terça-feira, 22 de novembro de 2016

Banco do Brasil não renovará patrocínio e Nasr poderá deixar a F1



O Banco do Brasil informou que por mudança de estratégia de marketing decidiu que não renovará o contrato com a Sauber para a temporada de 2017 da Fórmula 1. Desta forma, o piloto Felipe Nasr poderá deixar a categoria no próximo ano. A informação foi publicada pela 'Folha de S. Paulo'

O brasileiro possui contrato com o Banco do Brasil desde 2011, e em 2015, deu aporte financeiro para que o piloto estreasse na Fórmula 1. O contrato firmado entre o Banco e a Sauber, válido até 31 de dezembro de 2016, entretanto, o contrato com o piloto seguirá até 2019. A empresa não revela os valores do patrocínio – seja para a Sauber ou para Nasr.


O piloto brasileiro, que conquistou os dois primeiros pontos da Sauber no GP do Brasil, busca seguir no time suíço. Com os pontos em Interlagos, Nasr poderá ajudar a escuderia receber ‎€ 40 milhões ao final da temporada por conta da premiação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). 

Além da Sauber, a única equipe que ainda possui vaga em aberto para 2017 é a Manor. Caso Nasr fique fora do grid de 2017, esta será a primeira vez desde 1969 que o Brasil ficaria sem representante na Fórmula 1. 

A última prova da temporada acontecerá no próximo final de semana, em Abu Dhabi. 


(Com 'Folha de S. Paulo')

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA