segunda-feira, 5 de março de 2018

Saques do PIS injetam R$ 3 bilhões no mercado brasileiro


Governo do Brasil reduziu a idade mínima para retirada do benefício para 60 anos


Entre as medidas adotadas pelo Governo do Brasil para tirar o País da recessão está a antecipação do saque das contas do Programa de Integração Social (PIS). Com a liberação, R$ 3 bilhões entraram em circulação no País – outros R$ 4,8 bilhões devem ser liberados aos trabalhadores que vão aquecer a economia.
Quem trabalhou com carteira assinada de 1971 a 1988 pode sacar o saldo nas contas da Caixa Econômica Federal. Os aposentados não precisam atingir a idade mínima para retirar os valores, assim como os herdeiros de trabalhadores que já morreram.
As consultas ao saldo podem ser feitas na página da Caixa, internet banking e terminais de autoatendimento. Para sacar o benefício é preciso ter a senha do Cartão Cidadão.
FGTS
No ano passado, os trabalhadores também tiveram acesso aos valores aprisionados em contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Além de aliviar o bolso dos trabalhadores, que recuperaram os valores, a medida ainda assegurou a injeção de R$ 44 bilhões.
Inflação
O avanço no preço dos produtos também se manteve em patamares controlados e fechou o ano de 2017 com o acumulado de 2,95%, garantindo o poder de compra dos trabalhadores. Com o menor índice desde 1999, a economia nacional recebeu um impulso, que contribuiu para a geração de empregos.
Teto de Gastos
Outra medida para impulsionar a economia foi a fixação de um teto de gastos públicos. Ao determinar que o Estado não pode gastar mais do que arrecada, as despesas com a estrutura estatal ficam controladas, assegurando recursos para investimentos na sociedade.
Taxa de juros
Em fevereiro, a taxa básica de juros (Selic) atingiu a marca de 6,75%, o menor da série histórica, facilitando o acesso ao crédito e financiamentos. A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) só foi possível porque o Governo do Brasil apresentou uma série de medidas que deixaram melhor o ambiente econômico.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA