sexta-feira, 28 de julho de 2017

Temer: missão da Forças Armadas no RJ é 'defender a integridade da população'

Presidente assinou decreto nesta sexta que autorizou uso das tropas federais na segurança pública do Rio. Segundo ministro da Defesa, 10 mil homens reforçarão segurança





Um vídeo publicado no Twitter na tarde desta sexta-feira (28), o presidente Michel Temer afirmou que a decisão de autorizar o uso das Forças Armadas no Rio de Janeiro tem o objetivo de “defender a integridades da população, preservar a ordem pública e garantir o funcionamento das instituições”.

Nesta sexta, Temer assinou decreto que autorizou a atuação das Forças Armadas na segurança pública do Rio de Janeiro até 31 de dezembro de 2017. O decreto de GLO (Garantia da Lei da Ordem) foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

No vídeo, Temer destacou que o emprego de militares nas ruas do Rio “está amparado” pela Constituição. O presidente destacou que a crise da segurança pública “está no centro” das preocupações do governo.
"O agravamento da segurança pública está no centro de nossas preocupações. Ao longo do meu governo, acompanho e instruo os ministérios a tomarem as medidas necessárias para enfrentar este desafio", disse o presidente no vídeo.

"A medida de hoje em relação ao Rio de Janeiro é mais um passo no combate a esta situação que hoje inquieta e angustia todos os brasileiros, particularmente os moradores do Rio de Janeiro", complementou.

Em coletiva realizada no Rio, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que 8,5 mil militares vão atuar nas operações. Também serão empregados 620 homens da Força Nacional, 380 da PRF e mais 740 locais.

As tropas já começaram a circular na Região Metropolitana na tarde desta sexta. Os militares faziam uma blitz no Arco Metropolitano e também circulavam na Ilha do Governador, na Zona Norte, além das cidades de Niterói e São Gonçalo.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário