Mostrando postagens com marcador Região Norte Noroeste. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Região Norte Noroeste. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Festa de Natividade terá show gratuito de Rio Negro e Solimões


Município completará 72 anos de emancipação no dia 20 de junho



O município de Natividade, no Noroeste Fluminense, vai completar 72 anos de emancipação no próximo dia 20 de junho. O destaque da festividade vai para a dupla sertaneja Rio Negro e Solimões que vai se apresentar na sexta-feira (21), a partir das 23h, no Parque de Exposições do município.

O município informou ainda que vai realizar a 32ª Exposição da Feira Agropecuária de Natividade (EXFANA) entre os dias 20 a 23 de junho. O evento terá a parceria da Câmara Municipal de Natividade e Cooperativa Mista de Produtores Rurais do Vale do Carangola (COMVACA).

Durante a exposição vai ter Torneio Leiteiro e Concurso de Marcha.

Veja a programação:

·         20/06 - Odair de Paula e Karen Moraes
·         21/06 - Rio Negro e Solimões e DJ Murilo Perucio
·         22/06 - DJ Alexandre Fontanha e a dupla Donato & Eduardo
·         23/06 - Banda Samba a La Carte, Luiz Guilherme e Banda e Ramirez Show



G1

COMPARTILHE

quarta-feira, 5 de junho de 2019

RJ-186 recebe sistema de drenagem para impedir alagamentos


Intervenção foi feita no km 21, no trecho entre Santo Antônio de Pádua e Pirapetinga (MG)



O Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (DER-RJ) e a Prefeitura de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, construíram um novo sistema de drenagem no km 21 da RJ-186, no trecho entre o município e Pirapetinga, em Minas Gerais.


Segundo o DER-RJ, essa nova construção para escoamento de água da chuva possui 25 metros de extensão e manilhas com diâmetro de 0,80 metros, o dobro da medida do sistema anterior, e impedirá que haja o alagamento do entorno da rodovia.

A intervenção foi feita em maio pela equipe da 10ª Residência de Obras e Conservação do DER-RJ em parceria com funcionários da Prefeitura.
“A união de forças beneficia muito os municípios. Parcerias como essa são tão importantes que vamos continuar buscando outras”, disse o presidente do DER-RJ, Uruan Cintra de Andrade.

Recentemente, a equipe da 10ª ROC também atuou no serviço de conservação da RJ-116, entre os kms 240 e 268, no trecho entre Miracema e Laje do Muriaé.


COMPARTILHE

domingo, 2 de junho de 2019

Mais um município da região Noroeste tem epidemia de chikungunya e decreta situação de emergência


Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 1.146 casos da doença, dos quais 245 foram confirmados


A cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense, está enfrentando uma epidemia de chikungunya. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 1.146 casos da doença em 2019, dos quais 245 foram confirmados.

Diante do panorama, foi decretada situação de emergência no último dia 7 deste mês, cuja publicação ocorreu no dia 13.
"Uma vez que os números são estatísticos e, levando em consideração que parte das pessoas infectadas não procura os serviços de saúde do município, podemos chegar a um número maior de pessoas contaminadas", diz a nota divulgada pelo município.

Segundo a Prefeitura, o município adquiriu inseticida e 10 cadeiras de hidratação e soroterapia e criou o Comitê Municipal de Prevenção e Controle de Arboviroses
Ainda de acordo com a Prefeitura, entre as medidas definidas como prioritárias pelo município para o combate estão:

·         Contratação temporária de novos agentes de endemia
·         Aquisição de insumos necessários para a remediação dos sintomas
·      Autorização de disponibilização, caso seja necessário, de técnicos de enfermagem e enfermeiros da Prefeitura para auxiliarem o corpo técnico existente no Posto de Urgência
·       Elaboração de relatório diário das atividades realizadas pelos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, dos trabalhos efetuados em conjunto ou isoladamente pelas secretarias, além de relatório de todos os atendimentos realizados no Posto de Urgência


G1

COMPARTILHE

terça-feira, 21 de maio de 2019

Governo lança projeto em defesa das mulheres


O atendimento no Noroeste fluminense começa nesta terça (21/05)


O governador Wilson Witzel participou, nesta segunda-feira (20/05), do lançamento do programa UMA por Todas, que atenderá mulheres vítimas de violência em unidades móveis que percorrerão o estado. O projeto conta com dois ônibus equipados, doados pelo governo federal, que circularão de forma simultânea pelos municípios. Nesta primeira etapa serão contemplados seis cidades do Noroeste fluminense: Itaperuna; Natividade; Bom Jesus de Itabapoana; Santo Antônio de Pádua, Miracema e São José de Ubá.

- Hoje é um dia muito especial, um dia em que nós estamos começando um grande programa para combater a violência contra a mulher. Daremos todo suporte de atendimento a essas mulheres para que elas possam se sentir acolhidas. Vamos reduzir a violência contra mulher – comemorou o governador Wilson Witzel.

As unidades móveis recuperadas pela atual gestão funcionarão como uma base itinerante de enfrentamento à violência contra as mulheres. Estarão disponíveis serviços de acolhimento, acesso a direitos, assistência psicossocial e jurídica, palestras, campanhas preventivas, informações sobre as leis Maria da Penha e do Feminicídio e recebimento de denúncias. Além disso, estão programadas reuniões com representantes das prefeituras para tratar da importância da implantação de serviços locais especializados no atendimento de emergência à mulher e na prevenção da violência contra elas. 

- É fundamental engajar, motivar e alertar sobre a necessidade de os municípios desenvolverem uma rede de proteção às mulheres, com oferta de serviços que incluam desde a isenção de taxa e segunda via de documentos e certidões, passando pela assistência jurídica e psicológica, até o recebimento de denúncias - destacou a secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Fabiana Bentes. 

Publicidade


O projeto UMA por Todas também realizará palestras sobre saúde da mulher, oferecerá isenção de taxa e segunda via de documentos e certidões, por meio do Centro Comunitário de Defesa da Cidadania (CCDC), e oficinas nutricionais, por meio da Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional. Em parceria com a AgeRio – Agência Estadual de Fomento, da Secretaria Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, as mulheres receberão ainda orientação sobre obtenção de microcrédito para pequenos empreendimentos.

- Esse microcrédito é fundamental para dar independência às mulheres, para empoderá-las e dar uma qualidade de vida melhor a elas. É um valor de R$ 3 mil até R$ 15 mil. Todos os projetos vão ser avaliados para que esse microcrédito seja concedido na região Noroeste do estado – afirmou Witzel.

Após o lançamento do projeto, no Palácio Guanabara, a secretária Fabiana Bentes, seguiu acompanhando a caravana, que fará a primeira parada em Santo Antônio Pádua nesta segunda-feira, onde se reunirá com lideranças locais. O atendimento no Noroeste fluminense começa amanhã (21/05).





COMPARTILHE

segunda-feira, 20 de maio de 2019

TCE emite parecer prévio contrário à aprovação das contas de Italva



O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) emitiu, na última quarta-feira (15/05), parecer prévio contrário à aprovação das contas de 2017 da cidade de Italva. O processo será enviado para a câmara municipal local, onde as contas serão votadas pelos vereadores.

Segundo o TCE, a irregularidade encontrada foi a seguinte: "remanejamento de recursos orçamentários, no total de R$ 2.511.600,00, para categorias de programação distintas, em desrespeito ao art. 6° da Lei Orçamentária Anual municipal (Lei 1.122/2016), e, portanto, sem autorização legislativa". Além dela, foram registradas 11 impropriedades no voto, aprovado por unanimidade, como o não cumprimento integral das obrigatoriedades estabelecidas na legislação relativa aos portais da transparência e acesso à informação pública e a falta de Certificado de Regularidade Previdenciária, além de questões contábeis.

A prefeita Margareth de Souza Rodrigues Soares, no entanto, realizou os investimentos obrigatórios em Educação e Saúde, onde aplicou, respectivamente 28,97% e 22,92% do total da receita resultante de transferências e impostos próprios - os mínimos são de 25% e 15%. A gestora também respeitou o teto de gastos com pessoal, utilizando 48,30% se sua Receita Corrente Líquida (RCL) para este fim, enquanto que o máximo autorizado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é de 54%.



TCERJ

COMPARTILHE

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Chikungunya avança na região Norte e Noroeste do estado


Miracema é a cidade mais afetada da região Noroeste

O estado do Rio de Janeiro registra crescimento da febre chikungunya desde janeiro. O subsecretário de vigilância em saúde do estado, Alexandre Chieppe, destaca a situação no norte e noroeste fluminenses, assim como em pontos da capital. "A gente tem observado um aumento importante de casos de chikungunya tanto na região norte, envolvendo principalmente Campos de Goytacazes, quanto na região noroeste, em que Miracema é o mais afetado ", descreve o subsecretário, que aponta a falta de imunidade contra o vírus como um fator que favorece avanço neste momento.


Ainda não há vacina disponível contra o chikungunya, mas qualquer pessoa que contraiu a doença anteriormente é considerada imune a nova infecção pelo vírus. Como a doença é nova no estado do Rio, grande contingente da população não possui imunidade. "O chikungunya vem circulando há alguns anos com pouca intensidade, mas desde o ano passado isso começou a aumentar".
Até 14 de maio deste ano, foram registrados 26.055 casos da doença no estado, contra 20.234 no mesmo período de 2018. O subsecretário avalia que a tendência é uma diminuição da intensidade de transmissão, comum a partir da metade do mês de maio. Para reverter o quadro, a Secretaria Estadual de Saúde reforço as campanhas contra a proliferação do mosquito transmissor Aedes aegypti em escolas e nos meios de comunicação.

Campos

Diferente de outras regiões do estado, a cidade de Campos dos Goytacazes viveu epidemia de chikungunya no ano passado, quando chegou a ter 1,5 mil casos no mês de junho. Desde então, os registros variaram entre 400 a 500 casos por mês. No último mês de abril, o número de casos atingiu 900 ocorrências.
A diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Campos, Andréya Moreira, conta que o número de atendimentos diários no Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI) da cidade subiu de 80 para 250.
Como a demanda por atendimento tem sido maior do que a oferta, a epidemiologista orienta a população a buscar outras unidades municipais de saúde, que, segundo ela, também estão prontas para realizar atendimentos. "É preciso descentralizar", afirma. "Temos uma rede que contempla os atendimentos", explica.
Além do número de novos casos, Andréya Moreira lembra que a chikungunya é uma doença que pode acometer os pacientes por meses, inclusive se tornando crônica. A diretora de Vigilância em Saúde estima que entre 10% e 20% dos doentes chegam à fase crônica e continuam a sentir dores incapacitantes e a demandar serviços de saúde.
"É uma doença com uma repercussão social e emocional muito diferente da dengue. A luta contra o [mosquito transmissor] Aedes [aegypti] tem que ser constante", ressalta.
Os bairros mais afetados em Campos receberam reforço de agentes de saúde para ajudar na eliminação de focos de mosquito, que precisa de água parada para se desenvolver. Andreya Moreira recomenda que a população reserve dez minutos por semana para conferir se há focos em casa e cobre que vizinhos façam o mesmo.
"O mosquito infectado pelo chikungunya é diferente da zika e da dengue, porque ele permanece infectante por um período maior", alerta. A diretora de Vigilância em Saúde lembra que, como os pacientes ficam doentes por mais tempo, eles também acabam infectando mais mosquitos que os picam nesse período.
Na cidade do Rio, foram registrados 9.251 casos até 13 de maio deste ano, sendo a maior parte deles na zona oeste. A região de Jacarepaguá soma 1.308 casos, seguida por 1.380 na área de Campo Grande, 693 na área de Bangu e 653 na área de Santa Cruz.

A.Brasil

COMPARTILHE

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Chuva causa alagamentos em bairro de Santo Antônio de Pádua



Uma forte chuva atingiu o município de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, na manhã desta quarta-feira (15) durante cerca de 30 minutos. Não chove na cidade no início da tarde.

De acordo com a Defesa Civil, o bairro Dezessete foi o mais afetado. Choveu cerca de 47 mm no local. No Centro da cidade, o volume registrado foi de 37 mm.

Ainda de acordo com o órgão, nenhuma casa corre risco de desabamento e ninguém teve que deixar os imóveis.


G1

COMPARTILHE

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Governo libera recursos de assistência social para municípios do Noroeste


Aperibé, Cambuci e Miracema estão aptos para receber o recurso



A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) fez, na última terça-feira (7/5), o pagamento da primeira parcela do cofinanciamento estadual de assistência social de 2019 para os 13 municípios aptos a receber o recurso. O total de R $ 1.079.832,90 será repassado aos fundos de assistência das seguintes cidades: Miracema, São Pedro da Aldeia, Resende, Angra dos Reis, Quatis, Teresópolis, Cabo Frio, Valença, Cambuci, Aperibé, Quissamã, Areal e Santa Maria Madalena.

Esses recursos visam manter e desenvolver ações socioassistenciais nos equipamentos voltados ao atendimento da parcela mais vulnerável da população, atendimento à população em situação de rua, vítimas de abuso e exploração, famílias com crianças e adolescentes com deficiência, dentre outras ações.



COMPARTILHE

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Estado do Rio terá R$ 162,3 bilhões em investimentos nos próximos dez anos, mostra estudo da Firjan



O Estado do Rio de Janeiro, que tenta se recuperar da recessão e da crise fiscal, tem previsão de receber R$ 162,3 bilhões em investimentos no período de dois a dez anos. De acordo com estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), 82% do potencial virão do setor de petróleo e gás natural. O levantamento não traz o número de postos de trabalhos que serão abertos no período, mas sinaliza que fatores como a aprovação da reforma da Previdência e a melhoria da segurança pública podem potencializar esses investimentos.
— Para o "Mapa dos investimentos no estado do Rio de Janeiro (2019)", usamos apenas os investimentos confirmados, que tenham linha de financiamento ou licenciamento definidos. Alguns são de curto prazo, de dois a cinco anos, e outros mais longos, de até dez anos. O hub de gás do Porto do Açu, no Norte Fluminense, por exemplo, já é para 2021. Muitos desses investimentos já começaram— explica Fernando Aguiar, presidente da Firjan Norte Fluminense.
Na pesquisa, que não é realizada desde 2014, estão confirmados 111 grandes investimentos no território fluminense, dos quais 24 contam com a participação direta de empresas estrangeiras, representando 36% do potencial de investimento — ou R$ 59 bilhões. Entre as empresas envolvidas nos negócios previstos, estão  Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Petrobras, a americana Exxon, a japonesa Nissan e a francesa DCNS, que atua no Programa de Desenvolvimento de Submarinos da Marinha do Brasil (Prosub).
Entre os setores analisados, o de petróleo e gás natural lidera a participação nos investimentos, com R$ 133, 2 milhões, seguido da indústria de transformação, com R$ 19,8 milhões. Também terão destaque  as áreas de desenvolvimento urbano,  que engloba obras públicas, e infraestrutura, no caso projetos para portos. Na capital, há R$ 2,1 bilhões em investimentos confirmados.
— Boa parte do nosso PIB está ligado ao petróleo, então a retomada da economia acaba relacionada a esse setor. Temos capacidade para agropecuária na Zona Rural, algo que é pouco olhado. Tem o setor de tecnologia, já que temos grandes pesquisadores no Rio. Mas a economia do petróleo é muito importante, sobretudo com a regulamentação do setor de gás, podemos ter novas oportunidades. Claro que as coisas podem andar juntas, não precisa parar um setor para começar a investir em outro — avalia Aguiar.
Mauro Osório, professor de economia da UFRJ, especialista em economia fluminense, destaca, no entanto, que, pela falta de fornecedores no Rio, o valor gerado pelo setor de petróleo e gás não necessariamente permanece no estado:
— Tem que se avaliar qual vai ser o efeito do investimento desses R$ 133,2 bilhões sobre as cadeias produtivas. No petróleo, só 16% dos fornecedores estão no estado do Rio. A extração se faz em alto mar, os equipamentos vêm de fora e, embora gere royalties para o estado, o ICMS será cobrado onde vai ser vendido, ou seja, em outros estados ou ao ser exportado. O petróleo acaba dando ao estado muito menos do que o que se considera, é uma riqueza que, em boa medida, vaza do território fluminense. Mais de 80% dos fornecedores ou estão fora do país ou em outros estados. O que vai ficar de fato?
Analistas alertam ainda que, para se recuperar, o estado do Rio também tem que levar em consideração fatores macroeconômicos que podem potencializar ou até mesmo interromper os investimentos.
— Nos últimos quatro anos, não houve estabilidade econômica no Brasil, e o Rio não está desassociado desse cenário. Tudo está interligado. O investimento pode se retrair de acordo com o cenário macro. Muito desses investimentos são estrangeiros e precisam da aprovação das reformas para aumentar. Se o risco aumentar, pode haver um forte impacto no câmbio e, como a maioria desses investimentos são estrangeiros, uma alta no dólar muda os valores investidos aqui. Também é preciso diversificar. Um dos fatores que nos levaram para a crise foi a grande dependência ao petróleo. O Rio deveria deveria investir em serviços — ressalta Marcel Balassiano, pesquisador sênior da área de Economia Aplicada do FGV IBRE.


O Globo


COMPARTILHE

Aniversário de Itaperuna terá shows gratuitos de Maria Cecília & Rodolfo e João Gabriel


Cidade comemora 130 anos nesta sexta (10) e o evento acontece até domingo (12)


A cidade de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, fará 130 anos na sexta-feira (10) e as comemorações começam nesta quarta (8) com shows gratuitos a partir das 21h.

A tradicional Festa de Maio será realizada até domingo (12) no Mercado do Produtor de Itaperuna, que fica na BR- 356.

O evento terá ainda o desfile cívico em comemoração do aniversário da cidade.

Confira a programação


·         Quarta-feira (8) - Junior e Gustavo
·         Quinta-feira (9) - Swing & Simpatia
·         Sexta-feira (10) - João Gabriel
·         Sábado (11) - Maria Cecília & Rodolfo
·         Domingo (12) - Banda Abadart


G1

COMPARTILHE

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Cidades do Noroeste terão Dia D de vacinação contra a gripe no sábado


Meta é imunizar 90% do público-alvo até o dia 31 de maio


O Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado (4) e as cidades do Norte e Noroeste do Rio divulgaram os pontos de atendimento em cada município. A meta é imunizar 90% do público-alvo.
A campanha atende aos seguintes grupos: pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, trabalhadores de escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Bom Jesus do Itabapoana

Nas UBS da área central e na Sala de Vacina, a vacinação vai acontecer das 7h30 às 16h30. Já nas unidades dos distritos e na Praça Governador Portela, o serviço será realizado das 7h30 às 12h30.

Cambuci

A vacinação vai acontecer no posto de saúde do bairro Floresta das 9h às 15h.

Itaocara

De acordo com a Secretaria de Saúde, as vacinas já estão disponíveis nos postos de saúde do município, nos dias úteis, das 8h às 16h.

Itaperuna

O Dia D terá vacinação em todas as UBSs da cidade, de 9h às 16h.

Laje do Muriaé

Os postos da cidade vão vacinar das 8h às 16h.

Miracema

Vacinação será no antigo Posto de Urgência do município, na praça Getúlio Vargas, de 8h às 16h.

Natividade

A Secretaria de Saúde informou que em todos os PSFs, de 7h às 16h, os postos estarão funcionando.

Porciúncula

Todos os PSFs e a policlínica estarão vacinando, de 8h às 16h.

Varre-Sai

A Secretaria Municipal de Saúde informou que das 8h às 16h, o posto de saúde Cícero Brugger de Oliveira Machado estará vacinando.


Com G1

COMPARTILHE

Presidente do DER visita Residências de Obras e Conservação e Usinas no Noroeste do estado


Em visita à Região Noroeste do estado do Rio, desde a tarde de terça-feira (30/4), o presidente do DER-RJ, Uruan Cintra de Andrade, esteve em três cidades da região, que contam com usinas de asfalto e com Residências de Obras e Conservação – as conhecidas ROCs, responsáveis pela execução das obras do departamento nas estradas.

Uruan esteve com funcionários e residentes da 10ª ROC (Miracema), da 19ª ROC (Bom Jesus do Itabapoana) e da 6ª ROC (Itaperuna). Na sua agenda pelo Noroeste Fluminense, o presidente visitou, também, a usina de asfalto do DER, em Bom Jesus do Itaboapoana.

Durante os encontros, Uruan aproveitou a oportunidade para mostrar aos funcionários e residentes do departamento os planos do estado para a melhoria das rodovias nos próximos meses do governo.
“Nossa visita foi importante para que os funcionários das ROCs conheçam a nova gestão, focada na transparência e modernização, e saibam aonde queremos chegar. Além disso, a região conta com três usinas de asfalto: Santo Antônio de Pádua, Bom Jesus do Itaboapoana e Itaperuna. Vamos reativar essas usinas para asfaltar as nossas rodovias”, disse o presidente. Uruan visitará, em breve, outras cidades e regiões do estado, assim como outras unidades de obras e usinas que pertencem ao DER-RJ.


DERRJ

COMPARTILHE

terça-feira, 30 de abril de 2019

Exposição Agropecuária de Miracema, RJ, terá shows de Luan Santana e Sorriso Maroto


Programação da festa também contará com rodeio, leilão, motocross, partidas esportivas e bandas locais




A 55ª edição da Exposição Agropecuária de Miracema, no Noroeste Fluminense, terá shows de artistas como Luana Santana, Sorriso Maroto, Henrique e Diego, e Mumuzinho. A festa começa nesta terça-feira (30) e vai até o dia 5 de maio no Parque de Exposições Jamil Cardoso.

Além dos shows, também haverá rodeio, leilão, motocross, partidas esportivas e bandas locais. Terá também tradicional desfile cívico, escolar, militar, comunitário, em comemoração aos 83 anos de Emancipação Político-Administrativa do Município de Miracema.

A programação completa do evento pode ser acessada no site da Prefeitura. Os ingressos podem ser adquiridos também pelo site.


Programação:


·         Terça (30) - Luan Santana
·         Quarta-feira (1º) - 14 Bis
·         Quinta-feira (2) - Marília Cecília & Rodolfo
·         Sexta-feira (3) - Sorriso Maroto
·         Sábado (4) - Henrique e Diego
·         Domingo (5) - Mumuzinho


COMPARTILHE

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Assaltante usa pedra e outro arma para ameaçar vítimas em assalto a padaria em Porciúncula; Vídeo


Câmeras de segurança flagraram a ação dos criminosos


Assaltantes usaram uma pedra e uma arma para ameaçar o funcionário e uma mulher em uma padaria no Centro de Porciúncula, no Noroeste Fluminense, na noite desta quarta-feira (24).

Nas imagens do circuito interno de segurança o homem permanece durante todo o tempo com a pedra e a mão levantada, enquanto o outro aponta a arma para o funcionário.

Eles rendem a vítima do lado de fora do estabelecimento. Aparentemente, é neste momento que um dos assaltantes pega a pedra no chão.



A dupla obriga o homem a entrar na loja para entregar o dinheiro. Segundo a Polícia Militar, foram levados R$ 200.

Ainda segundo a PM, também havia uma mulher na padaria. As vítimas disseram aos policiais que os criminosos fugiram.

A PM fez buscas, mas nenhum suspeito foi encontrado.
O caso está sendo investigado na 139ª Delegacia de Polícia da cidade.


G1

COMPARTILHE

Descarte irregular de lixo e entulho contribui para proliferação do Aedes aegypti em Campos


Até o final da última semana, o CRDI havia confirmado este ano 1.933 casos do chikungunya e 32 de dengue




O descarte irregular de lixo e entulho em áreas públicas e terrenos baldios é um grande vilão quando o assunto é combate ao mosquito Aedes aegypti em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, segundo a Vigilância em Saúde do município.

Os números de casos de chikungunya na cidade são preocupantes. Até o final da última semana, o Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI) havia confirmado 1.933 casos da doença em 2019. A cidade enfrentou uma epidemia de chikungunya em 2018.

A diretora da Vigilância em Saúde, Andréya Moreira, destacou que a população é parte essencial nos cuidados básicos em prol da saúde pública.
"É imprescindível a participação de todos. A Saúde conta com o comitê de combate a arboviroses, com ações efetivas. Mas de nada adiantam essas ações efetivas por parte do poder público, se a população não colaborar e se engajar nessa luta", ressaltou Andréya.

Segundo a Prefeitura, o município mantém as ações de limpeza pública e a coleta de lixo domiciliar é feita regularmente em toda a cidade. Os serviços de capina e roçada seguem um cronograma da Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp).

Na última semana, 200 sacos de lixo doméstico despejado em local indevido foram recolhidos em ação conjunta do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e Sulimp no bairro Arraial, no distrito de Travessão.
"A coleta de lixo doméstico neste bairro e em todos os outros da cidade acontece normalmente, no mínimo, três vezes por semana, então não justifica o descarte dos resíduos domésticos nas ruas e terrenos. E para entulhos, o município disponibiliza pontos para descarte, os Peves", disse o secretário de Desenvolvimento Ambiental, Leonardo Barreto.

O coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, Zika e Chikungunya, Claudemir Barcelos, explicou que o despejo irregular de lixo e entulhos é um dos grandes geradores de focos do mosquito e os moradores precisam estar mais conscientes.
"Aqui no bairro Arraial, encontramos recipientes com água acumulada e isso gera risco à incidência de doenças virais transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Retiramos resíduos acumulados em grande quantidade e precisamos que a população colabore para manter a limpeza e evitar os riscos", pontuou Claudemir.

Em casos de flagrante de descarte irregular, a população deve entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental através do telefone (22) 98175-1882.



G1

COMPARTILHE

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Mutirão contra o mosquito Aedes aegypti é iniciado em Itaperuna


Município registrou 1.382 casos das doenças transmitidas pelo mosquito de janeiro a 22 de março deste ano. No ano passado, foram 58 casos notificados entre janeiro e março


A Secretaria de Saúde de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, deu início nesta segunda-feira (15) a um mutirão contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya.

Segundo a secretaria, o município registrou 1.382 casos das doenças transmitidas pelo mosquito de janeiro a 22 de março deste ano. No ano passado, foram 58 casos notificados entre os meses de janeiro e março.

O primeiro bairro visitado foi o Cehab, onde as equipes visitarão 7.810 imóveis. A ação no bairro continua nesta terça (16) e, após atender toda a demanda, o mutirão percorrerá outros bairros do município.

Ainda de acordo com o órgão, as equipes da Vigilância Ambiental em Saúde e funcionários das Unidades Básicas de Saúde (UBS) vão visitar residências à procura de possíveis focos do mosquito para serem retirados todo material que possa acumular água da chuva.

A ação também tem o apoio da Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, secretarias do Ambiente e de Obras, Atenção Básica e agentes de endemias.


COMPARTILHE

Compartilhe