segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite começa dia 15 de agosto


A Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação Municipal de Imunobiológicos (Sala de Vacinas) e o NICES (Núcleo de Informação, Comunicação e Educação em Saúde Permanente e Continuada), informa que no próximo dia 15 de agosto, acontecerá a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite (paralisia infantil). A Campanha se estenderá até o dia 31 de agosto de 2015, atendendo a crianças da faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos.
Segundo Vanilton Miranda, coordenador do setor de Imunobiológicos, o último caso de paralisia infantil no Brasil foi em 1989. “Porém, devemos estar atentos a novas reintroduções do Poliovirus. A não ocorrência não significa que estamos de todo protegidos, pois, somos um País muito visitado e por conta deste status, devemos nos acautelar da vinda de viajantes de países que ainda tem a circulação do Poliovirus selvagem, como a Índia, Nigéria e Paquistão. É necessário que haja campanhas de vacinação, vital para a não reintrodução do vírus no Brasil. A própria Organização Mundial de Saúde reconhece isso”, diz Vanilton.
Vacina é ofertada sem custo
O NICES informa que a vacina contra a Poliomielite é oferecida na rede básica de saúde do município sem custo, tratando-se de um serviço básico ofertado pelo Ministério da Saúde, através do Sistema Único de Saúde (SUS).
De acordo com Gesiney Botelho, técnico do NICES, a vacina está disponível durante todo o ano na Sala de Vacinas do Centro de Saúde Dr. Raul Travassos. “É vacinação de rotina para todas as crianças. Por isso, a faixa etária é de crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade que ainda não receberam a dose. A doença é transmitida por três tipos de vírus, por isso as várias doses. Caso a criança não desenvolva imunidade para um determinado vírus, mediante a aplicação das doses da vacina, até os 5 anos, aumenta a oportunidade da imunização. É importante lembrar aos pais e responsáveis que não se esqueçam de levar a carteirinha de vacinação aos postos de saúde”, alerta Gesiney.
O que é Poliomielite?
Doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacinação. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas, adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia permanente ou transitória, principalmente nos membros inferiores. A deficiência motora instala-se subitamente e a evolução desta manifestação, frequentemente, não ultrapassa três dias.
A doença é transmitida pelo Poliovirus, que é carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças sem vacinação em um mesmo local, favorecem a transmissão.
Não há tratamento específico para a poliomielite. Todos os casos devem ser hospitalizados, procedendo-se ao tratamento de suporte, de acordo com o quadro clínico do paciente. Somente a prevenção, por meio da vacina, garante que a pessoa fique imune à doença.
POSTOS DE VACINAÇÃO - Aré, Aeroporto, Boa Fortuna, Boa Ventura, Boa Vista, Carulas, Cehab, Costa e Silva, Comendador Venâncio, Frigorifico, Horto, Raposo, Retiro do Muriaé, São Francisco, São Matheus, Surubi, Guaritá e Fiteiro.




Ascom

COMPARTILHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe