terça-feira, 31 de março de 2015

Crise do petróleo leva prefeitura de Cabo Frio a demitir quatro mil servidores


Repasse mensal dos royalties caiu de R$ 17 milhões para R$ 7 milhões. Fim do subsídio aumentará o preço da tarifa de ônibus em 200%; companhia de limpeza foi extinta

A crise no setor de petróleo fluminense provocou uma onda de demissões em Cabo Frio e o fim do subsídio para o transporte público. Na manhã desta terça-feira, o prefeito Alair Corrêa anunciou a demissão de cerca de quatro mil servidores públicos, entre os quais os 32 secretários municipais. Segundo o prefeito, o município é o mais prejudicado com a queda de arrecadação dos royalties do petróleo: o repasse mensal caiu de R$ 17 milhões para R$ 7 milhões.

O prefeito cabofriense também anunciou o fim do subsídio da prefeitura à Viação Salineira, a única empresa rodoviária da cidade. Com a decisão, o preço da tarifa urbana passa de R$ 0,50 para R$ 1, 50, com direito a duas passagens por dia.

Também foi extinta a Companhia de Serviços Públicos de Cabo Frio, a Comsercaf, responsável pela limpeza urbana e coleta de lixo residencial e industrial do município. Parte dos funcionários será remanejado para outros setores, e contratos de empresas terceirizadas não serão renovados.

— A Comsercaf é uma autarquia, com um grande quadro de funcionários. Num momento de crise, não cabem duas prefeituras na cidade — disse o prefeito, acrescentando que as medidas vão reduzir em 40% os custos com a coleta do lixo.

Enquanto durar a crise, o principal município da Região dos Lagos será administrado por uma Comissão Especial Gestora, formada pelo prefeito e quatro secretários.

Prefeito de Cabo Frio anunciou nesta terça-feira demissão
 de quatro mil servidores da prefeitura
 - RC24h / Renata Cristiane


OGlobo

Floricultura movimentou R$ 634 milhões no estado em 2014

A floricultura, atividade que já coloca o Estado do Rio de Janeiro entre os maiores polos produtores de flores e plantas ornamentais do país, dá sinais que ainda tem fôlego para crescer. De acordo com a secretaria estadual de Agricultura, em 2014, o setor movimentou R$ 634 milhões, valor 10% superior ao do ano anterior. Esse crescimento vem acompanhado do aumento do número de produtores, expansão da área de cultivo, diversificação do número de espécies cultivadas e a profissionalização de mão de obra na agregação de valor e serviços, ampliando a demanda pelo produto.

Atualmente em todo o estado 1.074 produtores se dedicam a produção de flores de clima temperado,tropicais e envasadas, além de plantas para paisagismo e jardinagem. Grande parte deste contingente, cerca de 50%, se concentra na Região Serrana, produzindo flores de clima temperado e envasadas, entre elas as orquídeas. Outros 38%, na Região Metropolitana cultivam plantas ornamentais, flores e folhagens tropicais. Os demais estão pulverizados nas Regiões Noroeste, Baixadas Litorâneas e Sul fluminense.

Segundo a coordenadora do Programa Florescer, da secretaria estadual de Agricultura, Nazaré Dias, o bom momento da floricultura no estado é atribuído, entre outros fatores, a presença de microclimas que favorecem o cultivo da maioria das espécies, gerando uma oferta diversificada.

- Nos últimos cinco anos, os produtos da floricultura fluminense aumentaram sua participação na oferta global do mercado estadual, de 18 para 80%. Para atingir este patamar produtores, apoiados pelo Florescer, com assistência técnica da Emater-Rio - Empresa de Extensão Rural doEstado, investiram em capacitação, inovação de estruturas de produção, acompanhamento de tendências do setor para melhorar o padrão de qualidade do produto e atender a um consumidor mais exigente - frisou a coordenadora do programa.

Nazaré acrescenta que a profissionalização do segmento permitiu que alguns produtores atendessem a demandas de outros estados, como São Paulo (Campinas) e Minas Gerais, com flores tropicais e plantas ornamentais.

A expansão da área cultivada e do número de produtores nos municípios de Itaboraí, Rio de Janeiro, Bom Jardim, Nova Friburgo, Santo Antônio de Pádua e Bom Jesus do Itabapoana também contribuíram para a elevação da produção.

- A floricultura é um setor importante para a geração de empregos e o seu crescimento é fundamental para a economia do Estado - afirmou o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, ao destacar que essa evolução é resultado do trabalho da equipe do Programa Florescer, com destaque para o da sua coordenadora, Nazaré Dias.

Segundo ele, essa política pública vem criando um ambiente de evolução tecnológica e comercial para o segmento, que conta com o apoio do governador Luiz Fernando Pezão para continuidade dos incentivos à atividade.



- Isso nos faz acreditar que o crescimento do setor novamente será bastante significativo no ano de 2015 - concluiu o secretário.










Ascom

FIRJAN Noroeste sedia “Giro Pós-Missão à China” para o setor de Construção Civil

Palestras vão trazer novidades e tendências captadas na missão sindical
de empresários ao país, realizada em novembro de 2014

Com o objetivo de apresentar aos empresários da Construção Civil do Noroeste Fluminense as principais novidades e tendências para o setor, o Sistema FIRJAN traz a Itaperuna, na próxima quarta-feira, dia 1º, o “Giro Pós-Missão à China”. O evento é gratuito e será realizado no auditório da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense, a partir das 17h, com apoio do Sindicato das Indústrias de Construção Civil, Montagens Industriais e Engenharia Consultiva do Noroeste do Estado do Rio (Sinduscon Noroeste) e do Sindicato Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Noroeste do Estado do Rio (Sindmetal Noroeste).


As palestras trarão as principais informações captadas na missão sindical de empresários da Construção Civil à China, promovida pela Federação em novembro de 2014, e que contou com a participação dos presidentes do Sinduscon Noroeste, João Luiz Ramos Alves, e do Sindmetal Noroeste, Rogério Martins.


O roteiro da viagem incluiu visitas técnicas a empresas e instituições de ensino chinesas que são referência no setor. O grupo também esteve na feira Bauma China 2014, cujo foco foi na prospecção de inovações tecnológicas e de gestão para toda a cadeia produtiva da Construção Civil.


Os empresários interessados em participar do “Giro Pós-Missão à China” podem se inscrever através do telefone (22) 3824-6500. As vagas são limitadas. A Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense está localizada à Rua Apolinário Cunha, 51, bairro Governador Roberto Silveira.



Ascom

Secretaria de Agricultura capacita servidores em Cordeiro

Para atender da melhor maneira possível às necessidades do homem do campo, além de fornecer conhecimentos técnicos especialmente aos pequenos e médios agricultores, a Secretaria de Agricultura de Cordeiro oferece periodicamente aos seus servidores a chance de participar de cursos de aperfeiçoamento.

Em meados do mês de março, o servidor Sebastião Muzzy Guimarães foi designado pelo titular da pasta, engenheiro agrônomo Lauro Conde, para participar, no município de Nova Friburgo, de um treinamento cujo objetivo foi adequar os profissionais do segmento agrícola ao ‘Novo Sistema de Informação Rural-SIR/SNCR’.

Durante as palestras – que contaram com a presença dos representantes da Superintendência Regional do INCRA/RJ, Ricardo Bello, gestor do Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR), e Luiz Cláudio Machado dos Santos, da Divisão de Organização e Estrutura Fundiária Fiscal de Cadastro Rural e multiplicador Nacional do SNCR – os participantes foram informados que o novo sistema entrará em funcionamento no início de abril.

A notícia boa para os ruralistas é que, a partir da implantação do novo sistema, os proprietários rurais não precisarão deixar suas regiões de origem para fazer suas declarações. “A medida traz comodidade e facilita ainda mais a vida dos produtores, já que muitos deles tinham que abandonar suas atividades diárias para cumprir as determinações legais”, esclarece o secretário Lauro Conde.
No último sábado, 28, a Secretaria de Agricultura de Cordeiro também enviou um representante para receber treinamento específico sobre o preenchimento do Cadastro Ambiental Rural (CAR), realizado na Cooperativa Agropecuária de Macuco, sob coordenação do INEA (Instituto Estadual do Ambiente). “Todas essas informações retransmitidas foram de grande valia para o aprimoramento e capacitação do responsável pelos serviços de Cadastramento de Imóveis Rurais”, concluiu Conde.












Ascom

Exercício físico e alimentação saudável


O equilíbrio faz toda a diferença para você ser mais feliz 


Hoje é dia de lembrar o quanto a alimentação saudável e a atividade física podem ajudar a prevenir doenças como câncer, diabetes e hipertensão. Por isso, se você quer viver melhor, mantenha uma dieta equilibrada, prefira alimentos naturais e frescos, pratique atividades físicas e beba água. São dicas que vão sempre ajudar você a celebrar a vida com alegria. 


31 de março = Dia Nacional da Saúde e Nutrição


segunda-feira, 30 de março de 2015

Campanha eleitoral em Natividade começa nesta segunda

Liberada a partir desta segunda-feira (30), a propaganda eleitoral em Natividade será movimentada por três campanhas à Prefeitura. A Coligação Natividade Merece Mais lançou a prefeito Francisco José Martins Bohrer, o Chico da Saúde (PT), e a vice Alan José de Souza Santos, o Alan Batata (PPS). Pelo Partido Social Democrático (PSD), concorre a chapa formada pelo candidato a prefeito Eriques Lopes da Silva, o Mineirinho, e a vice, Jussara da Fonseca Suzano. A chapa da Coligação Natividade União e Paz é liderada por Severiano Antônio dos Santos Rezende, o Severiano Neném (PRTB), e tem como vice Robson Rodrigues Barreto, o Robson do Açougue (PSL), vereador e presidente da Câmara que assumiu interinamente a Prefeitura.

Os candidatos já podem fazer comícios e utilizar alto-falantes e carros de som. Desde que não seja paga, a propaganda também é permitida na internet. A juíza 43ª ZE, Leidejane Chieza Gomes da Silva, vai definir a data em que reunirá os representantes de emissoras de rádio e partidos políticos para elaborar o plano de mídia do horário eleitoral gratuito. Veiculada entre os dias 2 e 14 de maio, a propaganda gratuita vai ocorrer apenas no rádio, sempre segundas, quartas e sextas, das 7h às 7h30 e das 19h às 19h30.


TRE

Educação cordeirense inicia programa de Educação Ambiental

A Secretaria de Educação de Cordeiro está iniciando um programa de Educação Ambiental com várias parcerias, inclusive com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para dar apoio pedagógico às escolas nas questões ambientais e aos programas existentes na Rede Municipal de Ensino.

O projeto “Como tornar sua escola sustentável”, por exemplo, visa ajudar professores e alunos no trabalho de conscientização da população para ampliar a consciência sobre as questões relativas ao meio ambiente, incentivando atitudes independentes e autônomas voltadas à sua proteção e conservação.

O trabalho se inicia com a fase de diagnóstico socioambiental, respeitando a realidade de cada escola e do bairro em que está inserida. Com base nele, o projeto terá como foco os principais problemas encontrados. Energia, água, destino de resíduos e ampliação de áreas verdes serão discutidos. O público-alvo é toda a comunidade escolar e a comunidade do entorno da escola.

O prefeito Leandro Monteiro é incentivador do projeto que está sendo implementado pela coordenadora de Ciências Naturais do Departamento de Educação, Giovana Cerqueira Alves Marini, com o apoio da coordenadora da área de Ciências Humanas, Ivelise Calvo. “Todas as ações para conscientizar as pessoas quanto às questões ambientais terão o meu apoio”, afirma o prefeito.


Para a secretária de Educação, Madalena Tavares, o mundo vem passando por uma forte crise ambiental e a Educação Ambiental é considerada a principal forma de diminuir os impactos negativos: “Ela gera mudanças comportamentais nos indivíduos, através da sensibilização e conscientização”, coloca a secretária. 






Governo do Estado amplia programa de artesanato com foco no desenvolvimento regional

Sedrap assume dia 31 projeto que visa fomento à produção, com geração de emprego e renda para artesãos fluminenses

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap) assume oficialmente na próxima terça-feira, dia 31, o Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro. A medida visa ampliar as ações de fomento à produção de artesãos, com frentes que promovam a divulgação do rico e diversificado artesanato fluminense, permitindo o crescimento da comercialização com geração de emprego e renda.

Iniciado timidamente há 30 anos, o projeto teve diversos endereços, e desde 2007 estava na estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (Sedeis), com sede na Casa do Artesão, na Rua Real Grandeza, 293, em Botafogo, Zona Sul do Rio. Publicada no Diário Oficial do último dia 16, a transferência de pastas acontecerá em evento às 17h do dia 31, na própria casa de quatro andares que foi reformada e passa a se chamar Espaço Artesanato em Movimento, em continuidade ao projeto de sustentabilidade de mesmo nome lançado em setembro de 2013 pela Sedrap.

Mas a novidade não se restringe ao nome. A Sedrap já trabalha para, em breve, dar ao programa uma versão itinerante, com o reforço de um caminhão para levar oficinas, interação, troca de conhecimento e até feiras a todos os 92 municípios fluminenses.

- Entre os projetos que encontramos, logo identificamos no Artesanato em Movimento um diferenciado potencial para mais desenvolvimento regional no estado. Nas interações para fazer o projeto crescer, soubemos da existência da Casa do Artesão e do programa coordenado pela Sedeis, agora repassado à nossa secretaria. Vamos intensificar a qualificação desses profissionais, dando condições para que seu trabalho se torne fonte concreta de renda, a começar pela expansão de artesãos cadastrados - adianta Nea Mariozz, chefe de gabinete da Sedrap.

O projeto - Em apenas um ano e meio, o Artesanato em Movimento passou por quase 20 municípios (Niterói, São Gonçalo, Nova Friburgo, Campos, Cabo Frio, São João da Barra, Itaperuna, São Francisco de Itabapoana, Nova Iguaçu e outros) e cadastrou mais de 500 artesãos, entre independentes e de entidades como a Associação Maricultores de Cabo Frio e a de Artesãos Caminho de Barro, de Campos. “Visitamos cidades em todas as regiões do estado”, diz Malu Tavares, que implantou o projeto em 2013 na Sedrap.

Presença em eventos – Por intermédio do Artesanato em Movimento, dezenas de artesãos participaram de eventos do setor, como exposições na própria Casa do Artesão, na mostra Copa do Mundo; feiras tradicionais como a da Rua do Lavradio, na Lapa; e o Salão Estadual de Turismo, em Niterói. “Vendi mais em dois dias do Salão do que em um mês em Cabo Frio”, comemorou Edwiges Pereira, que fabrica bijuterias com escamas de peixe na associação da Região dos Lagos.

Rio Artes Manuais - A última presença do Artesanato em Movimento foi na 9ª Rio Artes Manuais, que movimentou o Centro de Convenções SulAmérica, no Rio, de 18 a 22 de março, com um público de mais de 25 mil pessoas. No estande da Sedrap, cerca de 20 artesãos se revezaram mostrando bolsas e caixas de tecido e papel, bijuterias e porta-retratos, entre outras peças que esbanjam criatividade, revelando a diversidade de artesãos fluminenses como Débora Martins, 55 anos. “Acho excelente o incentivo que a Secretaria está nos dando. É uma grande oportunidade de crescimento que em muito auxiliará na consolidação do nosso trabalho”, disse Débora.

Outra a expor no estande da Sedrap foi a artista plástica Cristina Dias, que produz finas e exclusivas bijuterias, chegou há dois anos à Casa do Artesão e leva suas peças até para eventos internacionais, como na Grécia.


- Amo o que faço e vivo só da minha arte. Ver a ampliação deste programa é bom demais - comemora Cristina. 









Pamela Araujo

Rio das Ostras apresenta “Paixão segundo Lázaro” na Semana Santa



Nos dias 3 e 4 de abril, o Teatro Popular receberá a tradicional encenação com entrada franca

A morte e ressurreição de Jesus é um dos fatos mais conhecidos em todo mundo e o mais importante para os cristãos. Para manter a tradição, Rio das Ostras vai recontar esta história que já é encenada há 15 anos no Município. “Paixão segundo Lázaro” será apresentada na próxima sexta, 3, e sábado, 4, às 19 horas, no Teatro Popular com entrada franca.

Este ano, pela primeira vez, a produção da Paixão estará a cargo do Curso Técnico de Teatro do Centro de Formação Artística de Música, Dança e Teatro, unidade da Fundação Rio das Ostras de Cultura. O elenco será composto por alunos do curso técnico e preparatório de teatro. 

PAIXÃO SEGUNDO LÁZARO - Sem saber direito o que havia acontecido com o Mestre (Jesus), Lázaro sai em busca de informações e, em seu caminho, cruza com personagens importantes desta história bíblica e que, de alguma forma, se fizeram presentes no Ministério de Cristo, para o bem ou para o mal. Nicodemos, Barrabás e Judas, são alguns desses.

O fim da história todos já sabem. Jesus, o Filho de Deus, triunfa sobre a morte e nos deixa a esperança que em breve voltará. A chama da fé que havia se apagado no calvário é reacendida na ressurreição, ou seja, na ascensão do Cristo aos céus. Esta talvez seja a maior das justificativas para que esta história seja contada através da linguagem teatral, ano após ano.

Serviço

Teatro Popular de Rios das Ostras – Av. Amazonas, S/Nº,  Centro
Dias: 3 e 4 de abril
Horário: 19h
Telefone: (22) 2764-1703
Os convites devem ser retirados na bilheteria do teatro a partir das 14h dos dias da apresentação.

Elenco Principal

Jesus – Tunan Teixeira
Marta – Vânia Carvalho
Maria Irmã de Lázaro – Lorrana Martins
Fariseu – Carol Freitas
Verônica – Eydiane Tahlia
Mendigo – Tarcísio Oliveira
Barrabás – Ricardo Saver
Herodíades – Rosanete Felix
Salomé – Izabela Alves
Soldado – Gabriel Cardoso
Capitão da Guarda – Rogério Tadeu
Nicodemos – Iago Rocha
Judas Iscariotes – Ronald Wosth
Maria Mãe de Jesus – Paula Cariane
Madalena – Mariana Nunes
José de Arimatéia – Pâmela Monteiro

Equipe Técnica:

·        IIuminação – Carlos Ribeiro;
·        Sonoplastia – Mário Teles;
·        Adereços e Caracterização – Lúcia Reis e Polyana Lott;
·        Preparadora Corporal e Vocal – Polyana Lott;
·        Texto – João Machado Evangelho;
·        Texto Incidental – “A Pietá” de José Maria Rodriguês;
·        Assistente de Direção: Polyana Lott;

·        Direção: Reynaldo Barreto Lisboa.





Ascom

FIRJAN: Brasil é o 1º no ranking de custo mais alto de energia para indústria

Na Federação das Indústrias do Estado do Rio, ministro das
Minas e Energia disse que crise hídrica pressionou as tarifas


O custo médio da energia para a indústria brasileira subiu para R$ 534,28 por MWh e o país passou a ocupar a primeira posição em ranking internacional que contempla 28 países, superando a Índia e a Itália, que ocupavam as duas primeiras posições. 

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, dia 27, pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), no seminário ‘O setor produtivo e a energia: questões e soluções da indústria em tempo de crise energética’. O evento reuniu as principais autoridades ligadas ao tema no país.
 
Na abertura, o vice-presidente do Sistema FIRJAN Carlos Mariani destacou que “somente nos três primeiros meses do ano, o preço da energia já subiu 48%, onerando enormemente a produção. E ainda estamos em março, os reajustes das distribuidoras mal começaram – quase 60 ainda irão reajustar suas tarifas até dezembro”. O empresário salientou que a qualidade no fornecimento um fator chave de competitividade para a indústria. “Qualquer interrupção, por menor que seja, aumenta o custo industrial. E quem paga é o País. A indústria no século XXI não pode mais conviver com a qualidade de energia do século passado”, concluiu.
 
Márcio Veiga, da PSR Consultoria, estimou que o preço da energia para a indústria só começará a cair em 2017, 2018. Perguntado sobre a possibilidade de o país enfrentar um racionamento de energia este ano, o diretor geral do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) respondeu: “Racionamento? De jeito nenhum”.

Custo do gás sobe 21,7%

Em almoço com empresários e especialistas do setor energético, Eduardo Braga, ministro das Minas e Energia, admitiu que o desafio “é grande” e falou de investimentos em energia solar: “Tivemos três anos de grave crise hídrica, que pressionou o custo de nossa tarifa. Precisamos criar mecanismos tecnológicos para que possamos ter um amortecedor de risco energético. Vamos fazer o primeiro teste piloto de energia solar através de flutuadores em reservatórios e usando a capacidade ociosa nas linhas de transmissão”. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também participou do encontro. 

O evento também debateu a questão da demanda e oferta de gás natural para a indústria. Estudo da FIRJAN divulgado no evento mostrou que o custo do gás para a indústria subiu 21,7% nos últimos quatro anos. Para mais informações, acesse o site criado pela FIRJAN www.quantocustaogasnatural.com.br.

Para mais informações sobre o ranking do custo de energia para indústria, acesse www.quantocustaaenergia.com.br.




Ascom


sábado, 28 de março de 2015

Deputado Jair Bittencourt tem emendas aprovadas na Alerj

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou recentemente, com emendas, o projeto de lei que reajusta em 9% o piso salarial no Estado. Entre as emendas aprovadas estão duas de autoria do deputado estadual Jair Bittencourt: uma que altera a faixa salarial de trabalhadores agropecuários e florestais; e outra que inclui motoristas de ambulância, maqueiros e auxiliares de massagista entre as funções que passam a contar com um piso salarial regional definido por lei.


- Foi uma conquista enorme a inclusão dos motoristas de ambulância, maqueiros e auxiliares de massagista, pois isso irá garantir a esses profissionais um piso melhor do que o que vinham recebendo até agora. Em relação aos trabalhadores agropecuários, sabemos que é uma categoria que tem pouca condição de se defender. Eles ainda se encontravam na primeira faixa salarial, sendo que os trabalhadores de conservação geral de áreas verdes das cidades já estavam na segunda categoria. Nós temos que lutar pelo trabalhador rural, pelo trabalhador agropecuário, para que ele possa se manter no campo e continuar produzindo. Nossa emenda que foi aprovada leva esse trabalhador para a segunda faixa salarial. Foi uma questão de justiça - declara Jair Bittencourt.












Ascom

quinta-feira, 26 de março de 2015

Prefeitos do litoral fluminense querem ajuda do Governo Federal para repor perdas de receita



Em reunião, foram anunciadas medidas como corte de pessoal e renegociação de contratos com fornecedores

Prefeitos de pelo menos 12 cidades do litoral fluminense vão pedir ao Governo Federal ajuda para recompor as finanças municipais, prejudicadas pela queda na arrecadação. A medida foi anunciada na tarde desta quinta-feira, após uma reunião em Rio das Ostras. No encontro, no gabinete do prefeito Alcebíades Sabino, ficou decidido que serão tomadas medidas em conjunto para cortar funcionários, extinguir secretarias e renegociar contratos com fornecedores e empresas prestadoras de serviços. Além de Sabino, Alair Corrêa, de Cabo Frio, André Granado, de Búzios, Anderson Brito, de Arraial do Cabo, Antonio Marcos, de Casemiro de Abreu e Aluízio dos Santos Júnior, de Macaé, também querem ajuda da presidente Dilma para acelerar a liberação de cerca de R$ 1 bilhão que está em depósito judicial, em ação dos municípios produtores de petróleo contra a metodologia de repasse da Petrobras.

— Esse dinheiro está parado aguardando decisão judicial. Um repasse agora vai ajudar as cidades a manter os compromissos assumidos quando a receita era maior — disse Sabino.
Outro caminho acertado pelos prefeitos será pedir a ajuda aos presidentes da Assembleia do Rio, Jorge Picciani, e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para encontro com a presidente Dilma. Eles querem pedir uma Medida Provisória para manter o repasse de royalties dentro da média dos três últimos anos.

— Perdemos mais de 50% em um ano, e com a Medida Provisória poderemos realinhar as finanças e programar melhor o futuro — disse Alair Corrêa, que esperava receber mais de R$ 10 milhões e, na quarta-feira, recebeu R$ 7.413.823,81.
André Granado disse que está evitando cortar pessoal, mas com a grave situação terá que repensar o funcionamento do município.

Prefeitos do litoral fluminense reunidos em Rio das Ostras -
Horacio CF Zone/Divulgação






OGlobo

domingo, 22 de março de 2015

Partidos já podem escolher candidatos em Natividade

Os candidatos a prefeito e vice das eleições suplementares de Natividade já começaram a ser escolhidos a partir do último sábado (21). As convenções partidárias podem ser realizadas até terça-feira (24) e também decidem a formação de coligações para disputar o pleito. Uma vez escolhido em convenção, o candidato tem 24 horas para se desincompatibilizar de cargos que não podem exercer durante a campanha eleitoral, como o de secretário municipal.
Cassados pela Justiça Eleitoral, o ex-prefeito Marco Antonio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e seu vice, Welington Nacif de Mendonça, o Welington da Volks (PSB), estão impedidos de concorrer. Uma vez formalizada a escolha em convenção, os pedidos de registro das candidaturas devem ser apresentados pelos partidos ao cartório da 43ª ZE de Natividade até as 19h do dia 29 de março.



Ascom TRE-RJ

TCE rejeita contas do ex-prefeito de Macaé

As contas do ex-prefeito de Macaé Riverton Mussi para o exercício de 2010 foram consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), na sessão plenária da última terça-feira (17/3), por conta do saldo devedor de R$ 11.563.403,12 deixado para o ano seguinte. Diante da situação, o TCE-RJ, que também descobriu ausência de registros contábeis e aumento artificial de saldo bancário, determinou ao atual prefeito Aluízio dos Santos Júnior a instauração de Tomada de Contas Especial para, no prazo de quatro meses, apurar os fatos, identificar os responsáveis e quantificar o dano causado ao município.
O TCE-RJ também condenou o ex-prefeito, assim como a sua vice-prefeita, Marilena Pereira Garcia, a devolverem aos cofres públicos a quantia de R$ 95.990,58 (36.446,45 Ufir-RJ) recebida por eles, irregularmente, em 2010. O valor, em Ufir-RJ, corresponde à soma dos R$ 78.143,27 pagos a Riverton Mussi e dos R$ 2.389,85 destinados a Marilena Pereira, na forma de remuneração, num total de R$ 80.533,12. As duas decisões do Tribunal de Contas seguiram o voto do relator do processo, conselheiro José Graciosa.
Em relação às irregularidades nas contas do ex-prefeito, o TCE-RJ constatou, também, a ausência de registros contábeis de despesas no valor de R$ 198.796.584,16. O TCE-RJ descobriu, ainda, um aumento artificial de 669,48% do saldo bancário, em 31/12/2010, de R$ 29.690.384,59 para R$ 228.460.216,15. Os valores constam dos balanços financeiro e patrimonial. Por conta disso, também foram julgadas irregulares as contas do então responsável pela tesouraria da Prefeitura de Macaé Gilberto Alves de Souza.



Ascom TCE-RJ

quinta-feira, 19 de março de 2015

Natividade terá novas eleições municipais em maio

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou para 17 de maio a nova eleição para prefeito e vice do município de Natividade, no Noroeste Fluminense.
A corte recebeu ofício do Tribunal Superior Eleitoral confirmando a cassação do prefeito Marco Antonio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e do vice, Welington Nacif de Mendonça, o Welington da Volks (PSB), por abuso de poder econômico e gasto ilícito em campanha.
De acordo com o TSE, o prefeito "desvirtuou propaganda institucional e utilizou recursos públicos de forma desproporcional para financiar a divulgação de matérias que promoviam a sua candidatura e prejudicavam a de seu adversário", o Chico da Saúde (PT).
Taninho também ficou inelegível por oito anos e os 4.947 votos obtidos por ele em 2012 foram anulados. Como equivalem a 51,32% dos votos válidos no pleito, a legislação prevê a realização de nova eleição direta para a prefeitura.


Fabiana Paiva

Às vésperas de novo clássico entre Vasco e Flamengo, Eurico esquenta rivalidade: ‘Será um campeonato à parte até eu morrer’


Roberto Dinamite, quando assumiu o Vasco, em 2008, pregou o fim dos ânimos acirrados com o Flamengo. Convidou Márcio Braga, então presidente do rival, para sua cerimônia de posse, como um sinal dos novos tempos. Atitude impensável para Eurico Miranda. De novo no poder, ele resgatou a máxima de “campeonato à parte” quando se trata de jogos contra o Rubro-negro. Domingo, terá mais uma chance de levantar seu troféu imaginário.

O estímulo à rivalidade age como uma faca de dois gumes. Aumenta a importância do clássico e, consequentemente, de seus protagonistas, mas em São Januário, já teve efeitos maléficos. A pressão sobre os jogadores para vencer a partida vem da presidência, como se não bastasse a cobrança dos torcedores e a deles mesmos. Quem não tem força psicológica, acaba sucumbindo à forte carga emocional.

Para o dirigente, a partida de domingo será mais uma em que se torna protagonista, mesmo sem entrar em campo. Da torcida rival, vem o xingamento muitas vezes mais forte do que o direcionado ao jogador. Eurico não se importa muito com isso.

- O jogo contra o Flamengo será sempre um campeonato à parte para o Vasco. É porque é. Sempre foi, e continuará sendo, até eu morrer - disse, em tom profético.

Como presidente, Eurico Miranda acumula dois vice-campeonatos contra o maior rival: o do Estadual de 2004 e o da Copa do Brasil de 2006. Em números absolutos, porém, é o principal vencedor da competição da qual é o maior estimulador: são 13 vitórias, sete empates e 12 derrotas, considerando apenas partidas oficiais.

O antagonismo que gosta de criar não fica restrito ao campo. Fora, o Vasco de Eurico se posiciona como a antítese do Flamengo dos gestores com amplos poderes:
- Cada um trabalha como quer. Eu não sei que estilo é o melhor. Mas como eles fazem não é o meu jeito.

Em tempo: quando esteve sob o comando de Roberto Dinamite, entre 2008 e 2014, o retrospecto vascaíno contra o Flamengo despencou. Foram apenas três vitórias, contra nove empates e dez derrotas.









Extra