segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Incentivada pelo Rio Leite, Quatá completa um ano de operação em Itaperuna

Grupo adquiriu fábrica da LBR, revigorou marca Leite Glória e manteve 180 empregos diretos


Localizado em uma importante bacia leiteira do estado, foi com expectativas positivas que o município de Itaperuna, na Região Noroeste, recebeu há um ano a chegada da Quatá.

Atraído pelos incentivos do programa Rio Leite, da Secretaria de Agricultura, o grupo que já opera seis fábricas em Minas Gerais, São Paulo e Paraná, adquiriu a planta industrial, que já pertenceu a Parmalat e LBR, iniciando sua operação no Rio de Janeiro.

Na quinta-feira (05/09), o secretário de Agricultura, Christino Áureo, visitou a indústria, em Itaperuna, que investiu no revigoramento da tradicional marca Leite Glória e evitou a demissão de 180 funcionários.

- Acompanhamos a derrocada da Parmalat, que fechou 19 indústrias de laticínios. Aqui não deixamos que o fracasso da empresa virasse tragédia. Incentivamos sua revitalização através de um grupo que é referência no mercado de laticínios e hoje viemos aplaudir o sucesso da empreitada – destacou o secretário.

Com incentivos do Rio Leite, a Quatá adquiriu os ativos e maquinários da fábrica e a marca Leite Glória. Para os sócios Feliciano Guerra e Maurício Cardoso foi um bom negócio e pretendem aumentar a produção.

- A política de incentivos do estado nos deu a oportunidade de adquirir a marca Glória, nascida no Rio de Janeiro. Temos orgulho em manter esses produtos no mercado e de contribuir para o fortalecimento da pecuária leiteira fluminense - afirmou Maurício.

Geração de empregos e fortalecimento do produtor

Além da manutenção dos 180 empregos diretos, a instalação da Quatá representa a abertura de mercado para o produtor rural. A unidade beneficia 250 mil litros de leite diariamente, captados de 280 produtores e 11 associações rurais.

- Estamos fomentando a produção leiteira na região. Valorizamos a qualidade do leite e praticamos o melhor preço junto ao produtor. Isso está revertendo em aumento de volume para beneficiamento - disse Fernando Carvalho, gerente da fábrica.

A Associação Ruralista da Serrinha concorda. Os 22 agricultores familiares associados decidiram, a partir deste início de setembro, enviar os 35 mil litros de leite produzidos mensalmente, que eram entregues em outro município, para a Quatá.

- Além do melhor preço, mais contato com os dirigentes e proximidade com a fábrica, estamos contribuindo para o crescimento do nosso município - disse Telma Bastos, secretária da associação, que fica em Retiro do Muriáe, distrito de Itaperuna.

Caminhos para o desenvolvimento

Na oportunidade, o prefeito Alfredo Rodrigues destacou as ações da secretaria estadual de Agricultura para beneficiar os produtores rurais, especialmente o programa Estradas da Produção.

- Mais de 200 quilômetros de estradas vicinais já foram recuperados em nosso município. Se não tivermos estrada, o leite não chega à indústria - disse.

Os avanços com o Rio Rural também foram destacados pelo secretário Christino Áureo durante a visita. A implantação de pastejos rotacionados e a disponibilização de tanques de resfriamento pelo programa estão aumentando a produtividade e qualidade ao leite.

Na ocasião ele anunciou a instalação de 40 mil unidades de fossas sépticas em todo o Estado, afirmando que o saneamento rural é uma das prioridades da secretaria.

- Investimos na qualidade de vida do agricultor. Boas estradas, fortalecimento da produção, melhores condições de trabalho e de saúde. É isto que faz o Rio de Janeiro crescer. Fomos apontados como o segundo melhor Estado da região Sudeste e o oitavo do Brasil em desenvolvimento rural sustentável – afirmou.
Ascom da Secretaria de Agricultura


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA