domingo, 21 de setembro de 2014

Anvisa encontra pelo de roedor em extrato de tomate da Knorr Elefante

Lote do produto reprovado em testes foi interditado pela agência por 90 dias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje a interdição cautelar, por 90 dias, de um lote do extrato de tomate da Knorr Elefante, fabricado pela empresa Cargill Agrícola. A decisão foi tomada após testes encontrarem pelo de roedor em uma das embalagens.
Segundo a Anvisa, o lote interditado, o L6, com validade até 21 de maio de 2015, obteve resultados insatisfatórios “de rotulagem e de matéria estranha macroscópica e microscópica”. A agência informou que técnicos encontraram “fragmentos de pelo de roedor acima do limite de tolerância estabelecida”, que é de um fragmento por 100 gramas.
A decisão da Anvisa foi publicada na edição da última sexta-feira do Diário Oficial da União. A empresa Cargill Agrícola ainda não se posicionou.


A. Brasil

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA