sexta-feira, 17 de maio de 2019

Dirigente do Botafogo faz pedido: 'Só a torcida pode salvar o clube mais endividado do Brasil'

Vice-presidente de finanças falou sobre momento do clube 




A situação financeira do Botafogo é bastante delicada. O vice de finanças do clube, Luiz Felipe Novis, afirmou que uma recuperação do Glorioso passa pela força do seu torcedor. "Somente a torcida por salvar o clube mais endividado do Brasil", disse o dirigente em entrevista ao portal "UOL". 

"Só temos receitas operacionais, não temos receita financeira. A nossa, líquida, em 2018 foi de aproximadamente 167 milhões, caiu 34%, pois foi de 254 milhões em 2017. A bilheteria impacta muito no Botafogo porque os resultados não sendo os esperados isso mexe com a torcida. Em 2018 ainda escapamos do rebaixamento e obtivemos uma premiação, mas estamos tendo problemas em 2019, no Carioca, na Copa do Brasil, então a torcida não comparece na mesma escala, o que é natural, não vai aqui nenhuma dívida", afirmou. 


De acordo com Novis, a atual administração alvinegra não cometeu nenhum deslize financeiro para que a situação atual tivesse acontecido. 

"Não houve um descontrole das despesas, seguimos tentando ser o mais austero possível em relação aos gastos, mas as receitas caíram e o clube não conseguiu dinheiro novo por meio da área comercial, então a financeira tentou equilibrar por meio de operações financeiras e isso está impactando em 2019", disse.

ODia

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA