sábado, 31 de outubro de 2020

Governo do RJ confirma pagamento do 13º salário dos servidores para o dia 1º de dezembro

 

Palácio Guanabara/Foto Divulgação
  
                             

O pagamento do 13º salário para os mais de 400 mil servidores ativos, inativos e pensionistas do estado vai ser feito no dia 1º de dezembro. A Secretaria estadual de Fazenda confirmou a data. 

O valor total dos pagamentos não foi informado porque a folha ainda não fechou. A notícia vem como um alívio para os servidores que estavam na expectativa de receber o 13º integral, já que não houve antecipação da primeira parcela. 

No final de setembro, durante evento realizado para explicar a revisão do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), o secretário da pasta, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, disse que o pagamento seria feito com a ajuda dos royalties do petróleo e das participações especiais — que fazem parte das receitas do Rioprevidência —, com isso, o fundo previdenciário não vai precisar do "socorro" do Tesouro, podendo ter até uma sobra, então os inativos e pensionistas serão pagos pela autarquia e o governo vai pagar os ativos. 

— O pagamento de royalties e participações especiais cairá em novembro. Portanto, em novembro, teremos os recursos do Rioprevidência, e o Tesouro não terá que cobrir isso. Com esses recursos, a gente consegue pagar o 13º. Há, portanto, uma manobra de tesouraria entre o Tesouro e o Rioprevidência para que isso aconteça — explicou Rodrigues na ocasião. 

Planos do governo 

O governo estadual pretende continuar honrando os pagamentos dos servidores e pensionistas, conforme Witzel disse por diversas vezes, no entanto, a estabilidade fiinanceira do estado ainda depende do aumento da arrecadação tributária, da revisão e renovação do Regime de Recuperação Fiscal. 

A intenção do governo é adiar o pagamento de cerca de R$ 2 bilhões correspondente a parte da dívida com a União para 2023 (o valor total dessa dívida é de aproximadamente R$ 118 bilhões). Atualmente, esse prazo é em setembro de 2020. A proposta de revisão do regime está em Brasília, com a equipe do governo federal. Para adiar o prazo, a legislação que criou o RRF terá que ser modificada no Congresso Nacional. 

Extra

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Governo Federal divulga períodos de recesso de fim de ano para servidores da União

 

                                                                                     Foto: Agência O Globo


O governo federal divulgou as regras para o recesso de fim de ano, nos períodos de 21 a 24 de dezembro e de 28 a 31 de dezembro de 2020. Os servidores federais terão que compensar as horas não trabalhadas, inclusive aqueles que estão em regime de teletrabalho. 

A medida foi estabelecida pela Portaria 2.899/2020, do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (29). 

O texto estabelece que os servidores terão que fazer um revezamento durante essas datas para garantir a prestação dos serviços essenciais e atendimento aos cidadãos. 

O recesso terá de ser compensado por todos. Mas o período e a forma dessa compensação vão variar de acordo com a modalidade de trabalho que está sendo exercida pelo agente público: 

- Para quem está trabalhando presencialmente, a compensação começou a ser contada a partir desta quinta-feira, com término no dia 31 de maio de 2021; 

- Para os servidores que estão em teletrabalho (participando do Programa de Gestão), o recesso deverá ser compensado a partir de desta quinta-feira e até 31 de maio de 2021, com metas que serão calculadas em horas para cada atividade a ser desenvolvida.

Extra

 

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Anvisa comunica que não existe solicitação de pesquisa no Brasil sobre a vacina russa

 

                                                            Reuters/Kai Pfaffenbach/Direitos Reservados



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou no dia 30 que não recebeu, até o momento, nenhum pedido de registro referente à vacina russa, batizada de Sputnik V. Ainda segundo a autarquia, também não há nenhum pedido formal que trate da autorização de pesquisa clínica no Brasil para a vacina em questão.

A Anvisa informou que na quinta-feira (29) chegou à agência apenas um e-mail do laboratório União Química, comunicando sobre a apresentação de documentos prévios. Os documentos foram enviados com um pedido para que a agência faça uma análise prévia, antes da apresentação formal do pedido de pesquisa. 

Em seu comunicado, o laboratório esclareceu que os detalhes para a pesquisa clínica de fase 3 da Sputnik V ainda serão apresentados em data que depende da União Química. “As informações enviadas não são um pedido formal de autorização para a pesquisa e não são suficientes para a autorização da Anvisa. Na prática, a pesquisa não está autorizada e esse pedido ainda não foi feito pelo laboratório”, explicou a Anvisa, por meio de nota. 

A agência acrescentou que a documentação para solicitar a autorização de pesquisa clínica chama-se Dossiê de Desenvolvimento Clínico de Medicamento, que ainda não foi apresentado para a vacina. O laboratório também manifestou interesse em realizar uma reunião de caráter técnico com a Anvisa antes de pedir formalmente a autorização da pesquisa clínica para a Sputnik V. 

“A Anvisa tem mantido canal aberto com todas as instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas e medicamentos contra a covid-19. A documentação recebida nesta quinta é parte desta estratégia, mas ainda são documentos prévios e não se trata de pedido de autorização para realizar os estudos em fase 3 (com testes em humanos) ou o pedido de registro”, ressaltou a agência. 

Estudos clínicos 

A Anvisa lembrou que estudos clínicos são realizados com seres humanos depois de obtidos dados e informações significativos nas etapas anteriores. O protocolo dessa fase precisa ser avaliado e aprovado pela Agência de Vigilância Sanitária antes da sua execução. 

Registro 

A fase seguinte à de estudos clínicos, é a de registro. Para essa análise, profissionais especializados da Anvisa revisam todos os documentos técnicos e regulatórios e verificam os dados de segurança e eficácia, bem como a qualidade da vacina. O registro, concedido pela Anvisa, é o sinal verde para que a vacina seja comercializada e disponibilizada no país.

EBC

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Sacola Cheia - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Café produzido em Varre-Sai ocupa o segundo lugar do evento Rio Coffee Nation

 



Mais um café de Varre-Sai foi premiado como um dos melhores do Brasil. Desta vez, foi o café produzido na Fazenda Pinheiro Cafés Especiais que ficou em segundo lugar na categoria de Melhor Café Torrado para Expresso, na 1ª edição do evento Rio Coffee Nation. O evento internacional dedicado ao segmento de cafés especiais e orgânicos aconteceu online no último sábado. O primeiro lugar ficou com um produtor de Porciúncula.

De acordo com o cafeicultor de Varre-Sai, Manoel Filipe Medeiros de Faria, de 33 anos, o lote do café premiado trata-se de um Café Sprouting Process, que passou por um processo de fermentação por 21 dias. Ele contou que a família produz café desde sua chegada a Varre-Sai, por volta de 1830, e que há pouco mais de três anos está no ramo.

“Veio a ideia de tentar melhorar a qualidade de nossos cafés, estamos investindo aos poucos em infraestrutura e novas tecnologias na produção de café especial e em nossa microtorrefação que está aberta a visitações agendadas. Estes acontecimentos têm muito trabalho e dedicação nossa, porém temos que destacar a ajuda de sempre de órgãos como Associação dos Cafeicultores do Estado do Rio de Janeiro (ASCARJ), Emater, Sebrae, Ministério da Agricultura, Coopercanol e Prefeitura de Varre-Sai. Conseguir esse prêmio foi uma surpresa, pois não esperava que nossos cafés conseguiriam um nível tão alto, visto que a competição foi aberta para todo Brasil”, afirmou o cafeicultor.

A supervisora local da Emater, Rosane Bendia Grazioli, explicou que o trabalho com cafés especiais surgiu de uma demanda pela melhoria da qualidade do café do município e da necessidade de agregação de valor à cadeia produtiva do café.

“A importância do resultado para nós vem de encontro a todo o trabalho que fazemos voltado para o desenvolvimento da agricultura no município. Nós, da Emater local, trabalhamos com o segmento do café, com entidades como a Prefeitura de Varre-Sai, Sebrae, Ministério da Agricultura, empresas locais e Universidades que são parceiros e chegam junto na realização dos trabalhos, cursos, Dias de Campo, voltados para o produtor. E ainda contamos com a presença diária dos técnicos no campo, sendo que há 10 anos trabalhamos com o foco nos cafés especiais. Já no Concurso de Cafés Especiais do Estado do Rio, tivemos produtores de Varre-Sai contemplados e com o Rio Coffee Nation, o nosso café terá maior visibilidade em outros países, resultado da nossa luta em busca de um melhor café”, relatou Rosane.


Varre-Sai

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Sexta da Padaria - Supermercados Fluminense


 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Porciúncula e Varre-Sai conquistam título de melhor café torrado para expresso no Rio Coffee Nation

 




No último fim de semana dois cafeicultores da região Noroeste foram premiados pelos melhores cafés torrados para expresso num evento internacional dedicado ao segmento de cafés especiais e orgânicos. 

O primeiro lugar ficou com o café MN, de Ênio Geraldo Marteline Neles, de 40 anos, de Santa Clara, terceiro distrito de Porciúncula. O segundo lugar ficou com o café Fazenda Pinheiro, do produtor Manoel Felipe Medeiros de Faria, da vizinha Varre-Sai. 

A premiação foi na categoria de Melhor Café Torrado para Expresso, na 1ª edição do evento internacional Rio Coffee Nation, que foi realizado nos dias 24 e 25 de outubro. 

Os cafeicultores mantêm a produção com apoio e incentivo da Emater-Rio. 

O extensionista rural Flávio Gonçalves de Souza, do escritório local da Emater-Rio em Porciúncula, conta que, além da boa aceitação de novas tecnologias para garantir a qualidade do café, outro importante fator neste trabalho é a sucessão familiar. 

"Um dos nossos objetivos é manter o produtor no campo, porque percebemos que, durante os anos, muitos jovens deixam a produção da família e se mudam para os centros urbanos. Mas, com esse trabalho, vemos que a maioria dos produtores que estão acreditando na melhoria e na qualidade do café é jovem, e eles estão vendo os resultados em um curto espaço de tempo. Antes eles vendiam o café para um atravessador com o preço fixado, agora eles estão fazendo até venda direta para o consumidor, além de entregar para grandes empresas do setor, isso garante o jovem no campo", concluiu. 

O café MN, grande vencedor da competição estará no estande da Rio Coffee Nation no Paris Coffee Show de 2021, o maior evento de café da França.


Rosimere

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Novo calendário do Auxílio Emergencial contempla 95 mil novos beneficiários

                                     Auxílio emergencial de R$ 600 reais para trabalhadores informais 

                                                             Foto: Caio Rocha/Framephoto/Estadão Conteúdo

 

O governo divulgou um novo calendário dos pagamentos e saques do Auxílio Emergencial para trabalhadores que tiveram o pedido reavaliado em outubro, decorrente de atualizações de dados governamentais. O lote contempla um público de 95 mil novos beneficiários.

Portaria publicada nesta quinta-feira (29) no Diário Oficial da União traz o calendário de créditos na conta social digital e de saques das 5 parcelas originais do Auxílio Emergencial para esse público.

O crédito da primeira parcela em poupança social digital será feito a partir desta sexta-feira (30), e se estenderá até 20 de novembro, de acordo com a data de nascimento.

"Os novos lotes do Auxílio Emergencial liberados para pagamento entram nos ciclos em vigor. O público da Portaria nº 519 será integrado ao calendário a partir do Ciclo 4. São oito mil cidadãos nascidos em janeiro que já terão o crédito da primeira parcela na conta social digital nesta sexta-feira", informou, em nota, a Cidadania.

A segunda parcela será creditada entre 22 de novembro e 12 de dezembro.

Já crédito da terceira, quarta e quinta parcelas será feito entre 19 de dezembro e 27 de janeiro de 2021.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Veja aqui o calendário do novo lote.

                                          Governo divulga calendário para 95 mil novos aprovados — Foto: Reprodução

 G1


 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Quinta da Carne - Supermercados Fluminense



 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Bittencourt reforça apelo em prol da Saúde na região Noroeste Fluminense

 

                                                             Deputado estadual Jair Bittencourt


Vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado Jair Bittencourt (PP) fez um apelo ao secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, para regularizar a situação dos leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 na região Noroeste Fluminense.

De acordo com o deputado, foram credenciados 22 leitos de UTI e 45 de enfermaria no Hospital São Vicente de Paula, em Bom Jesus do Itabapoana, referência regional para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus. 

No entanto, segundo Jair Bittencourt, as sucessivas trocas de secretários e, consequentemente, servidores na Secretaria de Estado de Saúde, provocaram uma “paralisação” na pasta, que não solicitou ao Ministério da Saúde a renovação dos leitos no Hospital São Vicente de Paula. 

“O atendimento no São Vicente é referência, nosso apelo ao secretário Carlos Alberto Chaves é para manter os leitos nesse hospital e evitar a transferência de pacientes para cidades distantes como Barra Mansa, Volta Redonda e até mesmo Rio de Janeiro. Além de ser mais oneroso para o Estado, uma transferência aumenta o risco de morte de pacientes, muitos idosos e já em estado grave”, alertou Jair Bittencourt durante discurso no plenário da Alerj na terça-feira (27). 

Integrante da comissão de Saúde da Alerj, Jair Bittencourt também pediu a normalização dos recursos às unidades de saúde do Noroeste Fluminense, citando que a dívida com o Hospital São Vicente de Paula é superior a R$ 2,6 milhões, e que há cinco meses a UPA de Itaperuna, única na região, não recebe repasses do governo estadual. “Nosso apelo ao secretário de Saúde é por uma distribuição justa dos recursos”, clamou o deputado. 

 

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Boletim Covid-19 Pádua/RJ





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Termina nesta sexta-feira a Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio

 Até o momento apenas 35% do público-alvo foram vacinados

 


Crianças com idade de 1 a 5 anos têm até sexta-feira (30) para receberem a vacina contra a poliomielite, dia do encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde (MS), divulgado no dia 26, apenas 35% do público-alvo foram vacinados, o que corresponde a 4 milhões de crianças nessa faixa etária. 

Faltam, portanto, vacinar 7,3 milhões de crianças para que se atinja a meta de imunizar 11,5 milhões do público-alvo. A campanha teve início no dia 5 de outubro e está ocorrendo simultaneamente à campanha de multivacinação, que tem por objetivo atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. 

Segundo o balanço divulgado no dia 26, a maior cobertura vacinal ocorreu no Amapá, com 62,59% de cobertura, seguido da Paraíba, com 50,11%. A menor cobertura é em Rondônia, com 11,76%. Em nota, o ministério informou que, de acordo com os dados preliminares, até o momento 232 (4,16%) municípios atingiram a meta de 95% de crianças vacinadas. 

“Entre o público-alvo da vacinação, a maior cobertura, até o momento, foi registrada entre as crianças de 2 anos de idade (35,33%) e a menor cobertura foi entre as crianças de 3 anos (34,23%). Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacinação. A vacina oral de poliomielite (VOP) protege contra dois sorotipos do poliovírus (1 e 3) e a vacina inativada (VIP), contra os três sorotipos (1, 2 e 3)”, informou por meio de nota o Ministério da Saúde. 

Ainda de acordo com a pasta, é recomendado que crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, sejam avaliadas pelo serviço de saúde antes de tomarem a vacina. O ministério, no entanto, garante que a vacina “é extremamente segura e possui eficácia entre 90% e 95% para a VOP”. 

A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Felipe Neto fala porque não investiu no Botafogo S/A

 


Após a derrota do Botafogo para o Cuiabá na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, o empresário e youtuber Felipe Neto deu uma longa explicação nas redes sociais a respeito do motivo pelo qual tirou investimento no clube. Ao fim das contas, ele entende que o projeto não irá para frente.

Veja a thread de Felipe Neto

Vou expor aqui o que sei, o que vi, o que acompanhei. Não terei mais qualquer amigo dentro do Botafogo depois disso, mas não ligo mais. O Botafogo caminha para a, agora, inevitável falência e ninguém mais vê saída. Então vou falar.

Em 2018-19, em situação caótica, surgiu um anjo no Botafogo. Um homem de São Paulo que, mesmo sendo um p... gestor financeiro, nunca entrou para fazer parte das corjas que comandaram o clube.

Seu nome: Laércio Paiva. Ele montou o projeto S/A do zero, com o brilhantismo da sua mente.

Naquela época, era cada bobajada q saía na imprensa esportiva... Serviu para eu ver como uma parte considerável das notícias de futebol são apenas orelhadas sem fonte.

Inventaram q o projeto era da Ernst&Young e que tinha sido contratado pelos irmãos MS (Moreira Salles). Uma bobagem. Os irmãos haviam sim contratado uma consultoria da EY, que no final não teve praticamente qualquer serventia. O projeto era criado e tocado pelo Laércio enquanto a torcida era informada que o clube “esperava a gigantesca consultoria paga pelos irmãos”.

O Laercio, inteligente pra cacete, até colocou a logo da E&Y no projeto, pra passar credibilidade aos investidores. Afinal, embora a consultoria não tenha mudado NADA no projeto da S/A, a empresa tem uma colossal credibilidade no mercado.

Nessa época, fui procurado pelo Laércio, que me apresentou o projeto da S/A.

Amigos, eu já criei muita empresa. Já vendi empresa, já fali, já fiz negócios internacionais, nacionais, já vi de tudo. Nunca eu vi algo tão lindo e promissor qnt o 1° projeto da S/A do Laercio.

O projeto era claro: juntar em torno de R$ 250 milhões com investidores, usar para sanear as dívidas do clube (praticamente zerar a dívida com negociações à vista) e ainda sobraria recursos para investir no futebol. Criaria a gestão profissional. CEO, board, diretores, etc.

O projeto era incrível, colocaria o clube em outro nível. Ainda por cima, o exit pros investidores era fácil: deixaria o clube em situação de ponta e ofereceria a gigantescos investidores internacionais.

Eu mesmo me dispus a injetar R$ 3 milhões no projeto (não sou os MS).

O Laercio, SOZINHO, conseguiu convencer tanta gente q a S/A parecia impossível de não sair. Juntou-se a ele o incrível advogado André Chame, meu amigo e profissional impressionante.

Com os dois na tomada de decisões, não tinha como dar errado! Os irmãos veriam isso... O problema é que os irmãos se tornaram a maior novela da história centenária do Botafogo.

Eu não participei de nenhuma reunião com eles, mas ouvi relatos sobre inúmeras, de fontes diferentes. E a única coisa q eu posso dizer é: que inferno do cacete!

Meses se passaram e o Laercio veio até a minha casa. Seu olhar era diferente. Aquela gana, aquele fascínio, tinha acabado.

De repente eu descubro que o dinheiro agora seria usado diferente. Nada de sanar dívidas. Agora o foco seria investir pesado no futebol.

Eu perguntei como aquilo era possível. O Laercio é um cara tão maravilhoso que ele chamou a responsabilidade pra ele, dizendo que confiava que era o melhor caminho.

Mas não sou burro. O comitê havia mudado o projeto na marra, pra mim isso não resta a menor dúvida. Ele foi vencido.

Com o projeto novo, não senti mais segurança. E não senti nenhuma confiança de que a turma que controla o Botafogo há décadas deixaria o clube de fato ser tocado por profissionais.

Foi quando avisei que não mais seria investidor. Eu não poderia arriscar R$ 3 milhões dessa forma.Contudo, o Laércio continuava, guerreiro, tentando viabilizar a S/A, junto do Chame.

Os irmãos, porém, não queriam mergulhar de cabeça. O que é bizarro, visto que o valor que eles precisavam investir era basicamente “dinheiro de bala” pro patrimônio deles.

No meio, o Botafogo quase foi pro brejo. Os irmãos se aproximaram de dois aproveitadores que convenceram que o melhor caminho era fechar com uma empresa intermediadora de investimento europeia.

Essa empresa tinha sido ENXOTADA do time q tinha se associado. Foram dias de terror.

Por fim, eu me afastei. Não via mais como aquilo ser resolvido.

As últimas notícias que recebi foram que os irmãos tinham se recusado a colocar o montante necessário pra fechar o projeto e o Laercio não tinha mais como continuar.

Hoje veio a notícia de que ele saiu.

Uma observação: eu quero deixar muito claro que o lance do comitê ter mudado o projeto em relação às dívidas é uma OPINIÃO minha. Eu não vi isso acontecer, apenas não imagino quem mais teria pressionado pra mudar o projeto de saneamento de dívidas para investimento em futebol.

A saída do Laercio é o fim do projeto da S/A.

A menos que ele volte, esse projeto não acontecerá. Ou até pode vir a acontecer, mas totalmente esfrangalhado. E agora o Botafogo está em situação de calamidade. Qualquer um que diga o contrário, está mentindo.

Não vou ver meu clube do coração acabar sem tentar tudo que eu posso pra expor o que tá acontecendo e, quem sabe, ajudar a chacoalhar a árvore.

Já tem gente muito p... me xingando no Whatsapp. Não posso fazer nada. Tudo que falei aqui ou foi FATO, ou opinião (deixei claro o que foi opinião).

Agora, a única saída que resta ao Botafogo é o projeto de recuperação judicial, que é uma lástima. Tão ruim que o Laercio não fará parte. O projeto é apenas adiar o inadiável. A falência completa do clube.

Sem o projeto S/A, há 99,9% de certeza de que o Botafogo não irá sobreviver.

NUNCA vou entender o fascínio dos irmãos em investir tudo que for preciso no CT, mas se recusarem a botar o que era realmente necessário pra S/A acontecer. Nunca. Absolutamente NUNCA! O clube tende a falir sem a S/A, mas é melhor investir no CT? NUNCA!

Finalizo essa thread com duas súplicas:

1- Volta, Laercio!

2- Irmãos, ACORDEM CACETE!

E uma observação:

Quem acha q o Montenegro é o culpado, não sabe q o clube JÁ ESTARIA FALIDO se não fosse por ele. Não existiria Botafogo hoje se ele não existisse. Não é exagero.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Projeto assegura acesso de cão acompanhante em meios de transportes e estabelecimentos comerciais

Impedimento da entrada será considerado ato discriminatório, passível de multa de R$ 3,5 mil




A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) irá votar em discussão única, nesta quarta-feira (28/10), o projeto de lei 618/19, da deputada Marina Rocha (PMB), que assegura o acesso de pessoas com distúrbios mentais acompanhada de cão de suporte emocional em locais públicos e de uso coletivo, estabelecimentos comerciais e meios de transporte. Caso receba emendas, o projeto sairá de pauta.

De acordo com o projeto, qualquer tentativa de impedimento da entrada será considerado ato discriminatório, passível de multa de R$ 3,5 mil, ficando proibida a cobrança de valores, tarifas ou acréscimos vinculados, direta ou indiretamente, ao ingresso ou à presença do cão. Para a identificação da pessoa com transtornos mentais, será necessário apresentar atestado emitido por um psiquiatra ou psicólogo indicando o benefício do tratamento com o auxílio do cão de suporte emocional. O documento deve ser renovado a cada seis meses. A medida só veda o acesso e permanência dos animais caso a pessoa esteja com o documento vencido e em locais onde seja obrigatória a esterilização individual.

O cão deverá ter o adestramento de obediência básica e isento de agressividade, comprovado por instituição ou profissional autônomo através de certificado, contendo o nome e o CNPJ do centro de treinamento ou o nome e CPF do instrutor autônomo. O cão deverá possuir um colete de cor vermelha com a identificação “suporte emocional” e um crachá branco com o nome do tutor, nome do cão, uma fotografia e a raça. O animal também deverá conter carteira de vacinação atualizada, com comprovação da vacinação múltipla e antirrábica, assinada por médico veterinário.

“É fundamental que as pessoas enxerguem os cães de suporte emocional com a mesma compreensão que enxergam os animais de assistência, como o caso do cão guia para cegos e do cão de serviço. Esses animais possuem o mesmo grau de importância na promoção do bem-estar e autonomia de seus donos, cada um com suas características próprias e suprindo suas respectivas necessidades”, justificou a autora.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Cadastros de restrição de crédito não poderão incluir inadimplentes durante pandemia

 


A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) irá votar em discussão única, nesta quarta-feira (28/10), o projeto de lei 2.439/20, do deputado Rosenverg Reis(MDB), que proíbe, durante a pandemia de covid-19, a inscrição nos cadastros restritivos de crédito daqueles consumidores que estão inadimplentes nas contas de água, esgoto, gás, eletricidade, telefonia, internet e TV por assinatura. Caso receba emendas, o projeto sairá de pauta.

A norma valerá durante o período em que perdurar a homologação de emergência na saúde pública, decretado pelo Governador do Estado e reconhecido pela Lei nº 8.794/20. O descumprimento da medida sujeitará o responsável ao pagamento de multa. Os valores serão revertidos às medidas de combate ao COVID-19.

“Em razão das medidas de isolamento social no enfrentamento a pandemia de covid-19, muitos perderam fontes de renda importantíssimas para o sustento de suas famílias. Por isso, nós sabemos que naturalmente poderão ocorrer inadimplências junto às concessionárias de serviços públicos essenciais”, justificou o autor.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Reunião da Alerj e Governo do Estado em Brasília teve como pauta a defesa dos royalties do RJ

 

                             Encontro em Brasília com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux        
                                                                                            Foto: Rosinei Coutinho/ SCO-STF

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano, e o governador em exercício, Cláudio Castro, se reuniram na terça-feira (27/10), em Brasília, com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, e defenderam a retomada do diálogo entre os estados sobre a divisão dos royalties da produção de petróleo. O julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4.917) - que questiona a alteração nas regras da redistribuição dos recursos - está marcado para o dia 3 de dezembro.

- A reunião foi excelente. Pedimos ao presidente Fux que fosse retomada uma mesa de negociação iniciada pelo ex-presidente do STF, Dias Toffoli, reunindo os estados, para que a gente possa ter nessa conciliação uma saída boa para todos os estados e inclusive o Rio. O ministro Fux ficou de entrar em contato com a relatora, a ministra Carmem Lúcia, para tratar dessa retomada", contou Ceciliano.

O governador ressaltou que, em virtude da pandemia e da crise sanitária causada pela covid-19, as negociações sofreram um impacto, mas já foram retomadas entre as federações. O procurador-geral do Estado, Bruno Dubeux, também participou da reunião.

- O nosso pedido, até pela marcação do julgamento, era no sentido de que continuássemos o processo de conciliação iniciado pelo ministro Toffoli. O presidente garantiu que vai consultar a ministra relatora e que vai dar continuidade ao processo para que a gente possa ter um julgamento após essa conciliação feita pelo Supremo, juntamente com estado produtores e não-produtores - afirmou Castro.

Ceciliano aproveitou o encontro para falar também sobre ADI 6250. A Mesa Diretora da Alerj arguiu, no ano passado, a inconstitucionalidade do inciso 1º, parágrafo 4º, do Artigo 155 da Constituição Federal, que diz que lubrificantes e combustíveis derivados de petróleo recolhem o ICMS no destino. “O Rio perde muito por conta desse imposto cobrado no destino”, comentou.

O governo do Rio de Janeiro, juntamente com a Alerj, lidera uma ampla mobilização das forças políticas e econômicas fluminenses para que o STF adie a votação da ADI 4.917. Caso ela seja aprovada, a nova regra pode representar perdas para o Estado e seus municípios da ordem de mais de R$ 57 bilhões nos próximos cinco anos, o equivalente a toda receita estadual anual. A nova lei determina que os recursos que servem como uma compensação aos produtores sejam repartidos também com estados e municípios sem produção em seu território.

 

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Quarta Maluca - Supermercados Fluminense


 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Governo do RJ autoriza pagamento de cinco parcelas aos profissionais da Cultura

 



O Governo do Estado do Rio vai pagar a renda emergencial aos profissionais da cultura com recursos da Lei Aldir Blanc em cinco parcelas, e não apenas nas três inicialmente previstas. Os beneficiários receberão no total R$ 3 mil (cinco parcelas de R$ 600) e R$ 6 mil (cinco parcelas de R$ 1.200), no caso de mãe monoparental.

O pagamento do benefício será feito em duas parcelas no mês de novembro e três em dezembro. O aumento no número de parcelas foi possível graças a um ajuste orçamentário feito pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio (Sececrj), em parceria com o Governo Federal. A mudança foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (27).

– O setor cultural é muito importante para o Rio de Janeiro, que se destaca por sua economia criativa. Os profissionais da cultura sofreram muito com a pandemia. Conseguir mais dois meses de auxílio era um de nossos objetivos e felizmente isso foi possível. Espero que, o quanto antes, estes artistas possam voltar a atuar, levando alegria à população e fazendo girar a economia – afirma o governador em exercício, Cláudio Castro.

A secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio, Danielle Barros, explica que foi realizada uma mobilização para que todos os profissionais que se enquadrassem nos pré-requisitos da renda emergencial tivessem acesso ao benefício.

– Visitamos diversos municípios e pontos de cultura, além de receber muitos representantes da cultura na Biblioteca Parque, que também funcionou como ponto físico para as inscrições com acessibilidade. Nossa equipe trabalhou incansavelmente para levar esse benefício aos fazedores de cultura do estado – contou Danielle Barros. 

Próximas etapas de pagamento

Atualmente, a Sececrj está realizando o cruzamento de dados com a Dataprev, órgão do Governo Federal que vai definir os profissionais que estão aptos a receber a renda emergencial. Depois desse processo, a lista de habilitados segue para a validação da Comissão Especial de Validação da Renda Emergencial. Após o período de cruzamento de dados, os inscritos receberão um e-mail informando o status do seu requerimento – se foi habilitado ou não para receber a renda emergencial. 

Regras da Lei 

Os aprovados deverão acessar a conta na plataforma “Gov.br” do Governo Federal (www.gov.br) e obter o selo de confiabilidade via internet banking, validação biométrica ou certificado digital, para reconhecimento inequívoco do beneficiário. Posteriormente, o usuário deverá voltar no mesmo sistema em que se inscreveu: https://aldirblancrj.serpro.gov.br/ e informar a conta bancária, preferencialmente poupança.

A renda emergencial é uma das linhas da Lei Federal Aldir Blanc que cabe ao estado. No total, o Rio de Janeiro recebeu R$ 104 milhões, que foram divididos entre esta linha e os editais de fomento à cultura. A renda emergencial é destinada a pessoas físicas que conseguiram comprovar atuação no setor cultural nos últimos dois anos, desde que não tenham emprego formal ativo. Também foi necessário ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135).

Não podem receber o auxílio aqueles que já possuem benefício previdenciário ou assistencial (com exceção do Bolsa Família), seguro-desemprego ou estejam cadastrados no auxílio emergencial geral.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Boletim Covid-19 Pádua/RJ





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

A Fazenda: Carro de som diz para Mirella se afastar de Biel e Juliano

 


Mirella recebeu um carro de som nesta manhã de terça-feira (27) na área externa de ‘A Fazenda’. Segundo o relato de Jakelyne Oliveira, o aúdio dizia para a peoa se afastar de Biel e Juliano.

“Mirella se afaste do Biel e Juliano“, dizia o áudio. Quando Jake avisou os peões sobre o carro de som, todos correram para o quarto para tentar ouvir melhor.

A peoa estava na área externa da casa para participar de uma atividade, mas foi retirada pela produção. O áudio da casa foi cortado no PlayPlus, plataforma de streaming do reality.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Bombeiros contêm incêndio no hospital de Bonsucesso

 Militares fazem trabalho de rescaldo das chamas e dispersão de fumaça 



O principal foco de incêndio no Prédio 1 do Hospital Federal de Bonsucesso está controlado. De acordo com o porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Lauro Botto, os militares fazem agora um trabalho de rescaldo e dispersão da fumaça. O incêndio começou no meio da manhã de hoje (27) e teria iniciado em um depósito de fraldas no almoxarifado, que fica no subsolo do prédio 1. 

“A nossa maior preocupação era não deixar que o incêndio se propagasse para outras unidades aqui do hospital e conseguimos. O incêndio se manteve exclusivamente no prédio 1. A gente não teve propagação para outros prédios. Tanto a estrutura quanto o funcionamento de outras unidades aqui do hospital estão funcionando normalmente”, disse Botto. 

De acordo com o tenente-coronel, cerca de 200 pacientes tiveram que ser removidos da enfermaria do prédio 1. Cerca de 170 foram alocados em outros prédios do próprio hospital. Outros 25, em estado mais grave, tiveram que ser transferidos para outras oito unidades hospitalares da cidade. Dos pacientes transferidos, oito estão com covid-19. 

Até o momento, não há informações sobre feridos em decorrência do incêndio ou de vítimas de intoxicação por inalação da fumaça. Durante o trabalho de retirada dos pacientes, alguns chegaram a ser atendidos dentro de uma borracharia que fica em frente ao hospital. 

Segundo o porta-voz, é preciso que a Defesa Civil faça uma avaliação do prédio atingido para saber se ele poderá ser liberado ou se ele será interditado. 




Fotos: Ricardo Moraes

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Volume de empréstimos a produtores rurais fluminenses bate recorde em 2020


 Mesmo em um ano marcado pela pandemia da Covid-19, o ano de 2020 ficará na história da agricultura fluminense. Além da manutenção do abastecimento de forma permanente, o que deixou a população segura para ter comida na mesa, a Secretaria de Estado de Agricultura bateu recorde na concessão de financiamento aos pequenos e médios produtores rurais. 

O Agrofundo, principal programa de fomento da pasta, já garantiu mais de R$ 3 milhões em empréstimos a juros baixos até o fim de setembro. Em nove meses, o montante é maior que o total de empréstimos dos dois anos anteriores. Em 2018 e 2019, apenas 63 produtores foram contemplados. Este ano já são cerca de 180. A expectativa é que o valor chegue a R$ 6 milhões até o fim ano. 

- Desde o início da pandemia, quando muitos agricultores tiveram dificuldades para escoar suas produções e alguns sinalizaram prejuízos, fizemos um trabalho intenso com a Emater-Rio para que pudéssemos manter os produtores rurais atendidos de forma ainda mais intensa. Manter a agricultura forte é manter o desenvolvimento econômico, a geração de emprego e de renda no nosso Estado – explicou o secretário de Estado de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Setores mais atendidos 

O setor que mais recebeu apoio do Agrofundo em 2020 foi a floricultura, por meio do Programa Florescer. O Rio de Janeiro é o segundo maior produtor de flores do país e, por ter sofrido mais os impactos da pandemia, recebeu uma modalidade especial: o Agrofundo Emergencial. Por meio dele foi destinado mais de R$ 1 milhão diretamente aos produtores, o que reduziu a estimativa de perda do setor, inicialmente prevista para 65% em relação a 2019, para apenas 20%. 

A segunda linha de crédito mais contemplada foi para produtores de leite, uma das atividades rurais mais importantes do Estado, presente em 87 dos 92 municípios, com o Programa Rio Leite. Em terceiro lugar vem a agroindústria familiar, por intermédio do Programa Prosperar. Os municípios que mais receberam assistência foram Nova Friburgo, Bom Jardim e Petrópolis (floricultura), além de Campos dos Goytacazes e de Barra Mansa (leite).

Agrofundo 

O Agrofundo é um programa de fomento agropecuário e tecnológico da Secretaria de Estado de Agricultura, gerido pela Emater-Rio, que concede financiamento a juros baixos a produtores rurais de frutas, flores, mel, leite, ovos, tomate, orgânicos e agroindústrias de base familiar. 

O programa oferece financiamentos em condições bastante flexíveis, tanto para custeio quanto para investimento, concedidos à taxa de juros fixos de 2% ao ano, com prazos que podem chegar a até 96 meses. A soma dos créditos pode chegar a até R$ 300 mil por produtor, dependendo da atividade desenvolvida. 

Para solicitar o benefício, o produtor deve entrar em contato com os escritórios da Emater-Rio ou pelo e-mail: agrofundo.rio@gmail.com. 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Terça Verde - Supermercados Fluminense


 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Boletim Covid-19 Pádua/RJ





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Rio Coffee Nation traz como tema cafés especiais e orgânicos

O Estado do Rio de Janeiro produz cerca de 16 mil toneladas de café por ano, um setor que movimenta mais de R$ 89 milhões anuais




A primeira edição do Rio Coffee Nation, evento internacional dedicado ao segmento de cafés especiais e orgânicos, acontece durante este fim de semana de forma on-line. Apoiado pela Secretaria de Estado de Agricultura, a programação tem transmissão ao vivo, estandes virtuais, palestras, workshops, apresentações, receitas, exposição, além da competição de Melhor Café Torrado para Expresso.

O Estado do Rio de Janeiro produz cerca de 16 mil toneladas de café por ano, um setor que movimenta mais de R$ 89 milhões anuais, com sua produção concentrada na Região Noroeste Fluminense.

- A Secretaria de Estado de Agricultura desenvolve um programa contínuo de fortalecimento da cadeia do café que traz como resultado a excelência do produto hoje comercializado. O Rio Coffee Nation, sem dúvida, trará mais visibilidade e reconhecimento aos nossos produtores, projetando-os no circuito internacional. Essa excelência também está vinculada ao trabalho realizado na ponta pela Emater-Rio e pela Pesagro-Rio - explica Marcelo Queiroz, secretário de Agricultura.

A programação do Rio Coffee Nation vai mostrar a evolução do mercado de cafés especiais para consumidores, produtores, profissionais e empresas do setor. O público pode, ainda, conferir quatro exposições virtuais realizadas em parceria com o Museu do Café.

A “Ilha de Cafés do Rio de Janeiro" traz 16 marcas de café especial do estado, entre eles o Vale do Er, o Café da Serra e o Fazenda Florença, vencedor do melhor café especial do Rio de Janeiro em 2019.

O evento tem ainda a participação do francês Hippolyte Courty, fundador da L'Arbre à Café e um dos maiores especialistas em cafés orgânicos e especiais do mundo.

- Promover o Rio Coffee Nation tem como objetivo incentivar o mercado de cafés especiais no Brasil. É também uma forma de estimular os produtores destes grãos e apresentar a excelência dos terroirs obtidos em plantações nacionais, que estão a cada dia mais presentes nas xícaras dos brasileiros e conquistam mais admiradores no exterior. Será uma oportunidade enriquecedora para os fãs da bebida e para toda a categoria - afirma Martina Marina Barth d'Avila, idealizadora do evento.

O Rio Coffee Nation é parceiro exclusivo do Paris Coffee Show, considerado o maior evento de café da França, com 35 anos de existência e referência no ramo de cafés. Este evento é organizado pelo Collectif Café, organismo francês que reúne mais de 300 torrefadores e cafeterias da França e que também está presente na plataforma on-line do Rio Coffee Nation.

Mais informações no site www.riocoffeenation.com

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Detran anuncia reabertura de postos para retirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH)


 

Mais cinco unidades do Detran/RJ serão reabertas a partir desta segunda-feira (26/10). Os postos, que originalmente fazem serviços administrativos, neste momento também desempenharão funções do setor de Habilitação. O objetivo é diminuir a demanda represada nos últimos meses em função da pandemia. Na semana passada, o departamento também voltou à operação em outras 19 unidades e vem promovendo mutirões todos os sábados num esforço para retomar a totalidade dos serviços até o fim de novembro. 

- Desde que assumi, há duas semanas, estipulei que o plano de retomada deve avançar com criatividade da equipe para buscar outras formas de oferecer sempre mais serviços à população. Verificamos que a Região dos Lagos, por exemplo, ainda não tinha unidade prestando serviços de habilitação e, por isso, priorizamos agora a escolha de duas unidades em grandes cidades da região para incluir nesta etapa - contou o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder. “Somente nesta semana 19 unidades (16 Ciretrans e três Unidades de Serviços Veiculares) voltaram a disponibilizar serviços, sem contar com essas cinco unidades que abriremos na semana que vem. Estamos seguindo o plano para reabrir tudo em breve”, informou Konder. 

As unidades que abriram nesta segunda-feira são as SATs (Serviços Auxiliares de Trânsito) localizadas em São Pedro da Aldeia, Paraíba do Sul, São Fidélis e Rio das Ostras e o posto de Habilitação de Cabo Frio. Inicialmente, os locais entregarão as habilitações que já estiverem prontas, mas que ainda estavam nos postos. Após a diminuição da procura por esses serviços, outros procedimentos também ficarão disponíveis nestas unidades. As unidades funcionarão das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira. Não será necessário agendar para buscar a CNH já emitida. 

Com as novas reaberturas, a capital e mais 18 municípios foram beneficiados este mês. São eles: Nova Iguaçu, São João de Meriti, Mesquita, Niterói, Itaguaí, Macaé, Santo Antônio de Pádua, Três Rios, Barra Mansa, Resende, Cabo Frio, Barra do Piraí, Valença, Miracema, Itaboraí, Angra dos Reis, Petrópolis e Campos. Somada às quatro unidades a serem reabertas na próxima semana, serão 323 unidades já em funcionamento em todo o estado, desde a retomada do atendimento. 

A medida segue o plano de reabertura gradual das unidades do Detran e deve eliminar a demanda represada de entrega das CNHs já emitidas e pendentes de entrega aos condutores. 

- Com as 19 unidades reabertas nesta semana e mais esses quatro SATs, vamos conseguir entregar as carteiras de motoristas para todas as regiões do estado - explicou Konder. 

O Detran orienta que neste primeiro momento só procurem as unidades quem já teve o documento emitido e sem levar acompanhante para evitar a disseminação do vírus. Para mais informações, basta ligar no teleatendimento (21 3460-4040 / 4041 / 4042), acessar o site (www.detran.rj.gov.br) ou as redes sociais oficiais do departamento. 

Confira os endereços das unidades: 

Cabo Frio: Av. Teixeira de Souza, 1612- Braga

São Pedro da Aldeia: Rua Professor Gustavo Adolfo Menezes, s/n°, Balneário. 

Paraíba do Sul: Avenida Brasil, 320, Parque Moroni. 

São Fidélis: Rua Teodoro Gouveia de Abreu, 230, São Vicente de Paula. 

Rio das Ostras: Rua das Casuarinas, s/n°, sala 10, Centro da Cidadania.

Horário de funcionamento: 10h às 16h.

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Facilitando seu Dia a Dia - Supermercados Fluminense





 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

domingo, 25 de outubro de 2020

Fluminense conquista a quarta posição do Brasileiro

 


O Fluminense derrotou o Santos por 3 a 1 neste domingo (25), em um jogo muito movimentado no estádio do Maracanã, e assumiu a quarta posição, com 29 pontos, do Campeonato Brasileiro da Série A. Já a equipe da Vila Belmiro ficou na sexta posição com 27 pontos. 

O Tricolor carioca começou a partida ocupando o campo de ataque, pressionando a saída de bola da equipe santista. Com isso, a equipe carioca começou a criar boas oportunidades, e em uma delas, aos 28 minutos, abriu o marcador. O lateral Danilo Barcelos avançou pela esquerda e cruzou, Fred desviou de cabeça e Luccas Claro finalizou com perfeição. Este foi o quinto gol do zagueiro na temporada. 

Porém, o Santos não se entregou, e conseguiu o empate aos 35 minutos. O lateral Madson recebeu na ponta direita e cruzou rasteiro para Marinho, que escorou de primeira para vencer Muriel. Na comemoração, o atacante do Peixe fez uma homenagem a Pelé, que completou 80 anos na última sexta (23). 

Vitória no segundo tempo 

Após o intervalo o panorama da partida mudou muito pouco. E o Fluminense chegou a seu segundo gol graças a um zagueiro. Logo aos 9 minutos Michel Araújo aproveitou bola que sobrou no alto para cabecear para o meio da área santista, onde Nino acertou de cabeça para vencer o goleiro João Paulo. 

A partir daí o Santos passou a forçar o empate, mas não conseguiu, e acabou levando o terceiro já nos acréscimos, quando Marcos Paulo aproveitou rebote dado por João Paulo, após chute de Ganso, e finalizou com liberdade. Fluminense 3, Santos 1, placar final. 

O próximo compromisso do Fluminense pelo Brasileiro é no próximo sábado (31), quando visita o Fortaleza no Castelão. No mesmo dia o Santos recebe o Bahia.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Bittencourt é autor do projeto que determina concessionárias de energia elétrica a detalhar suspensão na conta de luz

 

                                                             Deputado estadual, Jair Bittencourt 

Uma das propostas elaboradas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou o serviço prestado pelas concessionárias de energia elétrica no Estado do Rio de Janeiro, o projeto de lei 1673/2019 aguarda parecer na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Objetivo é dar mais clareza às cobranças na conta de luz, além de auxiliar o consumidor em eventuais processos judiciais.

O projeto de lei obriga as concessionárias de energia elétrica a apresentarem na conta de luz o tempo de interrupção da transmissão de energia da unidade consumidora. 

Ainda segundo a proposta, os períodos em que a transmissão de energia elétrica for interrompido devem constar detalhadamente com data e período do dia em que houve interrupção. 

O projeto de lei aguarda análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). “Os consumidores têm o direito de receber com transparência as faturas do consumo de energia e saber quais dias e por quanto tempo houve interrupção no fornecimento. Diante de tantas reclamações recebidas em relação ao serviço, precisamos dar garantias ao consumidor”, afirma o autor do projeto, deputado estadual Jair Bittencourt (PP), que foi vice-presidente da CPI. 

Também assinam o PL 1673/2019 Zeidan Lula (PT), Max Lemos (PSDB), Bruno Dauaire (PSC), Fabio Silva (DEM), Jorge Felippe Neto (PSD), Mônica Francisco (PSOL), Dionisio Lins (PP) e Gustavo Schmidt (PSL).

 

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA