sábado, 18 de maio de 2019

Pirapetinga recebe recursos do Estado para intensificar combate à dengue


Durante o mês de abril também foram publicadas resoluções da Secretaria de Estado de Saúde. Confira os recursos destinados e os municípios contemplados


Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus
 Foto: Fundação Oswaldo Cruz/Divulgação



Mais cinco cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes receberam recursos do governo estadual para intensificar combate à dengue. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).
De acordo a pasta serão repassados um total de R$ 120 mil para os municípios da região. A resolução foi publicada na quarta-feira (15) pela SES-MG no Diário Oficial do Estado. (veja abaixo a tabela detalhada)
Os municípios contemplados são:
Recursos destinados aos municípios
Cidade
Incidência
R$
Desterro do Melo
Muito Alta
20.000
Lima Duarte
Alta
20.000
Piau
Alta
20.000
Pirapetinga
Muito Alta
20.000
Visconde do Rio Branco
Alta
40.000
Fonte: SES-MG

Em abril, onze cidades da região foram contempladas com os recursos. São elas: Dores de Campos, Guarani, Rio Novo, Rio Pomba, Rochedo de Minas, Santana do Deserto, Tocantins, Tabuleiro, Patrocínio do Muriaé, Piraúba e São João Nepomuceno.
Os valores variam em cada município e o cálculo para o repasse leva em consideração o número de habitantes. Esses critérios podem ser consultados na resolução publicada na página da SES-MG.
A cada 15 dias, até o fim de junho, a lista de municípios poderá ser atualizada.


No dia 23 de abril, o governo de Minas decretou situação de emergência em saúde pública em parte do estado como medida para conter o avanço da dengue.
Novos casos
Nesta semana, vinte e seis cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes registraram 243 casos prováveis de dengue. Os dados foram divulgados no último Boletim Epidemiológico da SES-MG.
Na cidade de Tocantins, foram registrados 41 casos e 31 em São João del Rei. Já em Guarani, a SES-MG contabilizou 18 novos registros; em Ubá, 13; São João Nepomuceno, 10; Viçosa, nove; Recreio, oito; Piraúba, São Geraldo e Tabuleiro, sete; Cataguases, Dores de Campos e Leopoldina, seis; Eugenópolis, cinco; Mar de Espanha e Rio Pomba, três; Barbacena e Volta Grande, dois; Barbacena Lima Duarte e Volta Grande.
Outros seis municípios tiveram um registro: Juiz de Fora, Mercês, Rochedo de Minas, Santa Cruz de Minas, Senador Firmino e Desterro do Melo.
Veja a situação detalhada de cada cidade da região:
Cidade
Incidência
Casos prováveis em 2019
Além Paraíba
33,97 (baixa)
12
Astolfo Dultra
49,70 (baixa)
7
Barbacena
21,26 (baixa)
29
Barroso
62,79 (baixa)
13
Bicas
450,42 (média)
65
Cataguases
72,30 (baixa)
54
Chácara
897,15 (muito alto)
28
Coronel Pacheco
162,34 (média)
5
Descoberto
520,42 (alta)
26
Dores de Campos
446,38 (alta)
45
Desterro do Melo
650,91 (muito alto)
19
Guarani
3470,74 (muito alto)
309
Goianá
812,18 (muito alto)
32
Juiz de Fora
290,80 (média)
1.641
Leopoldina
135,16 (média)
71
Lima Duarte
875,77 (alta)
146
Mar de Espanha
259,33 (média)
33
Muriaé
176,67 (média)
191
Patrocínio de Muriaé
1486,2 (muito alto)
84
Rio Novo
838,83 (muito alto)
75
Rio Pomba
1442,31 (muito alto)
329
São João del Rei
432,78 (média)
388
São João Nepomuceno
5850,33 (muito alto)
1.537
Santa Cruz de Minas
222,46 (média)
19
São Geraldo
271,29
33
Tocantins
951,69 (muito alto)
158
Ubá
183,78 (média)
210
Viçosa
297,63 (média)
233
Visconde do Rio Branco
818,52 (muito alto)
345
Fonte: SES

G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA