terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Prefeitura de Itaocara decreta estado de emergência

Segundo a Defesa Civil, água invadiu 236 imóveis em seis bairros


Foto: Reprodução Facebook


A Prefeitura de Itaocara, no Noroeste Fluminense, decretou estado de emergência nesta segunda-feira (12). Uma forte chuva atingiu a cidade na sexta-feira (9) e fez com que famílias tivessem que sair de casa; o córrego Santo Antônio transbordou e causou transtornos na cidade. Segundo a Defesa Civil, a água invadiu 236 imóveis em seis bairros da cidade.

De acordo com a Defesa Civil, o decreto de emergência precisa ser homologado pelo Governador Luiz Fernando Pezão e reconhecido pelo Ministério da Integração. Caso seja homologado, o município recebe ajuda financeira dos governos Estadual e Federal, e a população atingida pode sacar o Fundo de Garantir por Tempo de Serviço (FGTS).
A previsão do Instituto de Meteorologia (Inmet) é que chova forte nesta terça-feira (13) na região. Há risco de corte de energia elétrica, de queda de galhos de árvores e de alagamentos, de acordo com o Instituto. O vento pode chegar a 60 Km/h, e a chuva a 50 mm em 24 horas.
Chuva na sexta

Segundo o levantamento da Defesa Civil Estadual, 40 famílias ficaram desalojadas e perderam tudo o que tinham na enchente que atingiu Itaocara, no Noroeste Fluminense, na noite da  última sexta-feira (9). A chuva provocou uma tromba-d'água que inundou localidades, como Adolvane, Faguista, Caxias e Centro. Em apenas uma hora choveu 92mm, de acordo com o órgão, o que era esperado para todo o mês de dezembro.

Segundo ele, a tromba-d'água teve início em uma localidade conhecida como Valão de Santo Antônio, em Caeté, na zona rural. O fenômeno causou o alagamento de rios da região, onde choveu 150mm.
G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA