quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Italva recebe três veículos do Estado


O Prefeito de Italva Leonardo de Souza Guimarães participou na manhã da última terça-feira 22 de dezembro, da entrega de 276 veículos a 91 municípios doados pelo Governo Estadual para auxiliar no transporte de pacientes e reforçar as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti. 


No pátio do quartel do Corpo de Bombeiros de Quadalupe no Rio de Janeiro, o Governador Luiz Fernando Pezão presidiu a Solenidade.

As prefeituras receberam a doação de 170 carros da Secretaria de Saúde, adquiridos com a verba do Ministério da Saúde, para uso em investigação de casos de dengue, chikungunya e zika vírus. Já o RioSolidario e a Loterj distribuíram 106 carros e ambulâncias que atuarão no deslocamento de pacientes que precisam realizar procedimentos médicos em outras localidades.


A verba investida na aquisição dos veículos distribuídos pela Secretaria de Estado de Saúde foi proveniente do Ministério da Saúde e é referente à rubrica Vigilância em Saúde, para uso exclusivo em ações de Vigilância Epidemiológica (apoio às equipes de campo, transporte de amostras, investigação de casos, entre outras) a serem definidas pelos municípios.

Italva recebeu a doação de três veículos, uma ambulância para remoção, 1 veículo para transporte de pacientes, e 1 veículo para o combate a dengue.

Os mesmos muito contribuirão para que Secretaria de Saúde do Município possa fazer a sua parte no combate ao mosquito transmissor desta doença.




Ascom

Prefeitura emprestará cerca de R$ 100 milhões para reabertura de hospitais

Verba será destinada para o Albert Schweitzer, em Realengo, e Rocha Faria, em Campo Grande



O prefeito Eduardo Paes e secretário municipal de Governo, Pedro Paulo Carvalho, afirmaram nesta quarta-feira, durante a inauguração do Parque Radical no Complexo Esportivo de Deodoro, que o município emprestará até R$ 100 milhões ao Governo do Estado para a reabertura dos hospitais Rocha Faria, em Campo Grande, e Albert Schweitzer, em Realengo. A saúde do Estado passa por uma grave crise financeira, que culminou na terça-feira com o fechamento da emergência do Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

"Em conversa com os técnicos da saúde esse valor seria o suficiente para colocar as duas unidades em atendimento. A ideia é que isso ocorra em imediato para que entre hoje e amanhã o atendimento possa ser restabelecido", diz Pedro Paulo.

A escolha pelo Rocha Faria e Albert Schweitzer é porque além deles, a Zona Oeste é atendida somente pelo Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz. Nesta quarta, às 14h, será realizada uma reunião no Palácio Guanabara, coordenada pelo Pedro Paulo Carvalho, junto com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, o governador Luiz Fernando Pezão e o novo secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, para definir de onde sairá o dinheiro.

A presidenta da República Dilma Rousseff, que era aguardada no evento, cancelou sua participação. Ela participava de uma conferência com Pezão e o ministro da Saúde, Marcelo Castro, para tentar encontrar uma solução para a crise.

Na madrugada desta quarta, a Justiça determinou que o Governo do Estado deposite em até 24 horas os valores correspondentes a 12% de sua receita do ano no Fundo Estadual de Saúde (FES). Caso a decisão não seja cumprida, o Estado pagará multa diária de R$ 50 mil. O governador e o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto, também terão que pagar multa diária de R$ 10 mil.

Criado na última segunda-feira, o gabinete de crise, formado pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro e o Ministério Público do Estado, tem como objetivo cobrar das autoridades soluções para os problemas enfrentados pelas unidades de saúde no Estado. Também será exigida a reorganização do sistema de saúde e o cumprimento do contrato com as organizações sociais (OSs).

Na tarde desta quarta, haverá uma reunião com os secretários de Saúde do Estado e do Município, para que seja definido um plano de contingência com ações de curto e médio prazo que restabeleçam o atendimento em hospitais, institutos especializados e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).
Por falta de repasses do Governo do Estado, as instituições responsáveis pela gestão das unidades de saúde têm atrasado o pagamento dos profissionais e deixado de fornecer insumos.




LEANDRO RESENDE

Macuco recebe veículo para intensificar combate à Dengue


Intuito é utilizar o carro no transporte de pacientes com a doença


Nesta terça-feira, 22, o governador Luiz Fernando Pezão fez a entrega de 276 veículos a 91 municípios fluminenses. Segundo ele, o objetivo é prestar auxílio às administrações no transporte de pacientes e reforçar ainda mais as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti.
As prefeituras receberam a doação de 170 carros da Secretaria de Saúde, adquiridos com a verba do Ministério da Saúde, para uso em investigação de casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Já o RioSolidario e a Loterj distribuíram 106 carros e ambulâncias que atuarão no deslocamento de pacientes que precisam realizar procedimentos médicos em outras localidades.
Ainda segundo Pezão, os municípios precisam desses carros para as ações, precisam de ambulâncias para transportar seus pacientes e essa é uma verba específica para a Vigilância Sanitária, que é destinada para isso. A verba investida na aquisição dos veículos distribuídos pela Secretaria de Estado de Saúde foi proveniente do Ministério da Saúde e é referente à rubrica Vigilância em Saúde, para uso exclusivo em ações de Vigilância Epidemiológica (apoio às equipes de campo, transporte de amostras, investigação de casos, entre outras) a serem definidas pelos municípios.
Os veículos foram distribuídos da seguinte forma: municípios com população superior a 160 mil habitantes receberam 3 carros; municípios com população entre 23 mil e 160 mil habitantes receberam 2 carros; municípios com população inferior a 23 mil habitantes receberam 1 carro. Após a entrega dos carros, cabe aos municípios a transferência da documentação e todas as demais despesas geradas com seu uso, assim como o acompanhamento das atividades.
Macuco recebeu um carro, conforme as determinações do Governo do Estado. De acordo com o prefeito Félix Lengruber, o veículo será fundamental para intensificar as ações de vigilância e melhorar o atendimento à população da cidade. “Sabemos o quanto é necessária a prevenção às doenças e nesse sentido o carro que nos foi doado também auxiliarão na remoção de pacientes para outros municípios caso haja a necessidade. Agradeço em nome da população de Macuco ao nosso governador Pezão por nos proporcionar a oferta de mais conforto e agilidade”, declarou Félix.




Ascom



terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Prefeituras recebem carros e ambulâncias para ajudar no combate ao Aedes Aegypti

Secretaria de Saúde, RioSolidario e Loterj entregaram 276 veículos



O governador Luiz Fernando Pezão entregou, nesta terça-feira (22/12), 276 veículos a 91 municípios para auxiliar no transporte de pacientes e reforçar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. As prefeituras receberam a doação de 170 carros da Secretaria de Saúde, adquiridos com a verba do Ministério da Saúde, para uso em investigação de casos de dengue, chikungunya e zika vírus. Já o RioSolidario e a Loterj distribuíram 106 carros e ambulâncias que atuarão no deslocamento de pacientes que precisam realizar procedimentos médicos em outras localidades.


- Os municípios precisam de carro para as ações, precisam se ambulância para transportar seus pacientes. E essa é uma verba específica para a Vigilância Sanitária, que é destinada para isso – ressaltou o governador Luiz Fernando Pezão, durante a cerimônia de entrega no quartel do Corpo de Bombeiros, em Guadalupe.


A verba investida na aquisição dos veículos distribuídos pela Secretaria de Estado de Saúde foi proveniente do Ministério da Saúde e é referente à rubrica Vigilância em Saúde, para uso exclusivo em ações de Vigilância Epidemiológica (apoio às equipes de campo, transporte de amostras, investigação de casos, entre outras) a serem definidas pelos municípios.


- A Secretaria de Saúde entende que diante do desafio do combate ao Aedes aegypti se faz também fundamental a investigação dos casos de dengue, chikungunya e zika vírus. Neste sentido, os veículos repassados aos municípios vão contribuir para o combate às endemias, fortalecendo a estrutura das equipes – afirmou o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto.


Os veículos serão distribuídos da seguinte forma: municípios com população superior a 160 mil habitantes recebem 3 carros; municípios com população entre 23 mil e 160 mil habitantes recebem 2 carros; municípios com população inferior a 23 mil habitantes recebem 1 carro. Após a entrega dos carros, cabe aos municípios a transferência da documentação e todas as demais despesas geradas com seu uso, assim como o acompanhamento das atividades.


Transporte de pacientes – Outros 106 carros e ambulâncias foram distribuídos pela Loterj a 53 municípios, em parceria com o RioSolidario, como parte do programa Loterj Já – Mobilidade com Qualidade. As prefeituras se inscreveram para participar do edital, lançado em agosto, apresentaram os documentos necessários e foram habilitadas no início deste mês.


- Tenho certeza de que será muito útil para a saúde desses municípios. Sabemos a dificuldade que é fazer saúde nesse país, nesse estado. E sem os municípios, a gente não caminha. Estamos entregando os veículos a 53 prefeituras, mas esperamos superar os entraves para chegar aos 92 municípios – disse a primeira-dama do Estado e presidente do RioSolidario, Maria Lucia Horta Jardim.


Para o prefeito de Sapucaia e presidente da Associação Estadual de Municípios (Aemerj), Anderson Zanon, os veículos serão fundamentais para intensificar as ações de vigilância e melhorar o atendimento à população da cidade.


- A prevenção às doenças é muito importante. E, como não temos hospital, os veículos também vão ajudar a remover os pacientes para outros municípios com mais conforto e agilidade – disse o prefeito.





Defesa Civil lança serviço gratuito via SMS

Acionamento das sirenes também podem antecipar situações de riscos

A Secretaria de Defesa Civil lançou serviço gratuito de SMS com alertas de emergências para os cidadãos de todo o estado. O novo sistema, que tem por objetivo prevenir acidentes e antecipar situações que ofereçam riscos à população, é uma parceria do Governo do Rio com o Ministério Público Federal.


O cadastro pode ser feito pelo site sisemte.cbmerj.rj.gov.br. Os dados solicitados são nome completo, e-mail, CPF e RG, CEP, número do telefone e operadora.


De acordo com o diretor do Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais, tenente-coronel Gil Kempers, a iniciativa vai ampliar ainda mais o alcance da Defesa Civil estadual.


- O grande desafio que vivemos é a mudança no comportamento nacional para gestão de desastres. Isso significa pensar em ações de Defesa Civil que não sejam apenas as de resposta. Um modelo de mensagem em caso de chuvas pode ser: Mudança de estágio de atenção no município de Petrópolis. Fiquem alertas! - exemplificou Kempers.


Para o superintendente operacional da Defesa Civil, coronel Marcelo Hess, a difusão de alertas e informações de emergência para a população sobre risco de desastres naturais fortalece a cultura de prevenção no estado.


- Só um trabalho integrado interinstitucional pode efetivamente reduzir a possibilidade de danos e prejuízos e deixar a população sempre atenta - disse o coronel Hess.


A iniciativa contou com o apoio da assessoria de informática do Corpo de Bombeiros, que desenvolveu toda a parte técnica para viabilizar o envio das mensagens, e da Faetec Petrópolis.

Câmara de Itaperuna economiza quase R$ 5 milhões nos últimos anos

Presidente da Câmara disse que em 2015 a economia foi de R$ 2.136.074,24

Em meio a tantas dificuldades pelas quais passa o Brasil, parece que a palavra ‘crise’ não afetou a Câmara Municipal de Itaperuna, que vem sendo conduzida de forma exemplar, primando por ações de economia, com o intuito de colaborar com o município.
Nos últimos anos a economia alcançada ficou em torno de R$ 5 milhões, sendo R$ 1.291.852,43 em 2013, R$ 1.540.223,51 em 2014, e em 2015, a economia foi de R$ 2.136.074,24.
A quantia foi recolhida à Tesouraria da Prefeitura Municipal de Itaperuna, através de transferência bancária, junto ao Banco do Brasil, agência 0074-4, c/c 8.707-6, Itaperuna/RJ.
De acordo com o presidente da Câmara, Alexandre Pereira da Silva, o Alexandre da Auto Escola, os vereadores, todos, entenderam que o momento pelo qual passa o Brasil é difícil e complementou:
– Nosso País vive um momento muito difícil e a nossa parcela de contribuição foi realmente significativa. Nós economizamos praticamente R$ 5 milhões nos últimos anos e mais de R$ 2 milhões só em 2015. Nos momentos de dificuldades nós precisamos somar forças e, graças a Deus, conseguimos contribuir com a nossa cidade - afirma Alexandre.
Vale destacar que em maio deste ano, as contas da Câmara referente ao exercício de 2013 foram aprovadas, sem ressalva, pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE/RJ). O presidente da Câmara relembrou o fato:
– Nossas contas não tiveram nenhuma ressalva, isso demonstra o compromisso de funcionários e vereadores, cada qual na sua função, contribuindo responsavelmente com suas funções. Nós temos feitos um trabalho pautado na responsabilidade e transparência com a coisa pública. Administrar o dinheiro dos contribuintes é algo muito difícil e requer muito empenho - diz.
Já em relação à aplicabilidade da verba economizada pela Câmara, o Legislativo não tem como direcionar esse recurso.
– Isso não é competência nossa [dos vereadores]. A Lei não nos permite dizer onde a verba economizada seja aplicada, mas, o Executivo nos últimos anos demonstrou competência para tal. Acredito que a economia tenha ajudado o município a quitar pendências nos últimos anos e, certamente, irá ajudar novamente. Vamos continuar trabalhando para buscar outras conquistas mais para o nosso município- finaliza Alexandre da Auto Escola.

Música solidária no Fim de Ano Cultural de Cordeiro




O projeto Fim de Ano Cultural, da Secretaria de Cultura de Cordeiro, mais uma vez proporcionou eventos musicais diversificados e manteve o seu cunho social. No dia 13 de dezembro, o evento Voz da Paz – Encontro de Corais alcançou grande sucesso, contando com a participação dos corais da Casa de Portugal de Teresópolis, Nossa Senhora da Piedade (Cordeiro), Paradox (Nova Friburgo), Encantos (Bom Jardim) e Los Pandas D'Acapulco / Colégio São João Batista (Nova Friburgo).

Inserido no projeto “Musicalimenta”, o encontro aconteceu na sede da Sociedade Musical Fraternidade Cordeirense e arrecadou alimentos não perecíveis para serem distribuídos a famílias carentes do município.

Idealizado pelos artistas cordeirenses Antonio Carlos Diniz “Dudu” e Mateus Andrade, o Projeto “Musicativa” este ano foi realizado no último domingo, 20, com a apresentação da banda Kdabra e Amigos do Rock, num Tributo a Cazuza e Barão Vermelho, também na sede da Fraternidade Cordeirense. O evento celebrou o talento, a arte e a música inesquecível dos homenageados e arrecadou alimentos não perecíveis, panetones e brinquedos.

De acordo com o secretário de Cultura, Allessandro Concencio, os artistas cordeirenses que abraçaram o projeto têm participação fundamental para que a ação sociocultural obtenha êxito. Além disso, o secretário ressalta que as atrações movimentam os finais de semana que antecedem o Natal, incentivando a economia local. 

Ascom

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Convênio entre IFF e Inea dará apoio a produtores de Bom Jesus

Um convênio assinado entre o Instituto Federal Fluminense (IFF) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea-RJ) irá oferecer educação ambiental e apoio à regularização de pequenas propriedades rurais em Bom Jesus do Itabapoana, no Norte Fluminense. As primeiras ações do projeto serão feitas com ajuda aos produtores no preenchimento correto do Cadastro Ambiental Rural (CAR). O cadastro é obrigatório e deve ser feito até maio de 2016.
O CAR consiste no levantamento de informações georreferenciadas do imóvel, com delimitação das Áreas de Proteção Permanente (APP), Reserva Legal (RL), remanescentes de vegetação nativa, área rural consolidada, áreas de interesse social e de utilidade pública.
A assinatura do convênio contou com a participação de representantes do Inea e do Comitê do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana, do diretor do campus Bom Jesus, João Renato Escudini, dos professores Carlos Freitas, Rafael Gardoni e Edneia Baião, e do diretor geral do campus Campos Centro, Jefferson Manhães.

G1

sábado, 19 de dezembro de 2015

Dinamite aconselha Edmundo a não se candidatar a presidente do Vasco

Ex-mandatário confessou arrependimento por ter ocupado cargo de 2008 a 2014



A gestão de Roberto Dinamite como presidente do Vasco foi marcante. Título de Copa do Brasil, rebaixamentos, elogios, mas muitas críticas ao maior ídolo do clube, que tentou a vida como mandatário. Edmundo, também ídolo cruz-maltino, já cogitou entrar na vida política do Gigante da Colina também. Mas quem já passou pela experiência não recomenda.

- Vou falar por mim: se eu pudesse voltar no tempo, não teria assumido essa posição de presidente do Vasco. Digo isso no sentido de preservar a imagem dele (Edmundo) - afirmou na TV Bandeirantes.

Na última eleição do Cruz-Maltino, Edmundo apoiou Julio Brant, da chapa que ficou na segunda colocação. Com o rebaixamento do time no Campeonato Brasileiro, Eurico Miranda, atual presidente, assumiu a responsabilidade, mas jogou a culpa pela gestão de Dinamite.

Lance

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Secretaria de Saúde de Itaperuna realiza palestras em bairros sobre o zika vírus



A Secretaria Municipal de Saúde tem realizado uma série de palestras em bairros e distritos sobre o zika vírus. Nesta semana, os bairros Vinhosa e São Mateus tem sido alvo das ações. As equipes da Vigilância Epidemiológica, Coordenação de Vigilância Ambiental em Saúde (CVAS), Núcleo de Informação, Comunicação e Educação em Saúde (NICES) e Estratégia de Saúde da Família (ESF) somam forças nesta empreitada.
Há algumas semanas, o Ministério da Saúde do Brasil vem alertando a população quanto ao aumento de casos de zika vírus confirmados no País. Segundo o Ministério da Saúde, no Rio de Janeiro, o vírus foi confirmado pela primeira vez em maio deste ano, daí em diante, os casos tem se propagado com intensa rapidez.
A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou que em Itaperuna existem suspeitas de casos relacionados ao zika vírus. Segundo informações da CVAS, no Bairro Vinhosa foi detectado em torno de 30 pessoas com sinais e sintomas de zika vírus.
Diante desse cenário, a Secretaria Municipal de Saúde solicitou maior intensificação nas ações de prevenção e controle do mosquito Aedes aegipty, transmissor da dengue, da febre chikungunya e zika vírus. Na última quarta-feira, 16, os técnicos estiveram no Bairro São Mateus a fim de fortalecer o Plano de Enfrentamento contra o zika vírus em Itaperuna.
O secretário Municipal de Saúde, Marcelo Poeys, disse que no momento é preciso fortalecer e intensificar as ações. “Estamos nos mobilizando e nos empenhando ao máximo, para informar aos cidadãos e especialmente as gestantes, sobre o que está ocorrendo e como a população deve agir. Devemos nos mobilizar e fortalecer o plano de enfrentamento contra o zika vírus em Itaperuna.  Neste momento, essa iniciativa é fundamental”, comenta o secretário.
Heron Macedo, coordenador do CVAS, informou que as medidas nas área de controle e enfrentamento ao corte de transmissibilidade do vírus já estão sendo tomadas. “Houve uma reunião entre a Coordenação Geral do Estado do Rio de Janeiro envolvida nas ações estaduais, com os coordenadores regionais. Estive presente na reunião estadual de controle de vetores, onde foi considerada a atual situação da circulação da dengue, chikungunya e zika vírus no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro”, diz.
Naquela oportunidade aconteceu o lançamento da campanha “Dez minutos salvam vidas”. Os coordenadores do Estado pediram aos municípios combate em massa para o controle da doença. “Estamos realizando bloqueio nas áreas consideradas infestadas, com implementação dos recursos necessários, com o carro fumacê e as bombas costais. É preciso que a população limpe seus terrenos e tampe suas caixas d’agua. Os cuidados devem ser os mesmos tomados contra a dengue”, complementa Heron.
Orientações no Bairro São Mateus
A equipe do NICES  promoveu reunião com a presença de médico, dentista, enfermeiro, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, assistente social, gestantes  e a população em geral, na ESF  da localidade do São Mateus. Cerca de 50 pessoas participaram do encontro.
A assistente social Camila Souza V. Coelho, em sua explanação junto aos moradores, deixou claro o quanto é necessário levar ao conhecimento de todos a atual situação. “O município não está medindo esforços para reverter o quadro epidemiológico do município. Porém, medidas de mudanças de comportamento e conscientização por parte da comunidade devem ser instituídas. Sabemos que o mosquito que transmite a dengue é o mesmo que transmite o zika, então, vamos reforçar a vigilância quanto a esta prevenção”, comenta.
Gesiney Botelho, coordenador do NICES, falou sobre a responsabilidade da Secretaria em mobilizar e alertar a todos sobre a incidência do zika. “Temos a responsabilidade de ser multiplicadores da informação. Todos nós somos formadores de opinião e agentes disseminadores de informação, por isso, precisamos por em prática esta condição. Só  há uma forma para minimizarmos o impacto da doença e infestação do mosquito, nos unindo por esta causa”, reforça Gesiney.
Microcefalia
O Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde emitiram notas técnicas e informes epidemiológicos confirmando a relação entre o zika vírus e a microcefalia. A Secretaria Municipal de Saúde designou que a informação seja divulgada às gestantes do município, informando-as sobre os cuidados durante a gravidez.
Saiba mais
ZIKA VÍRUS - De acordo com informações do Ministério da Saúde, o zika vírus é uma doença viral aguda, transmitida principalmente por mosquitos, tais como Aedes aegypti, caracterizada por febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3 a 7 dias.
MICROCEFALIA - A microcefalia não é um agravo novo. Trata-se de uma malformação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Neste caso, os bebês  nascem com perímetro cefálico menor que o normal, que habitualmente é superior a  32 cm.
CAUSAS DESTA CONDIÇÃO -  Essa malformação congênita pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação.
O Ministério da Saúde confirmou  que há a relação entre o vírus zika e o surto de microcefalia na região Nordeste. O Instituto Evandro Chagas, órgão do ministério em Belém (PA), encaminhou o resultado de exames realizados em um bebê, nascida no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas. Em amostras de sangue e tecidos foi identificada a presença do vírus zika.
A partir desse achado do bebê que veio a óbito, o Ministério da Saúde considera confirmada a relação entre o vírus e a ocorrência de microcefalia. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial. As investigações sobre o tema devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez.
É POSSÍVEL DETECTAR A MICROCEFALIA NO PRÉ-NATAL? Apenas a ultrassonografia é suficiente. No entanto, somente o médico poderá indicar o método de imagem mais adequado.

RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA AS GESTANTES - O Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde e que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. Também é importante que elas reforcem as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, com o uso de repelentes indicados para o período de gestação, uso de roupas de manga comprida e todas as outras medidas para evitar o contato com mosquitos, além de evitar o acúmulo de água parada em casa ou no trabalho. Independente do destino ou motivo, toda grávida deve consultar o seu médico antes de viajar.

Prefeitura de Cordeiro paga segunda metade do 13º



A Prefeitura de Cordeiro informa que a segunda parcela do 13º salário dos servidores municipais está sendo paga nos dias 17 e 18 de dezembro, quinta e sexta-feira.

Na quinta-feira, recebem os servidores das secretarias de Administração, Fazenda e Obras, além dos contratados e do pessoal de apoio da Secretaria de Educação. Também serão pagas as pensões indenizatórias.

E na sexta estarão depositados os vencimentos dos professores da Rede Municipal de Ensino, dos comissionados e dos servidores da Secretaria de Saúde.

Vale citar que a primeira parcela do 13º salário de 2015 foi paga no mês de julho, isenta do desconto previdenciário, já que o mesmo está sendo feito na segunda parcela.


Ascom

Pagamento do IPTU 2016 começa no final de maio

Contribuinte que optar pela quitação em cota única terá desconto de 10%. Tributo foi corrigido pelo IGPM em 10,69%



O pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Cantagalo em 2016 terá início em 31 de maio, data limite para a quitação da cota única, com desconto de 10%, ou da primeira parcela, caso o contribuinte opte pelo pagamento, sem desconto, em seis vezes, com a primeira parcela em 31 de maio e as demais da seguinte forma: 30 de junho (segunda parcela), 29 de julho (terceira parcela), 31 de agosto (quarta parcela), 30 de setembro (quinta parcela) e 28 de outubro (sexta parcela).

Este ano, o valor venal dos imóveis do município, base para cálculo do IPTU, teve reajuste de 10,69%, índice que corresponde ao acumulado da inflação dos últimos 12 meses. A decisão foi publicada no Decreto 2.989/2015, datado de 30 de novembro, assinado pelo prefeito Saulo Gouvea.

Segundo o secretário municipal de Fazenda, Jorge Valverde, a decisão de aplicar os 10,69% como reajuste tem como base o acumulado do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no período de dezembro de 2014 a novembro de 2015. A correção anual dos impostos é determinada pela lei municipal que instituiu o Código Tributário do município e pela própria Constituição Federal.

Valor venal, conforme explica Jorge Valverde, se entende pelo que foi gasto na construção do imóvel mais o valor estimado do terreno, baseado em sua área. O valor venal, base de incidência de impostos de transmissão sobre imóveis, caracteriza-se por ser o seu valor de venda, ou seja, o valor aproximado de mercado, que, no caso de Cantagalo, está defasado há mais de duas décadas.

ISSQN – O Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) também terá a base de cálculo alterada, em 2016, pela mesma taxa – 10,69% – sobre o valor de R$ 4.778,05. O ISSQN se refere aos serviços a serem prestados por profissionais autônomos.

A decisão foi publicada através do Decreto nº 2.990/2015, também datado de 30 de novembro. A taxa leva em consideração o mesmo período acumulado pelo IGP-M. Neste caso, os profissionais autônomos têm até o dia 29 de fevereiro de 2016 para quitar o ISSQN sem multa. O mesmo prazo vale para a Taxa de Funcionamento.

INTERNET – Para garantir maior conforto e comodidade aos contribuintes, a Prefeitura de Cantagalo também vai disponibilizar o carnê do IPTU 2016 no site oficial: www.cantagalo.rj.gov.br. Para imprimir o carnê, será necessário informar apenas o número de inscrição do imóvel.


Ascom

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Taxa de desemprego em novembro é a maior para o mês desde 2008

Taxa foi de 7,5%, um resultado inferior na comparação com outubro mas superior ao registrado em novembro de 2014


A taxa de desemprego ficou em 7,5% em novembro deste ano. O índice é inferior ao observado em outubro (7,9%), mas superior ao registrado em novembro do ano passado (4,8%). O resultado também o maior para o mês de novembro desde 2008. O dado da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) foi divulgado nesta quinta-feira (17), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e leva em conta seis regiões metropolitanas do país: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A população desocupada, de 1,8 milhão de pessoas, ficou estável em relação ao mês anterior, mas cresceu 53,8% na comparação com novembro de 2014. Já o número de pessoas ocupadas ficou em 22,5 milhões, estável em relação a outubro deste ano, mas 3,7% inferior ao total de novembro do ano passado.
O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado (11,3 milhões) manteve-se estável na comparação com outubro e recuou 4,6% na comparação com novembro de 2014.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Ana Maria diz que deixou o cigarro após descobrir início de câncer no pulmão: 'Fiquei estatizada'



Ana Maria Braga destacou no Mais Você desta segunda-feira (14/12) uma história que pouca gente sabia. O programa abordou os males do cigarro e, por isso, ela decidiu desabafar, ao vivo, sobre uma situação vivida por ela em setembro. "Este ano tem acontecido algumas coisas na minha vida e uma delas eu gostaria de dividir com vocês. Em setembro, fiquei na dúvida se falava, porque estava muito debilitada. Preferi estar mais forte, estar bem para falar como um alerta para todo mundo que quer viver mais e com mais saúde", disse a apresentadora, que começou a fazer comentários sobre o vício do cigarro e suas consequências. "Além de ser uma droga poderosa, pode matar pessoas. E parar é muito mais difícil, porque as pessoas são dependentes. Fumei durante muitos anos e parei esse ano, em uma circunstância terrível", ressaltou Ana Maria, que revelou, em seguida, que descobriu um câncer no pulmão em estágio inicial.
"Tive um anjo em minha vida. Poderia estar até hoje sem saber que estava com um problema no pulmão. Bill, meu companheiro hoje, me cobra muito e comecei a fazer ginástica. Ele dizia para eu parar de fumar e que eu precisava fazer alguns exames. Ele tanto insistiu que marquei uma consulta. Fiz uma tomografia e quando saí disseram que acharam uma coisa pequena, um início de um tumor cancerígeno. Vocês acompanharam a minha luta e eu sei o que se passa quando se faz uma radioterapia, quimioterapia. Fique estatizada. É um risco que toda pessoa que fuma tem. Fui para a internação e me operei em uma manhã de sexta-feira", contou Ana Maria.
Emocionada, a apresentadora recebeu o trio de médicos que a acompanhou nos momentos difíceis. O oncologista Antonio Carlos Buzaid explicou o que aconteceu com ela. "Acho que você teve muita sorte, foi o menos grave. Se você esperasse ter sintomas, poderia ser pior. Mas a sua cura é próxima de 100%", disse. "Eu não sentia nada, não tinha nenhum indício", ressaltou Ana Maria. Os profissionais contaram como aconteceu a cirurgia, mostraram a diferença entre um pulmão sadio e doente, além de darem dicas para parar de fumar. "Eu precisei de ajuda, não sou de ferro, tenho problemas como qualquer um. Tomei remédio para parar de fumar, uso adesivos. Me maltratei muito. É um preço que eu pago", disse a apresentadora, que ressaltou que não engordou após parar de fumar.

Tarifas dos Correios têm novos valores a partir de hoje



O Diário Oficial da União traz publicada  na edição de hoje (14) a tabela dos novos preços dos serviços dos Correios. A correção das tarifas, como as de entrega de cartas e telegramas, será de 8,89% e ajudará a diminuir o déficit no orçamento da estatal, que deve chegar a R$ 2 bilhões até o último dia do ano. Com a atualização, o valor do envio de uma carta não comercial, por exemplo, passará de R$ 0,95 para R$ 1,05. A carta comercial ficará R$ 0,10 mais cara (de R$ 1,40, para R$ 1,50). A carta social, voltada aos beneficiários do Programa Bolsa Família, permanecerá com a tarifa de R$ 0,01. 
Com o realinhamento, a expectativa dos Correios é que as receitas da empresa cresçam R$ 780 milhões por ano. "A recomposição é de centavos, não onerando a população nem impactando a inflação, mas de grande importância para nosso equilíbrio fiscal da empresa", informou a estatal. As tarifas foram realinhadas com base nos custos, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados. A revisão não se aplica ao segmento de encomendas.
O pedido de recomposição das tarifas integra uma série de medidas da nova gestão dos Correios que visa a reduzir o déficit e aumentar as receitas. Além da revisão das tarifas, o novo presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, informou à Agência Brasil que medidas administrativas também fazem parte do pacote previsto.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Grávidas devem evitar repelentes caseiros contra vírus Zika

O ultrassom mais conclusivo se dá entre a 32ª e
 a 35ª semanas de gestação


Com o aumento de casos de microcefalia no país, relacionados ao vírus Zika, a coordenadora do ambulatório de microcefalia do Hospital Oswaldo Cruz, Regina Coeli, recomendou que grávidas usem repelentes para evitar que sejam picadas pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus.
O Hospital Oswaldo Cruz tem centralizado o atendimento aos pacientes com Zika em Pernambuco, estado que registra o maior número de casos de microcefalia, com mais de 800. Em uma palestra no Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) na manhã do último dia 10, a médica alertou que as gestantes busquem usar os repelentes do tipo deet e icaridina e evitar os repelentes caseiros, pois não têm comprovação científica de serem eficazes.
"A gente orienta que os repelentes caseiros não têm nenhuma conotação científica", disse.
A diferença entre o deet e o icaridina, segundo Regina Coeli, é o tempo de intervalo para o uso. Enquanto o deet deve ser passado aproximadamente de três horas em três horas, o icaridina pode ter intervalos de oito a dez horas. Em dias quentes, os períodos de reposição devem ser menores por causa do suor.

Amamentação

A infectologista destacou também que a detecção de vírus Zika não é motivo para as mães interromperem a amamentação, pois o vetor de transmissão da doença é o mosquito. Outro mito que a médica desmentiu foi a associação de que vacinas para gestantes pode causar a doença. "Todas as vacinas dadas às gestantes são seguras".
Como ainda não existe exame específico para detectar o vírus, a confirmação dos casos tem ocorrido por meio do PCR, atualmente o exame mais confiável para o diagnóstico e deve ser feita o mais cedo possível. Regina Coeli recomenda que as gestantes com manchas vermelhas no corpo procurem imediatamente o obstetra para que o exame seja realizado nos primeiros três a cinco dias. Além das manchas, a gestante também pode ter febre.
"Antes de qualquer coisa, é preciso se tranquilizar. Nem toda manchinha vai ser infecção pelo Zika e vai provocar microcefalia. Pode ser um quadro alérgico, por exemplo".
Em caso de diagnóstico do Zika durante a gestação, a coordenadora orienta que o ultrassom seja feito um mês depois do surgimento da doença, pois antes desse período é difícil identificar efeito do vírus. O ultrassom mais conclusivo se dá entre a 32ª e a 35ª semanas de gestação.
"Não há necessidade de fazer ultrassom todo mês. Se você tem a infecção, espere pelo menos um mês para fazer o ultrassom. E se, em um mês, foi normal, entre a 32ª e a 35ª semanas, faça um novo ultrassom".
A associação entre a microcefalia e o vírus Zika, reconhecida pelo Ministério da Saúde, ocorre somente nos primeiros quatro meses de gestação, explica Regina Coeli. Ainda não há informações suficientes, segundo ela, para confirmar uma relação entre o contágio por Zika nas semanas seguintes e problemas de saúde no bebê. 
A médica destacou que é preciso dar acolhimento a mães, que estão com muitas dúvidas e nervosismo. "As mães chegam muito exauridas do ponto de vista psicológico. A gente tem que dar muito amor a essas crianças".


 Agência Brasil

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Oficina de letramento transforma vidas de idosos em Rio das Ostras




Dona Sebastiana tem 77 anos e morou mais da metade de sua vida na zona rural de Itaperuna, município do Noroeste-Fluminense, e nunca teve oportunidade de aprender a ler e escrever. Apesar de a vida não lhe ter sido tão generosa por causa das dificuldades, ela não deixou de acreditar que sempre é tempo de conquistar seus objetivos. Ela foi uma das alunas da turma de letramento de Rio das Ostras e relatou a emoção de escrever, pela primeira vez, um cartão de aniversário para o filho.

“Meu filho é tudo para mim. Não contei para ninguém que ia escrever um cartão para ele. Quis mostrar que eu havia melhorado minha escrita e que já tinha me tornado independente. Não consigo explicar minha emoção. Parece que estou redescobrindo o mundo”, contou Dona Sebastiana.

As turmas de letramento são oficinas desenvolvidas pela Prefeitura de Rio das Ostras, no Centro do Idoso, que acontecem no Parque da Cidade, em Nova Cidade. Apesar de o objetivo ser ensinar a conhecer melhor o mundo da leitura e dos números, também tem o compromisso de sociabilização, ajudando os idosos a desenvolverem a memorização e a interagir mais com a sociedade.

“É muito desafiador trabalhar com os idosos, porque eles trazem muitos conceitos prontos da vida e daquilo que acham que é certo. Aprendo muito com eles, todos os dias, com as histórias que nos contam sobre a vida sem o mundo da escrita”, relata Rosângela Santana, uma das professoras.

E as histórias são muitas, desde a superação de uma depressão por perda de parentes próximos até a alegria de pequenos gestos como anotar uma receita e saber dar e receber o troco. Sociabilização, conhecer melhor a interpretação de textos e estreitar novas amizades, são benefícios concretos trazidos pela oficina de letramento.

SUPERAÇÃO – Marina Serra é uma das mais idosas da oficina e quando chegou era tão inibida que não conseguia, ao menos, dizer “bom dia” ou “oi”. “Eu tinha muita dificuldade de conversar porque era bastante tímida. Aqui aprendi a conversar melhor com meus colegas e o melhor, agora sei anotar minhas receitas, anotar as das minhas colegas e acertar meus pratos, que faço com tanto carinho para meus netos”, relatou.

Há um ano participando da oficina, Dona Maria das Graças, de 67 anos, conheceu o projeto na Igreja, quando uma colega sugeriu melhorar a leitura para se aprofundar nos estudos bíblicos. De lá para cá foram muitas descobertas.

“Eu sabia ler algumas coisas, mas eu não tinha nenhuma habilidade para escrever. Além disso, ganhei uma nova família aqui no letramento. A gente ri, conta nossos problemas e vamos escutando os conselhos dos colegas de turma. Não penso em sair daqui”, contou.

CERTIFICADOS – Na última sexta, 4, 104 participantes das oficinas de memorização e letramento, do projeto Feliz Idade, receberam certificados de conclusão. Participaram da entrega a secretaria de Bem-estar Social, Rose dos Santos, a coordenadora do Centro do Idoso, Valdirene Vieira, e a coordenadora do projeto Feliz Idade, Cristiane Reis.

Vasco dispensa 17 jogadores



O Vasco continua a sua reformulação do departamento de futebol. Depois de mudar o setor fora do campo, o clube começou a dispensar jogadores visando à formação de um novo time para a próxima temporada. Um total de 17 jogadores foram liberados pela diretoria.

Entre eles estão nomes como o zagueiro Anderson Salles, o argentino Emanuel Biancucchi, que pouco jogou, e os atacantes Bernardo, Rafael Silva e Romarinho.

Dos dispensados, 12 estavam no elenco ao fim do Campeonato Brasileiro. Outros cinco voltariam de empréstimo. A lista, porém, ainda pode aumentar, pois tanto o volante Guiñazu, quanto o atacante Herrera ainda não tem a presença confirmada para a próxima temporada. Os dois têm contrato até o fim do ano que vem, mas não são unanimidade no clube.

Já o zagueiro Aislan e o volante Serginho devem renovar. A diretoria já procurou os representantes dos dois clubes para discutir a renovação. A situação de Serginho, no entanto, depende do Atlético-MG, com quem ele tem vínculo até o fim de 2016.

O elenco ainda terá o retorno de sete jogadores que estavam emprestados: Erick Daltro, Victor Bolt, Sandro Silva, Guilherme Costa, William Barbio, Yago e Erick Luís.

Confira a lista de dispensados: Alessandro, Charles, Rafael Copetti, Anderson Salles, João Carlos, Christianno, Bruno Teles, Marlon, Jonatas Paulista, Felipe Seymour, Jean Patrick, Lucas, Aranda (rescisão amigável) Emanuel Biancucchi, Bernardo, Rafael Silva e Romarinho.






Oglobo

sábado, 5 de dezembro de 2015

Porciúncula alerta na prevenção contra a dengue




Representantes da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro estiveram em Porciúncula nesta quinta-feira (03/12), no Gabinete Municipal, em reunião com a prefeita Mirian Porto, a secretária Municipal de Saúde, Bárbara Ignez Ferreira Lacerda, e membros da equipe epidemiológica. A visita se deu a pedido do município, com o objetivo de traçarem um plano de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti. 

Importante informar, que Porciúncula está em um nível moderado de registros da doença, com 17 casos em 2015. Mas mesmo assim a população deve se precaver, para que não haja um aumento deste índice. De acordo com o gerente do Serviço Especializado em Doenças Infecto- contagiosas, Marco Avellar, a prevenção se dá, principalmente, nos já conhecidos cuidados, como, não acumular água parada em quintais e terrenos, usar repelentes contra mosquitos e procurar rapidamente uma unidade de saúde nos primeiros sintomas. 


Segue abaixo uma tabela com as possíveis doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti e seus principais sintomas; e também uma tabela indicativa de tipos e marcas de repelentes eficazes. 

Ascom

Prefeito de Cordeiro é indicado ao Prêmio Empreendedor




O prefeito de Cordeiro, Leandro Monteiro, foi um dos indicados para concorrer ao IX Prêmio Prefeito Empreendedor, na categoria “Inovação e Sustentabilidade”, graças à implantação do Centro Vocacional Tecnológico que deu origem à Escola Técnica de Cordeiro.

Inaugurada em dezembro de 2014, a Escola Técnica funciona em parceria com o Instituto Federal Fluminense – IFF e atualmente oferece o conceituado curso de Técnico em Mecânica, no qual foram inscritos mais de 300 candidatos e aprovados 50 alunos que estão se especializando.

No meio deste ano, a unidade ofereceu também os cursos de Formação Inicial e Continuada de Torneiro Mecânico e de Soldador. A parceria, viabilizada pela administração do prefeito Leandro Monteiro, traz cursos técnicos gratuitos e vem se expandindo com a possibilidade de oferta de mais cursos.

A indicação foi recebida com entusiasmo pelo prefeito. “Gostaria de agradecer aos funcionários da Prefeitura de Cordeiro, em especial à equipe da Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico”, reconheceu Leandro Monteiro.


A partir de janeiro, uma equipe do SEBRAE fará visitas técnicas ao município com o objetivo de conhecer de perto todas as experiências e ações exitosas do projeto. A Escola Técnica de Cordeiro funciona nas dependências do Parque de Exposições Raul Veiga. 

Ascom

Morre no Rio a atriz Marília Pêra


Atriz tinha 72 anos e lutava contra um câncer havia dois anos


Marília Pêra nasceu em 22 de janeiro de 1943



A atriz, cantora e diretora Marília Pêra morreu às 6h deste sábado (5), no Rio, aos 72 anos. A atriz, que lutava contra um câncer de pulmão havia 2 anos, morreu em casa, ao lado da família. Ela deixa os filhos Ricardo Graça Mello, Esperança Motta e Nina Morena e o marido Bruno Faria. O velório no Teatro Leblon, sala Marília Pêra, foi marcado inicialmente para 13h, também neste sábado. O corpo saiu do prédio da atriz por volta das 12h25, a caminho de uma funerária onde seria preparado para a cerimônia, fechada para família e amigos.
Marília era uma das artistas mais completas do Brasil: além de interpretar, era cantora, bailarina, diretora, produtora e coreógrafa. Trabalhou em mais de 50 peças, quase 30 filmes e cerca de 40 novelas, minisséries e programas de televisão. Um dos últimos trabalhos da atriz foi sua participação na série "Pé na Cova', da TV Globo, onde interpretava a personagem Darlene.
Marília Soares Pêra nasceu em 22 de janeiro de 1943, no bairro do Rio Comprido, no Rio. Sua primeira entrada em cena aconteceu quando ainda era bebê, fazendo figuração numa peça, informa seu perfil no Memória Globo. Aos quatro anos de idade, ela atuou com os pais no espetáculo “Medeia”. Sua irmã mais nova, Sandra Pêra, também é atriz e cantora.
Entre os 14 e os 21 anos, Marília atuou como bailarina em musicais. Quando tinha 18, viajou por Brasil e Portugal com a peça “Society em baby-doll”. Outro destaque foi “Como vencer na vida sem fazer força”, trabalhando ao lado de Procópio Ferreira, Moacyr Franco e Berta Loran.
Em 1965, Marília foi contratada pelo diretor Abdon Torres para integrar o elenco inicial da TV Globo. Nessa época, fez o papel principal das novelas “Rosinha do sobrado”, “Padre Tião” e “A moreninha”.
Após um período fora da TV Globo, no qual atuou em “Beto Rockfeller” (1968), da TV Tupi, ela foi convidada a voltar por Daniel Filho, em 1971 – viveu Shirley Sexy em “O cafona”, que a tornou ainda mais conhecida. Na sequência, vieram “Bandeira 2” (1971-72) e “Supermanoela” (1974). A partir daí, afastou-se das novelas por oito anos, até aparecer em “O campeão” (1982), exibida pela TV Bandeirantes.
O retorno às novelas da Globo aconteceu apenas em “Brega & Chique” (1987). Na pele de Rafaela, fez bastante sucesso por sua parceria com Marco Nanini. Anos depois, Marília diria que essa foi a novela que mais gostou de fazer. Ela voltaria a interpretar Rafaela no remake de “Ti-Ti-Ti” (2011), escrito por Maria Adelaide Amaral.
Entre os trabalhos favoritos na TV, no entanto, Marília escolhia duas minisséries: “O primo Basílio” (1988), em que interpretou a vilã Juliana, e “Os Maias” (2001), em que interpretou Maria Monforte.  Na minissérie “JK", fez a ex-primeira dama do Brasil Sarah Kubitschek.
Já na década de 1990, Marília atuou nas novelas “Lua cheia de amor” (1991) e “Meu bem querer” (1998). Outros trabalhos mais recentes foram em “Começar de novo” (2004); “Cobras & Lagartos” (2006), como a falida, mas ambiciosa, Milu; “Duas caras” (2007), como a alienada Gioconda.
Antes de “Pé na cova”, a amizade com Miguel Falabella já havia rendido papéis no seriado “A vida alheia” (2010), no filme “Polaroides urbanos” (2008) e na novela “Aquele beijo” (2011), todos escritos por ele.
Ao longo de uma carreira que durou praticamente toda sua vida, Marília Pêra destacou-se ainda no cinema. Estrelou filmes como “Pixote, a lei do mais fraco” (1980), “Bar Esperança” (1983), “Tieta do agreste” (1995) e “Central do Brasil” (1996) e “O viajante” (1998).
No teatro, ganhou duas vezes o Prêmio Molière: em 1974, por “Apareceu a Margarida”, e em 1984, por “Brincando em cima daquilo”. Como diretora, esteve por trás de uma das peças de maior sucesso do país, Após um período fora da TV Globo, no qual atuou em “Beto Rockfeller” (1968), da TV Tupi, ela foi convidada a voltar por Daniel Filho, em 1971 – viveu Shirley Sexy em “O cafona”, que a tornou ainda mais conhecida. Na sequência, vieram “Bandeira 2” (1971-72) e “Supermanoela” (1974). A partir daí, afastou-se das novelas por oito anos, até aparecer em “O campeão” (1982), exibida pela TV Bandeirantes.
O retorno às novelas da Globo aconteceu apenas em “Brega & Chique” (1987). Na pele de Rafaela, fez bastante sucesso por sua parceria com Marco Nanini. Anos depois, Marília diria que essa foi a novela que mais gostou de fazer. Ela voltaria a interpretar Rafaela no remake de “Ti-Ti-Ti” (2011), escrito por Maria Adelaide Amaral.
Entre os trabalhos favoritos na TV, no entanto, Marília escolhia duas minisséries: “O primo Basílio” (1988), em que interpretou a vilã Juliana, e “Os Maias” (2001), em que interpretou Maria Monforte.  Na minissérie “JK", fez a ex-primeira dama do Brasil Sarah Kubitschek.
Já na década de 1990, Marília atuou nas novelas “Lua cheia de amor” (1991) e “Meu bem querer” (1998). Outros trabalhos mais recentes foram em “Começar de novo” (2004); “Cobras & Lagartos” (2006), como a falida, mas ambiciosa, Milu; “Duas caras” (2007), como a alienada Gioconda.
Antes de “Pé na cova”, a amizade com Miguel Falabella já havia rendido papéis no seriado “A vida alheia” (2010), no filme “Polaroides urbanos” (2008) e na novela “Aquele beijo” (2011), todos escritos por ele.
Sucesso também no cinema

Ao longo de uma carreira que durou praticamente toda sua vida, Marília Pêra destacou-se ainda no cinema. Estrelou filmes como “Pixote, a lei do mais fraco” (1980), “Bar Esperança” (1983), “Tieta do agreste” (1995) e “Central do Brasil” (1996) e “O viajante” (1998).

No teatro, ganhou duas vezes o Prêmio Molière: em 1974, por “Apareceu a Margarida”, e em 1984, por “Brincando em cima daquilo”. Como diretora, esteve por trás de uma das peças de maior sucesso do país, “Irma Vap”, que ficou em cartaz por mais de dez anos, com Marco Nanini e Ney Latorraca como protagonistas.
Além disso, nos palcos interpretou Carmen Miranda em diversas ocasiões – “O teu cabelo não nega” (1963), “A pequena notável” (1966), “A tribute to Carmen Miranda” (1975), apresentada em Nova York, “A Pêra da Carmem” (1986 e 1995) e “Marília Pêra canta Carmen Miranda” (2005). Outras estrelas vividas por Marília foram Dalva de Oliveira, no musical “A estrela Dalva” (1987); Maria Callas, na peça “Master Class” (1996) e a estilista “Coco Chanel”, na peça “Mademoiselle Chanel” (2004).

G1