segunda-feira, 14 de maio de 2018

Sérgio Moro condena Léo Pinheiro, Renato Duque e ex-tesoureiro do PT


O petista Paulo Ferreira recebeu pena de 9 anos e 10 meses de cadeia. Ao todo, foram 13 sentenciados por participar do esquema de propina



O juiz Sérgio Moro, da 10ª Vara Federal de Curitiba (PR), condenou nesta segunda-feira (14/5) o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) Paulo Ferreira e mais 12 pessoas por lavagem de dinheiro e associação criminosa, no âmbito da Lava Jato. A sentença fixada pelo magistrado a Ferreira é de 9 anos e 10 meses de reclusão. A informação é do portal UOL.

Entre os alvos da força-tarefa, estão: Renato Duque, ex-diretor de serviços da Petrobras; Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS; e o operador Adir Assad. Também foram sentenciados executivos das construtoras Construbase, Construcap e Schahin Engenharia.

Condenação

A maioria dos réus condenados recebeu benefícios para o cumprimento da pena por ter colaborado com a operação, como no caso de Léo Pinheiro e Renato Duque, ou por ter firmado acordo de delação premiada, situação da maior parte dos ex-executivos das construtoras.

As exceções ficam por conta de: Paulo Ferreira; Genésio Schiavinato, ex-executivo da Construbase e sentenciado a 12 anos e 8 meses de prisão; e Roberto Capobianco, ex-executivo da Construcap, cuja pena chegou a 12 anos.

Metrópoles

COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe