quinta-feira, 21 de setembro de 2017

VIII Circuito Musica Brasilis leva exposição interativa e espetáculo para SESI Itaperuna


Concerto faz uma homenagem aos 170 anos de nascimento da compositora Chiquinha Gonzaga



Entre os dias 30 de setembro e 06 de outubro, o Teatro do SESI Itaperuna recebe a exposição interativa "MUSICA BRASILIS - 5 séculos de música", que traça um panorama de cinco séculos de práticas musicais brasileiras de todos os tempos e gêneros. A mostra reunirá miniaturas de instrumentos, vídeos e instalações digitais. No dia do abertura (30/09), o projeto também apresentará o espetáculo cênico-musical 'Abram alas para Chiquinha Gonzaga', em homenagem aos 170 anos de nascimento da compositora. As programações integram o VIII Circuito Musica Brasilis, idealizado e dirigido pela cravista e pesquisadora Rosana Lanzelotte.

Exposição: 30 de setembro a 6 de outubro

Apoiada nos conteúdos reunidos ao longo de oito anos para o portal Musica Brasilis (www.musicabrasilis.org.br), que realiza um relevante trabalho de resgate e difusão de música brasileira, a exposição será dividida em cinco módulos:
 
Instrumental: miniaturas de instrumentos indígenas, europeus e africanos, além de totem interativo onde vídeos sobre os instrumentos podem ser acionados.

 
Jogo de compor: experiência lúdica na qual os visitantes "compõem" a partir de trechos pré-gravados, mexendo peças sobre o tablet. Desenvolvida em colaboração com o compositor Tim Rescala.

 
Jogo de Mix: visitantes customizam o volume de trilhas sonoras, para compreender como elas se somam para formar uma música. Elaborado a partir de software concebido pelo americano Stephen Malinowski.

 
Tempo: a primeira linha do tempo interativa da música brasileira, na forma de fichário infinito, que possibilita o acesso a informações e obras de compositores de todos os períodos e gêneros.


Vídeo Imagens da Música: revisitando a iconografia musical através dos séculos, o vídeo reconstitui os cantos dos tupinambás, anotados por Jean de Léry em 1557, passando pelos carros alegóricos que desfilaram no Carnaval de 1786, as práticas musicais dos escravos retratadas em gravuras de Debret, a música urbana pintada por Portinari até grafites do século XXI.
 
O time de especialistas envolvidos no projeto se conta ainda com a arte-educadora Suely Avellar, que coordena o programa educativo da exposição, que prevê visitas guiadas para grupos de estudantes.


Espetáculo: 30 de setembro

A apresentação 'Abram alas para Chiquinha Gonzaga' realiza uma homenagem aos 170 anos de nascimento da primeira compositora de relevância no país, que viveu entre os anos 1847-1935, e compôs o clássico "Abre-Alas". Chiquinha, que rompeu as barreiras de gênero, empunhou a batuta de maestrina, criou a primeira sociedade de arrecadação de direitos autorais no país - a SBAT - em 1917, escreveu operetas e vasta obra para piano. 

 
O programa, com obras de José Maurício Garcia Nunes, Chiquinha Gonzaga e H. Villa-Lobos, será apresentado pelos músicos José Staneck (harmônica), Marina Spoladore (piano) e Ricardo Santoro (violoncelo). A atriz Helena Varvaki reviverá a compositora Chiquinha Gonzaga, através do texto de Filomena Chiaradia, baseado na biografia da compositora de autoria de Edinha Diniz.


Serviço:


TEATRO SESI ITAPERUNA
Avenida Dep. José de Cerqueira Garcia, 883 - Pres. Costa e Silva. Tel: (22) 3811-9219/ 3811-9246.

Exposição: 30 de setembro a 6 de outubro
Horário: de seg. a sexta, das 9h às 13h e das 14h às 19h
Entrada gratuita
Equipe:
Concepção e curadoria: Rosana Lanzelotte
Pesquisa e conteúdos: Nívia Zumpano, Suely Avellar
Instalações digitais interativas: Superuber, Grama.CC
Programa educativo: Suely Avellar
Identidade Visual e sinalização: 6D
Produção Executiva: Cíntia Pereira

Espetáculo: 30 de setembro (sábado)
Horário: 19h
Ingressos: R$10 (vendas a partir de 1/9, de seg a sex das 8h às 20h)
- 50% de desconto para: idosos, estudantes até 15 anos (apresentando RG), estudantes acima de 16 anos (apresentando carteira estudantil) e para jovens entre 16 e 29 anos, pertencentes a famílias de baixa renda, mediante comprovação de matrícula CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal)
Lotação: 250 lugares


COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe