quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Cunha diz que eventual proposta de recriação da CPMF não passará na Câmara




O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, afirmou nesta quinta-feira (27) que uma eventual recriação da Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) não passará na Câmara. Apelidada de imposto do cheque, a CPMF existiu de 1997 a 2007.
A imprensa noticiou que o governo estuda a volta do tributo devido à queda na arrecadação e que negocia inclusive a partilha da receita entre estados e municípios, o que poderia ganhar o apoio de governadores e prefeitos.
Eduardo Cunha avaliou, no entanto, que há "muito pouca chance" de aprovar a matéria. Segundo ele, esse é um tema negativo para o governo e o desgaste seria inevitável.
Situação da economia
Cunha lembrou que o governo já tentou recriar a CPMF e não conseguiu. "Não conseguiu ter votos num momento que o governo tinha uma base muito forte e a economia estava melhor que hoje”, afirmou. “É pouco provável querer resolver o problema de caixa achando que pode cobrar mais da sociedade em impostos.”

Para o presidente da Câmara, a solução para a crise econômica depende da “retomada da confiança” e não do aumento da carga tributária. “Eu, pessoalmente, sou contrário à recriação da CPMF neste momento e acho pouco provável que tenha apoio na Casa, mas, se vier a proposta do governo, será colocada para tramitar normalmente, como qualquer proposta”, disse.
Eduardo Cunha considera que o possível apoio dos governadores e prefeitos à recriação da CPMF não vai influenciar a posição dos deputados. Ele citou o debate do pacto federativo, promovido desde o início do ano pela Câmara para melhorar a distribuição de recursos entre os entes federados.

Geórgia Moraes

Voluntários desenvolvem atividades humanizadas nas unidades da rede estadual de saúde

No Dia Nacional do Voluntário, comemorado nesta sexta-feira (28.08), histórias de carinho refletem o dia a dia de pessoas que se dedicam ao próximo

Amor com amor se paga. Enquanto se recuperam e recebem cuidados nas unidades de saúde estaduais, os pacientes contam com mais um elemento importante para o seu bem-estar: o amor dos voluntários. De portas abertas para receber estas pessoas que se dedicam gratuitamente ao próximo, várias unidades da Secretaria de Estado de Saúde do Rio compartilham os benefícios do voluntariado para seus pacientes, em complemento ao tratamento clínico oferecido.

- Contar com a contribuição destas pessoas de bom coração engrandece a qualidade do serviço de saúde oferecido nas unidades estaduais. Quando se associa a assistência ao amor, o resultado só pode ser positivo. Observamos a alegria dos pacientes ao receberem visitas e/ou participarem de atividades desenvolvidas por voluntários. É o tratamento do amor – ressalta o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto.

Atuando como voluntários desde 2012 em unidades da rede estadual, a Trupe da Alegria estampa o sorriso no rosto dos pacientes e faz com que o período de tratamento e internação ganhe um diferencial, já que acreditam que “rir também é um bom remédio”. O grupo, formado por sete mulheres, se apresenta mensalmente nos hospitais João Batista Cáffaro e Anchieta, além do Instituto Estadual do Cérebro.

- Levamos ao ambiente hospitalar um pouco de descontração, respeitando a seriedade do tratamento. Percebemos que a alegria e a autoestima são fundamentais para a recuperação dos pacientes e, com isso, procuramos contribuir na aproximação entre eles e a equipe de assistência, minimizando aquele clima de tensão típico de hospitais. A sensação é que recebemos muito mais alegria do que levamos – declara uma das fundadoras do grupo, Ana Cláudia Sant’Anna.

Como forma de reconhecimento da atuação destes voluntários, a Secretaria de Estado de Saúde concede, através da assessoria de humanização, uma certificação de agradecimento em homenagem ao Dia Nacional do Voluntário, comemorado nesta sexta-feira, dia 28.08.

- Sabemos que o que os voluntários esperam como retribuição é a satisfação do paciente, no entanto, buscamos uma forma simbólica de agradecer pelas atividades desempenhadas. Assim, aqueles que têm uma atuação frequente serão formalmente reconhecidos com o Diploma do Voluntário - explica a coordenadora de humanização, Gisele Macedo.

No caso do PAM Cavalcanti, o voluntariado é praticado diretamente pelos próprios funcionários da unidade. Há mais de um ano, os profissionais “adotaram” uma creche próxima e disponibilizam serviços de saúde, periodicamente. Ainda por iniciativa dos colaboradores, há a arrecadação de itens alimentícios para doação mensal à creche.

- É uma experiência gratificante e tem sido engrandecedor para a equipe. Identificamos que poderíamos contribuir além da unidade e idealizamos a proposta de voluntariado que tem dado certo – comenta a diretora da unidade, Cíntia Guerra Valente de Luna.

Oferecendo o seu melhor – Não importa a habilidade do voluntário, pode ser artística, terapêutica ou até um bom papo. É grande a variedade de ações deste tipo desenvolvidas nas unidades estaduais.

No Instituto Estadual do Cérebro e no Hospital Estadual Anchieta, o repertório musical também faz parte da atuação dos voluntários, com apresentações de um saxofonista. Proporcionando a interação dos pacientes com animais de estimação, o projeto “Pêlo Próximo” acontece nos hospitais Eduardo Rabelo e Anchieta.

O Hospital Estadual Adão Pereira Nunes conta com a contribuição de voluntários que levam atividades lúdicas para a pediatria, e oficina de artesanato para pacientes da maternidade. No Hospital Estadual da Criança, as ações são propostas pela Trupe do Miolo Mole e pelo grupo Sorrisoterapia. Os pacientes ainda recebem os contadores de histórias do Rio de Histórias e um grupo de voluntários com atividades recreativas.

Também a ONG Doutores da Alegria é voluntária em sete hospitais estaduais, com apresentação itinerante de música e poesia direcionada aos pacientes, acompanhantes e funcionários. A performance acontece nos hospitais estaduais Azevedo Lima, Tavares Macedo, Adão Pereira Nunes, Rocha Faria, Alberto Torres, Santa Maria e Eduardo Rabelo.

O Hemorio é uma das unidades que mais conta com atuação de voluntários. São mais de dez projetos, entre eles: cursos de artesanato e culinária para acompanhantes e funcionários; visita de contadores de histórias e atuação de voluntários com atividades de recreação; e apresentação de artistas e músicos que, quinzenalmente, levam canções e esquetes teatrais em forma de cortejo para os pacientes internados.

O acolhimento espiritual também é um componente da atuação dos voluntários, pois a saúde e a fé seguem juntas para muitos pacientes. Assim, voluntários de diferentes religiões se dispõem a realizarem visitas aos enfermos, levando palavras de conforto e orações. O serviço de capelania é encontrado nos hospitais de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, Azevedo Lima, Albert Schweitzer, Adão Pereira Nunes, Eduardo Rabelo e Rocha Faria, além do Hemorio.

Doutores da Alegria

Hospital Anchieta

Hospital da Criança

Bom Jesus pode entrar na rota da Tocha Olímpica em 2016

Gerente regional do revezamento da tocha esteve na cidade na última 3ª (25)

Itaperuna também está entre os municípios que podem receber o símbolo.


Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense, recebeu nesta terça-feira (25) a visita da gerente regional do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. Este é o passo inicial para que a cidade receba um dos símbolos mais importantes das Olimpíadas. O município de Itaperuna também poderá receber a tocha.
A gerente Livia Bousquet explicou que em caso da assinatura do contrato, Bom Jesus poderá ser a segunda cidade do Estado do Rio a receber a tocha. O evento aconteceria na primeira fase da viagem da chama olímpica pelo país, marcada para começar em Brasília. Ela informou que o símbolo tem que chegar ao estádio do Maracanã no dia 5 de agosto.
O revezamento passará por 300 cidades brasileiras e deve contar com a participação de 12 mil condutores. A cada dia o comboio viaja durante cerca de 12 horas e passa por um número variável de cidades, dependendo da extensão das mesmas. O evento é totalmente patrocinado pela iniciativa privada.
O fogo simbólico dos Jogos Olímpicos é aceso em Olímpia, na Grécia, pelo modo tradicional, ou seja, a luz do sol é refletida em um espelho côncavo que gera o fogo. Em seguida são acesas lanternas que farão todo o percurso.
"A expectativa é muito grande. É um evento que daria visibilidade mundial a Bom Jesus e que vai marcar nossa história", concluiu a prefeita Branca Motta.

G1

Vasco conquista empate com o Flamengo em 1 a 1 e elimina o rival da Copa do Brasil



O "Clássico dos Milhões" agitou o Maracanã na noite desta quarta-feira (26). Fora de campo tiveram muitas provocações de ambos os lados. Dentro de campo, porém, o que se viu foi um novo placar favorável ao Vasco: empate por 1 a 1. O resultado classificou o Cruz-Maltino, que venceu o primeiro jogo por 1 a 0. Na primeira partida, também no Maraca, o Vasco venceu por 1 a 0, com gol de Jorge Henrique.
Precisando de gols para reverter a vantagem vascaína, o Flamengo foi com tudo para o ataque no começo do clássico. Logo no primeiro minuto, Guerrero serviu Ederson e o viu finalizar para fora. Mais ofensivo, o rubro-negro abriu o placar aos cinco minutos. Após chute cruzado de Jorge, Madson desviou a bola sem querer e acabou tirando a chance de defesa de Martín Silva: Flamengo 1 x 0. O Vasco tentou igualar o marcador aos nove minutos, mas a cobrança de falta de Rodrigo foi defendida em dois tempos por Paulo Victor.
A partida seguiu movimentada. Após o Cruz-Maltino tentar algumas investidas sem sucesso pelos lados, o clube da Gávea levou perigo aos 24 minutos em cobrança de falta de Ederson. Também em bola parada, agora por Nenê, o cruzmaltino assustou. Na oportunidade, aos 29, Paulo Victor saiu do gol e evitou cabeçada de Anderson Salles. Outra boa investida vascaína ocorreu aos 37 minutos, quando Nenê enfiou linda bola para Jorge Henrique, que invadiu a área e não conseguiu finalizar.
Sem Guerrero e Ederson, substituídos ainda no primeiro tempo, o Flamengo retornou para a etapa final tomando a iniciativa. Apesar do começo ameaçador do rubro-negro, o Vasco não se mostrou nervoso e teve maior posse de bola nos momentos seguintes. Aos 14 minutos, Nenê cobrou falta e, por duas vezes, a defesa do clube da Gávea salvou em cima da linha. Primeiro Jorge, após cabeçada de Rodrigo, e depois Paulo Victor, em finalização de Anderson Salles. A reposta rival veio aos 21, em chute de Paulinho. Martín Silva espalmou para escanteio.
O camisa 1 vascaíno voltou a aparecer aos 32 minutos para defender arremate de longe de Márcio Araújo. De sua meta, solitário, o uruguaio viu o herói do título do Campeonato Carioca voltar a brilhar. Aos 35 minutos, Rafael Silva entrou em campo no lugar de Jorge Henrique. Um minuto depois, o camisa 19 aproveitou cruzamento de Nenê e usou a cabeça para novamente estufar as redes no Maracanã, garantindo assim a classificação vascaína: VASCO 1 x 1.
FICHA TÉCNICA
VASCO DA GAMA 1 x 1 FLAMENGO
Copa do Brasil- Oitavas de Final- 2º jogo
Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público presente: 49.367 torcedores Público pagante: 45.408 torcedores
Renda: 2.7449.380, 00
Gol: Madson (contra), aos 5' do 1º tempo; Rafael Silva, aos 36' do 2º tempo.
Cartões amarelos: Márcio Araújo, Jorge, Emerson Sheik e Pará (Flamengo); Anderson Salles  e Rafael Silva (Vasco);
Cartão vermelho: Pará (Flamengo).
VASCO: Martín Silva, Madson (Jean Patrick), Anderson Salles, Rodrigo e Christianno; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos, Nenê e Jorge Henrique (Rafael Silva); Riascos (Thalles). Treinador: Jorginho.
Flamengo: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Canteros, Ederson (Marcelo Cirino) e Éverton (Jonas); Emerson Sheik e Guerrero (Paulinho). Treinador: Oswaldo de Oliveira.
YR

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Jornal


Comissão de Saúde da Alerj promoverá seminário sobre feridas crônicas


Com a finalidade de discutir a construção de uma política pública para a atenção da pessoa com ferida crônica, a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pelo deputado Jair Bittencourt, promoverá, no próximo dia 28 de agosto, das 9h30mim às 13h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, no Palácio Tiradentes, um seminário dedicado especialmente ao assunto.
O evento vai reunir no Palácio Tiradentes profissionais de diversas especialidades da área da saúde, representantes do Ministério da Saúde, secretários municipais, gestores, conselheiros municipais e estaduais de saúde, entidades representativas dos portadores de feridas crônicas, membros da sociedade civil e parlamentares. A programação do seminário vai abordar o atual panorama das feridas crônicas no Estado do Rio de Janeiro, no Brasil e nos países Ibero-latinos, além colocar em discussão a criação de uma linha de cuidado específica para as pessoas que sofrem com este agravo.

Os interessados devem efetuar suas inscrições antecipadamente através do seguinte endereço www.goo.gl/P5LJp4. Esse critério obedece a normas de segurança, pois o plenário tem a capacidade limitada a 400 participantes.

Os interessados devem efetuar suas inscrições antecipadamente

I Fórum de Valorização dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro

Prefeito de Italva participa do 1º Fórum de Valorização em Macaé

Um encontro reuniu 21 prefeitos do interior do Rio em Macaé(RJ) no último dia 24. Além dos chefes municipais, o I Fórum de Valorização dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro contou com a participação do presidente da Alerj, Jorge Picianni, e do governador Luiz Fernando Pezão.
O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), afirmou que é um risco os municípios contraírem empréstimos nesse momento com base na antecipação dos royalties: “O momento não é bom porque o preço do dólar está em alta e o do barril do petróleo em baixa. O Estado tem autorização para realizar esse tipo de operação de crédito, mas não vai fazer no momento”. O mesmo alerta foi feito pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), que ainda disse que os possíveis empréstimos irão atrasar em uma década o desenvolvimento dos municípios. Diante de uma plateia de prefeitos, vereadores e empresários, Pezão, junto com Picciani, participou de um painel mediado pelo jornalista George Vidor.
Em princípio, o tema seria o pacto federativo, mas acabou resvalando para a antecipação dos royalties. O governador afirmou que é preciso ter muito cuidado com as operações de crédito. — O momento não é bom. Até a China está sendo atingida. Com o preço do petróleo lá embaixo e do dólar lá no alto é um risco muito grande — disse Pezão. O pensamento é compartilhado pelo deputado Jorge Picciani. Ele classificou como uma “temeridade” pegar empréstimo no momento, quase no fim dos mandatos dos prefeitos e acrescentou: “Isso vai atrasar em uma década, no mínimo, o desenvolvimento de cada município”. Picciani disse, ainda, que a crise atinge todos os setores, mas “quem usou bem o dinheiro dos royalties passa pela crise, mas de maneira diferente de quem usou mal”. E destacou o caso de Macaé que, mesmo com os royalties, “aprendeu o caminho para o desenvolvimento econômico através da atração de empresas”. Saídas — Pezão citou como alternativas que podem ser trabalhadas pelos municípios em conjunto com o Estado para aumentarem a arrecadação: A primeira delas é auxiliar através da cobrança de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
Outro caminho é a venda da dívida ativa, a exemplo do que o Estado do Rio já vem fazendo. O governador também destacou o grupo criado dentro do Rio Previdência que pode auxiliar os municípios para venda de ativos. Evento reuniu diversos gestores municipais. O I Fórum de Valorização dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro reuniu prefeitos de todo Estado em torno de discussões sobre alternativas e soluções para o momento de crise. O anfitrião, Dr. Aluízio (PMDB), prefeito de Macaé, destacou que 2016 será um ano espelho de 2015, com muitos problemas financeiros: “Já cortamos salário do prefeito, do vice, negociamos convênios, fizemos reforma administrativa.

Existem prefeitos em grandes dificuldades. Os municípios esperam algo novo, uma alternativa”.Acompanhado da diretora do Grupo Folha, Diva Abreu Barbosa, o também diretor Christiano Abreu Barbosa elogiou a iniciativa do evento: “A hora é de pensar em conjunto para buscar alternativas e soluções. Toda iniciativa nesse sentido é muito bem vinda”.Diretor da empresa Allen — uma das patrocinadoras do evento —, André Alo, disse que os municípios precisam buscar soluções para oferecer uma gestão mais eficiente e com resposta mais rápida aos munícipes: “É preciso melhorar a eficiência dos dados para tornar os municípios mais competitivos”.












Leonardo exalta união do partido

A contar exatamente a pouco mais de um ano das eleições o prefeito de Italva, Leonardo Guimarães, assume o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) com uma missão em conduzir o Partido no Município.

Agora a frente do PMDB o prefeito tem o desafio de reestruturar o partido que já conta com um vereador eleito, e além de tudo tem o aval do presidente Estadual do PMDB, deputado Jorge Picciani, o qual já afirmou que o Partido lançará candidatura própria em todo Estado do Rio.

         Depois de articulações políticas, o atual gestor
                 aceitou o convite da nova legenda

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Estudantes de Italva ganham medalhas na Olimpíada de Física

Filhas de agricultores do Noroeste Fluminense são medalha de prata em premiação estadual 


As amigas Raquel Rodrigues da Silva Robaina e Thays Aparecida Peixoto dos Santos, ambas de 15 anos, moram na microbacia Valão Carqueja, em Italva, no Noroeste Fluminense, e acordam todos os dias, às 5 horas da manhã, para irem à escola. Filhas de agricultores, as duas ganharam medalhas de prata na última edição da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), organizada pela Sociedade Brasileira de Física.

Hoje estudantes do Ensino Médio, no CIEP Vereador Said Tannus José, elas foram com suas famílias receber o prêmio, em evento realizado há dois meses pelo governo estadual. Thays lembra que o momento foi emocionante. “Ficamos bem tímidas, mas tivemos o incentivo do nosso professor Fabiano Romero e fomos juntas lá na frente receber o prêmio”, conta a jovem, que vive com os pais Gelson e Zulmira, e com sua irmã Jeniffer.

Antes de ganharem as medalhas, as alunas tiveram que passar por uma etapa teórica e outra experimental. “Primeiro fizemos uma prova. Todos que passaram, incluindo oito alunos do nosso colégio, realizaram um experimento e responderam perguntas sobre ele”, explicou Raquel, que sempre se identificou com matérias ligadas à Matemática e começou este ano o curso de formação de professores.

Incentivos à sustentabilidade


Raquel mora com os pais, Rogério e Rosângela, produtores de tomate e pimentão, e a irmã mais nova, Renata, que também nasceu em Italva.  Sua família é beneficiária do Programa Rio Rural e recebeu apoio técnico e financeiro para melhorar sua unidade produtiva.


Com incentivos do programa, implantaram um sistema de irrigação por gotejamento, protegeram uma área de recarga e instalaram uma fossa séptica. “O Rio Rural ajuda a cuidar do meio ambiente e também na parte econômica”, resume o pai da estudante, que é membro do comitê gestor da microbacia (Cogem).

A família de sua colega Thays também foi beneficiada com um sistema de saneamento, que possibilita a melhoria das condições da água e da qualidade de vida. Além desse projeto, os pais da estudante terão acesso a recursos do Rio Rural para implantação de práticas de enfrentamento dos efeitos da estiagem que vem causando perdas para os agricultores da região, nos últimos anos.


A OBFEP


A Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas existe desde 1999 como um programa permanente da Sociedade Brasileira de Física (SBF) destinado a todos os estudantes do Ensino Médio (antigo 2º grau) e da última série do Ensino Fundamental. O programa acontece graças à cooperação com as universidades estaduais, federais e os CEFET.


A exemplo de quase uma centena de países, a OBFEP tem como objetivo promover competições intelectuais para despertar e estimular o interesse pela Física, melhorar o ensino, incentivar os estudantes a seguirem carreiras científico-tecnológicas e prepará-los para as Olimpíadas Internacionais de Física (OIF).




Ascom

Empresas do setor de rochas ornamentais do noroeste recebem licença

Dulce Angela e os prefeitos Juedyr e Josias
Foto: Marco Sameiro

O ponto alto da solenidade foi a entrega de certificados
 aos 243 operários
Foto: Marco Sameiro

André Corrêa disse que as empresas construíram um programa
 que preserva o ambiente e protege a saúde do trabalhador

Na cerimônia, cerca de 300 estudantes do Senai
receberam certificados de conclusão do curso


Como compensação ambiental, serão doados 700 mil metros quadrados de floresta nativa ao município de Pádua

A retomada da produção de rochas ornamentais no Noroeste Fluminense dá mais um passo com a concessão de 28 licenças de operação para empresas da região. A cerimônia de entrega aconteceu no último dia 12, em Santo Antônio de Pádua. O processo de licenciamento, que foi acompanhado de perto por técnicos da Diretoria de Mineração do Departamento de Recursos Minerais, contribui para a formalização da atividade, realizada principalmente por micro empresas.

- A regularização das empresas produtoras, com a emissão das licenças, traz a segurança necessária para a continuidade das atividades de forma ordenada, mudando o quadro anterior de informalidade da atividade, que é praticada, principalmente, por micro empresários. Propicia a manutenção de empregos na região e consolida a atividade econômica, que busca alternativas tecnológicas para melhoria do processo produtivo para a produção mais eficiente e diversificada - destacou a diretora de Mineração Debora Tocci.

 
Para Wilson Giozza, presidente do DRM-RJ, a cerimônia marca uma conquista importante para a região.

 
- Além da licença para as empresas existentes, o processo de regularização iniciado pelo DRM-RJ, com seus parceiros, abre caminhos para que novas empresas já possam ser criadas dentro da legislação vigente - explicou.

 
A subsecretária de Comércio e Serviços, Dulce Ângela Procópio, também participou do marco para o setor de rochas ornamentais.


 
- A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, através dos arranjos produtivos locais, tem contribuído diretamente para o fortalecimento do setor de rochas ornamentais, identificando os gargalos e, junto a outros órgãos, solucionando as demandas dos produtores - disse.

O Superintendente Regional do Ministério do Trabalho, Narciso Guedes, destacou que a cultura da segurança não é fácil, por isso os números de acidentes de trabalho são muito altos.

Para o prefeito Josias Quintal de Oliveira, o avanço só se tornou possível com o diálogo entre as instituições envolvidas e o emprenho dos empresários do setor.

 
Como compensação ambiental, as empresas doarão 700 mil metros quadrados de floresta nativa ao município de Pádua pela atividade de extração mineral na região. A área doada fará parte do Monumento Natural Municipal da Serra de Freicheiras, que totalizará 1,2 milhões de metros quadrados.

 
As licenças serão emitidas pelo Inea, em atendimento ao Termo de Ajustamento de Conduta assinado entre o Ministério Público Federal, a Secretaria do Ambiente, o Inea, o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e os empresários locais, com a interveniência do DRM-RJ, a Prefeitura de Santo Antônio de Pádua e o SINDGNAISSES, sindicato que representa os produtores.

 
O superintendente do INEA, René Justen, comemorou a entrega das licenças.

- Essa cerimônia só foi possível devido ao INEA, o DRM-RJ, e DNPM estão alinhados em sua filosofia a fim de contribuir para a regularização das empresas e o desenvolvimento econômico alinhado à questão ambiental - explicou.

 
O presidente do Sindgnaisses - Sindicato de Extração e Aparelhamento de Gnaisses do Noroeste do Estado do Rio de Janeiro - Marco Antônio Pinheiro, finalizou o evento afirmando que este é um marco para o setor, momento em que as empresas cumprem os compromissos firmados com o Ministério Público Federal em atendimento à legislação ambiental e à trabalhista.

Na cerimônia, cerca de 300 estudantes do Senai receberam certificados de conclusão do curso de serralheiro e rachadores. A formação garante melhorias nas técnicas produtivas e na segurança do trabalho.

Ascom Pádua e Secretaria de Desenvolvimento Econômico


Saúde e Segurança receberão R$ 200 milhões anuais até 2018


Transferência de recursos foi debatida entre Pezão e 37 parlamentares da bancada federal do Rio

Saúde e Segurança pública devem receber novos aportes orçamentários a partir do ano que vem. Cada uma das áreas contará com mais R$ 100 milhões anuais até 2018. A transferência de recursos se dará por meio de emendas parlamentares. O mecanismo foi decidido durante encontro suprapartidário, realizado no último dia 17, no Palácio Guanabara. Trinta e sete parlamentares, entre eles o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, debateram com o governador Luiz Fernando Pezão e com o vice-governador Francisco Dornelles alternativas para promover avanços em ambos os segmentos diante do cenário econômico brasileiro.



– O encontro foi bastante proveitoso. Este é o momento de somarmos recursos para saúde e segurança, e de solicitarmos mudanças de leis que nos auxiliem no combate à criminalidade. Quero agradecer a prontidão e a pró-atividade que a bancada do Rio está tendo conosco, neste momento difícil pelo qual passam todos os estados – afirmou Pezão.


Os secretários Felipe Peixoto (Saúde) e José Mariano Beltrame (Segurança) deverão ir a Brasília, para detalhar projetos aos deputados e senadores da bancada do Rio.



– Vamos apresentar, por exemplo, projetos dos novos hospitais Rocha Faria (Zona Oeste); da Baixada; e Azevedo Lima (Niterói), além da compra de equipamentos para o Hospital Regional do Sul e do Médio Paraíba (Volta Redonda). Na segurança, detalharemos pedidos referentes à alteração de legislação e recursos – explicou Pezão.


O governador, os 36 deputados e o senador conversaram ainda sobre a possibilidade de transferência do valor de parte das emendas individuais de caráter impositivo, que chegam a R$ 16 milhões (por parlamentar), para atender às demandas estaduais.


– As emendas de bancada têm sido uma ilusão. Por isso, precisamos dar uma solução para, de fato, canalizar recursos para áreas sensíveis – afirmou Cunha, destacando a importância de os parlamentares e governantes apoiarem as ações das forças federais nas fronteiras para evitar a entrada de armamento no país.



A pauta também incluiu pleitos como a redução de benefícios judiciais a presos que praticaram crimes hediondos; o agravamento da pena para o porte de armas de guerra; além da criação de uma cota constitucional ou um fundo para investimentos na área.


O deputado federal Hugo Leal, coordenador da bancada do Rio, se reunirá com outros congressistas para discutir o repasse do valor de emendas individuais, que são de aplicação obrigatória. A expectativa é que, somente em emendas parlamentares na área da saúde e emendas impositivas, o montante chegue a R$ 350 milhões.


– O momento é de estabelecer prioridades, mas também de oportunidades porque o Rio de Janeiro tem uma boa referência hoje no Legislativo. Agora vamos discutir a possibilidade de direcionar parte das emendas individuais de aplicação obrigatória – afirmou Hugo Leal.



Governador Luiz Fernando Pezão em reunião com a Bancada
Federal do Rio de Janeiro, no Palácio Guanabara

O governador, os 36 deputados e o senador tiveram
um encontro proveitoso

Os três porquinhos


Musa da natação vence 100m costas e conquista seu 2º ouro em Toronto


Pela segunda vez nos Jogos Parapan-americanos de Toronto, Camille Rodrigues, nadadora do Vasco, subiu no lugar mais alto do pódio. A atleta natural de Santo Antônio de Pádua-RJ conquistou o ouro nos 100m costas S9 feminino com o tempo de 1m16s15. Conhecida com a musa da natação paralímpica brasileira, Camille já havia sido campeã nos 400m livre S9 e bronze nos 50m livre S9. A atleta de 23 anos encerrou a sua participação no Parapan de Toronto competindo nos 100m livre S9.
- Gostei muito da prova. Nadei para 1m16 e normalmente faço 1m19. Baixar três segundos é uma coisa enorme para a gente. Isso foi justamente o que tinha colocado como meta. Obrigada mais uma vez a todos que estiveram comigo nessa caminhada. Agradeço aos meus técnicos Felipe Domingues e Samie Elias, que fizeram com que eu acreditasse mais em mim. Estou mega emocionada e satisfeita - afirmou Camille.

Camille celebra o ouro nos 100m costas parapan toronto


Fonte: Globo esporte
Foto:Jonne Roriz/MPIX/CPB 




Batalhão de Pádua comemora o 13º aniversário



O 36º Batalhão de Polícia Militar, com sede no município de Santo Antônio de Pádua, região noroeste do Estado do Rio de Janeiro, comemorou seu 13º aniversário no último dia 16 de agosto de 2015, com vários eventos, programações e ilustres visitas.

Antecedendo o que pode ser considerado um de seus melhores aniversários de todos os tempos, o grande humorista Pedro Bismarck, que tem como o ‘Nerso da Capitinga’ o seu personagem mais popular, visitou oficialmente a Unidade no último dia 07 de agosto, onde foi recebido com muita alegria pelo comandante, tenente-coronel Eduardo Vaz Castelano, oficiais e praças, os quais se aglomeraram no pátio em clima de muita descontração para recebê-lo. Recentemente, Pedro Bismarck divulgou nas redes sociais um vídeo em que demonstra o reconhecimento público e parabeniza o batalhão por reduzir os índices de criminalidades no primeiro semestre de 2015, fato que rendeu à Unidade o título de 1º lugar no Estado em Segurança Pública.

Durante sua passagem pelo batalhão, o humorista almoçou com o comandante e divertiu a todos com suas piadas. Pedro Bismarck foi convidado a cantar os parabéns ao 36º BPM junto com a tropa, recebendo ao final uma placa de agradecimento pelo reconhecimento público referente ao serviço prestado à sociedade. “É um trabalho árduo, cheio de riscos e que temos a obrigação de reconhecer o profissionalismo de vocês. Os meus parabéns, do soldado ao coronel comandante, pelo ótimo desempenho no primeiro semestre! Creio que a área de atuação do 36º BPM estão em boas mãos” – afirmou Pedro Bismarck.

Uma missa campal realizada no dia 12 e um culto ecumênico no dia 13 de agosto, ambas no pátio da Unidade, também fizeram parte das comemorações alusivas ao aniversário do batalhão.

A Caixa Beneficente da Polícia Militar, na figura de seu presidente Pedro Chavarry, presenteou a todos os policiais militares do 36º BPM com vários serviços gratuitos no período de um ano, dentre os quais destacam-se um vale-pousada de duas diárias com direito a acompanhante, assistência jurídica, assistência funeral completa e o kit-cegonha (para policiais que serão pais).   

As festividades foram encerradas com o ‘1º Arraiá Beneficente do 36º BPM’, realizado no dia 14 de agosto no estacionamento externo do batalhão com a presença de um grande público. Várias barracas padronizadas foram montadas pelo batalhão e oferecidas sem ônus principalmente às entidades filantrópicas do município, onde puderam vender à preço popular vários tipos de comidas típicas, caldos, bolos, tortas, salgados e bebidas. Músicas, danças, quadrilhas e uma banda de forró serviram para abrilhantar ainda mais a festa.

“Sem dúvida alguma, comemorações de aniversário que entraram para a história do 36º BPM!" - destacou o comandante, tenente-coronel Castelano.



Nycolas e Adryano



sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A capital abre as portas para os sabores do interior fluminense

A mesa está posta com as delícias da agroindústria familiar do Estado

O secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo e a primeira dama do Estado, Maria Lúcia Jardim participaram, na noite do último dia 20, da abertura do Rio Gastronomia 2015,  maior evento do gênero no país que acontece de 21 a 23 e de 27 a 30 de agosto no Jockey Club, na Gávea, Rio de Janeiro. Entre as atrações  da 5ª edição do evento, a Feira dos Sabores, reúne 21 agroindústria familiares do interior fluminense,  além de oito alambiques de cachaça, incentivados pelo Programa Prosperar.
Em um espaço exclusivo para a mostra, os produtores demonstram que estão acompanhando a evolução do segmento, levando para a feira produtos sofisticados como queijos curados, mixes de frutas secas, chutneys e caponatas diretamente dos sítios promovendo um verdadeiro banquete na mesa do consumidor.
Christino Áureo e Maria Lúcia percorreram os estandes apreciando as delícias da produção rural fluminense. Para o secretário, o evento é uma grande oportunidade para o mercado conhecer a verdadeira revolução que está acontecendo no interior.
- Quando iniciamos com o Prosperar, que fomenta o desenvolvimento das agroindústrias familiares, queríamos que os produtores enxergassem a possibilidade de agregar valor ao que era produzido na sua propriedade. Após  capacitá-los quanto às questões de vigilância sanitária e legalização do empreendimento, atingimos o ponto que queríamos. Eles estão se aprimorando e acompanhando a demanda do mercado por produtos mais sofisticados. O governador Luiz Fernando Pezão não se cansa de insistir que devemos dar condições para que os municípios se desenvolvam - afirmou.
Os alambiques de cachaça também seguem a tendência e, nesta edição, ganharam espaço exclusivo. A Feira da Cachaça reúne oito produtores fluminenses com cachaças premiadas internacionalmente. No local, o visitante poderá degustar as marcas Coqueiro, Werneck, da Quinta, Sete Engenhos, Fazenda Soledade, Reserva do Nosco, Alambique Engenho Douro e Pedra Branca, que com seus diferentes rótulos comprovam que o berço da branquinha é realmente o Rio de Janeiro.
O Rio Gastronomia reúne ainda 130 casas entre restaurantes, bares, botecos, sorveterias e padarias que se destacaram no circuito gastronômico carioca ao longo do ano. Os foodtrucks, novidade recente no reino da gastronomia, também estão presente nesta edição.
Como a gente não quer só comida, a noite de hoje se encerra com Andy Summers (ex-The Police), que toca ao lado de Rodrigo Santos, às 21h. Mart’nália e Evandro Mesquita reforçam o time nas próximas apresentações. A área de convivência tem entrada gratuita. Na sexta, o espaço funciona das 16h às 23h; no sábado, do meio-dia às 23h; e no domingo, do meio-dia às 21h.


Produtores Firmino, da salsicharia Santana, e Nélson Vitor, da
Doces Fumel,  participaram do Rio Gastronomia 2015

 Christino Áureo e a primeira dama do estado, Maria Lúcia
percorreram os estandes do Rio Gastronomia 2015 



quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Governador inaugura obras em ponte no Norte Fluminense

Reforma em Cardoso Moreira vai beneficiar mais de 13 mil pessoas


O governador Luiz Fernando Pezão inaugurou, nesta quinta-feira (20/8), a reforma e alargamento da Ponte Dr. Salo Brand, sobre o Rio Muriaé, no município de Cardoso Moreira, no Norte Fluminense. A obra foi executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão vinculado à Secretaria de Obras, e custou R$ 3,7 milhões. O investimento foi feito com recursos do programa Pró-Investe, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 


– É uma satisfação estar aqui mais uma vez para inaugurar uma obra. Já estivemos em quase 60 municípios desde o início da minha gestão fazendo inaugurações e quero ir aos 92 até o fim do ano. Estamos atravessando um período difícil e o Estado está se adequando à crise econômica, mas isso não está nos impedindo de investir. Quero voltar aqui até dezembro para fazer outras entregas – disse Pezão.


Com 146 metros de extensão e 10,3 metros de largura, a ponte é importante meio de acesso para os motoristas e pedestres no Centro da cidade. O alargamento da via permitiu maior fluidez ao tráfego de veículos na área.


– As intervenções na ponte foram um projeto difícil, que exigiu um esforço técnico grande e que temos orgulho de ter concluído. Era uma reivindicação antiga da população e estamos muito felizes de entregá-la – afirmou o presidente do DER, Ângelo Monteiro.


A obra foi entregue no prazo estabelecido pelo DER e empregou cerca de 30 pessoas. Além dos serviços de alargamento e reforço estrutural, foi executada também a recolocação da adutora da estrutura e a implantação de uma passagem para pedestres em ambos os lados, proporcionando mais segurança. A expectativa é que a obra beneficie diretamente mais de 13 mil pessoas.


– Mais de 10 obras na cidade foram feitas com recursos do programa Somando Forças. Recebemos uma Clínica da Família e já temos praticamente prontas uma capela, uma creche e a rodoviária, que queremos inaugurar em breve – explicou o prefeito de Cardoso Moreira, Gegê Cantarino.


Morador da cidade há 75 anos, o aposentado Rodolvino de Sousa viu a construção da ponte e agora assiste às melhorias trazidas com a reforma.


– Era horrível. Não tinha espaço para as pessoas passarem, tínhamos que nos arriscar no meio dos carros. O asfalto também era cheio de buracos e já vi até atropelamento de um ciclista ali. Agora está ótima. A população está feliz com essa novidade – disse o morador.










Texto: Veronica Lopes
 Fotos:  Andre Gomes de Melo