quinta-feira, 29 de junho de 2017

Juros para as famílias caem e têm menor nível em 17 meses

Maioria das modalidades de crédito ficou mais barata em maio. Taxa média recuou para 63,8% ao ano

Com a queda da taxa básica de juros (Selic) e medidas adotadas pelo governo para dinamizar a economia, os empréstimos e os financiamentos estão cada vez mais baratos para o consumidor. Em maio, os juros médios cobrados das famílias caíram ao menor nível em 17 meses.
As informações são do Banco Central e foram divulgadas nesta quarta-feira (28). Segundo a instituição, a taxa média para os consumidores recuou 4,5 pontos percentuais frente a abril, para 63,8% ao ano. Para as empresas, o recuou foi de 0,4 ponto percentual, para 25,9% ao ano.
De sete modalidades de crédito para pessoas físicas, cinco ficaram mais baratas em maio. Cheque especial, crédito consignado, aquisição de veículos, cartão de crédito e desconto de cheques passaram por reduções de taxas.
Crédito para empresas
Para as empresas, 11 linhas classificadas como “recursos livres”, ou seja, sem subsídio, ficaram mais baratas. Repasse externo, financiamento a exportações, financiamento a importações, compor, vender, aquisição de outros bens, aquisição de veículos, cheque especial, antecipação de faturas de cartão, desconto de cheques e desconto de duplicatas são as opções que apresentaram quedas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário