quarta-feira, 29 de junho de 2016

Exposição Arqueológica é destaque em Itaocara e Aperibé

A Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. realiza mostra após conclusão de resgate na área do canteiro de obras


A Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. realizou neste mês de junho de 2016 a exposição Resgate Arqueológico na área da UHE Itaocara I, nos municípios de Itaocara e Aperibé. Com a proposta de dar conhecimento à população sobre os resultados da primeira etapa das ações de resgate do patrimônio arqueológico na área do canteiro de obras da UHE Itaocara I, a exposição aconteceu na sede da usina, em Itaocara, nos dias 21 e 22, e no Centro de Convenções Ataíde Faria Leite, em Aperibé, nos dias 23 e 24. 

Apresentada por Maria Janine Pereira de Azevedo e Yasmin Pacheco, da Educação Patrimonial da Autonomia Arqueologia (empresa responsável pelo trabalho), a exposição contou com banners e materiais também encontrados em outros sítios arqueológicos, para chamar atenção sobre a importância do trabalho da Arqueologia em grandes empreendimentos. Com a parceria das Secretarias Municipais de Educação de Itaocara e Aperibé, a mostra recebeu aproximadamente 460 visitantes, em especial alunos das redes públicas, Senac, Apae, lideranças comunitárias, representantes de instituições e gestores públicos dos municípios da área de influência do empreendimento. 

Um resgate iniciado em março

Sob a coordenação técnica do arqueólogo Filipe André do Nascimento Coelho, também da Autonomia Arqueologia, e apoio institucional do Laboratório de Arqueologia Brasileira, o trabalho de resgate dos sítios arqueológicos identificados na área do canteiro de obras da UHE Itaocara I, no município de Aperibé-RJ, começou em março deste ano. Os técnicos realizaram escavações para identificação e resgate dos vestígios de civilizações que habitaram a região no passado.
  
Durante o trabalho de campo foram encontrados fragmentos cerâmicos, metais, louça e vidros de importância arqueológica em três locais previamente identificados. O mesmo trabalho será feito posteriormente em áreas do reservatório da usina. Ao todo foram relacionadas 67 áreas de interesse arqueológico no âmbito do empreendimento. 

Arqueologia passo a passo 

O trabalho de prospecção arqueológica consiste em quatro etapas: Prospecção Arqueológica – quando os sítios arqueológicos são identificados, mapeados e classificados; Resgate e Monitoramento – nesta fase são feitas escavações, coleta, registro fotográfico e identificação do material encontrado; Monitoramento – consiste na marcação e isolamento dos sítios arqueológicos que não serão afetados pelo empreendimento; Educação Patrimonial – fase de realização de palestras e exposições para dar conhecimento ao público de interesse na área de abrangência do empreendimento; Guarda do material encontrado – quando todo material de interesse arqueológico encontrado é fotografado, limpo e encaminhado ao laboratório para ser higienizado, analisado e catalogado. Esse material é destinado a instituições cadastradas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e fica disponível para estudos. 

A autorização para esta atividade na área da UHE Itaocara I foi dada através da portaria número 9, de 26 de fevereiro de 2016, do Iphan, publicada no Diário Oficial da União, em 29 de fevereiro. Esta exposição integra o Programa de Gestão do Patrimônio Arqueológico e Educação Patrimonial, uma das 43 ações ambientais previstas no Projeto Básico Ambiental (PBA), no processo de licenciamento da usina, coordenado e fiscalizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e, no caso da arqueologia, pelo Iphan.

Ascom


terça-feira, 28 de junho de 2016

Em 20 anos, idade mínima para se aposentar pelo INSS pode chegar aos 70

O governo federal deverá apresentar às centrais sindicais, nesta terça-feira, o esboço das propostas para a reforma da Previdência. Segundo a Casa Civil, entre as sugestões, estará a possibilidade de fixar a idade mínima para aposentadoria por tempo de contribuição em duas faixas: a primeira em 65 anos, para homens e mulheres, e a segunda em 70, que deverá ser aplicada daqui a 20 anos. Para o ministro da pasta, Eliseu Padilha, a proposta de mudança nas regras de concessão de benefícios será finalizada após um intenso debate com os trabalhadores.
— Não temos uma reforma pronta para apresentar. Precisamos discutir. Porém, temos que ter em mente que precisamos caminhar em direção à sustentabilidade financeira da Previdência Social. A única coisa certa, até o momento, é que não podemos prejudicar o trabalhador que está perto de se aposentar — afirmou o ministro.

Para fixar a nova idade mínima, o governo trabalhará em regras de transição, para que trabalhadores que já estão no mercado e ainda precisam trabalhar por alguns anos para se aposentar não sejam totalmente prejudicados pelas novas normas. Por exemplo, se um homem de 50 anos de idade já contribuiu para o INSS por 28 dos 35 anos de trabalho exigidos pela lei atual, ele não terá que trabalhar mais 15 anos, até atingir os 65 de idade mínima. Para que não seja tão prejudicado, haverá uma regra de transição (com exigência menor).

O objetivo do governo, segundo a Casa Civil, é elevar a idade com que as pessoas se aposentam. A média nacional, atualmente, é de 54 anos.

Entre os sindicatos, é quase consenso que o estabelecimento da idade em 65 anos seja aprovado, mas a ideia deverá sofrer uma grande resistência por parte dos trabalhadores. De acordo com o presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical, João Batista Inocentini, os trabalhadores esperam do governo soluções que resolvam o problema atual do caixa da Previdência Social, que é deficitário, e não apenas mudanças que prejudiquem os segurados:
— Fizemos reivindicações como a taxação do agronegócio e a venda de imóveis da Previdência Social. Queremos respostas imediatas quanto a isso. Em relação ao absurdo de quererem implementar uma idade mínima que chegue a 70, nossa posição é a mesma. Vamos combatê-la ao máximo. Não podemos deixar que o governo prejudique os trabalhadores.

Eliseu Padilha declarou, no entanto, que as propostas das centrais não resolvem o problema do déficit previdenciário, que este ano está estimado em R$ 167 bilhões.



Extra

Polícia Federal deflagra operação contra fraudes de R$ 180 milhões na Lei Rouanet

Os investigadores constataram que eventos corporativos e festas privadas foram bancados com dinheiro público

A Polícia Federal deflagrou, em conjunto com a Controladoria-Geral da União, nesta terça-feira, 28, a Operação Boca Livre. O alvo da ação são fraudes de até R$ 180 milhões na Lei Rouanet.
Ao menos 124 policiais federais e servidores da Controladoria Geral da União cumprem 14 mandados de prisão temporária e 37 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro e no Distrito Federal, todos expedidos pela 3ª Vara Federal Criminal em São Paulo. A investigação cita o Ministério da Cultura, as empresas Bellini Eventos Culturais, Scania, KPMG e o escritório de advocacia Demarest, Roldão, Intermedica Notre Dame, Laboratório Cristalia, Lojas 100, Nycomed Produtos Farmacêuticos e Cecil.
A Lei Rouanet foi criada no governo Fernando Collor (PTC/AL), em 1991. A legislação permite a captação de recursos para projetos culturais ppr meio de incentivos fiscais para empresas e pessoas físicas. Na prática, por exemplo, a Lei Rouanet permite que uma empresa privada direcione parte do dinheiro que iria gastar com impostos para financiar propostas aprovadas pelo Ministério da Cultura para receber recursos.
O inquérito policial foi instaurado em 2014, após a PF receber documentação da Controladoria Geral da União de desvio de recursos relacionados a projetos aprovados com o benefício fiscal. Há indícios de que as fraudes ocorriam de diversas maneiras como a inexecução de projetos, superfaturamento, apresentação de notas fiscais relativas a serviços/produtos fictícios, projetos simulados e duplicados, além da promoção de contrapartidas ilícitas às incentivadoras.
As investigações constataram que eventos corporativos, shows com artistas famosos em festas privadas para grandes empresas, livros institucionais e até mesmo uma festa de casamento foram custeados com recursos de natureza pública, obtidos por meio da Lei Rouanet.
A pedido da PF, a Justiça Federal inabilitou, em sede liminar, algumas pessoas jurídicas para a propositura de projetos culturais junto ao MinC e à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Também foi realizado o bloqueio de valores e o sequestro de bens como imóveis e veículos de luxo.

Secretário de Estado de Saúde visita Itaperuna e se reúne com prefeitos e secretários do Noroeste Fluminense


Nesta segunda-feira, 27, o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, esteve em Itaperuna, onde se reuniu com o deputado Estadual Jair Bittencourt; prefeito Alfredo Paulo Marques Rodrigues, o Alfredão; Dr. Renam Catharina Tinoco; demais prefeitos e secretários da Região Noroeste Fluminense.

De acordo com o secretário de Estado Luiz Antônio, a reunião é uma oportunidade ímpar para conhecer as demandas de Itaperuna e região. “O mais importante aqui é ouvir vocês, saber no quê a gente pode ajudar”, comenta. O secretário ainda falou sobre o momento delicado pelo qual passa o Estado e, sobre a possibilidade de o Governo Federal realizar repasses nos próximos dias. “Se os recursos vierem, vamos priorizar o pagamento de UPA, depois, Farmácia Básica”, complementa.

O prefeito Alfredão pontuou justamente a situação da UPA (Unidade de Pronto Atendimento - 24 Horas), cujos repasses do Governo do Estado não estão acontecendo, e a Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria Municipal de Saúde, acaba tendo que arcar com essa despesa. “Temos priorizado a Saúde. Estamos mantendo a UPA funcionando. A prioridade é a Saúde, mas, acaba faltando dinheiro para outras áreas”, diz Alfredão.

O deputado Jair citou a necessidade de fortalecer o Hospital São José do Avaí (HSJA), e recuperar os outros hospitais da região. “Nós precisamos fortalecer o Hospital São José do Avaí e precisamos manter os hospitais das outras cidades funcionando”, afirma.

Já o secretário de Saúde de Itaperuna, Marcelo Poeys, agradeceu à direção do HSJA pelo apoio, junto ao município de Itaperuna e os demais municípios e ratificou as palavras do prefeito Alfredão. “Nós estamos destinando grande parte da verba do município para manter a UPA funcionando. Isso tem despendido parte dos nossos recursos. Nós pedimos esse olhar mais atencioso por parte do Estado e que possa ser solucionada essa questão dos repasses do Estado para a UPA”, reforça Marcelo.

Os demais prefeitos e secretários foram unânimes ao pontuarem a necessidade urgente de o Governo do Estado do Rio de Janeiro disponibilizar recursos, ajustar os repasses para a UPA, aumentar a demanda de exames de média e alta complexidade, dentre outras questões. O secretário de Estado de Saúde Luiz Antônio disse que irá voltar à região, com o intuito de visitar os demais hospitais do Noroeste Fluminense.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Ex-goleiro Bruno se casa com dentista em presídio de Minas Gerais


O goleiro Bruno Fernandes se casou, no sábado (18), em cerimônia realizada dentro da APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado) de Santa Luzia, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte.
Bruno cumpre pena de 22 anos por ter sido condenado, em 2013, pela morte de Eliza Samudio, sua ex-amante. Eliza desapareceu em 2010. O jogador se casou com a dentista carioca Ingrid Calheiros, com quem iniciou relacionamento amoroso durante o processo sobre o caso.
Outro casamento de um colega de presídio de Bruno foi feito na mesma ocasião. Segundo a assessoria do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), que mantém parceria com as APACs, a cerimônia foi realizada pela Igreja Quadrangular [evangélica] e tem "efeito civil".
Ainda conforme o tribunal, foram convidados parentes e amigos dos noivos, além de voluntários da APAC. O setor informou que eles foram previamente selecionados por meio de uma lista apresentada à direção da unidade. O casamento duplo teve acompanhamento de uma banda de louvor. Não foram permitidas fotos do ato.
Após o evento, foi servido um almoço aos participantes. A refeição, preparada anteriormente pelos voluntários e recuperandos do regime semiaberto, não teve o cardápio divulgado.
Segundo o TJ-MG, já foram realizadas nesta unidade quatro cerimônias de casamentos que contaram ao todo com a participação de 17 casais. As visitas íntimas a confinados nessa APAC ocorrem quinzenalmente.
UOL


Sisu: instituições de ensino começam a convocar estudantes em lista de espera

Os candidatos em lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começarão a ser convocados pelas instituições de ensino a partir de hoje (23). Os estudantes devem ficar atentos e acompanhar a convocação na instituição para a qual se candidataram. 
O Sisu seleciona candidatos às vagas em universidades federais e estaduais e institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Puderam participar do Sisu os estudantes que fizeram o Enem de 2015 e não tiraram 0 na redação.
O prazo para se inscrever na lista de espera terminou no último dia 17. Puderam participar tanto os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das opções na chamada regular quanto aqueles selecionados na segunda opção, independentemente de terem feito a matrícula. A participação na lista de espera está restrita à primeira opção de vaga do candidato. Nesta edição foram ofertadas 56.422 vagas, em 65 instituições públicas de ensino superior.
A.Brasil

Vereadores de cidade no sertão da PB reduzem pagamento para 1 salário mínimo

Centro do município de Água Branca, no sertão da Paraíba
A partir de 2017, os nove vereadores de Água Branca (a 373 km de João Pessoa), no sertão da Paraíba, vão receber salário mínimo para exercer a função. A decisão foi tomada de forma unânime pelos parlamentares na sessão da última sexta-feira (17). Hoje, o salário dos vereadores da cidade é de R$ 2.700.
A estrutura da Câmara é pequena: são oito servidores concursados e três assessores para cada um dos vereadores --que atuam na área jurídica e contábil.
Segundo o presidente da Câmara, Miraci de Sousa (DEM-PB), a decisão foi tomada por conta da crise econômica que atinge o país. "A queda de orçamento do município do mês passado para cá foi de quase 50%, e tínhamos que ajudar de alguma forma a cidade. Recebi a ideia de um vereador, vi que era possível, procurei os vereadores e não tive dificuldades", disse o parlamentar, que não pretende disputar a reeleição em outubro, mas vai lançar o filho. "Ele tem muitas propostas para melhorar o município."

Recursos devolvidos

Em 2015, a Câmara de Vereadores devolveu cerca de R$ 5.000 aos cofres da prefeitura. "O dinheiro serviu para a perfuração de um poço. A obra já foi executada e dá hoje 8.000 litros de água por dia para a comunidade", disse.
Desde 2012, Água Branca sofre com a severa seca que atinge o semiárido nordestino. Para 2016, a ideia é devolver ainda mais recursos para servir de obras de apoio às comunidades que sofrem com a estiagem. "Já estou com um recurso em caixa de R$ 10 mil para devolver e que dará para perfurar mais dois poços", explicou o vereador.
Após a decisão, o vereador disse que passou a ser procurado por pessoas de todo o país. "A repercussão da cidade é ótima, as pessoas gostaram; e estou recebendo ligação de todos os Estados, as pessoas querem realmente confirmar se é verídico", contou.

Uol

Estado expõe oportunidades geradas pelos Jogos Olímpicos


Encontro visa estimular envolvimento de municípios nos Jogos Rio-2016



Menos de 45 dias separam o Rio de Janeiro das Olimpíadas. Pensando nisso, o Governo do Estado organizou nesta terça-feira, 21, um encontro com a presença de prefeitos de praticamente todas as cidades fluminenses com o intuito de apresentar a complexidade da organização dos Jogos Olímpicos e estimular o envolvimento de todos os municípios neste que é considerado o maior evento esportivo do planeta.
De acordo com Leonardo Espíndola, secretário-chefe da Casa Civil, trata-se de um momento em que o Rio estará superexposto de uma maneira absolutamente positiva, o que é considerado fundamental para que todos aproveitem essa chance. “É importante que cada município, dentro das suas capacidades e características, possa aproveitar os milhares de turistas que vêm para a cidade e as oportunidades de negócio, que vão nos permitir atrair mais investimentos e eventos futuros”, afirmou.
Durante a Copa do Mundo, o estado teve uma mostra do impacto de um megaevento esportivo para o país. O número de estrangeiros saltou de 5,8 milhões para 6,4 milhões. Pela primeira vez, o Rio bateu a marca de seis milhões de turistas internacionais e foi registrado um incremento de quase 60% na entrada de dólares no período do evento. A expectativa de ganho institucional com as Olimpíadas é ainda maior. No Mundial de Futebol, o Brasil recebeu 32 seleções e mais de 15 mil profissionais de mídia. Já nos Jogos, serão 206 federações de atletas e mais de 25 mil funcionários de comunicação.
Outro otimista a participar do evento foi o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, para quem um legado será deixado tão logo as competições sejam concluídas. “O governo está empenhado em interiorizar os Jogos Olímpicos, levando benefícios para cidades do interior e este é o motivo de nosso encontro, para que todos estejam empenhados nesse sentido”, destacou Marco Antônio Cabral.
As Olimpíadas 2016 estimularam a execução de políticas públicas para revitalizar a cidade e melhorar a qualidade de vida da população. Desde a candidatura do Rio como sede olímpica, o enfoque é de que os Jogos Olímpicos devem servir à cidade e não o contrário. Para cada real gasto com instalações esportivas, outros cinco são investidos em obras para a população, como linhas de BRTs, VLT e metrô, revitalização de áreas abandonadas e projetos de saneamento, entre outros.
Representando Macuco, o prefeito Félix Lengruber disse que é importante atrair investimentos e que o aumento significativo do turismo no Rio de Janeiro também pode se refletir positivamente nos municípios do interior. “Precisamos acreditar que somos capazes de absorver esse legado extraordinário que são oferecidos pelos Jogos Olímpicos”, disse Lengruber.


Ascom

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Prefeitura realiza o 5º Circuito de Agroturismo Religioso


SENAI Espaço da Moda vai receber palestra sobre aumento de produtividade na indústria

Empresários vão receber informações sobre o Programa Brasil Mais Produtivo paralelamente ao lançamento do Inova Moda Inverno 2017




A palestra acontece juntamente com lançamento do Inova Moda Inverno 2017, nesta quinta-feira, 23, das 18h às 22h, no auditório do SENAI Espaço da Moda, localizado na Avenida Conselheiro Julius Arp, 85, no Centro de Nova Friburgo. No evento gratuito idealizado pelo Sebrae, os empresários terão a oportunidade de conhecer o Brasil Mais Produtivo. O programa visa atender 3 mil empresas industriais de pequeno e médio porte em todo o Brasil, com o objetivo de aumentar em 20% a produtividade. O conceito baseia-se na redução dos sete tipos de desperdícios (superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos).


A proposta prevê o investimento em 4 setores prioritários: Vestuário e Calçados; Alimentos e Bebidas; Metalmecânico; e Moveleiro. A iniciativa é uma realização do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).


O objetivo do Inova Moda, evento âncora, é incentivar o mercado local a elaborar peças, vestuários e acessórios com base no que será produzido nas principais capitais do setor como Londres, Paris e Milão para ser moda no ano que vem, visando um mercado cada vez mais exigente. As inscrições podem ser feitas pelo 0800-570-0800.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mais de 2 mil estão na fila por uma bicicleta feita de garrafa PET

Criada pelo artista plástico Juan Muzzi, uruguaio radicado no Brasil, a bike, fabricada sob encomenda, é leve, não enferruja e promete até menos pressão na próstata e menos esforço da coluna vertebral

Uma bicicleta toda feita de garrafas PET recicladas está fazendo o maior sucesso entre o público consumidor. Ela foi criada por um artista plástico uruguaio radicado no Brasil, Juan Muzzi. Entre outras vantagens a Muzzicycle não enferruja, não precisa de solda, de amortecedor nem de pintura — pois a cor é injetada.
O fabricante ainda garante que a bike diminui a pressão na próstata e exige menos esforço da coluna vertebral. Não bastassem todas essas vantagens, ainda deve-se levar em conta o bem que um produto assim pode fazer à saúde do planeta — cada quadro da Muzzicycle consome cerca de 200 garrafas PET descartadas..
Por conta disso, um monte de gente anda louca para adquirir uma, mas a Muzzi é fabricada sob encomenda, feita por meio do site Muzziccycles. Na lista de pedidos já existem mais de 2 mil pessoas em fila de espera.
Ah, o preço é outro atrativo. A bicicleta de garrafas PET é fabricada em seis modelos. O mais barato deles custa R$ 980 (o modelo Nilo, de marca única) e o mais caro, R$ 3.200 (o modelo Rento, sete marchas, freio a disco).

domingo, 19 de junho de 2016

A Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. realiza a exposição



 
A Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. realiza em junho de 2016 a exposição Resgate Arqueológico na Área da UHE Itaocara I, nos municípios de Itaocara e Aperibé. A proposta é dar conhecimento à população sobre os resultados da primeira etapa das ações de resgate do patrimônio arqueológico na área de influência direta da UHE Itaocara I, realizadas no local onde será instalado o canteiro de obras da usina. A exposição acontece nos dias 21 e 22 em Itaocara (na sede da usina – Rua Marechal Floriano Peixoto, 152 – Jardim da Aldeia - Itaocara) e 23 e 24 em Aperibé (no Centro de Convenções Ataíde Faria Leite – Rua Prof. Honório Silvestre, 228, Centro, Aperibé), de 09 as 12 e de 14 às 17 horas.

Projeto Maternidade Cidadã reúne 28 gestantes na Clínica da Família em Bom Jesus





A segunda turma de 2016 do projeto Maternidade Cidadã em Bom Jesus do Itabapoana reuniu 28 gestantes na última quinta-feira (16/06). Elas compareceram ao auditório da Clínica da Família onde assistiram a palestras e receberam kits para cuidar dos bebês que vão chegar. O projeto é uma parceria das secretarias de Saúde e de Assistência Social e Habitação.

Depois das boas-vindas, dadas pela coordenadora do projeto, enfermeira Michelli, as futuras mães ouviram as orientações do obstetra Luiz Francisco. Ele destacou a importância do parto normal – “um direito de todas” – e tirou as dúvidas sobre o trabalho de parto.

O médico informou às gestantes que tanto o parto normal como a amamentação são as melhores defesas para a saúde das crianças nos primeiros anos de vida. Ele disse que países muito mais pobres do que o Brasil têm índices de mortalidade infantil menores do que os nossos:
- Na África, por exemplo, ninguém pode pagar uma cesariana e o único alimento que a mãe pode dar a seu filho é o próprio leite. Conclusão: o bebê não morre de infecção hospitalar e cria anticorpos que o protege de várias doenças.

Outro fator importante destacado por Luiz Francisco foi o exercício dos músculos da face feitos pela criança quando mama no peito. Essa movimentação vai ajudar na articulação das primeiras palavras e quando ela for alfabetizada.

Em seguida, a enfermeira Michelli instruiu as futuras mamães quanto aos cuidados nos primeiros meses de vida. Ela falou, principalmente, sobre os cuidados com a higiene, como a hora do banho, quantidade e temperatura ideais da água e que tipo de produtos usar na pele e nos cabelos do bebê.

Ascom

Feira da agricultura familiar supera expectativas no Norte Fluminense


Cerca de mil pessoas prestigiaram o evento, que contou com a parceria da Fiperj



A 1ª Feira Territorial da Agricultura Familiar e Reforma Agrária do Norte Fluminense foi um sucesso! Promovida pelo Colegiado do Território da Cidadania da região junto a uma comissão que contou com a participação da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), o evento aconteceu nos últimos dias 10 e 11 em Campos dos Goytacazes, e contou com cerca de mil pessoas. O objetivo foi divulgar as ações das instituições e vender produtos de associações de agricultores rurais, pescadores, quilombolas e assentados da reforma agrária dos nove municípios que fazem parte do Território da Cidadania.

A feira agradou aos moradores do município, como a professora Rosemary Bastos, que ficou muito satisfeita. “O espaço escolhido foi ótimo, com um ambiente bem familiar e produtos fresquinhos comprados diretamente dos produtores. Esperamos que aconteça sempre", falou.

A Fiperj teve uma barraca com folders informativos, onde os técnicos puderam apresentar o trabalho da Fundação e esclarecer dúvidas relacionadas à pesca e aquicultura, políticas públicas e outras informações acerca do setor. Além disso, um caminhão foi disponibilizado pela instituição, em conjunto com a Centrais de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro (Ceasa-RJ), para o transporte dos produtos de cooperativas e associações. Para o chefe do Escritório Regional Norte Fluminense I, Luis Bernabe Castillo, a ação foi extremamente positiva e fortaleceu o Território.

- Foi ótimo porque não se tratou de uma simples feira, mas um espaço multisetorial, com oportunidade para todos os segmentos da sociedade civil e instituições públicas, onde, além de promover a comercialização das diversas formas de produção, a região demonstrou sua identidade e potencialidades – concluiu.

A Fiperj prestou ainda apoio técnico às entidades que comercializaram derivados de pescado e orientou sobre as boas práticas de manipulação. Segundo a pescadora Zelia Martins, da Associação de Pescadores Artesanais da Coroa Grande (APACG), o evento superou as expectativas. "Consegui vender tudo o que trouxe; inclusive se tivesse mais produtos acho que venderia mais. Foi bem cansativo porque trabalho apenas com meu marido, mas valeu a pena", disse ela.

Inaugurada a Sala do Empreendedor de Cordeiro




Na quarta, 15, foi inaugurada a Sala do Empreendedor de Cordeiro, no primeiro piso da Prefeitura. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico de Cordeiro, comandada por Victor Garcia, com o apoio do SEBRAE, da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (JUCERJA), da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Cordeiro (ACIACOR) e do Clube dos Diretores Lojistas (CDL).
O evento, prestigiado por um bom público, contou com a presença do prefeito Leandro Monteiro, do presidente do Comitê de Agentes de Desenvolvimento da Região Serrana, Jorge Braz, da coordenadora regional do SEBRAE, Fernanda Gripp, e dos vereadores Mário Araújo e Amilton Biti.
O novo espaço é um local de referência para os empreendedores, gerido pela prefeitura, que oferecerá informações e orientações sobre negócios, processo de registro e legalização de empreendimentos, visando a desburocratização. Um dos principais objetivos é tirar as empresas da informalidade de acordo com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, assegurando, assim, seus direitos legais.
A Sala do Empreendedor também visa fomentar o surgimento de novas atividades, com orientações e capacitações. No evento, foi apresentada a programação inicial:
• 7 de julho (19 horas) - PALESTRA: FACEBOOK EMPRESARIAL – FERRAMENTA de DIVULGAÇÃO - Saiba como se relacionar com o seu público, usando uma das mais poderosas ferramentas de compartilhamento de informações de rede. Evento Gratuito – Vagas Limitadas.
• 26 a 29 de julho (de 19 às 22 horas) - CURSO: COMPRA MAIS - COMO SE TORNAR FORNECEDOR DA PREFEITURA. Evento Gratuito – Vagas Limitadas.
• 25 de agosto (de 18 às 22 horas) - OFICINA: ANÁLISE DE MERCADO - Como avaliar o seu negócio para a tomada de decisão, mantendo a competitividade e diminuindo os riscos diante das ameaças do mercado. Investimento: R$ 30,00 – Vagas Limitadas.
• 13, 14 e 15 de setembro (De 18h30min às 21h30min) - OFICINAS: SEI Planejar, SEI Controlar Meu Dinheiro e SEI Formar o Preço de Venda. Aprenda a planejar seu negócio e a desenvolver suas características como empreendedor e descubra como melhorar os resultados, contornar problemas e traçar o caminho do seu negócio em direção ao sucesso. Evento Gratuito – Vagas Limitadas.

Ascom

SEBRAE irá prestar consultoria sobre ‘Food Truck’ na Merco Noroeste 2016


O “1º Festival de Food Trucks do Noroeste Fluminense” promete ser uma das grandes atrações da XVIII Merco Noroeste (Feira Industrial e Comercial do Noroeste Fluminense), que será realizada de 23 a 25 de junho (17h às 23h), no Espaço Unidos, BR 356, Km 01, Bairro Cidade Nova.
Os food trucks estão ganhando cada vez mais espaço por onde passam e já se tornaram grandes atrações. Vans, Kombis, trailers ou outros veículos saíram das garagens e se transformaram em verdadeiras cozinhas sobre rodas, com comida de qualidade e com preços acessíveis. Durante o evento, os veículos ficarão estacionados em local estratégico, tornando-se parada obrigatória para quem desejar apreciar diversificados tipos de prato.
E, quem desejar saber quais os procedimentos para abrir um Food Truck, vai ter todo suporte de profissionais do SEBRAE, que estarão prestando consultoria direcionada à regularização desse tipo de empreendimento.“O consultor estará no estande explicando o passo a passo para quem desejar abrir um Food Truck. Também vamos distribuir uma cartilha sobre o assunto, que está muito bem detalhada”, complementa Jorge Luiz Gomes dos Santos, analista do SEBRAE.
PROJETO ‘SEBRAE BELEZA’
Ainda durante a Merco Noroeste, haverá uma equipe de profissionais trabalhando junto ao projeto“SEBRAE Beleza”. Os profissionais irão prospectar clientes e empresários do setor, apresentando os detalhes do projeto. Dentre os assuntos que serão abordados, legalização de funcionários, normas da Vigilância Sanitária, legalização do negócio, dentre outros temas. Também haverá inscrição para uma palestra que será realizada em julho, direcionada ao setor.
SEMINÁRIO DE FORTALECIMENTO BACIA LEITEIRA NOROESTE FLUMINENSE
A XVIII Merco Noroeste também será palco do “Seminário de Fortalecimento Bacia Leiteira Noroeste Fluminense”. O Seminário será realizado no dia 24 de junho, no auditório da Merco Noroeste. Durante a programação haverá apresentações do Plano ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono), Sistema de Produção Agrossilvopastoril, projeto ‘Balde Cheio’, dentre outras. As inscrições poderão ser feitas com Maurício Salles, através do seguinte contato: (22) 9 9967-8842.
A Merco Noroeste é patrocinada pelo Sistema FECOMÉRCIO, Sistema FIRJAN, SEBRAE, UNIG, Faculdade Redentor e Banco do Brasil. Com apoio da Prefeitura de Itaperuna e Comuniqque -Assessoria em Comunicação. Promoção e organização da B2B Empreendimentos. Outras informações poderão ser obtidas no site da Merco Noroeste (www.merconoroeste.com.br). 

terça-feira, 14 de junho de 2016

Alunos do Senac criam projeto que ajuda a reflorestar área de Mata Atlântica


Com base na proposta do Senac (Sergipe) unidade Aracaju, os alunos do Senac de Santo Antônio de Pádua criaram o "Projeto Recompensar" e com parceria da Prefeitura e da Secretaria Municipal do meio ambiente, puderam recuperar uma área plantando árvores nativas.

O projeto consiste em apagar as marcas que o homem deixa no planeta, seja ela mais profunda ou outras mais leves. Com isso os alunos do curso de Técnico em Segurança do Trabalho turma 2015.1 (Senac Pádua) utilizaram uma ferramenta que calcula o quanto produziram de CO2 ao longo dos 15 meses que passaram dentro da sala de aula, e quantidade de árvores a serem plantadas para compensar o impacto. O resultado foi que eles deveriam plantar 50 árvores, mas os discente foram além e com a parceria da Prefeitura, Secretaria Municipal do meio ambiente e da Agricultura conseguiram em torno de cem árvores, o que ajudou bastante no reflorestamento do Parque Municipal da Mata Atlântica, Núcleo Água Milagrosa.

Para o professor do Senac - Pádua, Alberto Rambaldi, o projeto tem como proposta despertar a conscientização ambiental nas pessoas, valorizando os benefícios que uma árvore pode garantir não só para o meio ambiente, mas também para às comunidades. Já o secretário municipal do Meio Ambiente, Otony Francisco, afirmou que atitudes como esta fazem a diferença e produzem resultados positivos para o meio ambiente.








Texto e fotos: Marco Sameiro

Supera Rio discute alternativas de desenvolvimento para o estado


Criar uma câmara de desenvolvimento regional e uma agenda integrada de turismo, além de facilitar a abertura de empresas no estado foram alguns dos compromissos assumidos pelo Legislativo Fluminense para impulsionar o crescimento econômico do estado. Nesta segunda-feira (13/6), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e do Fórum de Desenvolvimento Estratégico do estado, deputado Jorge Picciani (PMDB), conduziu a abertura do Supera Rio, no município de Nova Friburgo, na Região Serrana. O evento, uma parceria do Fórum com a Inter TV, afiliada da Rede Globo, acontecerá em mais três regiões do estado. Ao final de cada encontro, será redigida uma carta com as propostas apresentadas durante a reunião.
Uma das propostas apresentadas, pelo idealizador do encontro, o deputado Wanderson Nogueira (PSol), defendeu a retirada do município de Petrópolis do mapa econômico da Região Serrana. Segundo o parlamentar, a proximidade da cidade com a capital faz com o que a localidade tenha todos os problemas da Região Metropolitana, mas não receba os mesmos benefícios. "Pretendemos manter Petrópolis somente no mapa turístico da Região Serrana. Os deputados da área também defendem essa ideia. Vamos unir a capital ao interior. Esse é o objetivo do Supera Rio para ajudar os municípios a crescer de forma semelhante. Temos que colocar os estudos e propostas existentes em prática", explicou Wanderson.
O deputado Jorge Picciani lembrou que o Fórum foi criado há 13 anos, quando o estado do Rio também passava por dificuldades financeiras. "Esses encontros vão trazer a possibilidade de ouvir diferentes opiniões para superar a crise. A crise no estado não é política, é econômica. É hora de unir esforços para que o estado volte a pagar em dia seus funcionários, fornecedores e volte a crescer", disse Picciani. O parlamentar defendeu a desburocratizção para abrir ou fechar empresas, o investimento em outros setores da economia e a redução da carga tributária. "Precisamos restabelecer a governança no estado."
O prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral, pediu a chegada de novas empresas à cidade e mais investimentos em saúde. "Cerca de 40% do orçamento do município é investido na saúde, e se você perguntar para as pessoas se estão satisfeitas, ela dirão que não. Desde que tivemos a redução nos repasses estaduais, assumimos sozinhos a conta da saúde. É importante fortalecer a região como um todo para que o estado volte a crescer", disse Cabral. O diretor geral da Inter TV, Jorge Maciel, lembrou o alcance desses debates. "A Inter TV atua nas regiões Serrana, Norte, Noroeste e dos Lagos, em 50 municípios e com três milhões de espectadores", disse.
Debates
O encontro contou com mesas de debates com políticos, empresários, economistas e representantes de entidades de classe. O cenário atual e os desafios do estado, alternativas e propostas de desenvolvimento para a Região Serrana, e as potencialidades e o desenvolvimento regional foram discutidos.
O presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados no Estado e representante da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Antonio Carlos Celles Cordeiro, apresentou propostas. Ele defendeu a criação, preservação e adequação de zonas industriais e empresariais. "É preciso criar um Plano Diretor Regional de Desenvolvimento, incluindo as relações com outras regiões, além de integrar setores industriais complementares e afins com incentivo fiscal específico para toda a cadeia de suprimento dentro do estado." A adequação da logística e da mobilidade urbana também foram defendidas pelo presidente do sindicato. "É preciso elaborar ou atualizar planos municipais de mobilidade", disse.
A desburocratização e a redução da carga tributária voltaram a ser defendidas durante os debates.
Programe-se
Os próximos eventos acontecerão em Campos (20/06), Itaperuna (24/06) e Cabo Frio (27/06). As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (21) 2588-1352 ou pelo email forumdedesenvolvimento@alerj.rj.gov.br

sábado, 11 de junho de 2016

Previsão é de frio nas cidades da Serra do Rio no fim de semana

No domingo (12), Dia dos Namorados, frio deve ser ainda forte.
Petrópolis, Teresópolis e Friburgo podem ter mínimas entre 7ºC e 9ºC

O fim de semana, especialmente o domingo (12), quando é comemorado o Dia dos Namorados, deve ser de frio intenso na Região Serrana do Rio, segundo a previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A queda nas temperaturas em cidades como Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo foi causada por uma massa de ar polar que chegou ao estado.
Segundo o Inpe, em Nova Friburgo, por exemplo, a mínima pode chegar a 9ºC e a máxima a 19ºC neste sábado (11). Já no domingo, a mínima prevista é de 8ºC e os termômetros não devem passar de 17ºC.
Em Petrópolis, a mínima pode chegar a 8ºC no sábado e 7ºC no domingo. A máxima prevista para o final de semana é de 13ºC. A previsão é a mesma para Teresópolis.
Ainda de acordo com o instituto, a próxima semana continuará com baixas temperaturas. O tempo permanecerá nublado com períodos de sol e possibilidade de chuva fina.

G1

Prefeito de Cordeiro lança a campanha “O parque é nosso”



O parque de Exposições Raul Veiga é o principal símbolo histórico do município de Cordeiro, que recebeu o título de “Cidade Exposição”, através da Lei estadual 7.285/2016, sancionada no mês passado. Além de ser considerado um dos melhores do país, abriga a Mata do Posto, tombada como área de preservação ambiental através de lei municipal.

Em reconhecimento ao valor histórico e cultural do parque, inaugurado em 1921, o prefeito Leandro Monteiro está lançando a campanha “O parque é nosso”, que teve seu primeiro momento na defesa do espaço, feita pelo prefeito, em recentes visitas ao governador em exercício, Francisco Dornelles, às secretarias estaduais de Ambiente e Agricultura, à Emater-RJ e à presidência da Alerj.

Após forte apelo da população, o prefeito trabalha para que o Batalhão de Polícia Militar venha para o município e seja instalado em outro local. Leandro Monteiro esclareceu às autoridades que os cordeirenses receberão o batalhão de braços abertos, pois ele trará maior segurança para a cidade, mas solicitam que ele não seja instalado no Parque Raul Veiga.

Outro pedido realizado pelo prefeito foi a aprovação da gestão compartilhada do parque, um antigo anseio do município. A campanha “O parque é nosso” pretende promover um ato de abraço ao parque, em data a ser agendada, para reafirmar a importância do espaço para os cordeirenses.

“O parque já abriga um posto de vistoria do Detran-RJ, o destacamento do Corpo de Bombeiros e um campus do Instituto Federal Fluminense, que pode ser ampliado com a utilização do prédio da Escola Ítalo Mileno Lopes, cotada para ser a sede do batahão. Há um clamor da população para que o prédio sirva ao ideal para o qual foi construído, a educação, que é decisiva na diminuição da criminalidade”, destaca Leandro Monteiro.



Ascom

Agentes de Desenvolvimento do Noroeste participam de Encontro Estadual em Nova Friburgo


O Noroeste Fluminense marcou presença no terceiro Encontro Estadual de Agentes de Desenvolvimento promovido pelo Sebrae/RJ na última terça-feira, 7 de junho, no Hotel Vila Verde, em Nova Friburgo. Os Agentes de Desenvolvimento (AD) compartilharam experiências e boas práticas e debateram temas de interesse, como a desburocratização e a inserção de micro e pequenas empresas nas compras governamentais. A comitiva do Noroeste contou com ADs de Itaperuna, Varre-Sai, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Itaocara, Italva e Bom Jesus do Itabapoana. O Encontro foi transmitido ao vivo pelo Facebook e registrou 5.844 visualizações.

Um dos principais assuntos debatidos foi a formação de redes de Agentes de Desenvolvimento. Lideranças dos grupos das regiões Serrana, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul falaram sobre o trabalho que vêm desenvolvendo. Coordenadora da Fiscalização Tributária de Santo Antônio de Pádua, a agente Rosemeri Santos apresentou o painel sobre a Rede de ADs no Noroeste, e destacou a importância de fortalecer os pequenos negócios locais em cada município e implementar medidas que facilitem a vida do empreendedor.“Nossa região ainda não tem o serviço de alvará online, por exemplo, e queremos que nossos microempresários tenham esse serviço”, afirma Rosemeri.

A Rede de Agentes de Desenvolvimento da Região Noroeste formalizou-se no fim de 2015 e tem a participação de nove dos 13 municípios da região. Atualmente, apenas Bom Jesus de Itabapoana e Natividade têm Sala do Empreendedor; mas Miracema, Itaocara e Itaperuna estão prontos para inaugurar as suas unidades. O coordenador regional do Sebrae no Noroeste Fluminense, Nelson Rocha Filho, participou no evento. “Nosso papel é capacitar os ADs e ajudar as prefeituras a implantar mecanismos que simplifiquem e desburocratizem o processo legal das compras públicas, priorizando a aquisição com fornecedores locais”, esclarece.

Outro destaque do Noroeste foi o piscicultor André Viana, de Itaperuna, que foi apresentado como caso de sucesso. Ele contou sua experiência com a venda de pescado para as escolas municipais a partir da participação nas oficinas do programa Compra Mais 2, convênio entre Sebrae e Governo do Estado, que tem por objetivo incluir produtos da agricultura familiar na merenda escolar. “O produtor acha que quem vende para o governo não recebe, mas não é assim, vale muito a pena. Hoje essas vendas representam 60% a 80% do que produzimos”, conta André.

Ainda sobre o papel das compras governamentais, a secretária de Educação de Três Rios, Carla Monnerat, afirmou que a Prefeitura prioriza a aquisição de alimentos de produtores locais para a merenda escolar. “Hoje já cumprimos a Lei 11.947 que determina um mínimo de 30% do valor da merenda escolar adquirida da agricultura familiar, as crianças têm uma alimentação mais saudável e os produtores estão ganhando com isso”, destaca a secretária.

Em outro painel, Delmir Custódio, assessor da presidência da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro, falou sobre o Registro Integrado (Regin). Hoje 68 municípios do estado já estão no sistema do Regin e o Corpo de Bombeiros está sendo integrado, o que representa um grande avanço. Para os agentes de desenvolvimento de Nova Friburgo, ele também levou uma boa notícia: “Em 45 dias, deve ser aberta a delegacia da Junta na cidade”.

Durante o encontro, foi apresentado o Portal Rio Oportunidades de Negócios, lançado há um mês pelo Sebrae/RJ e parceiros. O portal www.riooportunidadesdenegocios.com.br/ disponibiliza informações que auxiliam os empresários a pensarem estrategicamente para aproveitar melhor as oportunidades, como os editais de compras governamentais e as capacitações.

Ascom