segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Rebelião no Rio termina com 18 reféns liberados


Presos iniciaram motim após tentativa de fuga. Três ficaram feridos



rebelião na Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, foi controlada na madrugada desta segunda-feira e os reféns foram liberados depois de negociações comandados pela Superintendência de Segurança da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap). De acordo com a Seap, ao todo 18 pessoas chegaram a ficar reféns dos presidiários, sendo oito agentes da secretaria e dez detentos.

Durante a ação contra a rebelião foram apreendidos um revólver, duas pistolas e uma granada de efeito moral. O incidente será investigado pela própria Seap, segundo nota divulgada pela instituição. A ação contou com o apoio do Gerenciamento de Crise do Centro Integrado de Comando e Controle.
Neste domingo, conforme nota divulgada pela Seap, inspetores de segurança e administração penitenciária frustraram, ainda de tarde, uma tentativa de fuga de internos na penitenciária. “Logo após, os internos iniciaram um motim”, diz a nota.
Pelo menos três presos foram feridos. Segundo a Seap, eles foram atendidos por ambulâncias da Defesa Civil e não correm risco de vida. A Secretaria informou ainda que quatro reféns foram liberados, mas não disse quantos permaneciam em poder dos detentos.
A Polícia Militar (PM) enviou para o local o Batalhão de Choque, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e todos os batalhões da Baixada Fluminense. O Grupamento de Intervenção Tática (GIT) da Seap está no local.

Mais cedo, a Seap havia informado que uma série de medidas especiais foram tomadas nas penitenciárias. Algumas delas estavam sendo planejadas antes do decreto de intervenção federal, publicado na última sexta-feira, mas foram antecipadas após o presidente Michel Temer tomar a medida.


COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe