sábado, 21 de setembro de 2019

Restrição ao trânsito de veículos em Pirapetinga/MG



COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Estado repassa R$ 61 milhões para prefeituras

O total depositado neste mês de setembro foi de R$ 103 milhões



O Governo do Estado repassou nesta semana R$ 61 milhões para os 92 municípios fluminenses. O depósito feito pela Secretaria de Fazenda refere-se ao montante arrecadado no período de 2 a 6 de setembro. Os valores correspondem à distribuição dos tributos IPI e ICMS às administrações municipais.

O total depositado neste mês de setembro foi de R$ 103 milhões. Desde o início deste ano, ao adicionar as cotas-parte e os repasses relacionados às transferências federais e à receita diretamente arrecadada pelo Estado, os municípios receberam um total acumulado de R$ 8,09 bilhões.

Os depósitos semanais são feitos por meio da Secretaria de Fazenda, conforme prevê a Lei Complementar nº 63, de 11 de janeiro de 1990. As consultas dos valores dos exercícios anteriores podem ser feitas no Portal do Tesouro do site da Fazenda (www.fazenda.rj.gov.br).

Os valores semanais transferidos aos municípios fluminenses variam em função dos prazos fixados na legislação vigente. Dependendo do mês, pode haver até cinco datas de repasses. As variações destes depósitos oscilam conforme o calendário mensal, os prazos de recolhimento tributário e o volume dos recursos arrecadados.  A agenda de recolhimento tributário pelos contribuintes está concentrada no dia 10 de cada mês.



Índice de Participação dos Municípios

Os repasses aos municípios da arrecadação de Royalties do petróleo e dos tributos IPI e ICMS são liberados de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios (IPM), apurados anualmente para aplicação no exercício seguinte, conforme determina a Constituição Federal e observado o disposto na Lei Complementar Federal nº 63, de 11 de janeiro de 1990, nas Leis Estaduais nº 2.664, de 27 de dezembro de 1996, e nº 5.100, de 04 de outubro de 2007, e nos Decretos Estaduais nº 46.470, de 23 de outubro de 2018, e nº 46.575, de 13 de fevereiro de 2019.


Ascom Secretaria de Estado de Fazenda


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Câmara de vereadores de Pádua apoia campanha em favor de um trânsito mais seguro

A presidente do legislativo, Vanderléia Marques esteve no evento



No último dia 14 aconteceu em Santo Antônio de Pádua, uma mobilização em prol de um trânsito mais seguro.

Com o apoio da Câmara de vereadores de Pádua, cerca de 200 pessoas se reuniram pelo movimento que contou com passeata, apresentações musicais e dança, além de simulação de acidente no Centro da cidade.

Idealizada pela psicóloga Erlane Ventura, a 'Mobilização a Favor do Trânsito Seguro' reuniu diversas instituições, públicas e privadas, como: APAE, Rotary Club, Lyons Club, Moto Clube Dragões de Ouro, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Loja Maçônica, Academia Paduana de Letras, igrejas, banda marcial, escolas públicas e privadas, representantes de empresas e da sociedade em geral. 
A prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua se fez presente com representações das secretarias Municipais de Saúde e Educação.

Os vereadores Cesar Muniz e a presidente do legislativo, Vanderléia Marques representaram a Câmara nesse evento.

Cerca de 200 pessoas se reuniram pelo movimento em Pádua


O movimento começou na Praça Monsenhor Diniz e os participantes percorreram várias ruas da área central da cidade, carregando faixas, cartazes e bolas com as cores do evento. O ato terminou na Praça Pereira Lima, onde no palco foram realizadas apresentações de dança com os alunos da APAE, de redação com alunos da Escola Leonel Homem da Costa e da Fanfarra Municipal.

A psicóloga perita do Trânsito, Drª Erlane Ventura, uma das organizadoras da mobilização falou sobre a educação no trânsito e destacou a participação de todos, em especial da Câmara de vereadores no evento.

A presidente do Legislativo, vereadora Vanderléia Marques aproveitou a oportunidade para falar de seu Projeto de Lei, que institui a Semana Municipal de Trânsito em Santo Antônio de Pádua, já votado e aprovado na Câmara Municipal.

Além da psicóloga e da presidente do Legislativo, representantes de cada seguimento participante também fizeram uso da palavra e destacaram a importância do tema.

Finalizando o evento, o Corpo de Bombeiros de Pádua realizou uma simulação de acidente automobilístico e resgate de vítima.

Ascom CMP


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Smurfit Kappa Brasil se prepara para fazer a sua parte no World Cleanup Day 2019

Foto Instagram



Mais de 400 funcionários da Smurfit Kappa Brasil, familiares e amigos se reunirão para fazer parte do World Cleanup Day, movimento mundial que tem como principal objetivo engajar pessoas para livrar o nosso planeta do lixo e resíduos mal administrados em locais públicos. A iniciativa acontecerá no sábado, dia 21 de setembro, em todas as localidades onde a Smurfit Kappa está presente aqui no Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Pirapetinga, Uberaba, Bento Gonçalves e Maranguape.
Tudo isso é parte de um esforço global do grupo, que está incentivando seus 46.000 funcionários, em todo o mundo, a apoiar o evento em suas regiões.
"A sustentabilidade está no DNA de todas as operações de negócios da Smurfit Kappa. É maravilhoso ver nossos funcionários, seus familiares e amigos, se mobilizarem para desempenhar o seu papel em tornar a nossa comunidade um lugar mais limpo para se viver e visitar. Esperamos que, juntos, possamos cumprir o nosso propósito no World Cleanup Day", cometa Manuel Alcalá, CEO da Smurfit Kappa Brasil.
No ano passado, o líder de embalagens lançou a sua iniciativa Better Planet Packaging, que visa reduzir os resíduos de embalagens e abordar os desafios do lixo que acaba em nossos oceanos e aterros em todo o mundo. A ação incentiva atuais e futuros parceiros a fomentar soluções de embalagens sustentáveis e inovadoras.

O World Cleanup Day é o maior movimento mundial, unindo mais de 18 milhões de voluntários, de mais de 150 países. Coletar apenas uma garrafa de plástico remove 20 gr de lixo plástico do meio ambiente, assim se todas as pessoas que participarem do evento coletarem apenas uma garrafa cada, imagine o que pode ser alcançado em apenas um dia.
Serviço
Para conhecer os detalhes deste movimento mundial, acesse: www.worldcleanupday.org
Participação da Smurfit Kappa
No próximo dia 21 de setembro, os funcionários da Smurfit Kappa que se voluntariarem - junto aos seus familiares e amigos - participarão da iniciativa nos seguintes locais:
Cidades
Áreas
Bento Gonçalves
Estrada do Barracão
Fortaleza
Bairro Outra Banda (Na encosta do Rio Maranguapinho)
Pirapetinga
Bairro Brasilinha e Vitória
Uberaba
Bairros Jd. California, Lourdes e Elza Amui
São Paulo
Praça Arlindo Rossi/ Av Roberto Marinho
Rio de Janeiro
Lagoa Rodrigo de Freitas
Sobre a Smurfit Kappa
Smurfit Kappa, uma empresa de FTSE 100, é um dos principais fornecedores de soluções de embalagens de papel do mundo, com cerca de 46.000 funcionários em aproximadamente 350 unidades de produção em 35 países e faturamento de 8,9 bilhões de euros em 2018. Possui operação em 23 países da Europa e em 12 países nas Américas. É o único ator pan-regional de grande escala na América Latina.
Globalmente, a companhia produz 5,9 milhões de toneladas (mais de 10,8 bilhões de m2) de embalagens de papelão ondulado, utilizando grande parte das seis milhões de toneladas de conteinerboard produzidas em suas fábricas.
Focada em inovação e na melhor experiência do consumidor de seus clientes, a Empresa possui ao todo cerca de 1.000 designers e mais 7.500 conceitos de embalagens, para os mais diversos segmentos. Todos os produtos são 100% renováveis e produzidos de maneira sustentável, contribuindo para a Responsabilidade Socioambiental dos clientes.
No Brasil, possui quatro fábricas, sendo duas em Minas Gerais (Pirapetinga e Uberaba), uma no Rio Grande do Sul (Bento Gonçalves) e a outra no Ceará (Maranguape). A Empresa tem 1.700 funcionários e unidades administrativas em São Paulo e no Rio de Janeiro.







COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

'Doença do Pombo' mata dois homens em SP e moradores ficam em alerta


Pacientes ficaram internados por quatro meses, após dor de cabeça intensa e persistente Prefeitura alega que não tem informações, pois a doença não tem notificação obrigatória 

 
Cinegrafista Mauro Sérgio e o empresário José Wilson estavam
 com a 'Doença do Pombo'

Foto: Arquivo Pessoal


Um cinegrafista, de 43 anos, e um empresário, de 56 anos, morreram no último mês, em Santos, no litoral de São Paulo, em decorrência da criptococose, conhecida como "Doença do Pombo". A prefeitura informou que os atuais protocolos de saúde não obrigam a notificação dos casos, mas que realiza ações de prevenção.
O empresário José Wilson de Souza morreu em 19 de julho, enquanto a morte do cinegrafista Mauro Sérgio Gil Senhorães ocorreu no dia 23 do mesmo mês. Ambos ficaram internados por quatro meses em hospitais diferentes e, antes disso, tinham vida ativa e eram sadios, segundo familiares, a quem os médicos informaram sobre a doença.
Os sintomas apresentados pelos dois homens eram semelhantes: intensa dor de cabeça, tonturas, febre, além de falta de ar e cansaço. Em algumas situações, as pessoas podem confundir os sinais da doença com gripe forte. Ao final da internação dos dois pacientes, os quadros se agravaram: o empresário chegou a ficar em coma.
A infecção é ocasionada por fungos que se proliferam nas fezes dos pombos e também em ocos de árvore. Eles se espalham pelo ar e o risco maior está em ambientes fechados, onde esses animais se abrigam. Após ser inalado pelas pessoas, o fungo se instala no pulmão e, depois, migra para o sistema nervoso central.
Em entrevista, a infectologista Rosana Richtmann disse que a rápida reprodução dos pombos dificulta o controle da doença em grandes cidades. "As fezes ressecadas dos pombos, espalhadas pelo vento, podem ser inaladas e causar doenças", declarou. A ordem é evitar o contato com animais e lugares de concentração dos pombos.
A Secretaria de Saúde de Santos informou que a doença não é de notificação obrigatória pelas unidades de saúde públicas e particulares, conforme os atuais protocolos. Por essa razão, não há dados. Entretanto, a municipalidade declarou que realiza ações educativas para prevenção e de controle de pragas urbanas.
A prefeitura disse que a solicitação de fiscalizações em áreas e imóveis com pombos podem ser realizadas pelo telefone 162 e outros canais da ouvidoria municipal. Outras orientações sobre os procedimentos indicados são fornecidas pelo telefone 3257-8048 (setor de fiscalização da Seção de Vigilância).

G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Maior livraria flutuante do mundo aporta no Rio



O navio Logos Hope abre as portas nesta quarta-feira no Porto do Rio. Autointitulada a maior livraria flutuante do mundo, a embarcação fará uma estada de 20 dias na cidade e estará aberta para visitação até 6 de outubro.

- Temos à venda mais de 5000 livros diferentes. São títulos infantis, de culinária, ficção, ciência e outros temas. No total, o navio transporta mais de 500 mil volumes - afirma Ester Hansen, uma das coordenadoras do projeto no Brasil.

Para se ter uma ideia, o total de 500 mil títulos transportados pelo navio é maior do que o acervo de bibliotecas cariocas de grande porte. A do Centro Cultural Banco do Brasil, por exemplo, tem 130 mil volumes. Já o Real Gabinete de Leitura tem 350 mil obras. Entretanto, há na cidade coleções que superam de longe a carga da embarcação. Uma delas é a da Biblioteca Nacional, que reúne aproximadamente 2 milhões de livros.
Cerca de 30% dos 5000 livros à venda no Logos foram escritos em português. Os itens serão oferecidos por preços entre R$ 10 e R$ 30, já que foram comprados por valores abaixo da média de mercado com editoras do país pela GBA - Good Books for All (Bons livros para todos, em inglês), organização alemã sem fins lucrativos responsável pela iniciativa.
Além da venda de livros, a passagem do Logos Hope pelo Rio contará com uma programação cultural composta de exposições, peças teatrais e outras atrações. Os bilhetes para visitação do navio serão vendidos por R$ 5 e o espaço funcionará de 10h às 20h de terça à quinta, 10h e 21h aos sábados e de 14h às 20h aos domingos no Terminal Marítimo do Pier Mauá. Maiores de 65 anos e menores de 12 acompanhados de adultos não pagam.

- Vamos encenar a peça "O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa", do irlandês CS Lewis, e os estrangeiros do navio estão aprendendo português para as apresentações - revela Raquel Menezes, integrante da tripulação - Estamos todos muito animados e com grandes expectativas em relação ao Rio.


ExtraOnline

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Cooperativas familiares impulsionam economia regional



O fomento a cooperativas e associações é uma ação de incentivo à economia regional - como o realizado no sul fluminense - onde 1,7 mil empregos diretos e indiretos foram criados para atender a produção de cooperativas familiares de produção de leite e olerícolas. Em Barra Mansa, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro (Emater-Rio), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa), atuou na adequação de uma cooperativa (dentro do Programa Rio Leite) e uma associação (no Programa Rio Horta) que intensificaram a produção na região. Lá, a Emater também agiliza a organização de uma segunda cooperativa.

A ação da Emater visa levar cooperativas e associações a conseguir a sua DAP (Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). O documento permite acesso ao Programa de Aquisição de Alimentos, Merenda Escolar e Habitação Rural (Pronaf), mas é preciso que cooperativas e associações atendam requisitos para conseguir sua DAP Jurídica.

A Cooperativa de Nossa Senhora do Amparo trabalha com produção de leite e foi a primeira da região a conseguir a DAP Jurídica. Hoje em dia, são mais de 700 trabalhadores, que agem direta ou indiretamente, entre cooperados, empregados, terceirizados, diretoria e familiares, mais de 700 pessoas trabalham direta ou indiretamente na captação de 10 mil litros/dia.

Por sua vez, a Associação de Produtores Santa Rita de Cássia, também dotada de sua DAP Jurídica, é voltada para a cultivo de folhas (olericultura). Mais de mil pessoas atuam na produção, beneficiamento, comércio, transporte das folhas produzidos que atingem 14 mil toneladas/dia.

A Emater entra como um diferencial para intensificar a produção na organização e geração empregos, como explica o supervisor local, Antonio Paz Guiscafré.

- Os representantes da Emater se reúnem com a diretoria das cooperativas que mostram interesse. É feito visita aos produtores para saber se podem ter DAP ou não. A associação deve ter o mínimo de 60% de produtores com DAP individuais, assim é possível ter a DAP Jurídica. Com isso, podem participar de chamadas públicas e ter linhas de crédito exclusivos para Pronaf, PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar e PAA (Programa de Aquisição de Alimento), ações voltadas para segurança alimentar – explica Antonio Paz.

 O Pronaf dá a possibilidade de ter crédito para investimento (a longo prazo) e custeio (pago em um ano, mas que serve para geração de capital de giro), através do Banco do Brasil, com taxas e juros mais baixos; acesso aos programas para fornecer merenda escolar e venda direta para órgãos públicos; além de acesso a editais e chamadas públicas de ministério, entidades privadas e do terceiro setor para elaboração de projetos para desenvolvimento socioeconômico de organizações associativas, de seus associados e agricultores familiares.

 - O Impacto (da organização) é absurdo. A Associação de Santa Rita vende para dez cidades na região, exclusivamente folhosas que servem para merenda escolar. A cooperativa de Amparo fornece leite para merenda para Volta Redonda e tinha uma marca parada há dose anos, a Garça Branca. Com a DAP Jurídica voltou a funcionar, abriram uma área de laticínios para vender manteiga, requeijão e queijo minas. Empregaram muitas pessoas, tiveram que contratar vendedores. Enquanto a Santa Rita de Cássia está visando vender olerícolas para a Academia Militar das Agulhas Negras - afirmou Paz.

O próximo passo da Emater-Rio é conferir a DAP Jurídica a Cooperativa Barra Mansa, o que deve estar concluído em novembro. Ela, que embora não ainda não tenha a DAP Jurídica, é a maior produtora da região, com 90 mil litros de leite/ dia.




Vicente Magno


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA