segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Prefeito Josias Quintal participa da inauguração do IFF



Os estudantes foram os verdadeiros protagonistas da inauguração oficial do campus Santo Antônio de Pádua do Instituto Federal Fluminense (IFF), realizada no último dia 30. Primeiramente, a Orquestra de Violões, formada por alunos do campus Campos Centro, mais uma vez fez um verdadeiro espetáculo. Apresentando cinco músicas, o grupo emocionou os presentes dando início a uma série de outras emoções que se seguiriam.
Três estudantes e um pai de aluno fizeram discursos emocionados sobre a importância do IFF em suas vidas e as expectativas em relação às oportunidades que uma educação pública e de qualidade poderá proporcioná-los.
 “O que falar de uma escola tão sonhada?”, perguntou a estudante Alice Azevedo. “Antes mesmo de sua construção, o IFF já estava em nossos corações e foi muito aguardado por todos nós”, completou. Alice destacou que com um projeto pedagógico que foge dos padrões normais, o campus tem possibilitado o diálogo entre a escola e a sociedade e oportunizado a construção do conhecimento e do caráter dos seus alunos. “E depois de oito meses, aqui estamos, superando todas as dúvidas e dificuldades. Aqui é a vida e é a vida, mais do que a morte, que não tem limites”, disse citando Gabriel García Márquez.
O campus Pádua foi o primeiro no IFFluminense a implantar um projeto político pedagógico baseado na politecnia que visa aliar o conhecimento teórico com o prático por meio do desenvolvimento de projetos que envolvem servidores, estudantes e comunidade.
Com lágrimas nos olhos e muito emocionado, Carlos Alberto Fernandes, diretor do campus, relembrou em seu discurso as dificuldades iniciais na construção da escola e destacou: “caminho aberto ao diálogo, à diversidade, à amizade é o que estamos buscando construir. Porque é aqui que começamos a mudar o mundo. Que os estudantes tenham aqui a extensão dos seus lares, onde poderão realizar seus sonhos”.
A ex-reitora do IFF, Cibele Daher também foi convidada a participar da cerimônia. Foi em sua gestão, em 2011, que foi definida junto ao Ministério da Educação a expansão do IFF para Santo Antônio de Pádua e quando, após esforços federais e municipais, houve a cessão da área onde hoje está construído o campus. “Constato com alegria que a semente que lançamos, hoje é realidade”, destacou Cibele lembrando que desde 1999 o Instituto trabalha em parceria com o município desenvolvendo diversos projetos. “Temos aqui um exemplo claro de boa política pública. Não podemos deixar de praticá-la, de escutar e dar voz aos que mais necessitam de uma educação pública e de qualidade”.
O prefeito do município, Josias Quintal, disse que falar da importância do IFF para a região seria obviedade e ficou admirado com os discursos dos alunos. “Observei perplexo o preparo desses jovens que falaram aqui hoje e é exatamente esta a essência do que se faz aqui nesta escola”.
Além do prefeito Josias Quintal, a secretária municipal de Educação Maria Cristina de Souza Machado e os vereadores Paulo Roberto, Alexandre Brasil, Tenente Bastos, Vanderlea Marques e Neidimar Machado (Masa) estiveram presentes representando o município.
Também discursou o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Marcelo Feres, ex-aluno do IFF e professor da casa. “Essa instituição muda a capacidade de sonhar. Que investimento pode ser maior e melhor do que transformar vidas? Assim como a minha vida foi transformada por esta instituição as desses jovens também serão”, relatou.
O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas, frisou ser um momento especial, “de esperança e de garantia de que o nosso sonho ganha corpo: o IFF está em Pádua, pertence a este território. O que significa um campus como esse?”, perguntou, “possibilita o direito do seu filho ser alguém na vida. Possibilita interferir em uma realidade e torná-la melhor, participando do desenvolvimento econômico e social para desenhar caminhos significativos para a juventude tendo como passaporte a educação”, afirmou.

A cerimônia, que começou por volta das 14h, foi encerrada duas horas depois com uma pequena, mas inusitada homenagem ao diretor do campus. Os estudantes tomaram o microfone e improvisaram um hip hop cuja letra ressaltava o trabalho realizado na escola. “Vocês nos ensinaram o amor. Muito obrigada por todo o amor que vocês nos dão todos os dias e saibam que é recíproco”, disse uma das alunas finalizando a cerimônia.


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Produtores de Cantagalo devem imunizar quase 60 mil cabeças de gado contra a febre aftosa até o final deste mês

Nesta etapa, a segunda do ano, bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade devem ser vacinados



Os produtores de Cantagalo, município que tem o maior plantel bovino da Região Serrana, com quase 60 mil cabeças, deram início, no último dia 3, à segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa, doença viral altamente contagiosa que afeta animais biungulados, ou seja, animais que possuem dois “dedos”. Os mais afetados são bovinos de leite e de corte e os suínos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agropecuário, que dá suporte aos produtores durante o período dedicado à imunização dos animais, que vai até 30 de novembro, na primeira etapa do ano, realizada em maio, quando todos os animais, independentemente da idade foram vacinados, a cobertura imunizatória foi de 95,95% do total estimado.

– Para esta segunda etapa, há a obrigatoriedade de vacinação apenas dos animais com idade até 24 meses – explica o secretário de Desenvolvimento Agropecuário do município, Rodrigo Vollú. Segundo ele, o estado do Rio de Janeiro, por conta dessas campanhas semestrais, está há 16 anos sem nenhum registro da doença. Conforme a Defesa Sanitária Estadual, os últimos casos registrados no estado do Rio de Janeiro foram em 1997, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, e em Magé, na Baixada Fluminense. Rodrigo Vollú também explica que as doses devem ser adquiridas pelos próprios criadores.

Cantagalo é considerado o maior produtor bovino da Região Serrana, o que dá ao município o título de responsável pela maior bacia leiteira da região. Os bons índices conseguidos nas campanhas são creditados ao resultado do trabalho das equipes da Defesa Agropecuária, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agropecuário, do Sindicato Rural e da Emater-Rio (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro), aliado à conscientização dos criadores sobre a necessidade da imunização do gado.

A campanha tem como meta manter o rebanho sadio, apto a atender aos mercados nacional e internacional, com o fornecimento de material genético (sêmen, embriões, matrizes e reprodutores) e carne de qualidade. Durante as etapas, também são promovidas ações para a conscientização dos pecuaristas sobre a importância da imunização dos rebanhos.

Após vacinar o rebanho, o produtor deverá entregar a declaração de vacinação ao Núcleo Regional de Defesa Agropecuária, onde também deverá ser feita a atualização do cadastro da propriedade. Para isso, é preciso apresentar a declaração de vacinação e a nota fiscal de aquisição das vacinas, comprovando a imunização de seus animais, o que terá que ser feito até o quinto dia útil após o encerramento da campanha – 7 de dezembro.

Quem não declarar a vacinação estará sujeito a receber auto de infração, ter a propriedade interditada, ser multado em até 20 mil Ufirs, além de arcar com o pagamento da taxa de duas Ufirs por animal não vacinado. As dúvidas podem ser esclarecidas através dos telefones do Núcleo Regional de Defesa Agropecuária, que fica no Parque de Exposições Raul Veiga, em Cordeiro: (22) 2551-1673 e (22) 2551-1395.




Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Árvore de Natal feita com 10 mil garrafas pet será confeccionada na Praça Ferreira Rabello


A Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Emprego, através de programas sociais estará confeccionando em parceria com a comunidade uma linda e grande Árvore de Natal em Natividade.
Para participar basta doar garrafas pet de 2 ou 1,5 litros, e você estará colaborando com sua cidade e ajudando a fazer o Natal de Natividade mas bonito e ecologicamente correto.
As doações deverão ser entregues no CRAS Cantinho, na sede da Secretaria (Sindicato), no SCFV da Liberdade (PETI), no Clube da 3ª Idade (Balneário), no CRAS Querendo ou no SCFV de Ourânia (PETI).
A árvore será confeccionada pelos usuários de todos os nossos programas.

Maiores informações pelo telefone (22) 3841-2212.

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Miracema terá unidade do Corpo de Bombeiro



O prefeito Juedyr Orsay recebeu no último dia 03, em seu gabinete o Cel. CBMERJ Rocha Filho responsável pelos projetos de engenharia, Ten. CBMERJ Rodolfo comandante do batalhão de Itaperuna, em pauta a instalação de um destacamento do Corpo de Bombeiros em Miracema e a liberação das piscinas de uso coletivo dos clubes.
Juedyr colocou dois prédios a disposição, que foram visitados e avaliados. O primeiro foi o Centro Médico Dr. Moacyr Junqueira, e o segundo a escola Homero Linhares. Após as vistorias o Cel.  Rocha Filho responsável pelos projetos de engenharia CBMERJ definiu o local e confirmou a instalação da unidade  na cidade onde hoje funciona a Secretaria de Saúde.
A medida faz parte do processo de interiorização do Corpo de Bombeiros e o município contará com um destacamento com efetivo de 25 a 30 homens. O local passará por uma reforma e algumas adaptações que serão feitas pela Prefeitura.
Em sua fala, Juedyr disse estar muito feliz por mais essa conquista para Miracema e lembrou-se das parcerias firmadas com o Governo do Estado e deputados o que torna possível a realização de grandes projetos para uma cidade melhor.

Com a instalação do destacamento no Centro Médico, a Secretaria de Saúde passará a funcionar provisoriamente no prédio do Pronto Socorro municipal. Agora falta definir a data para o início das obras. Participaram também da reunião o Sargento CBMERJ Fábio, e o Capitão CBMERJ Tostes.  


Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Cantagalo recebe Prêmio Brasil Sorridente por trabalho de excelência em odontologia



Município foi classificado entre dez premiados no estado do Rio de Janeiro, com destaque para o trabalho preventivo realizado nas escolas




 Dos 92 municípios do estado do Rio de Janeiro, Cantagalo está entre os dez contemplados com o 1º Prêmio Brasil Sorridente, criado pelo Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro (CRO-RJ), e que foi entregue em solenidade realizada no Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no último dia 21 de outubro, mesmo dia em que também foi entregue a Medalha Pedro Ernesto, maior honraria concedida pelo Legislativo carioca.

Representando Cantagalo, a ex-coordenadora de Saúde Bucal do município, Aretuza Pires, explicou que o prêmio é uma forma do CRO-RJ reconhecer os municípios do estado do Rio de Janeiro que se destacam na implantação e efetivação das políticas públicas locais de saúde bucal.

– Essa premiação tem por objetivo estimular as cidades do nosso estado para que possam manter ativas suas políticas de saúde bucal, valorizando a odontologia fluminense. Com destaque na categoria ‘C’, que corresponde aos municípios com até 50 mil habitantes, o município de Cantagalo desenvolve, com eficiência, atividades importantes para a região, enaltecendo a odontologia no estado, conforme afirma o próprio Conselho Regional de Odontologia do Estado do Rio de Janeiro – destaca Aretuza Pires, que também é a representante de Cantagalo no CRO-RJ.

Uma das ações mais importantes desenvolvidas por Cantagalo é o Levantamento Epidemiológico em Saúde Bucal, trabalho preventivo das doenças da boca que teve início em agosto de 2013 e que se caracteriza pela visita da equipe do Programa de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde às escolas municipais e estaduais, avaliando crianças na faixa etária de 7 a 14 anos. O objetivo é diagnosticar quais áreas têm piores índices de saúde bucal e quais têm os melhores números. Em 2013, por exemplo, primeiro ano do trabalho, a Organização Mundial de Saúde (OMS) deu ao município a classificação de nível médio de prevalência de cárie dentária, o que, para início de um trabalho, foi um resultado altamente positivo.

Na premiação, além da Moção entregue pelo CRO-RJ, Cantagalo também recebeu uma Moção da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, assinada pelo vereador Rafael Aloísio Freitas. Os critérios de pontuação para se conseguir o Prêmio Brasil Sorridente são determinados pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO).




Ascom

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Porciúncula se empenha em causa de proteção ambiental




A equipe do Projeto Cágado-do-Paraíba esteve em Porciúncula, no dia 26 de outubro, para divulgar e desenvolver ações de proteção e conscientização para preservação da espécie, juntamente com a conservação de seu habitat natural, a bacia do Rio Carangola. O projeto é realizado pelo Centro de Estudos Ecológicos e Educação Ambiental de Carangola (CECO) e o Instituto Diversidades, com apoio da Universidade de Minas Gerais (UEMG) e a participação do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – RAN/ICMBio.

Desde os anos 90 já são realizados estudos sobre o Mesoclemmys hogei, também conhecido como cágado-do-carangola, ou cágado-de-hogei. Ele é uma espécie de quelônio da família Chelidae, assim como as tartarugas e os jabutis. Pode ser encontrada na bacia do Rio Paraíba do Sul, do estado do Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais até o Rio Itapemirim, nas regiões costeiras do Espírito Santo. Mas é na bacia do Rio Carangola onde se têm os últimos registros da espécie.

O site do projeto: <www.cagado-do-paraiba.org.br> propôs um concurso de frases e slogans sobre prevervação ambiental, onde doze porciunculenses, entre crianças, jovens e adultos, foram selecionados para representar o município. Eles tiveramsuas frases escolhidas e junto com seus nomes estão sendo fixadas em placas de metal, nas margens do Rio Carangola.

Em Porciúncula, a equipe do projeto foi acompanhada pelo secretário de Meio Ambiente Welington Borchio e sua equipe, que instalaram as primeiras quatro placas no entorno do Bairro José Evangelista Monteiro - Bairro Ilha. As outras placas vão ser instaladas em outros pontos do município. O projeto tem o patrocínio do Governo Federal e Petrobras.


Ascom


COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Dilma sanciona novas regras para aposentadoria



A presidente Dilma Rousseff sancionou e publicou no "Diário Oficial da União" a lei que institui nova regra para aposentadoria que varia progressivamente de acordo com a expectativa de vida da população brasileira. De acordo com o texto do DO, as novas regras entram em vigor nesta quinta-feira (5).
As novas regras já estavam incluídas em uma medida provisória editada pela presidente Dilma Rousseff como uma alternativa à regra 85/95, aprovada, em maio, pelo Congresso Nacional e que pôs fim ao fator previdenciário.
Foi vetado, no entanto, o artigo que autorizava a "desaposentadoria", ou "desaposentação", que é a possibilidade de o aposentado que continuou trabalhando fazer novo cálculo do benefício, tomando por base o novo período de contribuição e o valor dos salários.
A possibilidade da “desaposentadoria” foi incluída pela Câmara, por meio de uma emenda, e geraria rombo à Previdência Social de R$ 70 bilhões em 20 anos, segundo o governo. Na justificativa ao veto publicada nesta quinta-feira, o governo afirma que a medida "contraria os pilares do sistema previdenciário brasileiro, cujo financiamento é intergeracional e adota o regime de repartição simples".
Nova fórmula de aposentadoria
A fórmula aprovada pelo Legislativo, na época, permitia aposentadoria integral quando a soma da idade e do tempo de contribuição atingisse 85, para as mulheres, e 95, para os homens.
A presidente Dilma Rousseff vetou esse cálculo, sob a justificativa de que aumentaria o rombo na Previdência Social, e editou a medida provisória com outras regras.
A lei sancionada pela presidente nesta quinta-feira (5) indica que a primeira alta na soma, de 85/95 para 86/96, será em 31 de dezembro de 2018. A partir daí, será adicionado um ponto no cálculo a cada dois anos.
Pontuação
Veja abaixo como fica a pontuação mínima para homens e mulheres, em cada dois anos, para receber 100% do benefício de aposentadoria:
- Em 31 de dezembro de 2018: 86 para mulheres e 96 para homens (acréscimo de 1 ponto na fórmula 95/85)
- Em 31 de dezembro de 2020: 87 para mulheres e 97 para homens (acréscimo de 2 pontos na fórmula 95/85)
- Em 31 de dezembro de 2022: 88 para mulheres e 98 para homens (acréscimo de 3 pontos na fórmula 95/85)
- Em 31 de dezembro de 2024: 89 para mulheres e 99 para homens (acréscimo de 4 pontos na fórmula 95/85)
- Em 31 de dezembro de 2026: 90 para mulheres e 100 para homens (acréscimo de 5 pontos na fórmula 95/85)



G1

COMPARTILHE

Curta Nossa Página no Facebook

Compartilhe

CURTA A NOSSA PÁGINA