sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Boletim Covid-19 Pádua/RJ





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Sacola Cheia - Supermercados Fluminense





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Bolsonaro sanciona sem vetos o projeto de lei que cria poupança social digital

                                                                   Publicado projeto de lei que cria poupança social digital

                                                                                        Eliane Neves/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo

 

projeto de lei que dispõe sobre a conta de poupança digital foi publicado na edição desta sexta-feira (23) do DOU (Diário Oficial da União).Trata-se de projeto de conversão da MP (Medida Provisória) 982/2020, em vigor desde junho para o pagamento do auxílio emergencial durante a pandemia de covid-19.

De acordo com o documento, a conta do tipo poupança social digital possuirá características como isenção de cobrança de tarifas de manutenção, observada a regulamentação específica editada pelo Conselho Monetário Nacional e disponibilidade de, no mínimo, três transferências eletrônicas de valores ao mês, sem custos, para conta mantida em qualquer instituição autorizada a operar pelo Banco Central, entre outras coisas. 

Sem vetos, o projeto foi sancionado na quinta-feira (22) pelo presidente Jair Bolsonaro. Com a conversão em lei, a poupança social digital será, agora, permanente e poderá ser ampliada para o pagamento de outros benefícios sociais. 

A conta de poupança social digital permite que as pessoas recebam o auxílio emergencial e outros benefícios sociais e previdenciários sem pagar qualquer tarifa de manutenção. Essas contas têm um limite de movimentação de até R$ 5.000 por mês, como consta no DOU. 

R7

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Sexta da Padaria - Supermercados Fluminense


 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Mega-Sena acumula e pagará R$ 38 milhões no sábado

As apostas poderão ser feitas até as 19h do dia do sorteio


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.311 da Mega-Sena, realizado nesta quinta-feira no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

Os números sorteados são:  03 - 05 - 09 - 35 - 43 - 60.

A quina (cinco números acertados) registrou 58 apostas ganhadoras, cabendo a cada uma delas R$ 42.990,76. E a quadra (quatro números acertados) teve 5.162 apostas ganhadoras, com R$ 690,06 para cada uma.    

A estimativa do prêmio para o próximo concurso, que vai ocorrer no sábado (24), é estimado em R$ 38 milhões, segundo o site da Caixa Econômica Federal. 

As apostas poderão ser feitas até as 19h de sábado. Cada aposta custa R$ 4,50.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Ministério da Educação e os Correios iniciaram a distribuição de livros do Programa Nacional do Livro Didático

 Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país 



Os Correios e o Ministério da Educação iniciaram hoje (22) operações logísticas para a distribuição de livros e materiais paradidáticos do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Ao todo, serão entregues 197 milhões de livros em todos os 5.570 municípios do país, o que corresponde a cerca de 80 mil toneladas de carga. 

Em solenidade fechada ocorrida no Centro de Distribuição Oeste dos Correios, em Brasília, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, destacou o papel dos livros “com conteúdo sério” para mudar a educação no país. “Esses livros certamente nos ajudarão a compor esse objetivo”, disse ele por meio de nota divulgada pelos Correios após o evento. 

Os Correios participam do Programa Nacional do Livro Didático desde 1994. No ciclo 2019/2020, a empresa entregou mais de 90 mil toneladas de carga para 140 mil escolas.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Cristiane Brasil e Pedro Fernandes tem bens retidos pela justiça

 O pedido foi feito pelo Ministério Público 



A Justiça ordenou o bloqueio de bens da ex-deputada Cristiane Brasil e do ex-secretário estadual de Educação Pedro Fernandes. A decisão foi tomada pelo juiz da 26ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. 

O pedido foi feito pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Catarata, que investiga desvios nos contratos de assistência social, entre 2013 e 2018, que custaram quase R$ 120 milhões aos cofres públicos. 

Na decisão, fica determinado o bloqueio, sequestro e a indisponibilidade dos bens móveis, imóveis, contas bancárias, investimentos e valores de fundos de previdência privada. Além de Cristiane e Fernandes, a medida também alcança outros envolvidos na investigação: Sergio Bernardino Duarte, João Marcos Borges Mattos, André Brandão Ferreira, Erika Yukiko de Souza, Isabel Cristina Teixeira Alves, Servilog Rio Consultoria e Assessoria Empresarial, Rio Mix Comércio e Representação, Grupo Galeno Distribuidora de Material Médico Hospitalar e Tercebras Serviços. 

Cristiane e Fernandes, que estavam presos, foram soltos no último dia 15, devendo cumprir medidas cautelares, como recolhimento noturno e entrega de passaportes. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA