do MEC e traz orientações
 sobre medidas de prevenção individual e coletiva
Marcello Casal Jr/ Agência Brasil


O Ministério da Educação (MEC) definiu um protocolo de biossegurança para a retomada gradual das aulas nas instituições do sistema federal de ensino, como medida de prevenção à disseminação do novo coronavírus. A portaria foi publicada hoje (2) no Diário Oficial da União e diz que o cronograma de retorno das atividades deve ser orientado pelo governo local e pelas autoridades sanitárias.

O protocolo está disponível no portal do MEC e traz orientações sobre medidas de prevenção individual e coletiva, como aferição de temperatura, limpeza e ventilação de ambientes, uso de máscara, disponibilização de álcool gel 70% e respeito às regras de etiqueta respiratória e de distanciamento social. Também deve ser feito o escalonamento do acesso de estudantes a refeitórios e praças de alimentação. 

“No uso de bebedouros, deverá se evitar contato direto com a superfície, devendo ser utilizado papel toalha com possibilidade de descarte em coletor de resíduos com acionamento sem contato manual e posteriormente, realizar a higienização das mãos. Na impossibilidade do cumprimento de tais orientações, recomenda-se a interdição dos bebedouros”, diz o documento sobre uma das recomendações. 

De acordo com o protocolo, deve-se considerar manter o trabalho e o ensino a distância para servidores e estudantes que fazem parte do grupo de risco para o novo coronavírus, como pessoas acima de 60 anos, gestantes e lactantes, portadores de doenças crônicas ou responsáveis pelo cuidado de pessoas com suspeita ou confirmação de infecção por covid-19. No caso de estudantes de grupo de risco, a instituição deve considerar a adoção de estratégias para reposição das atividades, após o fim da pandemia. 

As instituições de ensino devem constituir comissão, com a comunidade escolar, para definição e adoção de protocolos próprios, que considerem as regras do estado e município, com análise dos dados epidemiológicos da doença e orientações das autoridades sanitárias. 

O protocolo divulgado hoje poderá no que couber, ser utilizado pelos demais sistemas de ensino. 

EBC

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Prefeitura de Porciúncula empossa 19 novos concursados

A emoção tomou conta dos empossados ao assinarem o termo de posse



Dezenove novos funcionários públicos municipais tomaram posse na tarde desta quarta-feira, no gabinete do prefeito Leo Coutinho. Os novos funcionários foram aprovados nos editais 01 e 02/2019. 

A partir do último dia 01, assistentes sociais, calceteiros, operadores de máquinas, pedreiros, pintor, professores, apoios urbano/rural, motorista, agente administrativo, contadora e fonoaudióloga já iniciam o trabalho como servidores públicos do município de Porciúncula. 

A emoção tomou conta dos empossados ao assinarem o termo de posse. "É a realização de um sonho pra mim, pra minha família. Depois de tantas perdas, é uma realização muito grande. Pessoal e profissional", disse a contadora Larissa Costa Creton, que trabalhou nos últimos 10 anos em escritório contábil, em Itaocara. 

Ainda esta semana, também serão empossadas uma médica pediatra e uma técnica de saúde bucal, totalizando 85 novos servidores aprovados no último concurso público.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Em razão da pandemia, a eleição será transferida para os dias 15 e 29 de novembro

A PEC 18/20 contém outros pontos importantes
Foto: Divulgação

A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (1º) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação da PEC no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários. 

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto será promulgado nesta quinta-feira (2), às 10 horas, pelo Congresso Nacional. 

Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença. 

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou. 

Calendário eleitoral 

Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021. 


Debate amplo 

Jhonatan de Jesus destacou que as mudanças resultaram de debates entre Câmara, Senado e Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com a participação de representantes de entidades, institutos de pesquisa, especialistas em direito eleitoral, infectologistas, epidemiologistas e outros profissionais da saúde. 

No Plenário, os deputados Hildo Rocha (MDB-MA) e Bia Kicis (PSL-DF) criticaram a proposta. Para Rocha, o adiamento favorecerá os atuais prefeitos e vereadores. “Os governantes poderão fazer mais propaganda, ferindo a isonomia”, afirmou. Kicis alertou para possível aumento dos gastos públicos. 

Prazo maior 

O TSE ainda analisa as ações necessárias para garantir a realização das eleições com as garantias à saúde. Se houver necessidade de adiamento maior em determinada cidade, a PEC prevê que, após pedido do TSE instruído por autoridade sanitária, o Congresso deverá aprovar decreto legislativo para remarcar o pleito, tendo como limite o dia 27 de dezembro. 

Na versão do Senado, essa regra referia-se a caso de um estado inteiro sem condições sanitárias para realizar os turnos em novembro. Para município em particular, a decisão caberia ao TSE. A partir de destaque apresentado pelo bloco do PP, deputados optaram por unificar as normas, mantendo a decisão no âmbito do Congresso. 

Outro destaque do bloco do PP, também aprovado pelo Plenário, retirou da PEC determinação para que o TSE promovesse eventual adequação das resoluções que disciplinam o processo eleitoral de 2020. Pela legislação infraconstitucional em vigor, as normas já estão aprovadas desde março e não podem ser alteradas. 

Outros pontos 

A PEC 18/20 contém outros pontos importantes. Os principais são: os prazos de desincompatibilização vencidos não serão reabertos; outros prazos eleitorais que não tenham transcorrido na data da promulgação da PEC deverão ser ajustados pelo TSE considerando-se a nova data das eleições; os atos de propaganda eleitoral não poderão ser limitados pela legislação municipal ou pela Justiça Eleitoral, salvo se a decisão estiver fundamentada em prévio parecer técnico emitido por autoridade sanitária estadual ou nacional; a prefeitura e outros órgãos públicos municipais poderão realizar, no segundo semestre deste ano, propagandas institucionais relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, resguardada a possibilidade de apuração de eventual conduta abusiva, nos termos da legislação eleitoral. 

Para efetivar todas as mudanças, a PEC torna sem efeito, somente neste ano, o artigo 16 da Constituição, que proíbe alterações no processo eleitoral no mesmo ano da eleição. 



Fonte: Agência Câmara de Notícias 



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Quinta da carne - Supermercados Fluminense


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA