segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Porciúncula decreta situação de emergência em razão das chuvas e alagamentos

A morte de um morador foi confirmada no Centro por conta das enchentes


Foto: Divulgação

município de Porciúncula, decretou, na noite deste domingo, situação de emergência por conta das fortes chuvas. Segundo a prefeitura, 85% da cidade chegou a ficar submersa e não há água potável para a população, já que a Cedae interrompeu o fornecimento após o transbordamento do rio Carangola. A morte de um morador foi confirmada no Centro por conta das enchentes. 

O decreto 2.000/2020, que instituiu a situação de emergência, em nível 2, dando detalhes do desastre, conforme previsto na Instrução Normativa 02/2016 do Ministério da Integração Nacional. As chuvas que alagam a cidade começaram no dia 21 e as cheias aumentaram a partir da tarde do dia 24, com o transbordamento do Rio Carangola.

Foto: Divulgação


Segundo números do governo municipal, alagaram ruas dos bairros Centro, Operário, Ilha, João Braz, Nova Caeté, Nossa Senhora da Penha, Barra, Olívia Peres, atingindo aproximadamente 4,5 mil pessoas.

O governador do Rio, Wilson Witzel, esteve em Porciúncula neste domingo para ver os estragos causados pelas chuvas e anunciou a descentralização de R$ 23 milhões para ajudar cidades do Norte e Noroeste fluminense atingidas pela chuva.

Foto: Divulgação


O rio Carangola começou a baixar lentamente, e até a última medição, às 11h26m, o nível do rio estava em 5,98 m


Com ODia

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA