segunda-feira, 11 de junho de 2018

Reclame Aqui lança app Detector de Corrupção com reconhecimento facial

Ferramenta usa reconhecimento facial para mostrar quem responde ações na Justiça

 O Congresso Nacional em Brasília
Michel Filho/Agência OGlobo



Um aplicativo lançado pelo portal de defesa do consumidor Reclame Aqui usa o reconhecimento facial para identificar políticos envolvidos em processos na Justiça.
 O "Detector de Corrupção", nome dado à ferramenta, permite que os usuários fotografem o rosto do político em qualquer lugar com o telefone. O aplicativo, então, identifica o político fotografado e revela imediatamente quais processos de corrupção ou improbidade administrativa ele responde na Justiça.

Publicidade


A ferramenta é capaz de identificar políticos que ocupam ou ocuparam cargos de presidente, vice-presidente, senadores, deputados federais e governadores nos últimos oito anos. Para aparecer no aplicativo, o político deve ser réu em ação penal ou investigado em inquérito no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF), além de estar enquadrado em ações de improbidade administrativa, corrupção passiva ou ativa, peculato, lavagem de dinheiro ou tráfico de influência.
O aplicativo é parte da iniciativa "Vigie Aqui", que oferece um plug-in para ser instalado no Google Chrome, lançado no ano passado, que marca de roxo nas páginas da Internet o nome de políticos nessa situação. Tanto o aplicativo, quanto o plug-in, consolidam informações oficiais e públicas do histórico judicial de políticos pulverizadas em diversas instâncias, como STF, Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunais de Justiça (TJs) e Tribunais Regionais Federais (TRFs).

Publicidade

Segundo o Reclame Aqui, o "Detector de Corrupção" também permite identificar se os pré-candidatos aos cargos executivos nas próximas eleições — presidente e governadores — estão envolvidos em processos de corrupção. O aplicativo está disponível na Google Play Store e na Apple Store.


O Globo

COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe